A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Módulo III Deus Apresentar Deus como a inteligência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Módulo III Deus Apresentar Deus como a inteligência."— Transcrição da apresentação:

1 Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Módulo III Deus Apresentar Deus como a inteligência suprema e a causa primeira de todas as coisas. Objetivo Geral

2 Roteiro 1 – Existência de DEUS; Programa Fundamental – Tomo I Módulo III – Deus - Quatro Roteiros Roteiro 2 – Provas da existência de Deus ; Roteiro 3 – Atributos da divindade; Roteiro 4 – A providência divina.

3 Idéias Principais Estudadas A existência de Deus é um sentimento inato em todos nós. A existência de Deus é um sentimento inato em todos nós. Deus não se mostra, mas se revela pelas suas obras. Deus não se mostra, mas se revela pelas suas obras. Não há efeito sem causa. Não há efeito sem causa. Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.

4 Citar os atributos da divindade, segundo o Espiritismo, analisando-os; Citar os atributos da divindade, segundo o Espiritismo, analisando-os; Programa Fundamental – Tomo I Módulo III - Deus Roteiro 3 – Atributos da Divindade Objetivos Específicos: Destacar a idéia de Deus ensinada por Jesus. Destacar a idéia de Deus ensinada por Jesus.

5 DEUS DEUS Quem, senão Deus, criou obra tamanha, O espaço e o tempo, as amplidões e as eras, Onde se agitam turbilhões de esferas, Que a luz, a excelsa luz, aquece e banha? Quem, senão ELE fez a esfinge estranha No segredo inviolável das moneras, No coração dos homens e das feras, No coração do mar e da montanha? Deus!... somente o Eterno, o Impenetrável, Poderia criar o imensurável E o Universo infinito criaria!... Suprema paz, intérmina piedade, E que habita na eterna claridade Das torrentes da Luz e da Harmonia! Antero de Quental

6 Quais as principais idéias de Antero de Quental (espírito) nessa poesia acerca de DEUS?

7 Antero de Quental, procura em sua poesia estabelecer alguns traços entre o Criador e sua obra, identificando características de ambos, as quais revelam o poder de Deus e de suas Leis no Universo.

8 Embora ainda não possa o ser humano compreender a natureza íntima de Deus, porque lhe falta para isso o sentido, pode formar idéia de alguns de seus atributos. LE Q.10 Pode o homem compreender a natureza íntima de Deus? Não; falta-lhe, para tanto, o sentido. Esclarecimentos Doutrinários

9 Mas, no estágio em que ele se encontra, a idéia que faz dos atributos divinos ainda é imperfeita, embora creia abranger tudo, no entanto, há coisas que estão acima da inteligência do homem mais inteligente. Será dado um dia ao homem compreender o mistério da Divindade? (LE q.11) Quando seu espírito não mais estiver obscurecido pela matéria e, pela sua perfeição, se houver aproximado de Deus, então o verá e o compreenderá. Esclarecimentos Doutrinários

10 (...) A razão, com efeito, vos diz que Deus deve possuir essas perfeições em grau supremo, por que, se tivesse uma só de menos, ou não a tivesse em grau infinito, não seria superior a tudo e, por conseguinte, não seria Deus. Para estar acima de todas as coisas, Deus não pode achar-se sujeito a nenhuma vicissitude, nem sofrer nenhuma das imperfeições que a imaginação possa conceber. Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom, não temos uma idéia completa de seus atributos? LE Q. 13 Esclarecimentos Doutrinários

11 Atividades dos participantes

12 1. Ler os subsídios do Roteiro; 2. Estudar o atributo divino indicado; 3. Elaborar um texto que analise o atributo estudado; 4. Destacar a argumentação que liga o atributo à divindade.

13 Conclusões

14 Vamos reler a poesia, DEUS, de Antero de Quental, e identificar no texto os atributos da Divindade

15 DEUS DEUS Quem, senão Deus, criou obra tamanha, O espaço e o tempo, as amplidões e as eras, Onde se agitam turbilhões de esferas, Que a luz, a excelsa luz, aquece e banha? Quem, senão ELE fez a esfinge estranha No segredo inviolável das moneras, No coração dos homens e das feras, No coração do mar e da montanha? Deus!... somente o Eterno, o Impenetrável, Poderia criar o imensurável E o Universo infinito criaria!... Suprema paz, intérmina piedade, E que habita na eterna claridade Das torrentes da Luz e da Harmonia! Antero de Quental

16 Eternidade; Eternidade; Atributos da Divindade Imutabilidade e imaterialidade; Imutabilidade e imaterialidade; Unicidade e Onipotência; Unicidade e Onipotência; Suprema e soberana inteligência; Suprema e soberana inteligência; Soberana justiça e bondade; Soberana justiça e bondade; Perfeição infinita; Perfeição infinita;

17 Deus é eterno: Deus é eterno: Argumentação Se tivesse tido um começo, teria saído do nada, ou, então, teria sido criado por um ser anterior. Deus é imutável: Deus é imutável: Se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo não teriam nenhuma estabilidade. Deus é imaterial: Deus é imaterial: Se fosse de natureza material estaria sujeito às transformações da matéria e, portanto, não seria imutável. LE Q.13

18 Deus é único: Deus é único: Argumentação Se houvesse muitos deuses, não haveria unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo. Deus é onipotente: Deus é onipotente: Se não tivesse o soberano poder, algo haveria mais poderoso ou tão poderoso quanto Ele, ou seja, poderia não ter feito todas as coisas e as que não tivesse feito seriam obra de outro Deus. Deus é soberanamente justo e bom: Deus é soberanamente justo e bom: A sabedoria providencial das leis divinas, reveladas tanto nas menores com nas maiores coisas, não permite duvidar nem de sua justiça, nem de sua bondade. LE Q.13

19 Finalmente... Jesus, ao nos apresentar Deus como nosso Pai amoroso e justo, à espera de nossa contribuição no aperfeiçoamento da Obra Divina, como irmãos de uma grande família universal, nos deu a orientação segura do nosso papel na construção de um mundo fraterno para a suprema felicidade de todos nós. Jesus, ao nos apresentar Deus como nosso Pai amoroso e justo, à espera de nossa contribuição no aperfeiçoamento da Obra Divina, como irmãos de uma grande família universal, nos deu a orientação segura do nosso papel na construção de um mundo fraterno para a suprema felicidade de todos nós.

20


Carregar ppt "Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Módulo III Deus Apresentar Deus como a inteligência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google