A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A década de 1920 e o fim da República Oligárquica A REVOLUÇÃO DE 1930 a influência econômica da crise de 1929 as disputas internas na oligarquia a reunião.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A década de 1920 e o fim da República Oligárquica A REVOLUÇÃO DE 1930 a influência econômica da crise de 1929 as disputas internas na oligarquia a reunião."— Transcrição da apresentação:

1

2 A década de 1920 e o fim da República Oligárquica A REVOLUÇÃO DE 1930 a influência econômica da crise de 1929 as disputas internas na oligarquia a reunião de forças em torno de Getúlio Vargas FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS – CPDOC Campanha da Aliança Liberal, no Rio de Janeiro, em 1929.

3 Governo Provisório Governo Constitucional Estado Novo Fase Ditatorial Levantando um problema Era Vargas O que teria colaborado para a construção da imagem de Vargas como Pai dos Pobres ou Protetor dos trabalhadores, durante esse mandato? O que politicamente permitiu a sua permanência no poder por um período tão prolongado? A política econômica do seu governo seria orientada para a proteção dos interesses do capital nacional ou estrangeiro? Quais teriam sido as implicações para o governo Vargas, a partir da entrada do Brasil na II Guerra Mundial.

4 O Governo Provisório O Congresso Nacional foi fechado. Os governadores foram destituídos. As leis eram feitas diretamente pelo presidente. Uma das primeiras leis só permitia sindicatos leais ao presidente. Em São Paulo, políticos e intelectuais com idéias liberais sentiram-se traídos. O que eles queriam? Que houvesse imediatamente eleições para escolher uma Assembléia Constituinte.

5 Dia 9 de julho é feriado em todo o Estado de São Paulo. Mas por que 9 de julho é feriado? E por que só em São Paulo? Nove de julho, além de ser o nome de uma das principais avenidas da maior cidade da América do Sul, marca o início da chamada Revolução Constitucionalista de Como o próprio nome diz, a revolução, que acabou com mais de 600 mortes, era uma reivindicação feita pela sociedade paulista por uma nova constituição após a entrada de Getúlio Vargas na Presidência do Brasil. A data, no entanto, só se tornou feriado em 1997, por determinação do então governador Mário Covas. Conheça a seguir um pouco da história desses voluntários que perderam a guerra, mas conseguiram impor ao novo ditador a redação de uma constituição.

6 A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 A tensão política aumentou. Uma passeata de protesto contra o interventor varguista terminou com estudantes paulistas mortos pela polícia. São Paulo declara guerra ao governo de Getúlio Aconteceu uma guerra mesmo, com deslocamento de tropas, canhões, bombardeiros aéreos e centenas de mortes. São Paulo ficou isolado, obrigando os paulistas se renderam às tropas do governo federal.

7

8 O período Constitucional 1934/1937 Vitorioso, o governo de Getúlio soube fazer concessões para os cafeicultores paulistas. Por exemplo: Concedeu generosos empréstimos bancários. Admitiu a eleição de uma Assembléia Constituinte. Constituição de 1934 Principais Características: Era razoavelmente Democrática Estabelecia o equilíbrio entre os três poderes. Determinava que as eleições deveriam ser diretas e secretas para presidente. Regulamentava o voto feminino. Criava os tribunais eleitorais. Concedia ao trabalhadores urbanos a primeira legislação trabalhista, a CLT. Obs. Getúlio passava a ser presidente constitucional até as próximas eleições.

9 Fascistas X Comunistas No Brasil, lá na década de 30, também havia um partido fascista: a Ação Integralista. No início Vargas mostrou alguma simpatia pelos integralistas. (Adeptos das idéias de Hitler e Mussolini). Lema Deus, pátria e família Em resposta ao integralismo formou-se a Aliança Nacional Libertadora (ANL), uma espécie de partido que unia comunistas, liberais e tenentes com idéias de esquerda. Propunham e defendiam da reforma agrária. Para eles, as empresas estrangeiras deveriam ser nacionalizadas. Resumo: A ANL era contra o latifúndio, o imperialismo, o fascismo integralista e Getúlio Vargas. Resultado: Vargas mandou proibir o funcionamento da ANL. As sedes foram lacradas. Quem tentasse organizá-las clandestinamente iria para a cadeia.

10 A INTENTONA COMUNISTA DE 35 Parecia que Vargas e os integralistas em breve implantariam uma ditadura fascista no Brasil. Como evitar essa catástrofe? Derrubar Getúlio Vargas. O golpe foi mal planejado. Getúlio derrotou-a com facilidade. A revolta era da ANL, mas Getúlio achou melhor botar a culpa toda no PCB. Quase todos os seus dirigentes e militantes foram presos, incluindo Luís Carlos Prestes e Olga Benário.

11 O GOLPE DE 1937 A pretensa ameaça comunista acabaria se transformando em um oportuno pretexto para Vargas ampliar a sua permanência no poder. Plano Cohen – Suposto plano comunista para tomar o poder pela luta armada. Vargas decretou o fechamento do Congresso e instituiu, em 1937, o regime ditatorial do Estado Novo.

12 O ESTADO NOVO Após o fechamento do Congresso, em 1937, Vargas outorgou um nova constituição de caráter ditatorial inspirada no modelo polonês (Polaca), ou seja, autoritária. Olga Benário foi extraditada grávida para os campos de concentração nazistas. Em 1938, Vargas criou a DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda – responsável pela censura aos meios de comunicação e pela construção da imagem positiva do governo Vargas.

13 ORDEM ECONÔMICA A maior preocupação de Vargas foi com a Industrialização. Intervindo primeiramente na economia para incentivar a substituição de importados, Vargas decretou o aumento das tarifas alfandegárias e reduziu os impostos sobre a indústria nacional, favorecendo a ampliação de indústrias de bens de consumo. Criou as Indústrias de Base. (Estado no papel de Empresário) Obs. Não rompeu com o capital estrangeiro, desde que este não interferisse em setores considerados estratégicos para o governo.

14

15

16 O Brasil e a II Guerra Mundial O Brasil estava neutro? Em 1941, o presidente norte-americano faz uma visita ao Brasil. O que ele queria? Construir uma base naval no nordeste brasileiro. Em troca concederia empréstimos para a construção da Companhia Siderúrgica Nacional. E a suposta neutralidade? Em janeiro de 1942, um mês após o ataque japonês à base norte-americana de Pearl Harbor, cinco navios mercantes brasileiros foram afundados por submarinos alemães. Em agosto, o Brasil oficializou a declaração de guerra aos países do eixo.

17 O PÓS-GUERRA Diante da vitória das potências aliadas contra as forças do nazi-fascismo, e das pressões internas, Vargas apresentou um programa voltado para reinstalação da ordem democrática no país. REDEMOCRATIZAÇÃO Extinção do DIP(Departamento de Imprensa e Propaganda). Convocação de eleições gerais. Anistia aos presos políticos e reorganização do partidos. PTB, PSD e até o PCB.

18 O Queremismo Movimento que reivindicava que Getúlio deveria permanecer no poder até que a nova Constituição fosse promulgada.


Carregar ppt "A década de 1920 e o fim da República Oligárquica A REVOLUÇÃO DE 1930 a influência econômica da crise de 1929 as disputas internas na oligarquia a reunião."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google