A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Critérios de estudo e interpretação do Evangelho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Critérios de estudo e interpretação do Evangelho."— Transcrição da apresentação:

1 Critérios de estudo e interpretação do Evangelho

2 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João, 14:26

3 Muitos pontos dos Evangelhos, da Biblia e dos autores sacros em geral só são inintelegíveis, parecendo alguns até irracionais, por falta da chave que faculte se lhes aprenda o verdadeiro sentido. Essa chave está completa no Espiritismo [...]. O Evangelho segundo o Espiritismo - Introdução

4 Causa e efeito Deus Jesus Espírito Perispírito Evolução Livre-arbítrio Pluralidade dos mundos Imortalidade da alma Vida futura Plano espiritual Mediunidade Influência dos Espíritos Ação dos Espíritos na natureza Reencarnação

5 As obras que eu faço em nome de meu Pai, essas testificam de mim. João, 10:25

6 [...], Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra.Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor, [...]. O Livro dos Espíritos – Questão 625

7 Meu reino não é deste mundo. João, 18

8 Por essas palavras, Jesus se refere claramente à vida futura, que Ele apresenta, em todas as circunstâncias, como a meta a que se destina a Humanidade e como devendo constituir objeto das principais preocupações do homem na Terra. O Evangelho segundo o Espiritismo – cap. II

9 Primeiro a erva, depois a espiga e, por último, o grão cheio na espiga. Mateus, 4:28

10 São os próprios Espíritos que se melhoram e, melhorando-se, passam de uma ordem inferior para outra mais elevada. O Livro dos Espíritos – questão 114

11 Oito dias depois, estando os discípulos no mesmo lugar e com eles Tomé, Jesus se apresentou, achando- se fechadas as portas, e, colocando-se no meio deles, disse-lhes: A paz seja convosco. João, 20

12 As aparições de Jesus se explicam perfeitamente pelas leis fluídicas e pelas propriedades do perispírito [...]. Jesus, [...], se mostrou com o seu corpo perispirítico, o que explica que só tenha sido visto pelos que ele quis que o vissem. A Gênese – cap. XV

13 Há muitas moradas na casa de meu Pai. João, 14

14 A casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito e oferecem, aos Espíritos que neles encarnam, estações apropriadas do seu adiantamento. O Evangelho segundo o Espiritismo – Cap. III

15 Restituí a saúde aos doentes, ressuscitai os mortos, curai os leprosos, expulsai os demônios. Dai de graça o que de graça recebestes. Mateus, 10:8

16 Os médiuns modernos – pois os apóstolos também tinham mediunidade – igualmente receberam de Deus um dom gratuito: o de serem intérpretes dos Espíritos, para instrução dos homens, para lhes mostrar o caminho do bem e conduzi-los à fé, [...]. O Evangelho segundo o Espiritismo – Cap. XXVI

17 Não te maravilhes de te haver dito: Necessário vos é nascer de novo. João, 3:7

18 Todos os Espíritos tendem para a perfeição e Deus lhes faculta os meios de alcançá-la, proporcionando-lhes as provações da vida corporal. Sua justiça, porém, lhes concede realizar, em novas existências, o que não puderam fazer ou concluir numa primeira prova. O Livro dos Espíritos – Questão 171

19 Eu sou o caminho, a verdade e a vida. João, 14:6


Carregar ppt "Critérios de estudo e interpretação do Evangelho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google