A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLATELMINTOS Vermes chatos Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorso-ventralmente. Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLATELMINTOS Vermes chatos Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorso-ventralmente. Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor."— Transcrição da apresentação:

1 PLATELMINTOS Vermes chatos Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorso-ventralmente. Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

2 Triblásticos, acelomados e protostômios. Surge a simetria bilateral – cefalização, ventre e dorso.

3 Planárias possuem pele mucosa com a superfície ventral ciliada, o que facilita o movimento. Respiração cutânea. - algumas espécies são anaeróbias. Ausência de sistema circulatório.

4 Digestão Sistema digestivo incompleto. - digestão extra e intracelular - intestino ramificado - tênia não possui tubo digestivo

5

6 Excreção Realizada por células- flama ou solenócitos Principal excreta: amônia

7 Coordenação Sistema nervoso ganglionar ventral Início de uma centralização

8

9 Reprodução Assexuada – Fragmentação Sexuada –Monóicos ou dióicos –Fecundação interna –Desenvolvimento direto (planárias) ou indireto (parasitas)

10

11

12 Classificação Turbellaria – aquáticos e de vida livre. - ex.: planária Trematoda – parasitas com ventosas de fixação. - ex.: esquistossomo Cestoda – parasitas com corpo formado por segmentos. - ex.: tênia

13

14

15

16 Barriga dágua ou esquistossomose Agente causador – Schistosoma mansoni Ciclo cutâneo-fecal (heteróxeno) - Homem (HD) - Caramujo Biomphalaria (HI)

17

18 Sintomas Problemas no fígado, baço e intestino; Diarréias, dores abdominais e emagrecimento; Hepatoesplenomegalia; Ascite; Dermatites cercarianas e coceiras.

19

20

21 Ciclo

22

23 Profilaxia Tratamento de doentes; Melhoria das condições sócio-econômicas; Utilização de redes de esgoto ou fossas sanitárias; Educação sanitária (higiene); Combate ao caramujo (moluscocidas ou controle biológico); Evitar contato com lagoas contaminadas.

24 Teníase (solitária) Agente causador – Taenia solium e Taenia saginata (adulto) Ciclo oral-fecal (heteróxeno) - Homem (HD) - Porco ou boi (HI)

25

26 Sintomas Dor abdominal, dor de cabeça; Diarréia, flatulência, aumento ou perda do apetite; Fraqueza e palidez.

27 Ciclo

28

29 Profilaxia Tratamento de doentes; Higiene; Saneamento básico; Inspeção de carnes em abatedouros; Consumo de carnes suínas ou bovinas e seus derivados bem cozidos.

30 Cisticercose Causador – cisticerco ( larva da tênia do porco). Ciclo oral-fecal – Homem atua como hospedeiro intermediário. Contaminação – ingestão de ovos de Taenia solium. O cisticerco pode alojar-se nos olhos, músculos, pele ou cérebro, podendo ser fatal. Profilaxia – higiene e saneamento básico.

31

32

33

34 São vermes de corpo cilíndrico. Afilado nas extremidades. Muitas espécies são de vida livre e vivem em ambientes aquáticos e terrestre. Outras são parasitas de plantas e de animais, inclusive o ser humano. Lombriga, oxiuros, ancilostomos e filárias são alguns exemplos de parasitas humanos. Tamanho variado: de milímetros a mais de 8 metros.

35 » Os nematódeos parasitas apresentam corpo revestido por camada resistente. » O alimento é ingerido pela boca. A digestão começa no intestino e completa-se dentro das células (extra e intracelular). Os restos não digeridos são eliminados pelo ânus (sistema digestivo completo). » Geralmente apresentam sexos separados (machos e fêmeas), sendo a fêmea maior que o macho; a reprodução é sexuada.

36 »Ascaridíase: é uma doença provocada pela Ascaris lumbricoides, popularmente conhecida como lombriga. » Mede cerca de 20 a 50 cm, sendo a fêmea maior que o macho. » A doença é adquirida quando uma pessoa ingere ovos de lombriga em água e alimentos contaminados. Os ovos ingeridos liberam larvas que perfuram o intestino e entra na circulação sangüínea. As larvas atingem os pulmões, perfuram os alvéolos e chegam a faringe, onde são engolidas. De volta ao intestino, as larvas se desenvolvem até se tornar lombrigas adultas

37 » Essa verminose provoca cansaço, dores abdominais e emagrecimento. Em casos mais graves podem ocorrer obstruções intestinais e são necessário intervenções cirúrgicas. » Para combater a ascaridíase deve-se: Lavar as mãos antes das refeições e após usar o banheiro; Lavar bem os alimentos; Defecar em local apropriado e instalar sistemas de esgoto.

38 »Ancilostomose: é uma doença provocada pelo Ancylostomo duodenale popularmente conhecida como amarelão. » Mede cerca de 1 cm, vive no intestino humano, possuem órgãos semelhantes a dentes, com os quais perfuram a parede do intestino, provocando hemorragia interna e anemia. » A transmissão ocorre quando uma pessoa doente elimina diretamente no solo fezes que contêm ovos. Destes nascem minúsculas larvas que perfuram a pele dos pés de quem anda descalço nos locais contaminados. As larvas passam para o sangue e chegam aos pulmões. Inicia-se, então, trajeto semelhante ao do áscaris.

39 » Larva migra ou bicho geográfico : é uma doença causada pelo Ancylostomo caninum e Ancylostomo brasiliense, parasita encontrado em cãoe e gatos. » Em ambientes quentes e úmidos, os ovos do parasita, que podem ser encontrados nas fezes de cães e gatos, liberam as larvas, que penetram na pele de seres humanos, onde migram, provocando lesões semelhantes a linhas de um mapa. Depois de algumas semanas as larvas morrem. » A prevenção é o tratamento dos cães e gatos. A incineração das fezes infectadas, a proibição de animais nas praias e limpeza periódica de parques.

40 » Oxiurose: doença causada pelo Enterobius vermicularis, parasita encontrado no intestino grosso de crianças. São esbranquiçados e bem pequenos, as fêmeas medem alguns milímetros e os machos são menores ainda. » Durante o dia as fêmeas permanecem no intestino grosso, mas a noite dirigem-se a região anal, onde depositam seus ovos. A movimentação das fêmeas na região provoca intensa coceira, e a criança, ao coçar a região, fica com os diminutos ovos nos dedos. Ao colocar as mãos na boca, ingere os ovos, que vão reiniciar o ciclo. » O combate a essa doença é feito através de higiene pessoal e ambiental.

41 » Filariose ou Elefantíase, é uma doença provocada pelo nematódeo Wuchereria bancrofti. Doença comum na região Norte. » A filariose é transmitida por um mosquito do gênero Culex, que infectado pelo parasita, pica uma pessoa e deposita as larvas da filária em sua corrente sangüínea. Essas larvas atingem o sistema linfático, onde tornam-se adultas e reproduzem-se sexuadamente, liberando ovos. Esses ovos se transformam em larvas ainda no sistema linfático. Quando um mosquito Culex pica a pessoa, junto com o sangue e a linfa, ele ingere as larvas da filária, que irão reiniciar o ciclo ao picar uma pessoa sadia.

42


Carregar ppt "PLATELMINTOS Vermes chatos Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorso-ventralmente. Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google