A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIGIENE DO TRABALHO Prof. Ketty Gisele de Meira. Breve Histórico da Higiene do Trabalho Ao longo dos anos houve sempre quem se preocupasse com a saúde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIGIENE DO TRABALHO Prof. Ketty Gisele de Meira. Breve Histórico da Higiene do Trabalho Ao longo dos anos houve sempre quem se preocupasse com a saúde."— Transcrição da apresentação:

1 HIGIENE DO TRABALHO Prof. Ketty Gisele de Meira

2 Breve Histórico da Higiene do Trabalho Ao longo dos anos houve sempre quem se preocupasse com a saúde dos trabalhadores, de forma que foram tomadas algumas iniciativas bastante modestas, mas sem o rigor técnico- científico necessário. Na época de Revolução Industrial, na Inglaterra, além de não se utilizar medidas de controle, o regime de trabalho, às vezes chegava a doze ou até dezesseis horas diárias. Algumas iniciativas de prevenção das doenças do trabalho foram tomadas.

3 HIGIENE DO TRABALHO O pesquisador alemão Georgius Agricola, ou Georg Bauer, divulgou em sua obra De re metallica(Dos Metais) - publicada postumamente (publicado depois da morte do autor) - a situação dramática dos trabalhadores em minas subterrâneas e descreveu métodos de prevenção de doenças utilizando a ventilação.

4 HIGIENE DO TRABALHO Bernardino Ramazzini - publica, em Modena, na Itália, o livro, escrito em latim, De morbis artificum diatriba (As doenças dos trabalhadores), que descrevia um grande número de doenças originadas dentro dos ambientes de trabalho.

5 HIGIENE DO TRABALHO A doutora Alice Hamilton, nos Estados Unidos, manifestou a preocupação com as doenças ocupacionais e a avaliação dos agentes e com o seu controle.

6 HIGIENE DO TRABALHO Criação da NIOSH – National Institute of Occupational Safety and Health. A NIOSH é a agência federal dos EUA responsável pela realização de pesquisas e elaboração de recomendações para a prevenção de acidentes e doenças relacionadas com o trabalho.

7 HIGIENE DO TRABALHO Criação da American Conference of Governmental Industrial Hygienists (ACGIH), uma Associação dos Higienistas do Governo Americano e que desenvolver pesquisas sobre os Limites de Exposição Ocupacional para os agentes físicos, químicos e biológicos e Índices Biológicos de Exposição (IBE).

8 HIGIENE DO TRABALHO Criação da AIHA – American Industrial Hygienists Association Possui membros, sendo 96% com curso universitário, 51% com grau de mestre e 12% de doutores. Promove a certificação de higienistas e opera programas de reconhecimento oficial de laboratórios Após oito anos de pesquisas, a ACGIH ( American Conference of Governmental Industrial Higienists.) já possuía uma listagem de 148 substâncias com Limite de Exposição.

9 HIGIENE DO TRABALHO Criação da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - Fundacentro, como um compromisso do Brasil perante a Organização Internacional do Trabalho (OIT) de investimento em Segurança e Medicina do Trabalho. Finalidade FUNDACENTRO Realização de estudos e pesquisas pertinentes aos problemas de segurança, higiene e medicina do trabalho

10 HIGIENE DO TRABALHO Início das atividades da Fundacentro O Ministério do Trabalho em 8/6/1978 elabora a Portaria nº com 28 Normas Regulamentadoras sobre segurança e medicina do Trabalho.

11 HIGIENE DO TRABALHO Criação da International Occupational Hygiene Association (IOHA), dedicada ao desenvolvimento da higiene ocupacional Introdução do mapa de riscos, possibilitando a participação dos trabalhadores no reconhecimento e na avaliação qualitativa dos ambientes de trabalho.

12 HIGIENE DO TRABALHO Criação da Associação Brasileira de Higienista Ocupacionais (ABHO). Modificação da NR 09, transformando-a em um programa de prevenção de riscos ambientais (PPRA), que é um programa do nível de ação, isto é, visando a preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, a empresa.

13 HIGIENE DO TRABALHO Conceitos: Higiene Ocupacional ou industrial ou do trabalho é uma técnica preventiva que atua na exposição do trabalhador a um ambiente agressivo com o objetivo de evitar doenças profissionais; DEFINIÇÃO: É a ciência e a arte dedicada a prevenção, reconhecimento, avaliação e controle dos riscos existentes ou originados dos locais de trabalho, os quais podem prejudicar a saúde e o bem estar das pessoas no trabalho, enquanto considera os possíveis impactos sobre o meio ambiente geral

14 HIGIENE DO TRABALHO OBJETIVOS: Eliminar ou reduzir os agentes agressivos de natureza química, física ou biológica encontrados no ambiente de trabalho, capazes de acarretar doenças profissionais ou qualquer outro prejuízo a saúde do trabalhador.

15 A doença profissional: é aquela produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho próprio à determinada atividade e constante da respectiva relação elaborada pelo Ministério do Trabalho e Emprego e o da Previdência Social. Ex: Saturnismo (intoxicação provocada pelo chumbo, muito frequente nos pintores). Já a doença do trabalho é aquela adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente. Ex: Disacusia ( surdez ) em trabalho realizado em local extremamente ruidoso.

16 HIGIENE DO TRABALHO FASES DA HIGIENE DO TRABALHO: Antecipação: São considerados os riscos ambientais que poderão ocorrer nos ambientes de trabalho, visando a introdução de sistemas de controle durante as fases de projeto, instalação, ampliação, modificação ou substituição de equipamentos ou processos; Reconhecimento: Identificar os riscos ambientais que podem influenciar a saúde dos trabalhadores.

17 HIGIENE DO TRABALHO FASES DA HIGIENE DO TRABALHO: Avaliação: É a fase da avaliação quantitativa( uma abordagem estruturada para identificar e compreender os riscos associados a atividades perigosas) dos riscos ambientais através de medições de curto ou longo prazo nos ambientes de trabalho e comparação com os limites de tolerância. As avaliações devem ser realizadas após a elaboração de estratégias de amostragem que devem estar de acordo com as técnicas de avaliação e análise selecionadas. Controle: O controle deve ser dimensionado levando-se em consideração os recursos técnicos e financeiros, sendo preferencialmente recomendados os controles de engenharia. Esta é a fase mais importante, devendo ser iniciada, sempre que possível, durante as fases de antecipação e reconhecimento.

18 HIGIENE DO TRABALHO FASES DA HIGIENE DO TRABALHO: ANTECIPAÇÃO (Fase de prevenção de riscos) RECONHECIMENTO (Identificação dos riscos) AVALIAÇÃO (Constatação da presença do agente com quantificação) COMPARAÇÃO COM O LIMITE DE TOLERÂNCIA CONTROLE (Medidas a serem adotadas após a comparação)

19 HIGIENE DO TRABALHO Riscos Ambientais: Risco Ambiental é a definição genérica da exposição do trabalhador a agentes físicos, químicos, biológicos capazes de provocar algum dano a saúde. Quanto a classificação da magnitude do risco ambiental: Agentes Químicos /Físicos /Biológicos: Natureza; Concentração / intensidade e Tempo de exposição.

20 HIGIENE DO TRABALHO Os diversos agentes químicos que podem poluir um local de trabalho e entrar em contato com o organismo dos trabalhadores podem apresentar uma ação localizada ou serem distribuídos aos diferentes órgãos e tecidos, levados pelos fluidos internos (sangue e outros), produzindo uma ação generalizada. Por este motivo as vias de ingresso destas substâncias ao organismo são: - inalação, - absorção cutânea, - ingestão.


Carregar ppt "HIGIENE DO TRABALHO Prof. Ketty Gisele de Meira. Breve Histórico da Higiene do Trabalho Ao longo dos anos houve sempre quem se preocupasse com a saúde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google