A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1Aula : Faculdade Pitágoras Prof. Fabricio Lana Pessoa Rede de Computadores Apresentação da disciplina Plano de Curso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1Aula : Faculdade Pitágoras Prof. Fabricio Lana Pessoa Rede de Computadores Apresentação da disciplina Plano de Curso."— Transcrição da apresentação:

1 1Aula : Faculdade Pitágoras Prof. Fabricio Lana Pessoa Rede de Computadores Apresentação da disciplina Plano de Curso

2 2Aula : Ementa da Disciplina No presente curso, serão apresentados os fundamentos das redes de computadores, seus protocolos constituintes em transmissões locais e de longa distância, tecnologias de transmissão e comunicação de dados, arquiteturas, topologias de redes e equipamentos.

3 3Aula : Objetivo da Disciplina Expor os conceitos básicos de redes de computadores. Apresentar e discutir os principais protocolos e serviços de comunicação. Identificar componentes de uma rede. Determinar a arquitetura mais adequada a uma situação em particular. Apresentar as diversas mídias utilizadas nas comunicações em rede. Expor e discutir as diversas formas de iterligação de redes de computadores

4 4Aula : Conteúdo Programático 1 FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES 1.1 Histórico e importância das redes. 1.2 Comunicação de dados. 1.3 Redes de computadores. (LAN,WAN, MAN e outras classificações) 1.4 Topologias/Arquiteturas de Redes Locais Barramento, Anel, Estrela – Token Ring, Ethernet, etc 2 PROTOCOLOS DE REDES 2.1 Fundamentos. 2.2 Modelo de Referência da ISO/OSI. 2.3 Protocolo TCP/IP. 2.4 Outros protocolos. 3 TECNOLOGIAS DE TRANSMISSÃO DE DADOS 3.1 Redes com fio. 3.2 Cabeamento estruturado. 3.4 Redes sem fio.

5 5Aula : Conteúdo Programático 4 EQUIPAMENTOS DE REDES E INTERLIGAÇÃO DE REDES 5.1 Computadores. 5.2 Backbones. 5.3 Equipamentos 5.4 Interconexão de redes.

6 6Aula : Bibliografia adotada: Leitura obrigatória TANENBAUM, Andrew S. Redes de computadores. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, ISBN: SOARES, Luiz Fernando, et al. Redes de computadores das LANs MANs e WANs às redes ATM. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus, ISBN:

7 7Aula : Bibliografia adicional: Para saber mais COMER, Douglas. Redes de computadores e internet. 4. ed. Rio de Janeiro: Bookman, ISBN: DERFLER, Frank J. Guia de conectividade. Rio de Janeiro: Campus, ISBN: KUROSE, James F.; ROSS, Keith W. Redes de computadores e a internet. São Paulo: Addison Wesley,2005. ISBN-13: / ISBN-10: TORRES, Gabriel. Redes de computadores – curso completo. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil, 2002.ISBN: FOROUZAN, Behrouz. Comunicação de dados e redes de computadores. 3. ed. Bookman ISBN:

8 8Aula : Instruções Gerais

9 NOVO SISTEMA DE AVALIAÇÃO FIQUEM ATENTOS!...

10 O novo Sistema de Avaliação entrará em vigor a partir do início do período letivo 2011/2, em todas as áreas, em todos os cursos e em todas as unidades da Kroton Educacional. SISTEMA DE AVALIAÇÃO

11 Os cursos das áreas de Engenharias e CST terão o seguinte sistema de Avaliação: 1ª. Bimestral = 10 pontos 2ª. Bimestral = 10 pontos Notal Final = 1ª.Bimestral + 2ª. Bimestral 2 E ainda: Exame Final Segunda Chamada SISTEMA DE AVALIAÇÃO

12 As médias bimestrais do 1 o e 2 o bimestres serão compostas por: Oficial – Esta Avaliação Individual deverá ser composta de questões objetivas e descritivas, com resultados avaliados de 0 (zero) a 10 (dez), compondo 70% (setenta por cento) do valor da nota bimestral. Parcial – A(s) avaliação(ões) parcial(is) será(ão) composta(s) por prova(s), teste(s), simulações, exercícios, aulas práticas etc (Nosso Trabalho em Equipe). O resultado da avaliação parcial deverá ser de 0 (zero) a 10 (dez), compondo 30% (trinta por cento) da nota bimestral. SISTEMA DE AVALIAÇÃO

13 1ª. Bimestral = [(1ª. Oficial x 0,7) + (1ª. Parcial x 0,3)] 2ª. Bimestral = [(2ª. Oficial x 0,7) + (2ª. Parcial x 0,3)] SISTEMA DE AVALIAÇÃO 1) Será considerado APROVADO o acadêmico que obtiver nota igual ou superior a 6 (seis inteiros); 2) Será considerado REPROVADO o acadêmico que obtiver nota inferior a 4 (quatro inteiros); 3) O acadêmico que atingir nota maior ou igual a 4 (quatro inteiros) e menor do que 6 (seis inteiros) tem direito a submeter-se ao EXAME FINAL. Notal Final = 1ª.Bimestral + 2ª. Bimestral 2

14 SISTEMA DE AVALIAÇÃO A nota do EXAME FINAL formará média aritmética conforme fórmula abaixo: Média = (Média das notas do 1º e 2º. Bimestre) + (Nota do Exame Final) 2 Será considerado APROVADO o acadêmico que, submetendo- se a EXAME FINAL, obtiver média aritmética maior ou igual a 6 (seis inteiros) entre a média final (média das avaliações bimestrais e semestral(ais) e do exame final;

15 SISTEMA DE AVALIAÇÃO Observações: 1) Todas as médias serão apuradas até a decimal. Arredondam-se à casa decimal imediatamente inferior as médias com centesimal inferior a 5 (cinco) e à imediatamente superior, as com centesimal igual ou superior a 5 (cinco); 2) Segunda Chamada – Quando houver motivo justo, o aluno terá o direito de solicitar a realização de segunda chamada, ficando a mesma assim disciplinada: - Em cada disciplina será realizada somente uma avaliação de segunda chamada por semestre letivo, de caráter cumulativo; - Tendo o aluno faltado às duas avaliações oficiais do semestre, ao fazer a segunda chamada terá sua nota atribuída ao 2 o bimestre, ficando com 0 (zero) na avaliação oficial do 1º. Bimestre.

16 16Aula : Resumindo Etapas... Em cada uma: 70% de avaliação 30% de trabalhos e exercícios em sala. Resultado - > Média das duas etapas. A prova de recuperação agora é a prova final mesmo !

17 17Aula : Os exercícios e trabalhos entregues após o prazo, terão valor inicial reduzido em 50%. Aqueles que, porventura, com a devida justificativa, se ausentarem nos dias em que as atividades forem realizadas, poderão proceder da seguinte maneira: Entregar a atividade antes de se ausentar. Realizar outra tarefa individual e diferenciada. (Atividades Extras ) Trabalhos e atividades em sala Importante: Exercícios fora do prazo Durante todo o semestre, pequenos trabalhos e atividades serão realizadas em sala de aula, para os quais deve-se observar o seguinte: Cada aluno deverá apresentar o seu trabalho ao professor no final da aula ou até a data marcada.

18 18Aula : Por exigência do MEC, o requisito mínimo para aprovação nos cursos presencias, é de 60 pontos e 75% (setenta e cinco) de frequência. Cada dia da semana corresponde a 3 (três) aulas Ou seja, o aluno pode faltar no máximo 5 dias (15 faltas) Frequência: Em caso de dúvidas procure o professor.

19 19Aula : O abono de faltas é vedado, salvo os seguintes casos previstos em lei: Alunos reservistas - Decreto-lei nº 715/69 (altera art.60 § 4º da Lei 4375/64);Decreto-lei nº 715/69Lei 4375/64 "§ 4º Todo convocado matriculado em Órgão de Formação de Reserva que seja obrigado a faltar a suas atividades civis, por força de exercício ou manobras, ou reservista que seja chamado, para fins de exercício de apresentação das reservas ou cerimônia cívica, do Dia do Reservista, terá suas faltas abonadas para todos os efeitos." Aluno Oficial ou Aspirante a Oficial da reserva - Art Decreto /80;Decreto /80 "O Oficial ou Aspirante-a-Oficial da Reserva, convocado para o Serviços Ativos, que for aluno de estabelecimento de ensino superior, terá justificadas as faltas às aulas e trabalhos escolares, durante esse período, desde que a apresente o devido comprovante. "Aluno com representação na CONAES - SINAES - art.7 § 5º - Lei /2004.Lei /2004 "As instituições de educação superior deverão abonar as faltas do estudante que, em decorrência da designação de que trata o inciso IV do caput deste artigo, tenha participado de reuniões da CONAES em horário coincidente com as atividades acadêmicas. O Professor ficará a disposição para tratar dos casos que não forem contemplados pela legislação.

20 20Aula : Questões e dúvidas específicas de cada aluno (presença, exercícios pendentes, chamada,etc) serão tratados ao final da aula. Desta forma o professor pode dedicar-lhe maior atenção, já que o assunto pode ser tratado de maneira particular sem prejudicar o restante da turma.

21 21Aula : A boa convivência se constrói tempo após tempo, em uma relação de troca, onde a confiança e o respeito mútuo se aprofundam a cada dia. Quando duas pessoas compartilham objetivos comuns, juntas elas podem chegar a lugares onde jamais imaginaram chegar porque antes estavam sozinhas.

22 22Aula : BOM PARA UM, BOM PARA TODOS... Ao chegar em sala.... c

23 23Aula : BOM PARA UM, BOM PARA TODOS... Ao chegar em sala....

24 24Aula : BOM PARA UM, BOM PARA TODOS...

25 25Aula : Vídeo...

26 26Aula : Eu lhes convido a uma nova jornada. A um novo desafio. Um desafio que deve ser encarado com alegria, sabedoria e prazer. Sabedoria, não apenas para resolver as questões de uma prova. Mas para encontrar e seguir o melhor caminho para o conhecimento e o sucesso. Da melhor forma, do modo menos doloroso. Caminho que certamente demanda de cada um de nós garra, esforço e dedicação, indispensáveis. A alegria e o prazer vem com a maneira pela qual escolhemos viver cada um de nossos desafios, e com a certeza de que estamos fazendo o melhor que podemos, para um dia chegarmos lá. É isso o que eu espero de vocês. Contem comigo !


Carregar ppt "1Aula : Faculdade Pitágoras Prof. Fabricio Lana Pessoa Rede de Computadores Apresentação da disciplina Plano de Curso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google