A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antonio Pele Professor de Filosofia do Direito Universidade Carlos III de Madri.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antonio Pele Professor de Filosofia do Direito Universidade Carlos III de Madri."— Transcrição da apresentação:

1 Antonio Pele Professor de Filosofia do Direito Universidade Carlos III de Madri

2 PLANO Referências legais atuais Dignidade humana no Humanismo do Renascimento

3 Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo (Preâmbulo)

4 Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade (Art.1) consciência : Liang Xin Chang Pengchun)Chang Pengchun

5 Art. 1º A República Federativa do Brasil (...) tem como fundamentos: I - a soberania; II - a cidadania; III - a dignidade da pessoa humana; IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; V - o pluralismo político

6 CHARTER OF FUNDAMENTAL RIGHTS OF THE EUROPEAN UNION Consciente do seu património espiritual e moral, a União baseia-se nos valores indivisíveis e universais da dignidade do ser humano, da liberdade, da igualdade e da solidariedade; assenta nos princípios da democracia e do Estado de direito. Ao instituir a cidadania da União e ao criar um espaço de liberdade, segurança e justiça, coloca o ser humano no cerne da sua acção(…) (Preâmbulo)

7 Capítulo I: DIGNIDADE Artigo 1: A dignidade do ser humano é inviolável. Deve ser respeitada e protegida.

8 La dignidad de la persona, los derechos inviolables que le son inherentes, el libre desarrollo de la personalidad, el respeto a la Ley y a los derechos de los demás son fundamento del orden político y de la paz socia (art. 10.1)

9 Definição de Dignidade Humana Valor intrínseco e absoluto de todos os seres humanos

10 Renascimento na Europa: Séculos XV – XVI Desenvolvimentos: Imprensa (1443), Queda de Constantinopla (1483), América (1492),

11 Francesco Petrarca ( ) Idade Média (V-XV) : Obscurantismo Nova Época: Redescobrimento da Antiguidade

12 Humanismo Novo conhecimento: contra Escolástica (nova exegese-raciocínio) Nova Espiritualidade: fontes místicas e secretas (cabala, hermetismo) + panteísmo Modernidade: não há tensão entre racionalidade & espiritualidade

13 Humanismo Liberdade de Pensamento RacionalidadeEspiritualidade Valor do ser humano

14 Dignitas Hominis Contra Miseria Hominis Ser humano pecador Seu raciocínio o engana Seus impulsos o dominam Somente penitência – Humildade Submissão a Deus & à Igreja

15 Lotario de Segni - (Papa Inocencio III): ( ) De Contemptu Mundi Sive de Miseria Conditionis Humanae: Do Desprezo do Mundo ou a Miséria do Homem (1195).

16 Miseria Hominis Santo Agostinho Bernardo de Claraval Santo Anselmo (…)

17 Dignitas Hominis Humanistas (Florença): Quinto Elemento Giannozzo Manetti ( ) Lorenzo Valla ( ) Giovanni Pico della Mirandola ( ) Giornado Bruno ( )

18 Ser Deus na Terra Dignitas Hominis Imago Dei Homo Curiosus Homo Faber Homo Loquens

19 Imago Dei Grande Milagre Corpo Humano Microcosmos

20 Homo Curiosus verdade DesejoRazão Boa Magia MundoProgresso

21 Comprender & Obrar PensamentoTécnicas Desenvolver a Criação Transformar o mundo Homo Faber

22 Trabalho Não é um castigo Excelência da natureza humana O ser humano é Deus A vida humana é feliz

23 Homo Loquens

24 Dignitas Hominis Imago Dei Homo Curiosus Homo Faber Homo Loquens

25

26 Linkedin & academia.edu Blog: y/ y/


Carregar ppt "Antonio Pele Professor de Filosofia do Direito Universidade Carlos III de Madri."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google