A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

39ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO 30º ENCONTRO NACIONAL DOS DIRIGENTES DE FACULDADES DE ODONTOLOGIA 29 a 31 de julho de 2004.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "39ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO 30º ENCONTRO NACIONAL DOS DIRIGENTES DE FACULDADES DE ODONTOLOGIA 29 a 31 de julho de 2004."— Transcrição da apresentação:

1 39ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO 30º ENCONTRO NACIONAL DOS DIRIGENTES DE FACULDADES DE ODONTOLOGIA 29 a 31 de julho de 2004 BELO HORIZONTE PAINEL: O ensino odontológico e sua relação com o SUS 39ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO 30º ENCONTRO NACIONAL DOS DIRIGENTES DE FACULDADES DE ODONTOLOGIA 29 a 31 de julho de 2004 BELO HORIZONTE PAINEL: O ensino odontológico e sua relação com o SUS Tema: A atenção integral e a gestão da saúde

2

3 Saúde Verticalidade Integralidade Resolutividade ODONTOLOGIAODONTOLOGIA

4 Interação Ação com integralidade Ação com integralidade Aspectos objetivos Aspectos objetivos Aspectos subjetivos Aspectos subjetivos (Pinheiro, 2001) Integralidade

5 (Mattos, 2001) Integral X Modelo biomédico Aumento de cobertura Aumento de cobertura Valor legado boa prática profissional atitude profissional Valor legado boa prática profissional atitude profissional

6 Integral Integralidade Ação para a saúde

7 SAÚDE OU DOENÇA SAÚDE OU DOENÇA Serviços de saúde Influência ambiental Influência ambiental Genética e biologia Genética e biologia Estilo de vida Estilo de vida Teoria da promoção de saúde Constituição Hereditariedade Constituição Hereditariedade Hábitos Comportamento Cultura Hábitos Comportamento Cultura Acesso Qualidade Acesso Qualidade Social Econômico Cultural Ecológico Social Econômico Cultural Ecológico LALONDE, 1976

8 ESCOVAÇÃO ConstituiçãoHereditariedadeConstituiçãoHereditariedade HábitosComportamentoCulturaHábitosComportamentoCultura AcessoQualidadeAcessoQualidade SocialEconômicoCulturalEcológicoSocialEconômicoCulturalEcológico PRÓTESE Integralidade ?

9 Ministério da Saúde Previdência Social SAÚDEPÚBLICA ASSISTÊNCIA Verticalidade dos programas SUS (Mattos, 2001)

10 Formação verticalizada AUXILIARAUXILIARAUXILIARAUXILIAR MÉDICOMÉDICOMÉDICOMÉDICO AUXILIARAUXILIARAUXILIARAUXILIAR TÉCNICOTÉCNICOTÉCNICOTÉCNICO DENTISTADENTISTADENTISTADENTISTA ENFERMEIROENFERMEIROENFERMEIROENFERMEIRO AGENTEAGENTEAGENTEAGENTE Organização verticalizada

11 A odonto quando ela entrou, ela entrou para compor uma equipe de saúde da família, entrando com a especificidade de equipe de saúde bucal mas na verdade era para ela estar integrada a essas outras categorias. Na minha visão eu acho que isso ocorreu pouco, eu acho que a inserção foi baixa, eu acho que tem o problema da odonto no sentido que nós somos realmente uma profissão que de alguma forma sofre um isolamento que vem desde a graduação, no sentido de que a gente é meio separado da saúde... membro da equipe de coordenação membro da equipe de coordenação (Santiago, 2003)

12 Olha eu vou te falar com sinceridade. Eu não me envolvo com as coisas lá de fora. Eu não sei nada da enfermagem. Eu não sei nada dos médicos, como que é a marcação deles, assim como eles não interferem na nossa marcação aqui. (...) um paciente que tem algum problema de saúde, eu prefiro mandar para o médico, aí a coisa já fica mais fácil. A relação que a gente tem com eles é essa. (...) Eu acho que na verdade não vai acontecer um entrosamento. Não tem como acontecer um entrosamento entre o pessoal lá de fora e o pessoal daqui de dentro. Nosso trabalho é diferente do trabalho deles. Cirurgião dentista de equipe Cirurgião dentista de equipe (Santiago, 2003)

13 Resolutividade Sistema de atenção Básica ou primáriaSecundáriaTerciária primária primária Secundária ? ?

14 Eu não recebi tratamento até hoje e já pedi faz uns 9 meses. Mas tem gente que quando a dentista vem já marca na hora. Eu peguei a vaga do meu irmão porque ele estava preso. A gente põe o nome na fila e espera uns 2 anos. Meu vizinho quando eles chamaram já tinha até morrido Médico se a gente tiver paciência a gente até consegue, mas dentista nem com muita espera. Dentista é o pior. A gente não consegue vaga de jeito nenhum. O pior de tudo é dentista. A gente precisa e não tem. (Andrade, 2002) (Andrade, 2002)

15 PRODUTIVIDADE X INTEGRALIDADE "A gente precisa da consulta com especialista para continuar acompanhando o paciente e muitas vezes não se está conseguindo, então acho que isso afeta bastante a integralidade. Então acho que então acho que isso afeta bastante a integralidade. Então acho que está sendo prejudicada não só no sentido do mais complexo, mas no sentido do menos complexo. Hoje eu não posso dar uma atenção sentido do menos complexo. Hoje eu não posso dar uma atenção menos complexa por que eu não tenho tempo, e eu não posso dar uma atenção mais complexa por que não tenho a referência funcionando uma atenção mais complexa por que não tenho a referência funcionando Conill (2002) Conill (2002)

16 RESULTADOS DO NOSSO TRABALHO RESULTADOS DO NOSSO TRABALHO

17 A CURVA DO INSUCESSO

18 Sistema de atenção Básica ou primáriaSecundáriaTerciária primária primária Secundária Construção com base mercantil Aumentar a cobertura de populações carentes Satisfação: chance de consumo $ $ $ $ SCHRAIBER et al, 2000

19 Sistema de atenção Básica ou primáriaSecundáriaTerciária primária primária Secundária Complexidade da atenção Soluções na porta de entrada Grande investimento no saber Reconceituar tecnologia de ponta Resolutividade SCHRAIBER et al, 2000

20 FUNDAMENTOS ENTRAVES

21 Profissional que o SUS necessita

22 Saúde Verticalidade Integralidade Resolutividade ? ODONTOLOGIA

23 Repensar a odontologia Reinventá-la Reinventá-la


Carregar ppt "39ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO 30º ENCONTRO NACIONAL DOS DIRIGENTES DE FACULDADES DE ODONTOLOGIA 29 a 31 de julho de 2004."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google