A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE DE EVENTOS EXTREMOS NO RIO PARAIBÚNA E EM SEU AFLUENTE NA REGIÃO DA PCH BONFANTE Diego David BAPTISTA de Souza Lailton Vieira XAVIER Sérgio de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE DE EVENTOS EXTREMOS NO RIO PARAIBÚNA E EM SEU AFLUENTE NA REGIÃO DA PCH BONFANTE Diego David BAPTISTA de Souza Lailton Vieira XAVIER Sérgio de."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE DE EVENTOS EXTREMOS NO RIO PARAIBÚNA E EM SEU AFLUENTE NA REGIÃO DA PCH BONFANTE Diego David BAPTISTA de Souza Lailton Vieira XAVIER Sérgio de Pauli BASSO

2 PCH BONFANTE – Localização Rio Paraibúna, divisa entre MG e RJ; 56 km de Juiz de Fora Municípios de Levy Gasparian (MD-RJ) e Simão Pereira (ME-MG)

3 RODOVIA UNIÃO INDÚSTRIA (RJ-151) FERROVIA RFF RIBEIRÃO BOM JARDIM EIXO BARRAMENTO RIO DE JANEIRO MINAS GERAIS o 19 MW de potência instalada; o Área de Drenagem Rio Paraibúna = km²; o Área de Drenagem Ribeirão Bom Jardim = 50 km²; o Altura máxima barragem = 6 m; o Vertedouros: Labirinto comprimento desenvolvido = 656,70 m; Capacidade de vazão = 1933 m³/s Controlado 6 comportas 5,00 x 5,50 m; Capacidade de vazão = 905 m³/s o NA normal = 314,50 m; o NA máx máx (cheia milenar) = 316,00 m;

4 Rio Paraibúna e Ribeirão Bom Jardim na Região da PCH Bonfante CONDIÇÃO APÓS A CONSTRUÇÃO

5 ARRANJO GERAL DO EMPREENDIMENTO

6 PROJETO DA GALERIA QUAL O NÍVEL DE ÁGUA MÁXIMO A MONTANTE DO ATERRO? 3 x 3,50 m x 2,40 m Jusante (res) Montante

7 SITUAÇÕES ESTUDADAS 1 – CHEIA DE ANOS NO RIO PARAIBÚNA2 – CHEIA DE ANOS NO RIBEIRÃO BOM JARDIM HIPÓTESES ADOTADA: Eventos de precipitação correspondem a eventos fluviométricos com o mesmo tempo de recorrência; Chuva constante em toda a bacia do Rio Paraibúna ALTA INTENSIDADE / CURTA DURAÇÃOBAIXA INTENSIDADE / LONGA DURAÇÃO

8 SITUAÇÃO 1 CHEIA DE ANOS NO RIO PARAIBÚNA Vazão anos Rio Paraibúna = m³/s (VAZÃO DE PROJETO) Nível de Água no Reservartório = 316,00 m (NA máx máx do reservatório) - H.U.S; - Curva de contribuição específica; - Método Racional ADOTADO Q ribeirão = 27,6 m³/s i = 2,62 mm/h Tc = 6 dias

9 SITUAÇÃO 1 CURVA DE DESCARGA DA GALERIA SOB A FERROVIA Q = 27,6 m³/s NA = 316,07 m NA montante galeria = 316,07 m

10 SITUAÇÃO 2 CHEIA DE ANOS NO RIBEIRÃO BOM JARDIM Estudo de Regionalização (11 postos) Equação de chuvas intensas (< 24 h) Determinação da Precipitação Total Curva de Frequência de Chuvas Máximas na bacia do Paraibúna i = 56,49 mm/h Tc = 155,2 min Q MÁX RIBEIRÃO = 58,35 m³/s Q Paraibúna = 985 m³/sNA res = 314,91 m Curva de descarga Dos vertedouros

11 SITUAÇÃO 2 CURVA DE DESCARGA DA GALERIA SOB A FERROVIA Q = 58,35 m³/s NA = 315,24 m

12 RESUMO DOS RESULTADOS SITUAÇÃO 1 – TR ANOS NO RIO PARAIBÚNA NA reservatório = NA jusante galeria = 316,00 m (Na máx máx res) Vazão Rio Paraibúna = m³/s NA montante galeria = 316,07 m Vazão Ribeirão Bom Jardim = 27,6 m³/s SITUAÇÃO 2 – TR ANOS NO RIBEIRÃO BOM JARDIM NA reservatório = NA jusante galeria = 314,91 m Vazão Rio Paraibúna = 985 m³/s NA montante galeria = 315,24 m Vazão Ribeirão Bom Jardim = 58,35 m³/s

13 CONCLUSÕES PIOR SITUAÇÃO – SITUAÇÃO 1 NA MONTANTE GALERIA = 316,07 m TR = ANOS NO RIO PARAIBÚNA SITUAÇÕES 1 e 2: EVENTOS HIDROLÓGICOS DISTINTOS!! Estudo aprovado pela Engenharia do Proprietário da PCH A simultaneidade destes dois eventos (intensidade alta em duração longa), representaria um tempo de recorrência extremamente elevado, bem acima do evento de chuva decamilenar. Projeto racional = Economia na construção.

14 MONTANTE GALERIA JUSANTE GALERIA CONCLUSÕES PIOR SITUAÇÃO NA MONTANTE GALERIA = 316,07 m TR = ANOS NO RIO PARAIBÚNA

15 FOTOS DA OBRA

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29


Carregar ppt "ANÁLISE DE EVENTOS EXTREMOS NO RIO PARAIBÚNA E EM SEU AFLUENTE NA REGIÃO DA PCH BONFANTE Diego David BAPTISTA de Souza Lailton Vieira XAVIER Sérgio de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google