A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Classificação dos Seres Vivos Prof. M.Sc. Fábio Henrique Oliveira Silva 2011.1

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Classificação dos Seres Vivos Prof. M.Sc. Fábio Henrique Oliveira Silva 2011.1"— Transcrição da apresentação:

1 Classificação dos Seres Vivos Prof. M.Sc. Fábio Henrique Oliveira Silva

2 Atividades prática Dividir a sala em grupo com cinco ou seis pessoas. Procedimentos de cada grupo: – Cada integrante do grupo deverá trazer três exemplares diferentes de objetos que se utiliza para escrever. Ex.: Lápis, caneta, lapiseira, canetão, marcador permanente, giz de cera, etc.

3 Forme grupos com essas canetas. Registre no caderno os critérios usados para agrupar as canetas. Compare os grupos que você formou com os grupos de seus colegas e os critérios usados em cada grupo. Quais critérios foram comuns na maioria da turma? Quais foram diferentes? Atividades prática

4 Com a ajuda do professor a turma vai agrupar as canetas segundo critérios únicos estabelecidos pela turma. Escreva em seu caderno uma conclusão para essa atividade. Atividades prática

5 Sistemática, Classificação e Biodiversidade O que é Sistemática? – É o ramo da Biologia que estuda a diversidade biológica, ou biodiversidade, isto é, os tipos e as variações existentes entre os seres vivos. Os principais objetivos: a.Descrever a diversidade biológica, ou seja, desenvolver catálogos tão completos quanto possível das características típicas de cada espécie, além de batizá-la com um nome específico.

6 Os principais objetivos: b.Desenvolver critérios para organizar a diversidade, agrupando os seres vivos de acordo com características importantes. c.Compreender os processos responsáveis pela existência da diversidade biológica. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

7 Século XVIII. – Lineu (naturalista sueco) acreditava que existiam 10 mil tipos de formas de vida. – Hoje 2 milhões de espécies descrita ou nomeadas e uma estimativa de 30 milhões por serem descritas. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

8 O sistema de classificação se assemelha ao princípio de organização empregado nas gôndolas de supermercado. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

9 Sistemática tem como resultado da sua utilização a classificação biológica, ou taxonomia. É um sistema sintético que organiza os seres vivos em categorias, além de incluir categorias menores em categorias maiores. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

10

11 Ex.: Sistemática, Classificação e Biodiversidade

12 O desenvolvimento da classificação biológica. – 1ª classificação de animais foi realizada pelos gregos. Ex.: Aéreos, terrestres e aquáticos. – Critério: ambiente em que vivem. – E as plantas Ervas, arbustos e árvores. Critério: tamanho. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

13

14

15 No séc. IV d.C, Santo Agostinho classificou os animais em úteis, nocivos e indiferentes à humanidade. A partir do Renascimento, um período histórico, Séc. XIV, XV e XVI que a classificação evoluiu de maneira significativa. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

16 Critérios ou parâmetros considerados: – Estrutura corporal; – Funções orgânicas; – Hábitos. Sistemas naturais são aqueles que empregam características naturais de seus componentes para sua organização. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

17 Sistema de classificação de Lineu – Proposta feita no livro Systema Naturae (1735). – Lineu ponderava que critérios de semelhança devem ser o ponto de partida de todas as classificações. – Para isso as características utilizadas precisam ser criteriosas para evitar erros. Ex.: gregos e Santo Agostinho. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

18 Lineu concluiu que características estruturais e anatômicas eram as mais adequadas à classificação. – Animais: estrutura corpotal. – Plantas: Anatomia geral e estrutura floral. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

19 A nomenclatura binomial. – Nome científico deve ser binomial O 1º refere-se ao nome genérico e o 2º ao nome específico. Ex.: Canis lupus (lobo) Canis familiaris (cão doméstico) Canis latrans (coiote) Sistemática, Classificação e Biodiversidade

20 Formas de escrever nomes de espécies: – Musca domestica (mosca doméstica). – Outros exemplos M. domestica Musca domestica Formas de citar gênero. – Pode-se citar apenas o gênero. » EX.: Gênero Canis. Refere-se a todas as espécies do gênero. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

21 Categorias taxônomicas – Reino Filos – Classes » Ordens » Família » Gênero » Espécie (categoria taxônomica básica) Sistemática, Classificação e Biodiversidade

22

23 » Existem subdivisões dentro das categorias. Ex.: Superfamília ou subgênero. – Ex.: Classe Aves Superordem Palaeognathae – Ordem Struthioniformes. Struthio camelus (Avestruz). – Ordem Rheiformes. Rhea americana (Ema). Superordem Neognathae – Ordem Pelecaniformes. Pelecanus erythrorhyncos (Pelicanos) – Ordem Galiformes. Gallus domesticus (galo doméstico) Sistemática, Classificação e Biodiversidade

24 Desinências ou terminações de nomes caracterizam algumas categorias. – família na classificação dos animais termina em idae. Ex.: gato (Felis catus) sua família é Felidae. – Família na botânica termina em aceae. Ex.: rosas estão na família Rosaceae. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

25 O conceito biológico de espécie. – É um grupo de populações cujo os indivíduos são capazes de se cruzar e produzir descendentes férteis, em condições naturais, estando reprodutivamente isolados de indivíduos de outras espécies. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

26

27 Sistemática moderna – Incorpora os conceitos de Darwin sobre a evolução biológica. – Adaptação dos seres vivos aos seus ambientes; Sistemática, Classificação e Biodiversidade

28 Evolução biológica considera: – Fósseis; Sistemática, Classificação e Biodiversidade

29 Evolução biológica considera: – Evidências anatômicas da evolução; Sistemática, Classificação e Biodiversidade

30

31 Divergência evolutiva

32 Convergência evolutiva

33 Evolução biológica considera: – Evidências moleculares; » CITOCROMO C – composição de aminoácidos semelhantes aos chipanzés. » Proteína que auxiliam no mecanismo de respiração celular, mais precisamente no transporte de elétrons. » A diferença na composição desta proteína aumenta quando comparada com aves, anfíbios e insetos. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

34 Evolução biológica considera: – Origem de novas espécies (especiação). – Especiação por diversificação ou cladogênese. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

35

36 Classificação e parentesco evolutivo – Árvores filogenéticas ou filogenias. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

37 Sistemas modernos de classificação biológica – Cladística Sistemática, Classificação e Biodiversidade

38

39 O Reinos de seres vivos – Reino Monera Células procarióticas Bactérias e Arqueas Sistemática, Classificação e Biodiversidade

40 O Reinos de seres vivos – Reino Protoctista (Protista) Ex.: Protozoários, seres eucarióticos, unicelulares e heterotróficos. – Algas, podendo ainda ser multicelular e essencialmente autotróficos fotossintetizante. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

41

42 O Reinos de seres vivos – Reino Fungi Células eucarióticas, unicelulares ou multicelulares e heterotróficos. Ex.: fungos. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

43 O Reinos de seres vivos – Reino Plantae Seres eucarióticos, multicelulares e autotróficos fotossintetizantes. Ex.: Vegetais de um modo geral. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

44 O Reinos de seres vivos – Reino Animalia Seres eucarióticos, multicelulares e heterotróficos. Ex.: Animais de um modo geral. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

45

46

47

48 O Reinos de seres vivos Vírus, um caso à parte. – Acelulares; – Parasitas intracelulares obrigatórios; – DNA ou RNA. – Não há fonte energética. Sistemática, Classificação e Biodiversidade

49

50


Carregar ppt "Classificação dos Seres Vivos Prof. M.Sc. Fábio Henrique Oliveira Silva 2011.1"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google