A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESCOLA DE QUÍMICA Diretor: Prof. Dr. Osvaldo Galvão Caldas da Cunha Vice-diretor: Prof. Dr. Nei Pereira Jr.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESCOLA DE QUÍMICA Diretor: Prof. Dr. Osvaldo Galvão Caldas da Cunha Vice-diretor: Prof. Dr. Nei Pereira Jr."— Transcrição da apresentação:

1 ESCOLA DE QUÍMICA Diretor: Prof. Dr. Osvaldo Galvão Caldas da Cunha Vice-diretor: Prof. Dr. Nei Pereira Jr.

2 Cursos de Graduação Engenharia Química (EQ) Química Industrial (EQ) Engenharia de Bioprocessos (EQ) Engenharia de Alimentos (EQ) Parcerias/Cooperação – outros cursos de graduação Engenharia Ambiental (POLI & EQ) Engenharia de Petróleo (POLI & EQ) Engenharia de Controle e Autom. (POLI & EQ) ESCOLA DE QUÍMICA

3 Mestrado Acadêmico Doutorado Acadêmico Mestrado Profissional Engenharia de Biocombustíveis e Petroquímica Engenharia Ambiental (EQ & POLI) Cursos de Pós-Graduação

4 TPQB – Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

5 Mestrado e Doutorado Acadêmicos e Mestrado Profissional COORDENADORA: Profa. Dra. Lídia Yokoyama VICE-COORDENADORA: Profa. Dra. Maria Alice Zarur Coelho Mestrado Profissional COORDENADORA: Profa. Maria Letícia Murta Valle SECRETARIA ACADÊMICA Roselee Lima de Abreu Marlene da Graça de Souza Nathália Peixoto de Queiroz Júlio César Campos do Carmo Webmaster Carlos Alberto G. da Silva TPQB – Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

6 PRH - EQ-UFRJ – Processamento, Gestão e Meio Ambiente na Indústria do Petróleo e Gás Natural Atividades em nível de: Graduação (EQ) Mestrado (TPQB) Doutorado (TPQB) Formação de Profissionais nas Ênfases: Graduação Refino e Processamento (EQ,QI,EB) Tratamento de Resíduos e Meio Ambiente (EQ,QI e EB) Gestão e Regulação (EQ e QI) Engenharia de Petróleo (EQ) Pós-Graduação Petróleo e Gás

7 PRH UFRJ-PEA – Eng. Ambiental na Indústria do Petróleo, Gás e Biocombustíveis Ênfases Segurança, Meio Ambiente e Saúde na Indústria do Petróleo e Gás Ecologia Industrial em Petróleo, Gás e Biocombustíveis GRADUAÇÃO (ENGENHARIA AMBIENTAL) MESTRADO (PEA) DOUTORADO (TPQB)

8 TPQB EM NÚMEROS

9 MATRÍCULAS ATIVAS

10 TRABALHOS DE CONCLUSÃO

11 CRITERIOSO PROCESSO SELETIVO Bem-vindos à pós-graduação

12

13

14 Só mostradas aquelas com pontuação média>10

15 PROEX Programas com Conceito 6 ou 7

16 PROEX

17 IESPROGRAMA CEUN-IMTENGENHARIA DE PROCESSOS QUÍMICOS E BIOQUÍMICOS FAENQUILENGENHARIA QUÍMICA UEMENGENHARIA QUÍMICA UERJENGENHARIA QUÍMICA UFALENGENHARIA QUÍMICA UFBAENGENHARIA QUÍMICA UFCENGENHARIA QUÍMICA UFCGENGENHARIA QUÍMICA UFMGENGENHARIA QUÍMICA UFPAENGENHARIA QUÍMICA UFPEENGENHARIA QUÍMICA UFPRPROCESSOS BIOTECNOLÓGICOS UFRGSENGENHARIA QUÍMICA UFRJENGENHARIA QUÍMICA UFRJTECNOLOGIA DE PROCESSOS QUÍMICOS E BIOQUÍMICOS UFRNENGENHARIA QUÍMICA UFRRJENGENHARIA QUÍMICA UFSCENGENHARIA QUÍMICA UFSCARENGENHARIA QUÍMICA UFUENGENHARIA QUÍMICA UNICAMPENGENHARIA QUÍMICA UNIOESTEENGENHARIA QUÍMICA UNIT-SEENGENHARIA DE PROCESSOS UNIVILLEENGENHARIA DE PROCESSOS USPENGENHARIA QUÍMICA Conceito CAPES (Avaliação ) N o de Programas TPQB entre os 6 melhores Programas de Eng. Quim do País GRANDE ÁREA: ENGENHARIAS II ENGENHARIA QUIMICA

18 +2

19 BOLSAS Para manutenção da bolsa (CNPq, CAPES e CHEMTECH), o aluno contemplado: 1) não poderá obter conceito D; 2) deverá concluir os créditos no primeiro ano; 3) deverá obter CRA igual ou superior a 2 ao final dos créditos. 4) não poderá manter vínculo empregatício (exceto em ensino) Bolsa de Projeto: itens (1) e (2) são definidos pelo orientador responsável pela bolsa. Ao longo do período, a concessão das bolsas seguirá estritamente a disponibilidade de cotas e a lista classificatória divulgada pela Comissão de Seleção no SIPEQ. Obs: Alunos de Mestrado Profissional são sempre de regime PARCIAL, portanto não concorrem à bolsas.

20 CORPO DOCENTE Orientação e Ensino

21 DOCENTES PERMANENTES Mestrado e Doutorado Acadêmicos ORIENTAÇÃO DEVERÁ SER COMPOSTA COM PELO MENOS 1 ORIENTADOR DO CORPO MÁXIMO DE 2 ORIENTADORES. NomeTitulaçãoTelefone Adelaide M. S. AntunesDSc, COPPE/UFRJ, Ana Lúcia do Amaral VendraminiDSc, IQ/UFRJ, Ana Maria RoccoDSc, IQ/Unicamp, Andréa Medeiros SalgadoDSc, EQ/UFRJ, Cheila Gonçalves MothéDSc, IQ/USP, Cláudio J. A. MotaDSc, IQ/UFRJ, Donato A. G. ArandaDSc, COPPE/UFRJ, Eduardo FalabellaDSc, COPPE/UFRJ, 1989 Eduardo Mach QueirozDSc, COPPE/UFRJ, Eliana Flávia Camporese SérvuloDSc, IM/UFRJ, Érika Cristina A. N. ChrismanDSc, IME, Estevão FreireDSc, UFRGS, Fabiana Valéria da Fonseca AraújoDSc, EQ/UFRJ, Fernando Luiz Pellegrini PessoaDSc, COPPE/UFRJ, Flávia Chaves AlvesDSc, EQ/UFRJ, Francisca Pessoa de FrançaDSc, IM/UFRJ, Frederico Wanderley TavaresDSc, COPPE/UFRJ, Jo DweckDSc, EP/USP, José Luiz de MedeirosDSc, COPPE/UFRJ, José Vitor Bomtempo MartinsDSc, École de Mines, FR, Juacyara Carbonelli CamposDSc, COPPE/UFRJ, Karen Signori PereiraDSc, FEA/Unicamp, Lídia YokoyamaDSc, PUC/RJ, Luiz Antônio d'ÁvilaDSc, IQ/UFRJ, Magali Christe CammarotaDSc, IQ/UFRJ, Márcio Nele de SouzaDSc, COPPE/UFRJ, Maria Alice Zarur CoelhoDSc, COPPE/UFRJ, Maria Antonieta Peixoto Gimenes CoutoDSc, EQ/UFRJ, Maria Helena Miguez Rocha LeãoDSc, IQ/UFRJ, Maria José de O. C. GuimarãesDSc, IMA/UFRJ, Maria Letícia Murta ValleDSc, COPPE/UFRJ, Mariana de Mattos V. M. SouzaDSc, COPPE/UFRJ, Maurício Bezerra de Souza Jr.DSc, COPPE/UFRJ, Mônica Antunes Pereira da SilvaDSc, Lyon, FR, Nei Pereira Jr.PhD, Manchester, UK, Nielson F. Paixão RibeiroDSc, COPPE/UFRJ, Ofélia de Queiroz Fernandes AraújoPhD, Illinois, USA, Peter Rudolf SeidlPhD, California, USA, Priscilla Filomena Fonseca AmaralDSc, EQ/UFRJ, Ricardo de Andrade MedronhoPhD, Bradford, UK, Rodrigo Pires do NascimentoDSc, IM/UFRJ, Selma Gomes Ferreira LeiteDSc, IM/UFRJ, Simone Louise C. BrasilDSc, COPPE/UFRJ, Suely Pereira FreitasDSc, COPPE/UFRJ, Suzana BorschiverDSc, EQ/UFRJ, Verônica M.A. CaladoDSc, COPPE/UFRJ,

22 O PROGRAMA É AVALIADO PELA HOMOGENEIDADE DE ORIENTAÇÃO: CONTRIBUAM! DOCENTES COLABORADORES Mestrado e Doutorado Acadêmicos ORIENTAÇÃO COM MEMBRO DO CORPO PERMANENTE NomeTitulaçãoTelefone Carlos Augusto Guimarães PerlingeiroPhD, Stevens IT, USA, NomeTitulaçãoTelefone Amaro Gomes Barreto Jr.DSc, COPPE/UFRJ, Bluma Güenther SoaresDSc, IMA/UFRJ, Carla Reis de AraújoDSc, EQ/UFRJ, Carlos André Vaz Jr.DSc, EQ/UFRJ, Charles Rubber Almeida AbreuDSc, EQ/UFRJ, Claudinei de Souza GuimarãesDSc, Eliana Mossé AlhadeffDSc, EQ/UFRJ, Heloísa Lajas SanchesDSc, COPPE/UFRJ, Krishnaswamy RajagopalPhD, Florida, USA, Lauro Luís M. Medeiros de MeloDSc, Unicamp, Leila Yone ReznikDSc, COPPE/UFRJ, Luiz Fernando LeiteDSc, COPPE/UFRJ, Ramal Luiz Fernando Lopes R. SilvaDSc, COPPE/UFRJ, Osvaldo Galvão Caldas da CunhaPhD, Imperial College, UK,

23 DOC ENT ES PER MA NEN TES Mes trad o Prof issi onal DOCENTES PERMANENTES Mestrado Profissional ORIENTAÇÃO DEVERÁ SER COMPOSTA COM PELO MENOS 1 ORIENTADOR DO CORPO MÁXIMO DE 2 ORIENTADORES. NomeTitulaçãoTelefone Adelaide M. S. AntunesDSc, COPPE/UFRJ, Andréa Medeiros SalgadoDSc, EQ/UFRJ, Carlos Augusto Guimarães PerlingeiroPhD, Stevens IT, USA, Cláudio J. A. MotaDSc, IQ/UFRJ, Denize Dias de CarvalhoDSc, COPPE/UFRJ, Donato A. G. ArandaDSc, COPPE/UFRJ, Eduardo FalabellaDSc, COPPE/UFRJ, 1989 Eduardo Mach QueirozDSc, COPPE/UFRJ, Eliana Flávia Camporese SérvuloDSc, IM/UFRJ, Eliana Mossé AlhadeffDSc, EQ/UFRJ, Érika Cristina A. N. ChrismanDSc, IME, Estevão FreireDSc, UFRGS, Fernando Luiz Pellegrini PessoaDSc, COPPE/UFRJ, Francisca Pessoa de FrançaDSc, IM/UFRJ, Frederico Wanderley TavaresDSc, COPPE/UFRJ, Jo DweckDSc, EP/USP, José Luiz de MedeirosDSc, COPPE/UFRJ, José Vitor Bomtempo MartinsDSc, École de Mines, FR, Juacyara Carbonelli CamposDSc, COPPE/UFRJ, Krishnaswamy RajagopalPhD, Florida, USA, Lídia YokoyamaDSc, PUC/RJ, Luiz Antônio d'ÁvilaDSc, IQ/UFRJ, Magali Christe CammarotaDSc, IQ/UFRJ, Márcio Nele de SouzaDSc, COPPE/UFRJ, Maria Alice Zarur CoelhoDSc, COPPE/UFRJ, Maria Antonieta Peixoto Gimenes CoutoDSc, EQ/UFRJ, Maria Helena Miguez Rocha LeãoDSc, IQ/UFRJ, Maria José de O. C. GuimarãesDSc, IMA/UFRJ, Maria Letícia Murta ValleDSc, COPPE/UFRJ, Mariana de Mattos V. M. SouzaDSc, COPPE/UFRJ, Maurício Bezerra de Souza Jr.DSc, COPPE/UFRJ, Mônica Antunes Pereira da SilvaDSc, Lyon, FR, Nei Pereira Jr.PhD, Manchester, UK, Nielson Fernando da Paixão Ribeiro Ofélia de Queiroz Fernandes AraújoPhD, Illinois, USA, Osvaldo G. C. Cunha Peter Rudolf SeidlPhD, California, USA, Priscilla Filomena Fonseca AmaralDSc, EQ/UFRJ, Ricardo de Andrade MedronhoPhD, Bradford, UK, Rossana Odette Mattos Folly Selma Gomes Ferreira LeiteDSc, IM/UFRJ, Sílvia Maria Cruzeiro da SilvaDSc, EQ/UFRJ, Simone Louise C. BrasilDSc, COPPE/UFRJ, Suely Pereira FreitasDSc, COPPE/UFRJ, Suzana BorschiverDSc, EQ/UFRJ, Verônica M.A. CaladoDSc, COPPE/UFRJ, Valéria Castro de Almeida

24 DOCENTES COLABORADORES Mestrado Profissional ORIENTAÇÃO COM MEMBRO DO CORPO PERMANENTE. O PROGRAMA É AVALIADO PELA HOMOGENEIDADE DE ORIENTAÇÃO: CONTRIBUAM! Adão Benvindo da Luz Carlos René Klotz Rabello João Alves Sampaio José Carlos Polidoro Luiz Fernando Leite Ricardo Rodrigues da C. Pinto

25 INFRAESTRUTURA Ensino e Pesquisa

26 Laboratorial 38 laboratórios de pesquisa e pós-graduação (~2500 m 2 ) Biblioteca Portal CAPES (mais de 2400 periódicos nacionais e estrangeiros) e outras bases de dados (Chemical Engineering & Biotechnology Abstracts; Chemical Business Newsbase, OVID, INFOTRAX etc). Adicionalmente, nossa biblioteca setorial contém 4173 volumes (impressos) Informática 2 laboratórios destinados a atividades de G e PG (50 micros) 1 laboratório exclusivo para PG Portal Periódicos CAPES

27 ESTRUTURA CURRICULAR O Caminho para o Título

28 Mestrado dupla entrada Acadêmico e (Março e Setembro) Profissional ~100 discentes/ano 24 créditos em disciplinas defesa pública de uma Dissertação duração (meses):24 (integral) 36 (parcial) Doutorado: 4 entradas ~50 discentes/ano 36 créditos em disciplinas publicação de 2 artigos, sendo um necessariamente em Periódico indexado defesa pública de uma Tese duração (meses): 48 Sistema letivo trimestral CARACTERÍSTICAS DOS CURSOS

29 ESTRUTURA ACADÊMICA MESTRADO Série de cursos para sólida formação & Trabalho de pesquisa resultando em uma dissertação de mestrado

30 REFORMA CURRICULAR /3 MESTRADO ACADÊMICO Diferenciação de origens + Diversidade de áreas de concentração = DESAFIO PEDAGÓGICO

31

32 Disciplinas Orientadas (Eletivas) ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Engenharia Bioquímica Tec. Inorg. Avançada Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos Tec. Org. Avançada Disciplinas Orientadas (Eletivas)

33 N ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada SÓ PODEM SER CURSADAS PELO GRUPO D

34 ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos PB Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada disciplinas de domínios conexos

35 ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos GT Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada disciplinas de domínios conexos

36 ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos PQ Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada disciplinas de domínios conexos

37 ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos EP Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada disciplinas de domínios conexos

38 ORIENTAÇÃO: ENGENHARIA ORIGENS GRUPO B Eng. Quím., Outros Eng., Fís., Quím. e Quím. Ind. ORIENTAÇÃO: TECNOLOGIA Fenômenos de Transporte Avançados Termodinâmica Aplicada Métodos Matemáticos Aplicados Cinética Química e Bioquímica Estatística Aplicada Matemática Aplicada Planejamento e Análise Estatística de Dados Engenharia de Processos Microbiologia Tecnológica GRUPO C Quím. e Quím.Ind., Outros Engs. e Físicos GRUPO D Farm., Biól. e Microbiol. Disciplinas Orientadas (Eletivas) Engenharia Bioquímica Seminário de Pós-Graduação GRUPO A Eng. Quím. Fenômenos Interfaciais Planejamento e Análise Estatística de Dados Biorreações e Biossistemas Fenômenos Interfaciais Estrutura da Indústria Química Termodinâmica de Processos EP Tec. Inorg. Avançada Tec. Org. Avançada disciplinas de domínios conexos

39 1.Avaliação e Expectativa da Indústria Química Brasileira [GT] 2.Competição e Inovação na Indústria Química [GT] 3.Desenvolvimento de Bioprocessos e Bioprodutos [PB] 4.Tecnologia de Alimentos [PB] 5.Análise Térmica de Materiais e Processos [PQ] 6.Desenvolvimento de Processos Metalúrgicos [PQ] 7.Desenvolvimento de Processos Orgânicos [PQ] 8.Processamento de Petróleo e Derivados [PQ] 9.Engenharia e Automação de Processos [EP] 10.Simulação, Otimização, Integração, Síntese e Análise de Processos [EP] 11.Sistemas Particulados e Processos de Separação [EP] 12.Termodinâmica Aplicada e Simulação Molecular [EP] 13.Tecnologia de Materiais Cerâmicos, Cimentícios e Compósitos [PQ / EP] 14.Desenvolvimento e Avaliação de Processos Catalíticos [EP / PQ] 15.Tecnologia Ambiental [PB / PQ / EP / GT] 16.Valorização de Produtos Naturais [PQ / PB] Linhas de Pesquisa Mestrado e Doutorado Acadêmico

40 As 2 Áreas de Concentração em Petroquímica 1. Processos de Produção de Produtos Petroquímicos e Fertilizantes Aperfeiçoamento dos conceitos relacionados às reações, às etapas de separação e purificação de produtos e ao tratamento de emissões e efluentes envolvidos nos processos petroquímicos, incluindo: seleção de rotas tecnológicas, catalisadores, solventes, matérias-primas e tratamento de rejeitos. 2. Projetos de Unidades Petroquímicas e de Fertilizantes Tópicos associados ao projeto de plantas industriais petroquímicas abordando conceitos básicos de transferência de massa e calor, engenharia de processos, projeto básico de unidades, otimização, instrumentação e dimensionamento: equipamentos, utilidades e tratamento de rejeitos. ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO PROFISSIONAL

41 As 2 Áreas de Concentração em Biocombustíveis 1. Processos de Produção de Biocombustíveis: Esta área é voltada para os conceitos relacionados às tecnologias de obtenção e às etapas de separação e purificação de biocombustíveis, envolvendo: rotas tecnológicas de obtenção de catalisadores biológicos e químicos, matérias-primas e valorização de biomassas residuais, biorrefinaria, logística e tratamento de efluentes. 2. Projeto de Biocombustíveis Esta área é voltada para os conceitos relacionados ao projeto de plantas de produção de biocombustíveis, envolvendo: conceitos básicos de fenômenos de transporte, modelagem, controle e simulação, engenharia de processos, projeto básico e tratamento de rejeitos. ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO PROFISSIONAL

42 PetroquímicaBiocombustíveis Catalisadores Industriais Processos de Separação E1: Processos Petroquímicos I E2: Processos Petroquímicos II E3: Fertilizantes Cinética Química e Reatores Termodinâmica Aplicada Dinâmica e Controle de Processos E1: Otimização Processos Petroquímicos E2: Eng. Básica I E3: Eng. Básica II Engenharia de Processos E2: Agroenergia Cinética Bioquímica e Biorreatores E1: Processos em Biorrefinarias Caracterização e Formulação de Biocombustíveis E3: Tratamento de Efluentes Industriais Microbiologia Tecnológica E2: Biorreações e Biossistemas E3: Ecologia Industrial E1: Integração de Processos Estrutura Curricular Obrigatórias

43 PetroquímicaBiocombustíveis Catalisadores Industriais Processos de Separação E1: Processos Petroquímicos I E2: Processos Petroquímicos II E3: Fertilizantes Cinética Química e Reatores Termodinâmica Aplicada Dinâmica e Controle de Processos E1: Otimização Processos Petroquímicos E2: Eng. Básica I E3: Eng. Básica II Engenharia de Processos E2: Agroenergia Cinética Bioquímica e Biorreatores E1: Processos em Biorrefinarias Caracterização e Formulação de Biocombustíveis E3: Tratamento de Efluentes Industriais Microbiologia Tecnológica E2: Biorreações e Biossistemas E3: Ecologia Industrial E1: Integração de Processos Estrutura Curricular: Processos/ Biocombustíveis Obrigatórias

44 PetroquímicaBiocombustíveis Catalisadores Industriais Processos de Separação E1: Processos Petroquímicos I E2: Processos Petroquímicos II E3: Fertilizantes Cinética Química e Reatores Termodinâmica Aplicada Dinâmica e Controle de Processos E1: Otimização Processos Petroquímicos E2: Eng. Básica I E3: Eng. Básica II Engenharia de Processos E2: Agroenergia Cinética Bioquímica e Biorreatores E1: Processos em Biorrefinarias Caracterização e Formulação de Biocombustíveis E3: Tratamento de Efluentes Industriais Microbiologia Tecnológica E2: Biorreações e Biossistemas E3: Ecologia Industrial E1: Integração de Processos Estrutura Curricular: Processos/ Petroquímica e Fertilizantes Obrigatórias

45 PetroquímicaBiocombustíveis Catalisadores Industriais Processos de Separação E1: Processos Petroquímicos I E2: Processos Petroquímicos II E3: Fertilizantes Cinética Química e Reatores Termodinâmica Aplicada Dinâmica e Controle de Processos E1: Otimização Processos Petroquímicos E2: Eng. Básica I E3: Eng. Básica II Engenharia de Processos E2: Agroenergia Cinética Bioquímica e Biorreatores E1: Processos em Biorrefinarias Caracterização e Formulação de Biocombustíveis E3: Tratamento de Efluentes Industriais Microbiologia Tecnológica E2: Biorreações e Biossistemas E3: Ecologia Industrial E1: Integração de Processos Estrutura Curricular: Projetos Obrigatórias

46 Linhas de Pesquisa 1.Produção de Biocombustíveis 2.Produção de Combustíveis Alternativos 3.Processos e Produtos Petroquímicos 4.Fertilizantes 5.Projeto de Unidades Industriais 6.Engenharia, Controle e Otimização de Processos 7.Engenharia Ambiental 8.Valorização de Resíduos e Matérias-Primas 9.Gestão e Inovação tecnológica 10. Química Verde

47 INFORMAÇÕES E RECOMENDAÇÕES Regras de sobrevivência, etc

48 Não deixe para amanhã o que pode ser cursado hoje Regime Integral: Integralizar Créditos em até 03 períodos Regime Parcial: Integralizar Créditos em até 05 períodos REGRAS DE SOBREVIVÊNCIA 2 Conceitos D = Cancelamento de Matrícula LEIAM E ENTENDAM O REGULAMENTO E RESOLUÇÕES

49 CRA < 2,0 NÃO CUMPRIR ESTRUTURA CURRICULAR NÃO PODERÁ DEFENDER TESE OU DISSERTAÇÃO SE: Os alunos deverão cursar com aproveitamento pelo menos 1 per í odo a disciplina Ciclo de Semin á rios em Tecnologia de Processos Qu í micos e Bioqu í micos.

50 CRA < 1,5 com 50% dos créditos Prazo de Validade (Tempo de Matrícula) Vencido. MATRÍCULA SERÁ CANCELADA SE:

51 Regulamento do Programa, em particular aos seguintes tópicos: Prazos para titulação Cancelamento automático de matrícula;... Bolsas Todos os alunos bolsistas deverão realizar Estágio de Aperfeiçoamento Didático; Socorro Procurar a Coordenação em caso de qualquer dificuldade durante o curso. PÁGINA:

52 CAMINHO 1: Concluir MSc, participar de Edital de Seleção DSc (3 po ano) CAMINHO 2: Concluir Créditos de MSc em 1 ano com CRA>=2,5. Solicitar mudança de nível, apresentar plano de pesquisa, plano didático. Não há processo seletivo adicional. CAMINHO 3: Convidado a DSc direto no ingresso. Deverá cursar 24 Créditos de MSc com CRA>2, seguindo um dos caminhos ORIGEM-DESTINO. Na sequência, sem Edital de selelção e sem defesa de dissertação, cursará mais 12 créditos. Nestes 12 créditos NÃO poderá obter conceito D. DOUTORADO:

53 SAUDÁVEL: VISITAS CONSTANTES AO SIPEQ

54

55

56 de confirmação de cadastro no SIPEQ Prezado(a) [NOME], Durante o seu Curso de Pós-Graduação no TPQB, você terá acesso à Intranet do SIPEQ - Sistema de Informações da Pós-Graduação da Escola de Química. Nela serão divulgados Temas para Dissertações e outras informações úteis. O endereço do site é: Os dados para acesso são os mesmos que você cadastrou durante o Processo Seletivo só que agora através da opção "Intranet" do menu: CPF..: [CPF] Senha: [SENHA] Atenciosamente, TPQB - Programa de Pós-Graduação em Processos Químicos e Bioquímicos da UFRJ. 56

57 PROGRAMA TPQB: intranet.ufrj.br (SIGA) 57

58 Bem-vindos!


Carregar ppt "ESCOLA DE QUÍMICA Diretor: Prof. Dr. Osvaldo Galvão Caldas da Cunha Vice-diretor: Prof. Dr. Nei Pereira Jr."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google