A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MD-FOP îÉ o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. îO objetivo de uma fundição é o de produzir.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MD-FOP îÉ o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. îO objetivo de uma fundição é o de produzir."— Transcrição da apresentação:

1 MD-FOP îÉ o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. îO objetivo de uma fundição é o de produzir réplicas de um objeto qualquer. îÉ o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. îO objetivo de uma fundição é o de produzir réplicas de um objeto qualquer. FUNDIÇÃOFUNDIÇÃODEFINIÇÃODEFINIÇÃO

2 î Fundição em areia î Fundição em moldes permanentes (matriz) (matriz) î Cera perdida (fundição de precisão) î Fundição em areia î Fundição em moldes permanentes (matriz) (matriz) î Cera perdida (fundição de precisão) FUNDIÇÃOFUNDIÇÃO MÉTODOSMÉTODOS MD-FOP

3 î Consiste na fabricação de um molde bi- partido de areia, a partir de um modelo de dimensões idênticas a peça a ser fundida. î A peça fundida em areia passa por grades processos de acabamento. î Consiste na fabricação de um molde bi- partido de areia, a partir de um modelo de dimensões idênticas a peça a ser fundida. î A peça fundida em areia passa por grades processos de acabamento. MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM AREIA

4 MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM AREIA PeçaPeça Caixa de areia PartiçãoPartição MoldeMolde Acabado Fabricação do Molde FundiçãoFundição

5 î Consiste na fabricação de um molde bi- partido de metal, o qual é utilizado para inúmeras fundições. î A peça possui elevada precisão, porém o custo do molde é elevado. î Consiste na fabricação de um molde bi- partido de metal, o qual é utilizado para inúmeras fundições. î A peça possui elevada precisão, porém o custo do molde é elevado. MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM MOLDES PERMANENTES

6 MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM MOLDES PERMANENTES Matríz metálica Partição

7 î Consiste na fabricação de um molde, a partir de uma réplica em cera da peça que se deseja obter. î A peça possui elevada precisão, porém o modelo de cera é perdido durante o precesso de fundição. î Consiste na fabricação de um molde, a partir de uma réplica em cera da peça que se deseja obter. î A peça possui elevada precisão, porém o modelo de cera é perdido durante o precesso de fundição. MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM CERA PERDIDA

8 MÉTODOS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO EM CERA PERDIDA Objeto de cera cera RevestimentoRevestimento

9 FUNDIÇÃOFUNDIÇÃO MD-FOP

10 î Moldagem do paciente î Obtenção do troquel î Fabricação do padrão de cera î Inclusão em revestimento Simples Dupla - técnica da boneca î Eliminação da cera e queima do revestimento î Fundição î Moldagem do paciente î Obtenção do troquel î Fabricação do padrão de cera î Inclusão em revestimento Simples Dupla - técnica da boneca î Eliminação da cera e queima do revestimento î Fundição FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP

11 î Obtenção do troquel em gesso î Escultura em resina ou cera da estrutura dental a ser substituida por metal î Obtenção do troquel em gesso î Escultura em resina ou cera da estrutura dental a ser substituida por metal FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO PADRÃO

12 î Foto do modelo de gesso FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

13 PREPARO DO PADRÃO DE CERA PREPARO DO PADRÃO DE CERA îEscultura îColocação do pino formador do canal de alimentação no padrão de cera; îFixação na base formadora do cadinho; îSolução umidificadora (antibolhas); îAdaptação da base no anel. îEscultura îColocação do pino formador do canal de alimentação no padrão de cera; îFixação na base formadora do cadinho; îSolução umidificadora (antibolhas); îAdaptação da base no anel. FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP

14 î Foto do modelo de gesso com a escultura FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

15 PINO FORMADOR DO CANAL DE ALIMENTAÇÃO PINO FORMADOR DO CANAL DE ALIMENTAÇÃO îEliminar a cera e permitir a passagem da liga fundida; îTipo: metálico - plástico - cera; îVolume do padrão de ceraDiâmetro do pino Brown & Sharp n o 10 e 12 (2,5 e 1,25 mm); Brown & Sharp n o 10 e 12 (2,5 e 1,25 mm); îExtensão do pino (6mm); îFixação do pino no padrão de cera; îCâmara de reserva (porosidade por contração localizada); îFixação do pino na base do cadinho. îEliminar a cera e permitir a passagem da liga fundida; îTipo: metálico - plástico - cera; îVolume do padrão de ceraDiâmetro do pino Brown & Sharp n o 10 e 12 (2,5 e 1,25 mm); Brown & Sharp n o 10 e 12 (2,5 e 1,25 mm); îExtensão do pino (6mm); îFixação do pino no padrão de cera; îCâmara de reserva (porosidade por contração localizada); îFixação do pino na base do cadinho. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

16 î Foto da escultura com o canal de alimentação fixada à base do cadinho FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

17 î Quebra a energia superficial da cera î Permite um melhor molhamento do revestimento sobre o padrão de cera revestimento sobre o padrão de cera î Quebra a energia superficial da cera î Permite um melhor molhamento do revestimento sobre o padrão de cera revestimento sobre o padrão de cera FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP ANTIBOLHASANTIBOLHAS

18 î Foto da escultura na base passando o antibolhas FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

19 î Foto do anel com preparado para ser revestido FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

20 FORRO DE AMIANTO îConfinamento do revestimentomenor expansão de presa; îFolha de amianto revestindo internamente o anel; îEspessura da camada e quantidade de expansão; îExpansão higroscópica pela umidade do amianto; îColocação da tira 3mm menor do que o anel metálico para impedir que a expansão longitudinal seja maior que a lateral. îConfinamento do revestimentomenor expansão de presa; îFolha de amianto revestindo internamente o anel; îEspessura da camada e quantidade de expansão; îExpansão higroscópica pela umidade do amianto; îColocação da tira 3mm menor do que o anel metálico para impedir que a expansão longitudinal seja maior que a lateral. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

21 COMPENSAÇÃO DA CONTRAÇÃO DIMENSIONAL Contração Expansão Padrão Liga Presa Térmica Higroscópica Contração Expansão Padrão Liga Presa Térmica Higroscópica MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

22 TÉCNICAS DE COMPENSAÇÃO TÉCNICAS DE COMPENSAÇÃO îExpansão térmica do revestimento (Phillips); îExpansão higroscópica do revestimento (Hollenback); îExpansão pela adição controlada de água (Asgar). îExpansão térmica do revestimento (Phillips); îExpansão higroscópica do revestimento (Hollenback); îExpansão pela adição controlada de água (Asgar). MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

23 REVESTIMENTOREVESTIMENTO îTipos I e III (térmica), II (higroscópica); îProporção; îEspatulação (manual e mecânica); îInclusão do padrão de cera: îPreenchimento do anel: sob vibração ou à vácuo. îTipos I e III (térmica), II (higroscópica); îProporção; îEspatulação (manual e mecânica); îInclusão do padrão de cera: îPreenchimento do anel: sob vibração ou à vácuo. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

24 ANEL PARA FUNDIÇÃO De borracha (expansão adição controlada) î Tamanho 4,0 x 2,8 cm; î Base formadora do cadinho; î Anel metálico; î Aro de borracha (adição de água). De borracha (expansão adição controlada) î Tamanho 4,0 x 2,8 cm; î Base formadora do cadinho; î Anel metálico; î Aro de borracha (adição de água). MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

25 EXPANSÃO TÉRMICA (PHILLIPS) îPresa do revestimento em temperatura ambiente; îTemperatura do forno até atingir 650 o C; îPermanência de 60 a 90 minutos em 650 o C; îFundição propriamente dita. îPresa do revestimento em temperatura ambiente; îTemperatura do forno até atingir 650 o C; îPermanência de 60 a 90 minutos em 650 o C; îFundição propriamente dita. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

26 MD-FOP

27 EXPANSÃO HIGROSCÓPICA (HOLLENBACK) îImersão do anel antes da presa inicial do revestimento; îTemperatura da água entre o C; îRemoção da cera por sucção; îTemperatura do forno até atingir 468 o C; îPermanência de 30 a 60 minutos em 468 o C; îFundição propriamente dita. îImersão do anel antes da presa inicial do revestimento; îTemperatura da água entre o C; îRemoção da cera por sucção; îTemperatura do forno até atingir 468 o C; îPermanência de 30 a 60 minutos em 468 o C; îFundição propriamente dita. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

28 MD-FOP

29 EXPANSÃO PELA ADIÇÃO CONTROLADA DE ÁGUA (ASGAR) îRemoção do anel metálico após a inclusão; îColocação do aro de borracha; îAdição de água (0,9-1,2 ml) antes da presa inicial; îRemoção do anel de borracha após presa final; îTemperatura do forno até atingir 468 o C; îPermanência de minutos em 480 o C; îFundição propriamente dita. îRemoção do anel metálico após a inclusão; îColocação do aro de borracha; îAdição de água (0,9-1,2 ml) antes da presa inicial; îRemoção do anel de borracha após presa final; îTemperatura do forno até atingir 468 o C; îPermanência de minutos em 480 o C; îFundição propriamente dita. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

30 MD-FOP

31 ANEL PARA FUNDIÇÃO Metálico (expansão térmica) Metálico (expansão térmica) î Tamanho 4,0 x 2,8 cm; î Base formadora do cadinho; î Tira de amianto. Metálico (expansão térmica) Metálico (expansão térmica) î Tamanho 4,0 x 2,8 cm; î Base formadora do cadinho; î Tira de amianto. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

32 MD-FOP FABRICAÇÃO DO MODELO

33 ELIMINAÇÃO DA CERA îRemoção da base do cadinho (térmica); îRemoção da base do cadinho, anel e aro de borracha (higroscópica); îCarbonização da cera (mono e dióxido de carbono); Expansão térmica (650 o C); Expansão higroscópica (468 o C). îRemoção da base do cadinho (térmica); îRemoção da base do cadinho, anel e aro de borracha (higroscópica); îCarbonização da cera (mono e dióxido de carbono); Expansão térmica (650 o C); Expansão higroscópica (468 o C). MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

34 ELIMINAÇÃO DA CERA îVelocidade do aquecimento do molde; îConsequência do superaquecimento do molde: Gases de enxofre; Gases de enxofre; Reação química entre C e CaSO 4. Reação química entre C e CaSO 4. îVelocidade do aquecimento do molde; îConsequência do superaquecimento do molde: Gases de enxofre; Gases de enxofre; Reação química entre C e CaSO 4. Reação química entre C e CaSO 4. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

35 MÁQUINAS DE FUNDIÇÃO MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA îPresão de ar: Liga fundida sobre o cadinho do anel; îForça centrífuga: Liga fundida separada do anel; îÀ vácuo: Liga fundida separada do anel. îPresão de ar: Liga fundida sobre o cadinho do anel; îForça centrífuga: Liga fundida separada do anel; îÀ vácuo: Liga fundida separada do anel.

36 FUSÃO DA LIGA îFontes de calor: Arco - voltaico Gás natural ou GLP - ar Gás natural ou GLP - ar Gás natural ou GLP - oxigênio Gás natural ou GLP - oxigênio Acetileno - oxigênio Acetileno - oxigênio Eletricidade Eletricidade Indução magnética Indução magnética îAquecimento da liga; îFundentes (bórax); îAspectos da liga fundida. îFontes de calor: Arco - voltaico Gás natural ou GLP - ar Gás natural ou GLP - ar Gás natural ou GLP - oxigênio Gás natural ou GLP - oxigênio Acetileno - oxigênio Acetileno - oxigênio Eletricidade Eletricidade Indução magnética Indução magnética îAquecimento da liga; îFundentes (bórax); îAspectos da liga fundida. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

37 FUSÃO DA LIGA À MAÇARICO îZona de mistura: Fria, próxima ao maçarico îZona de combustão: Redutora, combustão parcial îZona redutora: Cor azul, elevada temperatura îZona oxidante: Oxigênio não reagido îZona de mistura: Fria, próxima ao maçarico îZona de combustão: Redutora, combustão parcial îZona redutora: Cor azul, elevada temperatura îZona oxidante: Oxigênio não reagido MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

38 FOTO DA CHAM DO MAÇARICO MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

39 MÁQUINA DE FUNDIÇÃO POR PRESSÃO DE AR E A VÁCUO MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA îA liga é derretida na cavidade feita pela base formadora do cadinho îQuando a liga é fundida a máquina exerce uma pressão sobre a mesma fazendo com que ela penetre no molde. îVácuo é aplicado à base do anel simultaneamente a aplicação da pressão îA liga é derretida na cavidade feita pela base formadora do cadinho îQuando a liga é fundida a máquina exerce uma pressão sobre a mesma fazendo com que ela penetre no molde. îVácuo é aplicado à base do anel simultaneamente a aplicação da pressão

40 MÁQUINA DE FUNDIÇÃO A VÁCUO E POR PRESSÃO DE AR MD-FOP EAMES /MacNAMARA: Operative Dentistryv.3, n4, 1978

41 MÁQUINA DE FUNDIÇÃO POR FORÇA CENTRÍFUGA MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA îA liga é derretida em um cadinho separado do anel îQuando a liga é derretida, a mesma é injetada no molde por força centrífuga îA liga é derretida em um cadinho separado do anel îQuando a liga é derretida, a mesma é injetada no molde por força centrífuga

42 MD-FOP PHILLIPS:Materiais Dentários de Skinner, 8a ed. MÁQUINA DE FUNDIÇÃO POR FORÇA CENTRÍFUGA

43 FUSÃO DA LIGA ZONAS DA CHAMA ZONAS DA CHAMA î De mistura (fria, próxima ao bico do maçarico); î De combustão (oxidante, combustão parcial); î Redutora (azul, quente, sobre o metal); î Oxidante (combustão do oxigênio do ar). ZONAS DA CHAMA ZONAS DA CHAMA î De mistura (fria, próxima ao bico do maçarico); î De combustão (oxidante, combustão parcial); î Redutora (azul, quente, sobre o metal); î Oxidante (combustão do oxigênio do ar). MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

44 îFoto da chama do maçarico MD-FOP

45 îFoto da chama do maçarico MD-FOP

46 TEMPO PERMITIDO PARA FUNDIR O ANEL Fundir o anel imediatamente após a retirada do forno, para evitar: îContração do revestimento ao se resfriar; îDesajuste da peça fundida. Fundir o anel imediatamente após a retirada do forno, para evitar: îContração do revestimento ao se resfriar; îDesajuste da peça fundida. MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

47 LIMPEZA DA PEÇA FUNDIDA îApós a fundição pode-se fazer o tratamento térmico amaciador îRemoção do revestimento îDecapagem (ácido clorídrico a 50%) îNeutralização (bicarbonato de Ca) îApós a fundição pode-se fazer o tratamento térmico amaciador îRemoção do revestimento îDecapagem (ácido clorídrico a 50%) îNeutralização (bicarbonato de Ca) MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

48 ACABAMENTO E POLIMENTO DA PEÇA FUNDIDA îRemoção do pino do conduto de alimentação îRetoque da escultura îAlisamento das superfícies com brocas abrasivas îPolimento (Pedras, taça de borracha com pedra pomes, roda de pano e agente polidor) îRemoção do pino do conduto de alimentação îRetoque da escultura îAlisamento das superfícies com brocas abrasivas îPolimento (Pedras, taça de borracha com pedra pomes, roda de pano e agente polidor) MD-FOP FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA

49 FALHAS FALHAS DE DE FUNDIÇÃO FUNDIÇÃO MD-FOP

50 CLASSIFICAÇÃOCLASSIFICAÇÃO îDistorção; îRugosidade superficial ou irregularidades; îPorosidade; îFundição incompleta. îDistorção; îRugosidade superficial ou irregularidades; îPorosidade; îFundição incompleta. MD-FOP FALHAS DE FUNDIÇÃO

51 DISTORÇÃO DO PADRÃO DE CERA îAlterações térmicas (baixo ponto de fusão): a- contração durante o resfriamento; b- alteração da forma durante o enceramento do troquel; c- variações de manipulação; îAlterações pela liberação de tensões induzidas: a- tensões de compressão liberadas pelo resfriamento; b- tensões pela expansão de presa e higroscópica. îAlterações térmicas (baixo ponto de fusão): a- contração durante o resfriamento; b- alteração da forma durante o enceramento do troquel; c- variações de manipulação; îAlterações pela liberação de tensões induzidas: a- tensões de compressão liberadas pelo resfriamento; b- tensões pela expansão de presa e higroscópica. MD-FOP FALHAS DE FUNDIÇÃO

52 RUGOSIDADE SUPERFICIAL îBolhas de ar (inclusão do padrão de cera); îPelículas de água (separação do revestimento); îAquecimento rápido (fraturas pelo vapor dagua); îProporção água/pó (consistência); îAquecimento prolongado (desintegração do revestimento); îTemperatura da liga (contaminação pelo enxofre); îImpacto da liga fundida (colocação do pino); îCorpos estranhos (cadinho, fundente); îFusão da liga (mistura de ligas). îBolhas de ar (inclusão do padrão de cera); îPelículas de água (separação do revestimento); îAquecimento rápido (fraturas pelo vapor dagua); îProporção água/pó (consistência); îAquecimento prolongado (desintegração do revestimento); îTemperatura da liga (contaminação pelo enxofre); îImpacto da liga fundida (colocação do pino); îCorpos estranhos (cadinho, fundente); îFusão da liga (mistura de ligas). MD-FOP FALHAS DE FUNDIÇÃO

53 POROSIDADESPOROSIDADES îPorosidade devido a contração localizada: Insuficiência do metal fundido durante a solidificação ou esfriamento rápido; îPorosidade microscópica: Inclusão de ar ou óxido durante a fusão da liga îPorosidade devido a contração localizada: Insuficiência do metal fundido durante a solidificação ou esfriamento rápido; îPorosidade microscópica: Inclusão de ar ou óxido durante a fusão da liga MD-FOP FALHAS DE FUNDIÇÃO

54 FUNDIÇÃO INCOMPLETA îVentilação insuficiente do molde: Margens incompletas ou arredondadas; îFundição incompleta do padrão de cera: Preenchimento insuficiente do molde pela liga. îVentilação insuficiente do molde: Margens incompletas ou arredondadas; îFundição incompleta do padrão de cera: Preenchimento insuficiente do molde pela liga. MD-FOP FALHAS DE FUNDIÇÃO

55 CERA PARA MODELO î Cera tipo I: Plasticidade acima de 37 o C; Escoamento de 1% a 37 o C; Escoamento de 1% a 37 o C; î Cera tipo II:Baixa temperatura de solidificação; Escoamento de 1% a 30 o C. Escoamento de 1% a 30 o C. î Cera tipo I: Plasticidade acima de 37 o C; Escoamento de 1% a 37 o C; Escoamento de 1% a 37 o C; î Cera tipo II:Baixa temperatura de solidificação; Escoamento de 1% a 30 o C. Escoamento de 1% a 30 o C. FUNDIÇÃO ODONTOLÓGICA MD-FOP

56 TÉCNICASDE FUNDIÇÃO

57 CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS îSubstituição por metal da estrutura dentária; îAdaptação marginal da incrustação; îLinha de cimento (40µm); îAjuste oclusal da incrustação. îSubstituição por metal da estrutura dentária; îAdaptação marginal da incrustação; îLinha de cimento (40µm); îAjuste oclusal da incrustação. TÉCNICAS DE FUNDIÇÃO MD-FOP

58 SOLDA À PONTO MD-FOP Metal 1 Metal 2 ForçaForça ForçaForça Corrente elétrica CalorCalor Metal 1 Metal 2 SoldaSolda

59 SOLDA À MAÇARICO MD-FOP MaçaricoMaçarico Vareta de solda Peça soldada

60 SOLDA DE TOPO MD-FOP ForçaForça ForçaForça Corrente elétrica CalorCalor Metal 1 Metal 2 SoldaSolda

61 SOLDA ELÉTRICA MD-FOP Corrente elétrica Metal 1 Metal 2 Metal 1 Metal 2 Peça soldada

62 FUNDIÇÃO POR PRESSÃO DE AR MD-FOP PressãoPressão VácuoVácuo LigaLiga

63 FUNDIÇÃO POR FORÇA CENTRÍFUGA MD-FOP LigaLiga CadinhoCadinho Força centrífuga


Carregar ppt "MD-FOP îÉ o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. îO objetivo de uma fundição é o de produzir."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google