A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

-Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Fernanda Morini Juliana Scopel Maio / 2006 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "-Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Fernanda Morini Juliana Scopel Maio / 2006 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ"— Transcrição da apresentação:

1 -Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Fernanda Morini Juliana Scopel Maio / 2006 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ - Sociedade, Política e Cultura – Dejalma Cremonese

2 Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Objetivos: conhecer a história do futebol e do carnaval e algumas curiosidades sobre os mesmos. Problema: considerando que nós brasileiros somos um povo festivo, até que ponto essas paixões acabam atrapalhando a nossa vida? Hipótese: o brasileiro é de natureza um povo festivo, que tem orgulho e ama a cultura e as tradições do país. Na semana do carnaval o país inteiro pára para fazer festa, esquecendo de tudo o que lhe rodeia. O amor pelo time de futebol acaba se tornando algo doentio e chega a ultrapassar os limites da razão. Quando chega a Copa do Mundo o país inteiro se une, esquecendo todas as diferenças, para torcer pela seleção brasileira. No Carnaval o país inteiro pára, se empolga e ao final do Carnaval infelizmente milhares de foliões ficam decepcionados, principalmente porque com o fim da euforia vem o retorno da dura realidade.No período do carnaval e da Copa, por exemplo, o país inteiro para de produzir, todos param de trabalhar e isso acaba prejudicando a todos. Sem falar na violência dos Estádios de futebol, ou o que acontece por excesso de bebidas alcoólicas no carnaval, o que ocasiona varias mortes por acidente ou brigas. Todos esses problemas acabam, de certa forma, atrapalhando a vida de todos brasileiros.

3 Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Justificativa / Fundamentação teórica: O futebol é um dos esportes mais populares do mundo, o que desperta o interesse nesse jogo é a interessante maneira de disputa. Embora não se tenha muita certeza sobre a sua origem, o futebol tornou-se popular pela simplicidade de jogar: basta uma bola, jogadores e traves e o jogo começa. No Brasil, Charles Miller foi o precursor do futebol. Somente em 1885 que o futebol tornou-se profissional. O primeiro jogo de futebol no Brasil foi realizados em 15 de abril de 1895 entre funcionários de empresas inglesas que atuavam em São Paulo. O primeiro time a se formar no Brasil foi o SÃO PAULO ATHLETIC, fundado em 13 de maio de 1888.No início, o futebol era praticado apenas por pessoas da elite, sendo vedada a participação de negros em times de futebol. Copa do Mundo De quatro em quatro anos, seleções de futebol de diversos países do mundo se reúnem para disputar a Copa do Mundo de Futebol.A competição foi criada pelo francês Jules Rimet, em 1928, após ter assumido o comando da instituição mais importante do futebol mundial: a FIFA ( Federation International Football Association).

4 A primeira edição da Copa do Mundo foi realizada no Uruguai em Contou com a participação de apenas 16 seleções, que foram convidadas pela FIFA, sem disputa de eliminatórias, como acontece atualmente. A seleção uruguaia sagrou-se campeã e pôde ficar, por quatro anos, com a taça Jules Rimet. Em 1950, o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no título. Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A final, realizada no recém construído Maracanã (Rio de Janeiro - RJ) teve a presença de aproximadamente 200 mil espectadores. Um simples empate daria o título ao Brasil, porém a celeste olímpica uruguaia conseguiu o que parecia impossível: venceu o Brasil por 2 a 1 e tornou-se campeã. O Maracanã se calou e o choro tomou conta do país do futebol. A primeira taça de Campeão do Mundo que o Brasil ganhou foi em 1958, contra uma disputa com a Suécia. Neste ano que Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, ficou conhecido e considerado o melhor jogador de futebol. Em 1962, no Chile, a seleção brasileira conquistou pela segunda vez a taça. Em 1970, no México, com uma equipe formada por excelentes jogadores ( Pelé, Tostão, Rivelino, Carlos Alberto Torres entre outros), o Brasil tornou-se pela terceira vez campeão do mundo ao vencer a Itália por 4 a 1. Ao tornar-se tricampeão, o Brasil ganhou o direito de ficar em definitivo com a posse da taça Jules Rimet. Após o título de 1970, o Brasil entrou num jejum de 24 anos sem título. A conquista voltou a ocorrer em 1994, na Copa do Mundo dos Estados Unidos.

5 Liderada pelo artilheiro Romário, nossa seleção venceu a Itália numa emocionante disputa por pênaltis. Quatro anos depois, o Brasil chegaria novamente a final, porém perdeu o título para a França. Em 2002, na Copa do Mundo do Japão / Coréia do Sul, liderada pelo goleador Ronaldo, o Brasil sagrou-se pentacampeão ao derrotar a seleção da Alemanha por 2 a 0. Neste ano, o Brasil disputa o Hexa Campeonato, na Alemanha. O Brasil é o único país que participou de todas as Copas do Mundo, e é país com o maior numero de títulos na categoria. Outra paixão do povo brasileiro é o carnaval. Considerada uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo, o carnaval teve sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado a liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval. A palavra carnaval pode ter a sua origem na expressão latina "carrum novalis", utilizada pelos romanos para abrirem seus festejos. Ou talvez na palavra "carnelevale", que significa "adeus à carne", em dialeto milanês, uma referência ao início da Quaresma cristã. A data do Carnaval varia de ano para ano em função da páscoa. Geralmente a festança ocorre entre o final do mês de fevereiro e os primeiros dias de março. O início oficial do Carnaval sempre é em um Sábado e o termino ao meio-dia da quarta-feira seguinte, chamada de "Quarta-feira de Cinzas". Entretanto muitas pessoa já começam os festejos na sexta-feira. Diz-se muito no Brasil que o ano oficialmente só começa após o Carnaval.

6 Em 1928 foi fundada a primeira Escola de Samba, a Deixa Falar. Em 1932 aconteceu o primeiro desfile extra-oficial, e em 1935 o primeiro desfile oficial. Por mais de 30 anos, o desfile das escolas foi realizada de forma espontânea. Somente em 1963 começou-se a vender lugares para o público. Hoje o Carnaval carioca é um dos maiores orgulhos do Rio de Janeiro e é responsável por grandes investimentos. São ingressos, publicidade, CDs, direitos de transmissão, etc. A lua pelo título de campeã do Carnaval é muito disputada e envolve altos custos e grande necessidade de mão de obra, gerando empregos para as comunidades de cada escola de samba. Portela, Salgueiro, Mangueira, Império Serrano, Beija-Flor e Imperatriz Leopoldinense estão entre as escolas mais tradicionais, que trabalham o ano inteiro para o Carnaval. Essas duas paixões nacionais fazem parte do dia-a-dia de todos os brasileiros, só que muitas vezes esse amor pela cultura acaba ultrapassando os limites da razão, o que de certa forma, acaba por atrapalhar nosso cotidiano. Quando o carnaval começa, ou até mesmo a Copa, os brasileiros esquecem de tudo: problemas, trabalho, estudo, situação econômica, entre outras coisas e acabam gerando outros problemas a partir dos que já existiam, ou até mesmo tornando-os maiores ainda.No futebol, a violência nos Estádios, tanto dos adversários de time quanto nas torcidas é algo extremamente selvagem, pessoas brigando, se matando, quando deveriam estar celebrando o futebol de maneira correta. Essa é uma prova de que o futebol cega muitas pessoas ao ponto de deixá-las como seres irracionais que se agridem ou se matam por motivos fúteis.

7 O próprio Carnaval é uma festa fora da realidade, onde viajamos em um mundo de fantasia, de lazer e alegria que transborda os sentidos com uma facilidade, onde uma pessoa menos favorecida economicamente esquece as desilusões da vida e fica ao lado de celebridades curtindo o momento da felicidade; onde o misterioso mundo da imaginação e da fantasia faz um cidadão comum se igualar aos mais favorecidos economicamente e por quatro dias vive-se um estado de igualdade e alegria organizada, que faz esquecer as desigualdades e contradições do mundo civilizado, onde as responsabilidades e os compromissos se reduzem a brincadeiras, onde caem as máscaras do preconceito para erguer a da solidariedade e da felicidade. Onde os exageros com bebidas alcoólicas transforma pessoas em seres diferentes, que não tem limites nem consciência e acabam cometendo crimes contra a própria vida e matando ainda pessoas inocentes. E desfaz-se tudo na Quarta-Feira de Cinzas quando deixamos cair a fantasias de palhaço, Colombina e Pierrô e nos vestimos com máscaras de responsabilidade, respeito, dignidade, que em um fundo branco se cobrem de hipocrisia, mas isso é uma outra coisa e voltamos à realidade do Brasil, um país cheio de crianças que passam fome, de sem-terras, de desigualdades e violência. O fato é saber e entender que o Carnaval e o Futebol são duas paixões que afetam a vida e o cotidiano dos brasileiros e inegavelmente provoca alguma reação em nossos corações carregados pelos sabores e dissabores da vida real, e que por uns instantes ou por uns dias, nos afasta de uma vida pacata cidadã e nos reporta a um mundo diferente organizado sem barreiras ou regras, que nos prendem sem esforços e sem grades, por nossa vontade própria de escapar do real, de viver a fantasia, de viver a ilusão, de viver uma outra realidade mesmo que seja por alguns dias.

8 Apesar do Carnaval e do Futebol serem duas paixões nacionais, não devemos deixar de analisar e nem fechar os olhos para os problemas que estão envolvidos com esse assuntos. As brigas nos Estádios de Futebol estão cada vez mais freqüentes e violentas. Os acidentes causados pelo excesso do consumo de bebidas alcoólicas no Carnaval matam cada vez mais inocentes. O povo brasileiro tem que se conscientizar de que essas duas paixões não podem atrapalhar o seu cotidiano.A violência, os problemas de saúde, acidentes de trânsito, mortes, todos esses problemas, ficarão cada vez maiores, e outros surgirão a partir desses se deixarmos que o futebol e o carnaval nos ceguem. As festas devem existir, mas como uma forma de lazer saudável, que não prejudique ninguém; por isso temos que mudar nossa forma de pensar, não podemos nos deixar levar pelas alegrias que esses dois eventos nos proporcionam. Afinal,não vivemos em uma festa gigante ou em uma grande partida de futebol, mas sim em um país, com muitos problemas à serem resolvidos, e se os deixarmos isso de lado, a situação do país ficará cada vez pior, ao invés de melhorar, e é de um país melhor q todos nós precisamos.

9 Bibliografia usada: -Artigo de Renato Roschel, disponível em -www.suapesquisa.com.brwww.suapesquisa.com.br -http://jwg.student.utwente.nl/riodejaneiro/br/carioca/carioca-mortrabbr.htmhttp://jwg.student.utwente.nl/riodejaneiro/br/carioca/carioca-mortrabbr.htm


Carregar ppt "-Futebol e Carnaval – Paixões Nacionais Fernanda Morini Juliana Scopel Maio / 2006 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google