A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Objetivos do Curso Introdução à vida científica Apresentação de conceitos de sensoriamento remoto Introdução aos problemas de cada região do espectro Introdução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Objetivos do Curso Introdução à vida científica Apresentação de conceitos de sensoriamento remoto Introdução aos problemas de cada região do espectro Introdução."— Transcrição da apresentação:

1 Objetivos do Curso Introdução à vida científica Apresentação de conceitos de sensoriamento remoto Introdução aos problemas de cada região do espectro Introdução aos métodos, sistemas e produtos de sensoriamento remoto Promover uma familiarização com a literatura de sensoriamento remoto Aproximação do trabalho de dissertação

2 Feitura da Ciência Por que fazer ciência? Onde fazê-la? Como fazê-la? Passos: 1.O que fazer? 2.Como fazer? 3.Fazer 4.Sumariação e codificação dos resultados 5.Análise dos dados 6.Obtenção de conclusões 7.Discussão 8.Redação do trabalho 9.Divulgação do trabalho Métodos heurísticos: processos que o pesquisador emprega para realizar descobrimentos Expressão formal da descoberta ou da pesquisa –Redação –Revistas científicas Comunidade científica

3 Conceito e Histórico de Sensoriamento Remoto Jensen, J.R. Remote sensing of the environment, cap. 1

4 Sensoriamento remoto é a ciência de adquirir, processar e interpretar imagens, e dados correlatos, obtidos por aeronaves ou satélites que registram a interação entre a matéria e a radiação eletromagnética. Conceito de SR

5 Conceito de Sensoriamento Remoto Fonte: Jensen, 2000

6 Histórico do Sensoriamento Remoto

7

8

9

10 Espectro eletromagnético (1) c = x f c = velocidade da luz = comprimento de onda f = freqüência

11 Espectro eletromagnético (2)

12 Radiação incidente

13 Radiação incidente e reflectância

14 Classificação dos Sensores Quanto à fonte de energia passivos ativos Quanto à região espectro em que operam região óptica região de microondas ou visível infravermelho próximo + médio infravermelho termal microondas multibandas (largas × estreitas) Quanto ao formato do dado produzido imageadores Não-imageadores Quanto ao processo de formação de imagens (nos imageadores) sistema de quadros (frame systems) sistema de varredura Quanto ao sistema de varredura mecânica (wiskbroom) eletrônica (pushbroom)

15 Slater Manual of Remote Sensing Schott – Remote Sensing Chain

16 Níveis de Aquisição(1) Laboratório, campo, aéreo, orbital Variáveis de cada nível Métodos em cada nível Produtos em cada nível Equipamentos

17 Níveis de Aquisição(2) LaboratórioCampoAéreoOrbital Variáveis,, cor, umidade, etc.,, cor, umidade, IAF, rugosidade Elementos de interpretação,, medidas de simuladores orbitais, temperatura, grandezas radiométricas, produtos derivados EquipamentosEspectrorra- diômetro, lâmpadas, placas de referência Espectrorra- diômetros, termômetros, medidores diversos, GPS Câmera aérea, radiômetros, simuladores orbitais Sensores remotos diversos ProdutosNúmeros, gráficos Números, gráficos, fotografias Fotos aéreas, perfis, imagens Imagens, fotos, produtos derivados, perfis verticais, números

18 Componentes dos Sistemas Sensores SISTEMA GERAL Sistema óptico Detector Processador de sinais (função de gerar um output) Componentes Básicos dos Sistemas Sensores ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória Óptica de coleta Dispersã o Detecção Processame nto de sinais DADO

19 FOV (field of view): é o ângulo sólido através do qual o fluxo radiante é captado pelo sensor e depende da configuração óptica do sensor. IFOV (instantaneous field of view): é a área no terreno definida pela imagem do elemento detector ampliada pela razão entre a altitude do sensor e a distância focal óptica do sistema sensor. IFOV = D/f em radianos ou IFOV = (H.D)/f em metros, onde H é a altitude do sensor. Exemplo do TM D = 9, m; f = 2,28 m; e H = 705 km. IFOV = 42 rad ou 30 m. 42 * 705 ~= 30 m Não confundir IFOV com PIXEL. Pixel é a amostra dos dados no produto final à qual um valor de radiância é atribuído. Sistema Óptico

20 Componentes Básicos dos Sistemas Sensores ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória Óptica de coleta Dispersã o Detecção Processame nto de sinais DADO

21 Prismas Grades de Difração Usados num arranjo óptico similar a fim de produzir um espectro a partir de uma fonte de radiação qualquer. Sistemas de Dispersão(cont.)

22 Sistema de dispersão – curvas espectrais (cont.)

23 Função do sistema de dispersão Cor Azul Verde Vermelho

24 Conceito multiespectral

25 Conceito hiperespectral

26 Componentes Básicos dos Sistemas Sensores ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória Óptica de coleta Dispersã o Detecção Processame nto de sinais DADO

27 Detectores (1) Dispositivos que têm a função de transformar a radiação eletromagnética diretamente num sinal de energia elétrica Térmicos Sinal de saída é resultante da alteração da sua temperatura causada pela energia incidente. Fotoemissivos Sinal de saída é função do efeito fotoelétrico: fótons incidentes causam deslocamento de elétrons, que são proporcionais à energia incidente.

28 Detectores(2) Quânticos O sinal elétrico ou mudança no detector é causada pela incidência de fótons sobre o detector, os quais interagem diretamente com os níveis de energia dos elétrons no interior do detector produzindo transportadores de carga livre. CCD: charge-coupled device

29 CCD

30 Arranjo de detectores

31 Detectores(3) Figuras de Mérito Responsividade: razão entre o sinal de saída e o fluxo de entrada. Noise equivalent power (potência equivalente de ruído): nível de ruído produzido na ausência de fluxo incidente. Outras: eficiência quântica, características de ruído, tempo de resposta, linearidade de resposta, range dinâmico de resposta, resposta espectral, área de resposta do elemento detector, uniformidade de resposta na área do elemento detector.

32 Tipos de detectores

33 Componentes Básicos dos Sistemas Sensores ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória ALVO emissão reflexão background radiância de trajetória Óptica de coleta Dispersã o Detecção Processame nto de sinais DADO

34 Processamento do Sinal Eletrônico Pré-amplificador Amplificador Filtro Passa-baixa Relação Sinal/Ruído Processamento de Sinais (1)

35 Processamento de Sinais (2)

36 Dado

37 Programa Espacial Um programa de satélites é composto por quatro segmentos: –segmento espacial –segmento solo de controle –segmento solo de aplicações –segmento lançamento Nível mais alto: Deliberar sobre assuntos/questões e aprovar propostas que afetam : o desempenho da missão do CBERS o cronograma do CBERS o custo global e divisão de custos do CBERS os riscos que podem ser assumidos (tecnológicos, de custo, de cronograma) divisão de trabalho entre Brasil e China no desenvolvimento divisão de trabalho entre Brasil e China na operação local de integração dos satélites 3 e 4 escolha dos lançadores política de distribuição de produtos CBERS para outros países continuação do programa, tempo de vida do programa

38 Arquitetura de uma Missão Espacial

39 Programas Espaciais

40 Estágios de uma Missão Espacial

41 Requisitos e limitações no projeto de um satélite

42 Análise Preliminares da Missão

43 Satélite: projeto e tamanho

44 Fases de um Programa Espacial

45 Quem é Quem num Programa Espacial?

46 Definição dos Objetivos de uma Missão Espacial

47 Definição dos Requisitos de Missão

48 Análise de Custo

49 Características da Carga Útil

50 Operação da Missão

51 Características do Satélite

52 Tipos de satélites e cargas-úteis

53 Tipos de Varreduras Ópticas

54 Métodos de Varreduras Ópticas matrix cover noise required advantages

55 Exemplo de Características de um Sensor

56 Subsistemas de um Satélite

57 Programa espacial FORMATO DOS DOCUMENTOS Escopo do trabalho: Responsável: Entrada: Saída: Início: Término: Atividades incluídas: Atividades excluídas: 1.JPC 2.GERÊNCIA DO PROGRAMA 2.1. Coordenação da Gerência do Programa Gerência de risco Gerência de comunicação Recursos humanos 2.2. Planejamento e acompanhamento da organização Gerência de cronograma Configuração/documentação Gerência de configuração Gerência de informação/documentação 2.4. Gerência de custo

58 2.5 Gerência de produção 2.6 Logística e contratos Gerência de contratos Apoio logístico 3. ENGENHARIA DE SISTEMAS 3.1. Missão 3.2. Espaço 3.3. Controle 3.4. Aplicações 3.5. Lançamento 3.6. Verificação 4. ASSEGURAMENTO DA MISSÃO 4.1. Asseguramento da qualidade 4.2. Dependabilidade 4.3. Segurança 5. SEGMENTO ESPACIAL 5.1. Gerenciamento 5.2. Engenharia de sistemas Arquitetura elétrica Arquitetura mecânica Análise térmica Comunicações Programa espacial

59 Arquitetura informática Análise de missão Cargas úteis Verificação 5.3. Asseguramento de produto Gerenciamento do asseguramento do produto Asseguramento da qualidade Asseguramento da segurança Asseguramento da dependabilidade Confiabilidade Software de asseguramento do produto EEE (electrical electronic elements) Especificação e aceitação de EEE Mteriais, partes mecânicas e processos 5.4. Câmera PanMux Gerência técnica Acompanhamento técnico 5.5. Subsistema Câmera MUX Gerência do subsistema Programa espacial

60 Engenharia do subsistema Óptica Mecanismo e controle térmico Unidade de processamento eletrônico Testes GSE (ground support equipment) 5.6. Câmera IRS Gerência técnica Acompanhamento técnico 5.7. Câmera WFI Gerência técnica Engenharia do subsistema Óptica Testes GSE 5.8. Gravador de dados Gerência técnica Engenharia do subsistema Gravador de dados Testes GSE 5.9. DCS (sistema de coleta de dados) Gerência técnica Engenharia do subsistema Antena de UHF Programa espacial

61 Antena de banda S Transponder Diplexador Transmissor de UHF Testes GSE SEM (space environment monitor) Gerência técnica Acompanhamento técnico PI-DT Gerência técnica Acompanhamento técnico MW-DT Gerência técnica Engenharia do subsistema Subsistema estrutura Gerência técnica Engenharia do subsistema Modelo estrutural Modelo estrutural Estrutura do CBERS Estrutura do CBERS Integração e testes do SM Integração e testes do SM Subsistema de controle térmico Gerência técnica Engenharia do subsistema Compartimento da bateria Integração e testes do TM Acompanhamento técnico Programa espacial

62 5.15. Subsistema de controle de atitude Gerência técnica Engenharia do subsistema AOCC Software embarcado Sensores e atuadores Testes do subsistema GSE Acompanhamento técnico Subsistema de propulsão Gerência técnica Engenharia do subsistema Thrusters Tanques Válvulas, tranducers Pipelines Propelente Testes GSE Acompanhamento técnico Subsistema de suprimento de energia Gerência Engenharia do subsistema SAG Shunt BDR AC/DC converters Programa espacial

63 Bateria Testes GSE Subsistema On-Board Data- Handling Gerência do subsistema Engenharia do subsistema CTU Flight software RTU TCU CDU Testes GSE Acompanhamento técnico Subsistema do sitema de circuitaria Gerência do subsistema Acompanhamento técnico Subsistema TT&C EM AIT (electrical model) CBERS-3 AIT (PFM) CBERS-3 AIT (FM) Modelo rádio-elétrico EGSE MGSE 6. SEGMENTO DE CONTROLE (SOLO) 6.1. Gerência 6.2. Engenharia de sistemas 6.3. Segmento de solo brasileiro Programa espacial

64 Gerenciamento Engenharia de sistemas Estações de TT&C Centro de controle Simulador de satélite Testes do segmento 6.4. Segmento de solo chinês 6.5. Testes 7. SEGMENTO DE APLICAÇÕES (SOLO) 7.1. Gerenciamento 7.2. Produção de imagens Management Systems Engineering Mission Operations Center Image Processing Center Image Assesment System Image Receiving Station Data Distribution Center Data Archiving Center DCS Mission Center Segment Tests Chinese 7.3. Aplicações Brasil Aplicação 1 (ex. Florestas) Programa espacial

65 Aplicação 2 (Ex. Agricultura) Aplicação n China 8. SEGMENTO DE LANÇAMENTO 8.1. Gerenciamento 8.2. Lançador 8.3. Centro de lançamento 8.4. Campanha de lançamento do CBERS campanha de lançamento do CBERS-4 9. TESTES GERAIS DO SISTEMA 10. OPERAÇÃO DO SISTEMA Controle do satélite Brasil Treinamento China Produção de imagens Brasil China Programa espacial

66

67 Resoluções Espacial –IFOV, dwell time (tempo de permanência ou tempo de amostragem) Espectral –Número de bandas, largura de bandas Temporal –Tempo de revisita, visada lateral, largura da faixa de imageamento, tipo de órbita (polar, equatorial, geoestacionária) Radiométrica –Nível de quantização, compressão de dados, sensibilidade radiométrica

68 Definição de Sensores

69 Conceito Multi Muli-estágio Multi-datas Multi-banda e multiespectral Multipolarização Multidirecional Multi-realce

70 Sensores Fotográficos

71 Tipos de aerolevantamentos

72 Espectro eletromagnético(3)

73 Espectro eletromagnético (4)

74

75

76


Carregar ppt "Objetivos do Curso Introdução à vida científica Apresentação de conceitos de sensoriamento remoto Introdução aos problemas de cada região do espectro Introdução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google