A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informações Adicionais Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informações Adicionais Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação."— Transcrição da apresentação:

1

2 Informações Adicionais Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação Científica e Cultural - CDCC Universidade de São Paulo - USP Endereço: Av. Trabalhador São-Carlense, n.400 São Carlos-SP Tel: 0-xx (Observatório) Tel: 0-xx (CDCC) Localização: Latitude: 22° 00' 39,5"S Longitude: 47° 53' 47,5"W Imagem: O Inicio do Observatório

3

4 A Sessão Astronomia As Sessões Astronomia são palestras proferidas pela equipe do Setor de Astronomia todos os sábados às 21h00. Iniciadas em 1992, foram criadas com o objetivo de falar sobre Astronomia ao nosso público em uma linguagem simples e acessível a todas as faixas etárias. Estas palestras se tornaram uma opção de diversão e informação para a comunidade local e também para visitantes de nossa cidade. Os temas abordados são os mais variados possíveis. O material multimídia contido aqui consiste numa opção audiovisual complementar que o professor do Sistema de Ensino pode utilizar como auxílio às suas aulas. O conteúdo das Sessões Astronomia pode ser acessado no seguinte endereço: Crédito do logo: Sessão Astronomia, CDCC-USP/SC, criado por Andre Fonseca da Silva

5 Por Fellipy Dias Silva Onde fica aquela constelação?

6 Apresentação Título: Onde estão as constelações Nome do Autor: Fellipy Dias Silva Data da Apresentação: 27/10/2007 Número de Espectadores no Auditório: 27 Nome do Apresentador: Fellipy Dias Silva Resumo/ABSTRACT: Esta palestra teve como maior objetivo ensinar o público a identificar as constelações no céu através de métodos simples a partir de estrelas ou constelações bem conhecidas. Houve depois uma sessão prática, onde cada visitante, munido de uma carta celeste simples, poderá aplicar os conceitos aprendidos na sessão. Crédito da Imagem de Abertura: –Getty Images. Disponível em Acessado em 15.OUT.2007http://www.gettyimages.com

7 Sobre Constelações No passado:No passado: –Estrelas formando desenhos –Objetos e cenas do cotidiano –Figuras mitológicas Utilização:Utilização: –Orientação geográfica –Agricultura –Estações do ano

8 Comentários Voltando no tempo, pode-se dizer que, no passado, as constelações foram um conjunto de estrelas cujos desenhos representavam objetos e/ou cenas do dia-a-dia e de figuras mitológicas. As constelações tinham como principais ultilidades orientação geográfica (por exemplo, nas Grandes Navegações), sem contar que eram usadas como referências de marcação de tempo; isto é, para alguns povos, a aparição de certas constelações determinava os períodos de plantio e colheita de alimentos. Créditos da Imagem: - Starry Night Store. Disponível em Último acesso em 19.OUT.2007

9 Sobre Constelações Conceito formal:Conceito formal: –Região do céu representada por desenho composto pelas estrelas desta 88 Constelações (IAU – 1930)88 Constelações (IAU – 1930)

10 Comentários Basicamente, pelo conceito atual, as constelações são regiões do céu que são representadas pelos desenhos formados pelas estrelas destas. Esta definição foi estabelecida pela União Astronômica Internacional em 1930, que também constituiu que o céu em volta do planeta seria constituído por 88 constelações. Créditos da Imagem: –Wikipedia. Disponível em n_map.png. Último acesso em 19.OUT n_map.png

11 Sobre Constelações Para organização: esfera celeste Estrelas encrustradas numa esfera

12 Comentários Uma forma para ajudar a identificar as constelações é imaginar o céu uma semi-esfera que rodeia o observador, e que nela estão encrustadas as estrelas que conseguimos observar: está aí o conceito de esfera celeste. Créditos da Imagem: –SOARES, Eduardo. A Esfera Celeste. In: Cosmobrain. Disponível em pc1.gif. Último acesso em 21.OUT pc1.gif

13 Sobre Constelações Para identicaçao: Carta celeste ou Planisfério

14 Comentários Para ter um mapeamento das constelações, foram criadas as cartas celestes, que são uma espécie de mapa, mas representando todo o céu que estava contido na Esfera celeste. Entretanto, as cartas celestes podem mostrar tanto um céu de uma determinada época ou então do ano todo. Já o Planisfério é um um pouco mais específico, pois ele indica como será o céu em uma época específica (com precisão de data e hora) do ano. E esta época pode ser alterada com a ajuda das guias que estão em torno do planisfério. Créditos das Imagens: - Go Ahead's Comércio. Disponível em Último acesso em 21.OUT Clube da Astronomia. Disponível em Último acesso em 21.OUT.2007

15 Sobre Constelações Magnitude: Diferença de brilho entre as estrelas:Magnitude: Diferença de brilho entre as estrelas: –Quanto mais baixo o valor da magnitude: mais brilhante –Quanto mais alto o valor da magnitude: menos brilhante

16 Comentários Entretanto, as estrelas que estão no céu não possuem um mesmo brilho. E, para resolver este problema, na antigüidade foi estabelecido um conceito de magnitude, cujo o brilho da estrela é representado por um número. Quanto mais alto é este número, menos brilhante é a estrela, e quanto mais baixo, mais brilhante é a estrela.

17 Sobre Constelações Visualização na Terra: Magnitude aparente Mesmo brilho e mesma distância Mais distante: menos brilhante Mais próximo: brilho maior

18 Comentários O que a gente observa aqui na Terra é só um conceito aparente de Magnitude, já que as estrelas não estão dispostas a uma mesma distância do planeta; por exemplo, se duas estrelas, com o mesmo brilho, estiverem em distâncias diferentes em relação ao observador, ele vai perceber que a estrela mais próxima terá menor magnitude aparente (isto é, será mais brilhante), e a que estiver mais distante terá maior magnitude aparente, ou será menos brilhante.

19 Medidas Medidas na esfera celeste: Medidas Angulares 90º entre plano do horizonte e ponto acima das nossas cabeças 360º: uma volta completa para observar todos os pontos do horizonte Observador Esfera Celeste

20 Comentários A forma com que se mede a posição das estrelas no céu é diferente da maneira que utilizamos para medir a extensão de objetos aqui na superfície. Admitindo que o céu comporta-se como uma semi-esfera celeste, os objetos são medidos através de posições angulares no céu. Por exemplo: entre o ponto mais próximo do horizonte e ponto mais alto sobre a nossa cabeça (zênite), está um ângulo de 90º; e, para observar todos os pontos no horizonte, é necessário darmos uma volta em torno de nós mesmos, ou então girar em 360º. Créditos da Imagem: - Arquivo pessoal

21 Medidas Maneira simples para medir: estender a mão em direção ao horizonte Observador

22 Comentários Mas isso não quer dizer que é necessário pegar um transferidor para poder verificar qual é a posição dos astros no céu. Uma maneira simples de fazer as medidas angulares é usar apenas o braço esticado a as mãos. Créditos da Imagem: - Getty Images. Disponível em Acessado em 15.OUT.2007

23 Medidas 1º 2º 5º 10º 15º 20º

24 Comentários A grosso modo, as medidas angulares podem ser cobertas da seguinte forma: Créditos das Imagens: - Arquivo pessoal Parte da mãoÂngulo coberto no céu Dedo mindinho1º Polegar esticado2º Dedos indicador, médio e anular juntos e esticados5º Punho cerrado10º Dedos Indicador e mindinho esticados15º Dedos Polegar e mindinho esticados20º

25 Prontos para começarmos? Então lá vamos nós...

26 Comentários Agora que já sabemos alguns conceitos básicos sobre constelações, medidas e brilho, já podemos tentar achar no céu algumas constelações. Para isso, vou dividir as constelações em quatro etapas, de acordo com as estações do ano, sempre começando pelas constelações mais fáceis de serem identificadas, e partindo para as mais difíceis. As imagens foram geradas simulando o céu da Região de São Paulo, simulando um ano inteiro. Os horários em que aparecem as constelações alternam entre 21h00 e 0h00. Créditos das Imagens posteriores: –Imagens geradas pelo programa Stellarium. Disponível em Utilizado pela última vez em 25.OUT.2007

27 TRÊS MARIAS Onde está Órion?

28 TRÊS MARIAS Aldebaran Bellatrix Sírius Betelgeuse Mirfak Plêiades Híades A partir de Órion CÃO MAIOR PERSEU CÃO MENOR TOURO Prócion

29 Comentários Sírius: segunda estrela mais brilhante do céu. Híades e Plêiades, nebulosas localizadas na constelação do Touro. Dentro dessas nebulosas, existem estrelas que foram criadas recentemente, comparando com a idade de outras estrelas.

30 A partir de Órion Capela El Nath Saiph Rigel Arneb TRÊS MARIAS Bellatrix Sírius Prócion Betelgeuse GÊMEOS Castor Pollux Alhena LEBRE COCHEIRO Triângulo de Inverno HEMISFÉRIO NORTE

31 Comentários Triângulo de Inverno: nome dado ao triângulo formado por Sírius, Prócion e Betelgeuse, que costuma aparecer no período de Inverno no Hemisfério Norte e Verão no Hemisfério Sul.

32 Cruzeiro do Sul Intrometida Cadê o Cruzeiro do Sul? Falso Cruzeiro

33 Comentários Diferença entre o Cruzeiro do Sul e o Falso Cruzeiro: O Cruzeiro do Sul possui uma estrela localizada próxima ao centro da cruz (Intrometida), e a constelação também sempre está apontando seu eixo maior em direção ao Pólo Sul Celeste.

34 γ Crux β Crux α Cen Hadar Pólo Sul Celeste α Crux δ Crux Saco de Carvão A partir do Cruzeiro do Sul Pequena Nuvem de Magalhães

35 TRIÂNGULO AUSTRAL Antares ε Crux (intrometida) CENTAURO Guardião do Cruzeiro α Cen Hadar LOBO β Crux γ Crux

36 Comentários α Cen: Segunda estrela mais próxima da Terra. Sua distância é de, aproximadamente 4,5 Anos-Luzα Cen: Segunda estrela mais próxima da Terra. Sua distância é de, aproximadamente 4,5 Anos-Luz

37 Antares: Coração do Escorpião Antares Centro da Via Láctea

38 Antares Denébola Spica Arcturus LIBRA BOIEIRO VIRGEM Porrima

39 Denébola Regulus Spica Arcturus Kraz Porrima CORVO TAÇA

40 Denébola Regulus Spica Arcturus Porrima Algeiba LEÃO CÃO MENOR HIDRA MACHO Alphard Prócion Três Marias

41 CÂNCER LEÃO GÊMEOS Denébola Regulus Spica Arcturus Porrima Alphard Prócion Algeiba Pollux

42 Antares SAGITÁRIO: Bule de Chá Kaus Australis

43 Comentários Popularmente, a Constelação do Sagitário é também conhecida como a constelação do Bule de Chá, pois a disposição das estrelas lembra um bule de chá. α Cen

44 Kaus Australis Rasalhague Antares Altair Vega ÁGUIA Deneb Albíreo CISNE OFÍUCO LIRA

45 Rasalhague Altair Vega Deneb Triângulo de Verão HEMISFÉRIO NORTE

46 Comentários Triângulo de Verão: nome dado ao triângulo formado por Vega, Deneb e Altair, que costuma aparecer no período de Verão no Hemisfério Norte e inverno no Hemisfério Sul.

47 PÉGASO PEIXES AQUÁRIO CAPRICÓRNIO GOLFINHO Altair Deneb Alpheratz Enif Markab Algenib Scheat

48 BALEIA Difda Fomalhut Plêiades Mirfak PÉGASO Altair Deneb Alpheratz Enif Markab Algenib Scheat M31: Andrômeda PERSEU PEIXE AUSTRAL

49 Alpheratz MarkabAlgenib Scheat O Quadrado Mágico de Pégaso O N S L

50 Comentários O Quadrado de Pégaso também pode ser utilizado para orientação, já que cada lado do quadrado indica a direção dos Pontos Cardeais.

51 É só isso? Agora é a sua vez! Com auxílio de uma carta celeste: crie seus próprios métodos DIVIRTA-SE!!!

52 Comentários Estes não são os únicos métodos para identificar as constelações, você mesmo, com o auxílio de uma carta ou um planisfério Celeste, pode criar seus próprios métodos para identificar as constelações. As medidas angulares dos dedos, embora não foram utilizadas aqui nesta palestra, podem também auxiliar no mapeamento das constelações.

53

54 Comentários Exemplo da carta que foi entregue ao público no final da apresentação. Créditos da Imagem: - Sky Maps. Disponível em Último acesso em 22.AGO.2007

55 Fim Obrigado =)

56 Bibliografia Livros DELERUE, Alberto. Rumo às Estrelas. 3ª Edição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, Sites: SOARES, Eduardo. A Esfera Celeste: Um Conceito Fundamental. In: Cosmobrain. Disponível em Último acesso em 21.OUT Skymaps. Disponível em Último acesso em 22.OUT.2007http://www.skymaps.com


Carregar ppt "Informações Adicionais Setor de Astronomia (OBSERVATÓRIO) (Centro de Divulgação da Astronomia - CDA) Centro de Divulgação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google