A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Linguagem C LPG-I – Revisão de Linguagem C Prof. Flavio Marcello

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Linguagem C LPG-I – Revisão de Linguagem C Prof. Flavio Marcello"— Transcrição da apresentação:

1 Linguagem C LPG-I – Revisão de Linguagem C Prof. Flavio Marcello

2 Linguagem C n Estrutura geral de um programa n Classificação dos dados n Variável n Expressões aritméticas n Comando de atribuição n Comandos de entrada e saída n Estruturas Seqüências

3 Definições Importantes Compilação Traduz o programa fonte para o programa objeto (.obj). Esses arquivos contêm um código intermediário que não pode ser entendido na exibição e nem na impressão. Programa Fonte Programa Objeto Tradutor (Compilador) Composição O editor de ligação (linker) toma um ou mais arquivos.obj e processa-os juntos para produzir um único arquivo executável com a extensão.exe. Editor de Ligação Subprogramas Compilados Independentemente Dados Programa Executável Resultados

4 Definições Importantes n Objetivo do computador: realizar tarefas envolvendo informações ou DADOS n Exemplo de DADOS: –notas –nomes –medidas n Existem vários tipos de dados –cada tipo é representado e processado de forma diferente

5 Definições Importantes n Definir um tipo de dados serve a dois propósitos: –indicar quanto espaço de memória deve ser alocado –prevenir os conflitos de tipo –O C tem 5 tipos básicos: char, int, float, void, double

6 INTEIRO Exemplo: Ling. C –int (valores inteiros entre e 32767) –unsigned int (valores inteiros entre 0 e ) –short int (valores inteiros entre e ) n Existem outros: unsigned short int, signed short int, long int, signed long int, unsigned long int

7 REAL Exemplo: 22.5, , 1.5 x Ling. C –float (valores entre 3,4E-38 e 3.4E+38 ) n Existem outros: double, long double n Números reais muito grandes ou muito pequenos podem ser escritos em forma de ponto flutuante

8 REAL n Exemplo de Números Reais escritos em ponto flutuante: +3.14E+07 (3.14 x 10 7 ) 5.1E-18 (5.1 x ) n Só são precisos em 11 dígitos significativos 5.1E-18 ( E-18) 2.51E-18 ( E-18)

9 LITERAL n Exemplo: ciência da computação CZ$20AO Joana DArc n Ling. C –char (caractere simples) –char nome_da_string [tamanho]; Inteiro que indica o tamanho da cadeia DELIMITADOR NÃO FAZ PARTE DA CADEIA DELIMITADOR NÃO FAZ PARTE DA CADEIA

10 IDENTIFICADORES n Um identificador em uma linguagem de programação representa uma localização na memória que é capaz de armazenar um valor e fazer referência a ele pelo seu nome de identificador. Memória NOME IDENTIFICADOR

11 IDENTIFICADORES n Regras para dar Nomes a Identificadores n Começar com caractere alfabético ou caractere de underline n O primeiro caractere poderá ser seguido de até 126 caracteres (alfabéticos, numéricos ou sublinha)

12 IDENTIFICADORES Regras para dar Nomes a Identificadores n Minúsculo ou Maiúsculo fazem a diferença (A linguagem C é "Case Sensitive) –nome –NOME –Nome n Não pode usar palavras reservadas ao próprio uso do C –Exemplo: auto, break, case, etc Identificadores Diferentes

13 IDENTIFICADORES EXEMPLO DE IDENTIFICADORES $MONEY (inválido) X_Z (válido) _A (válido, mas impróprio)

14 IDENTIFICADORES n Um identificador pode identificar: –constantes –variáveis –tipos de dados (definidos pelo usuário) –funções

15 IDENTIFICADORES n DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS n Uma variável permite que se associe um identificador com um valor variável (que pode ser mudado durante a execução do programa) n O valor pode variar, mas o tipo de dados deve ser sempre o mesmo

16 IDENTIFICADORES n EXEMPLO DE DELARAÇÃO DE VARIÁVEIS n Supondo-se que as variáveis NOME,SEXO, IDADE, SALARIO, DEPARTAMENTO; sejam utilizadas para armazenar o nome, o sexo, a idade, o salário e o código do departamento de uma pessoa. n Escrever um conjunto de declarações necessárias para criar as variáveis e associar às mesmas os respectivos tipos de dados

17 IDENTIFICADORES n EXEMPLO DE DELARAÇÃO DE VARIÁVEIS char NOME [20]; int IDADE; float SALARIO; char DEPARTAMENTO; char SEXO;

18 IDENTIFICADORES n DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS int i, j, k ; float valor ; char s1[10], s2 ; unsigned int ptr, p1; Exemplo: tipo variáveis Note a presença do ponto- e-virgula no final de cada declaração. virgula usada para separar as variáveis. Sintaxe : tipo lista_de_variáveis;

19 BIBLIOTECAS n As BIBLIOTECAS pré-definidas do "C", são definidas nos aquiver header – nada mais que uma biblioteca de funções (com extensão ".h"), sendo que existem diversos header's padrão no "C", entre eles podemos citar alguns :

20 BIBLIOTECAS n CTYPE.H - Definição de tipos e teste de tipos de dados e variáveis n CONIO.H - Funções de I/O no Console do Sistema Operacional n STDIO.H - Funções de I/O nos dispositivos padrão, como monitor, teclado, stdin, stdout e files n DOS.H - Funções de acesso as INT's do BIOS e DOS do MS-DOS n STRING.H - Funções de manipulação de strings (TC) n MATH.H - Funções matemáticas em geral

21 BIBLIOTECAS n FUNÇÕES DE E/S PADRÃO - Para termos acesso a estas funções devemos no programa fazer a seguinte declaração : #include n A Linguagem C possui função pré-definida para calcular potências: pow(base, exp). Utilizado-se o header MATH.H

22 BIBLIOTECAS – Mais Exemplos ABS(X)Valor absoluto do valor real X ARCCOS(X)Arco em Graus cujo cosseno é X ARCSIN(X)Arco em Graus cujo seno é X COS(X)Cosseno do ângulo X Graus EXP(X)Valor de e X sendo X real INT(X)Parte inteira do valor real X LN(X)Logaritmo neperiano (ou natural) de x real PIValor de ¶ RANDOM(X)Número aleatório inteiro entre 0 e X-1 ROUND(X)Número arredondado inteiro mais próximo de X SIN(X)Seno do ângulo X Graus SQR(X)Quadrado de X SQRT(X)Raiz quadrada de X

23 COMENTÁRIOS n Um comentário é usado para aumentar a clareza de um programa, embora não seja analisado pelo computador. n Um comentário pode ser escrito após // ou entre /* e */. n Um comentário pode ser inserido entre dois identificadores, números ou símbolos especiais e pode ser retirado do programa sem alteração de sua execução.

24 COMENTÁRIOS n Exemplo: // numero da matricula int MAT, NOTA, /* total de pontos no semestre */ //código de aluno COD;

25 Programa em C n Um programa, escrito em C, pode ser iniciado com a palavra reservada #include e deve sempre ter a função main ( ) seguida de abre chaves { e fecha chaves } as linhas de instruções/comandos são finalizadas por ponto e vírgula (;):

26 Programa em C – Forma Geral // Nome_do_Programa // Função : // Autor : // Data : // Seção de Declarações #include ; // variáveis globais ; main () { ; // variáveis locais ; }

27 Programa em C – Exemplo // Programa Exemplo // Função : Didática // Autor : Flavio Marcello // Data : Agosto 2007 // Seção de Declarações #include // variáveis globais int teste; main () { // variáveis locais float valor; // COMANDOS/Instruções }

28 Programa em C – Comando de Atribuição Permite que se atribua um valor a uma certa variável. A natureza desse valor deve ser compatível com o tipo da variável na qual está sendo armazenado. Para se realizar uma atribuição em C, utiliza-se o sinal =

29 Programa em C – Comando de Atribuição K 1; TOTAL + val 10.0; K = 1; TOTAL = srqt (N) + pow (X,2); val = 10.0 ; Linguagem AlgorítmicaLing. C

30 Programa em C – Comando Saída n O comando de saída é o comando pelo qual o sistema fornece, numa unidade de saída, resultados do processamento e mensagens. NOME MEMÓRIA Resultados de Processamento Mensagens

31 Programa em C – Comando Saída n Resultados de Processamento: podem ser fornecidos através de conteúdos de variáveis, conteúdos de constantes e resultados de expressões aritméticas e lógicas. n Mensagens: são utilizadas para que o programa dê informações ao usuário a respeito do processamento que está se realizando. Podem ser fornecidas através de conteúdo de variáveis, ou constantes do tipo string ou da mensagem propriamente dita.

32 Programa em C – Comando Saída printf : Saída formatada, através da saída padrão (monitor). Pertence ao grupo de funções de monitor formatada. Sintaxe: printf (string_de_controle, outros_argumentos); Descrição: string_de_controle: seqüência de comandos de formatação. outros_argumentos: caracteres ou variáveis a serem escritas. Observação:Necessita da biblioteca #include

33 Programa em C – Comando Saída São constantes utilizadas o comando de saída printf: CódigoSignificado %dInteiro %iInteiro %fFloat %cCaractere %sString %Coloca na tela um %

34 Programa em C – Comando printf Exemplos: printf ("Teste % %"); // Teste % % printf ("%f",40.345); // printf ("Um caractere %c e um inteiro %d",'D',120); // Um caractere D e um inteiro 120 printf ("%s e um exemplo","Este"); // Este e um exemplo printf ("%s%d%","Juros de ",10); // Juros de 10%

35 Programa em C – Comando printf CódigoSignificado \bRetrocesso (Back) \fAlimentação de formulários (form feed) \nNova linha (New line) \rRetorno de carro (carriage return) \tTabulação horizontal (tab) \Aspas \Apóstrofo \0Nulo (0 em decimal) \\Barra invertida \vTabulação vertical \aSinal sonoro (beep) \NConstante octal (N é o valor da constante) \xNConstante hexadecimal (N é o valor da constante) São constantes utilizadas o comando de saída printf:

36 Programa em C – Comando Entrada n É o comando através do qual o sistema recebe os DADOS DE ENTRADA e os armazena em variáveis. n Os dados de entrada são fornecidos ao sistema através de uma unidade de entrada, por exemplo o teclado. NOME MEMÓRIA dados

37 Programa em C – Comando Entrada n Na execução de um comando de entrada, o processamento é interrompido, até que sejam fornecidos, via unidade de entrada, valores para os dados de entrada. n Os valores digitados pelo teclado devem ser separados pela digitação da tecla n Os identificadores são separados por vírgula ou espaço em branco

38 Programa em C – Comando Saída scanf : Entrada formatada, através da entrada padrão (teclado). Pertence ao grupo de funções de entrada formatada. Sintaxe: scanf (string_de_controle, outros_argumentos); Descrição: string_de_controle: seqüência de comandos de formatação. outros_argumentos: caracteres ou variáveis a serem escritas. Observação:Necessita da biblioteca #include

39 Programa em C – Comando scanf São constantes utilizadas o comando de saída scanf: CódigoSignificado %dInteiro %iInteiro %fFloat %cCaractere %sString

40 Programa em C – Comando scanf A função scanf requer o uso do operador endereço & em frente da variável (para valores numéricos). O operador & nos diz em qual endereço de memória a variável está armazenada.

41 Programa em C – Entrada e Saida #include main (void) { char label[20]; char name[20]; int age; double salary; printf("\n\nExemplo de Scanf e Printf"); /* Entre com nome, idade, e salario como string, inteiro, e double real */ printf("\Digite seu nome, idade e salario\n"); scanf("%20s %d %lf", name, &age, &salary); /* Entre com string de caracteres, máximo 20 */ printf("\n\nDigite um texto ate 20 caracteres: "); scanf("%20s", label); fflush(stdin); /* limpa a entrada no caso de uma entrada erronea */ /* Imprimindo dados digitados */ printf(" \n"); printf("\nTitulo%s\n",label); printf("%s idade %d $%15.2lf\n", name, age, salary); printf(" \n\n"); }

42 Programa em C – Expressões Aritméticas Operadores Utilizado em Linguagem C

43 Atribuir dois valores (preço unitário e quantidade) e calcular o preço total. Preço_unit 5.0 Início Quant 10 Preço_tot Preço_Unit * Quant Fim Exercício – Converta para Ling. C

44 //Programa Exemplo 00 // Inicio Real PREÇO_UNIT, PREÇO_TOT; Inteiro QUANT; PREÇO_UNIT 5.0; QUANT 10; PREÇO_TOT PREÇO_UNIT * QUANT; Fim // Programa Preco Total // Função : Dado o preço unitário e a quantidade de um produto, // imprimir o valor total da compra. // Autor : Flavio Marcello // Data : Agosto 2007 // Seção de Declarações #include main () { float PRECO_UNIT, PRECO_TOT; int QUANT; PRECO_UNIT = 5.0; QUANT = 10; PRECO_TOT = PRECO_UNIT * QUANT; }

45 Programa em C Erros em Programas Erro de Lógica Erro de Sintaxe // Programa Preco Total #include // variáveis globais float preco_unit, preco_total int quant; main () { // COMANDOS/Instruções printf ("Programa que calcula o Preco Produto. "); printf ("\nDigite o preco unitário: "); scanf ("%f", &preco_unit ); preco_total = preco_unit * quant; printf ("\nDigite a quantidade: "); scanf ("%i", &quant ); printf (\nPreco total = %.2f", preco_total ); }

46 Faça um programa para ler o preço unitário e a quantidade de um produto, imprimir o valor total da compra. Exercício – Converta para Ling. C

47 Exercícios Propostos Dado o preço unitário e a quantidade de um produto, imprimir o valor total da compra. Escreva um programa que leia a velocidade e o tempo de percurso, calcule e mostre a distância percorrida. O custo ao consumidor de um carro novo é a soma do custo de fábrica com a percentagem do distribuidor e dos impostos (aplicados ao custo da fábrica). Supondo que a percentagem do distribuidor seja de 12% e os impostos de 45%, preparar um programa em C para ler o custo de fábrica do carro e imprimir o custo ao consumidor.

48 FIM

49 Programa em C – Exercício 1 // Programa Preco Total // Função : Dado o preço unitário e a quantidade de um produto, // imprimir o valor total da compra. // Autor : Flavio Marcello // Data : Agosto 2007 #include // variáveis globais float preco_unit, preco_total; int quant; main () { // COMANDOS/Instruções printf ("Programa que calcula o preco de um produto. "); printf ("\nDigite o preco unitário: "); scanf ("%f", &preco_unit ); printf ("\nDigite a quantidade: "); scanf ("%i", &quant ); preco_total = preco_unit * quant; printf ("\nPreco total = %.2f", preco_total ); }


Carregar ppt "Linguagem C LPG-I – Revisão de Linguagem C Prof. Flavio Marcello"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google