A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEGURANÇA EM LABORATÓRIO E COMBATE A INCÊNDIO 1- Deve-se ter sempre presente que o laboratório é um lugar de trabalho sério.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEGURANÇA EM LABORATÓRIO E COMBATE A INCÊNDIO 1- Deve-se ter sempre presente que o laboratório é um lugar de trabalho sério."— Transcrição da apresentação:

1

2 SEGURANÇA EM LABORATÓRIO E COMBATE A INCÊNDIO

3 1- Deve-se ter sempre presente que o laboratório é um lugar de trabalho sério

4 2- A segurança em qualquer local está apoiada em cada um: você é responsável por si e por todos.

5 3- O risco de acidentes é maior quando nos acostumamos a conviver com o perigo e passamos a ignorá-lo.

6 4- Por que devemos nos preocupar com a segurança nos Laboratórios?

7 Segundo a Declaração dos Direitos Humanos todo homem tem direito à vida precisamos nos preocupar em preservá-la.

8 Por que os acidentes acontecem?

9 A variedade de riscos nos laboratórios é muito ampla, devido à presença de substâncias letais, tóxicas, corrosivas, irritantes, inflamáveis, etc...

10 Além da utilização de equipamentos que fornecem determinados riscos, como alteração de temperatura, radiações e ainda trabalhos que utilizam agentes biológicos e patogênicos.

11 Os equipamentos de segurança listados a seguir devem estar ao alcance de todos que trabalhem nos laboratórios e cada funcionário deve certificar-se de que sabe usa-los:

12 Extintores de incêndios Chuveiro de emergência Lavador de olhos Aventais e luvas de PVC Protetores faciais Óculos de segurança Máscara contra gases.

13 - Trabalhar com seriedade evitando brincadeiras. - Trabalhe com atenção e calma. - Planejar sua experiência, procurando conhecer os riscos envolvidos precauções a serem tomadas e como descartar corretamente os resíduos. - Usar roupas adequadas como calças compridas, sapatos fechado avental e EP's O guarda-pó deve ser de manga comprida e abotoada. - Conservar os cabelos presos. - Nunca abrir frascos reagentes antes de ler o rótulo e não testar substâncias químicas pelo odor ou sabor.

14 - Não colocar alimentos nas bancadas, armários e geladeiras dos laboratórios. - Não são permitidos ou mesmo se alimentar dentro do laboratório. - Ao pipetar utilize sempre uma pêra ou pipetado. - Não se alimentar, beber ou fumar no laboratório. - Comunicar todos os acidentes ao superior. - Não dirigir a abertura de tubos de ensaio ou frascos contra si próprio e as outras pessoas.

15 - Nunca ligar equipamentos elétricos sem antes verificar a voltagem correta ou que não tiver identificação de voltagem; - Só opere equipamentos quando: - Fios, tomadas e plugues estiverem em perfeitas condições; - O fio terra estiver ligado; - Não operar equipamentos elétricos sobre superfícies úmidas;

16 - Verificar periodicamente a temperatura do conjunto de plugue-tomada, caso esteja fora do normal, desligar o equipamento e comunicar ao responsável do laboratório; - Não confiar completamente no controle automático de equipamentos elétricos, inspeciona-los quando em operação; - Enxugar qualquer líquido derramado no chão antes de operar com equipamentos elétricos.

17 - Não deixar equipamentos elétricos ligados no laboratório, fora do expediente, sem anotar no livro de avisos; - Remover frascos de inflamáveis das proximidades do local onde serão usados equipamentos elétricos; - Combater o fogo em equipamentos elétricos somente com extintores de CO2;

18 - Não tentar remover ou introduzir cadinhos na estufa sem utilizar: - Pinças adequadas; - Protetor facial; - Luvas apropriadas; - Aventais e protetores de braços, se necessário. - Não evaporar líquidos, nem queimar óleos em estufas; - Empregar para calcinação somente cadinhos ou cápsulas de materiais resistentes a altas temperaturas.

19 Primeiros socorros – atendimentos imediatos e rápidos ao acidentado até seu encaminhamento ao médico – procedimentos de emergência – mais corretos possíveis para evitar problemas futuros – laboratório disponha de uma caixa de primeiros socorros

20 Principais acidentes no laboratório - vertigens - corpos estranhos nos olhos - substâncias químicas nos olhos - queimaduras - cortes - envenenamentos.

21 - É obrigatório que todos os acidentes de laboratório sejam comunicados à gerência. - Também é importante que a pessoa acidentada e encaminhada a tratamento especializado tenha um acompanhamento; - No caso de a pessoa acidentada ter um desmaio o acidente pode ficar, com facilidade, muito mais grave

22

23

24 O QUE É? REAÇÃO QUÍMICA COM DESPRENDIMENTO DE LUZ E CALOR

25 O QUE É NECESSÁRIO PARA QUE HAJA FOGO? A UNIÃO DE TRÊS ELEMENTOS BÁSICOS: CALOR COMBURENTE COMBUSTÍVEL

26 FOGO TRIÂNGULO DO FOGO

27 MÉTODOS DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIO ABAFAMENTO RETIRA O OXIGÊNIO DO AR

28 RESFRIAMENTO RETIRADA DO CALOR

29 MÉTODOS DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIO ISOLAMENTO RETIRADA DO MATERIAL QUE AINDA NÃO FOI CONSUMIDO PELO FOGO OU DO MATERIAL QUE ESTÁ SENDO QUEIMADO

30 TRANSMISSÃO DE CALOR

31 CONDUÇÃO É O TIPO DE TRANSMISSÃO DE CALOR. TRANSMITE A TEMPERATURA ATRAVÉS DE MOLÉCULA À MOLÉCULA EX: COLHERINHA DE CAFÉ...

32 CONVECÇÃO A MASSA DE AR QUENTE SOBE E ENCONTRA UMA MASSA DE AR FRIA E COMO DOIS CORPOS NÃO OCUPAM O MESMO LUGAR NO ESPAÇO, HÁ A FORMAÇÃO DE UM LOOPING – AR QUENTE E AR FRIO. A TEMPERATURA DO AR QUENTE PODE ATINGIR O PONTO DE FULGOR DE ALGUNS MATERIAIS E INICIAR OUTRO INCÊNDIO EM OUTRO LOCAL. VEJAM O EXEMPLO...

33 CONVECÇÃO

34 IRRADIAÇÃO É A TRANSMISSÃO REALIZADA POR ONDAS CALORÍFERAS VINDAS DE UMA FONTE DE CALOR. SOL POR EXEMPLO...

35 CLASSES DE INCÊNDIO CLASSE - A CLASSE - C CLASSE - B CLASSE - D

36 CARACTERÍSTICAS: 1ª - QUEIMA NA SUPERFÍCIE E EM PROFUNDIDADE 2ª - QUEIMA DEIXANDO RESÍDUOS OU CINZAS

37 PAPEL BORRACHA TECIDO MADEIRA PLÁSTICOS

38 QUEIMA SOMENTE NA SUPERFÍCIE E NÃO EM PROFUNDIDADE.

39 GASOLINA ACETONA ÉTER PIXE ÁLCOOL GÁS DE COZINHA

40 MOTORES ELÉTRICOS OU ELETRÔNICOS ENERGIZADOS

41 MATERIAIS OU METAIS PIROFÓRICOS NÃO SÃO ENCONTRADOS EM NOSSO DIA-A-DIA. SÃO MATERIAIS /METAIS NUCLEARES, QUE SE INFLAMAM AO SIMPLES CONTATO COM O OXIGÊNIO. MAGNÉSIO, TITÂNIO, URÂMIO, MANGANÊS E ETC...

42 TIPOS DE EXTINTORES CO2 PQS ESPUMA ÁGUA

43 EXTINTORES DE INCÊNDIO ÁGUA-10 L CLASSE A : SIM CLASSE B : NÃO CLASSE C : NÃO CLASSE D : NÃO RESFRIAMENTO

44 CO2 06 Kg CLASSE A : NÃO CLASSE B : SIM CLASSE C : SIM CLASSE D : NÃO ABAFAMENTO E RESFRIAMENTO

45 EXTINTORES DE INCÊNDIO PQS PÓ QUÍMICO SECO ABNT CLASSE A : NÃO CLASSE B : SIM CLASSE C : SIM CLASSE D : NÃO ABAFAMENTO

46 CLASSE A : SIM CLASSE B : SIM CLASSE C : NÃO CLASSE D : NÃO ABAFAMENTO E RESFRIAMENTO ESPUMA QUÍMICA 10 LITROS EXTINTORES DE INCÊNDIO

47 TELEFONE DO CORPO DE BOMBEIROS NO BRASIL 193

48 Obrigado pela atenção!


Carregar ppt "SEGURANÇA EM LABORATÓRIO E COMBATE A INCÊNDIO 1- Deve-se ter sempre presente que o laboratório é um lugar de trabalho sério."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google