A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Microdrenagem (out/1999) 1 Universidade de Marília UNIMAR VI Semana de Engenharia e Arquitetura Drenagem Urbana Método Racional Engº Francisco Martins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Microdrenagem (out/1999) 1 Universidade de Marília UNIMAR VI Semana de Engenharia e Arquitetura Drenagem Urbana Método Racional Engº Francisco Martins."— Transcrição da apresentação:

1 Microdrenagem (out/1999) 1 Universidade de Marília UNIMAR VI Semana de Engenharia e Arquitetura Drenagem Urbana Método Racional Engº Francisco Martins Fadiga Jr.

2 Microdrenagem (out/1999) 2 Determinação da Vazão: método racional Área < 2 km 2 Q=0,278 C I A Q: (m 3 /s) C: coeficiente de run-off I: intensidade em mm/h A: área em km 2

3 Microdrenagem (out/1999) 3

4 4 Coeficiente de escoamento superficial (c) Horner: C=0,364 log t + 0,0042 p - 0,145 t: tempo de duração da chuva p: taxa de impermeabilização

5 Microdrenagem (out/1999) 5 Intensidade de chuva Relações intensidade-duração-freqüência

6 Microdrenagem (out/1999) 6 Duração da Chuva Crítica dc

7 Microdrenagem (out/1999) 7 Tempo de Concentração Superfície n (Kerby) lisa e impermeável0,02 dura e desnuda0,1 pasto ralo0,2 pasto médio0,4 mata e arbustos0,6

8 Microdrenagem (out/1999) 8 Dimensionamento Hidráulico Capacidade de escoamento de ruas e sarjetas

9 Microdrenagem (out/1999) 9 Capacidade de escoamento de ruas e sarjetas

10 Microdrenagem (out/1999) 10 Capacidade de escoamento de ruas e sarjetas Fatores de redução de escoamento das sarjetas ( DAEE/CETESB,1980 )

11 Microdrenagem (out/1999) 11 Eficiência das bocas de lobo (Souza 1986) fator de atrito f:

12 Microdrenagem (out/1999) 12 Fator de redução da capacidade de engolimento

13 Microdrenagem (out/1999) 13 Critérios para a localização das bocas de lobo Colocar tantas bocas de lobo quantas forem necessárias para eliminar o excesso de água nas sarjetas no início da galeria coloca-se o número de bocas de lobo necessárias para captar toda a água superficial nº máximo de bocas de lobo interligadas: 4 sempre que possível evitar o uso de sarjetões, captando toda a água à montante do cruzamento

14 Microdrenagem (out/1999) 14 Dimensionamento de Galerias Seção Plena (y/D=1): Seção parcial (y/D<1): método iterativo


Carregar ppt "Microdrenagem (out/1999) 1 Universidade de Marília UNIMAR VI Semana de Engenharia e Arquitetura Drenagem Urbana Método Racional Engº Francisco Martins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google