A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Junho/2004 VIOLÊNCIA À BRASILEIRA. 2 I. Introdução 1.Premissas 2.Objetivos 3.Metodologia II. Análise dos Resultados 1.Definindo Violência à Brasileira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Junho/2004 VIOLÊNCIA À BRASILEIRA. 2 I. Introdução 1.Premissas 2.Objetivos 3.Metodologia II. Análise dos Resultados 1.Definindo Violência à Brasileira."— Transcrição da apresentação:

1 1 Junho/2004 VIOLÊNCIA À BRASILEIRA

2 2 I. Introdução 1.Premissas 2.Objetivos 3.Metodologia II. Análise dos Resultados 1.Definindo Violência à Brasileira 2.Procurando Soluções 3.A Cooperação da Mídia 4.Caracterizando um país sem Violência 5.Caracterizando o Brasil atual 6.Conhecimento de iniciativas A Sumário Conclusivo B Relatório de Pesquisa Índice

3 3 I. Introdução

4 4 1. Premissas O núcleo de pesquisas IPAZ - Agência Internacional Pela Paz tem como um de seus serviços principais desenvolver estudos específicos sobre Cultura de Paz e Não Violência.

5 5 Neste estudo Ipaz investigou em profundidade o tema Violência pois grande parte da literatura existente sobre Educação para a Paz é estrangeira e tem seu foco na resolução de conflitos armados.

6 6 Verificar como a população define o que é Violência no Brasil 1 2. Objetivos Quatro foram os objetivos deste estudo: Levantar o que ajudaria a diminuir esta violência Compreender como a mídia poderia colaborar neste processo Captar quais as características que delimitam um País Sem Violência e como o Brasil se posiciona em relação a isso 2 3 4

7 7 3. Metodologia FASE A: QUALITATIVA Workshop com dinâmicas exploratório-criativas junto a lideres de opinião; este procedimento gerou, juntamente com frases utilizadas em estudos anteriores, as escalas de atitudes usadas na fase quantitativa. Método:

8 8 Amostra: Workshop com 4 horas de duração com 16 participantes, especialistas das áreas de Comunicação e Cultura de Paz. 8 de Comunicação 8 de Cultura de Paz Todos os participantes estavam engajados em ambos os assuntos.

9 9 FASE B: QUANTITATIVA Entrevistas Pessoais, através da aplicação de questionário estruturado contendo perguntas fechadas e escalas de atitudes. Método: +-+- São Paulo20 Rio de Janeiro20 Porto Alegre20 Recife20 Brasília20 Classe % A/B 51 C/D 49 Idade % 15/ / /44 32 Sexo % Masc. 47 Fem. 53 Cidades: 5 Amostra: 600 casos %

10 10 Dentre um conjunto de 36 frases, as principais que definem o que é violência no Brasil são: Ter tráfico de drogas poderoso Ter gente passando fome Ter muita gente desempregada Existir corrupção/suborno Ter muito seqüestro, gangue, crime organizado Ter criança pedindo esmola nas ruas Ter muita impunidade/crime sem castigo Ter adolescente se prostituindo Ter preconceito racial Ver muitas cenas violentas na TV % Base: Definindo Violência no Brasil

11 11 Conforme a cidade pesquisada, a ênfase no tipo de conceito de violência vai se alterando. Assim... São Paulo Focada na falta de recursos, no desemprego, fome, não ter escola para o filho, não ter onde deixar o filho quando se vai trabalhar, pessoas se xingando nas ruas. 1. Definindo Violência no Brasil

12 12 Rio de Janeiro Focado na violência visualizada/ percebida, como: assistir cenas de violência na TV, ter mais medo de polícia que de ladrão, ter gente sendo torturada nas cadeias, ter gente agressiva no trânsito, ter que estar sempre atento para não ser assaltado. 1. Definindo Violência no Brasil

13 13 Recife Focada na fome/desemprego, mas também na violência doméstica (mulher apanhando), gente armada e medo de assalto. 1. Definindo Violência no Brasil

14 14 Brasília Nesta cidade o centro do conceito de violência está no tráfico de drogas (54%), na presença de corrupção/ suborno e nos seqüestros/ gangues/crimes organizados, além de violência doméstica e de faltar escolas para os filhos. 1. Definindo Violência no Brasil

15 15 Porto Alegre Aqui o eixo do conceito é o medo urbano, representado pelas cenas violentas na TV, gente armada, escolas sem segurança, grades nas escolas. 1. Definindo Violência no Brasil

16 16 2. PROCURANDO SOLUÇÕES

17 17 Oferecer programas de prevenção de uso de drogas na escola As soluções mais importantes encontradas, dentre 30 frases atitudinais apresentadas, foram as seguintes: Aumentar o policiamento nas ruas Aumentar o número de escolas Melhorar a reeducação dos adolescentes infratores Encontrar trabalho para quem sai da prisão Dar educação/profissionalizar os presos Fazer campanhas contra Violência na TV/rádio/jornal Criar campanhas para o desarmamento % Organizar frentes de trabalho temporário 22 Oferecer lazer/esportes nos bairros mais pobres 20 Base: Procurando Soluções

18 18 2. Procurando Soluções As principais soluções apontadas pela sociedade para minimizar os problemas de violência são: Aumentar o policiamento Aumentar o número de escolas Recuperar os já infratores Reeducar os adolescentes infratores Encontrar trabalho para quem sai da prisão Oferecer programas de prevenção de uso de drogas nas escolas Dar educação/profissionalizar os presos 1º2º3º

19 19 Utilizar a mídia para sensibilizar a população Organizar frentes de trabalho Lazer/esporte nos bairros Lazer/esporte nos bairros 2. Procurando Soluções Fazer campanhas contra Violência na TV/rádio/jornal Criar campanhas para o desarmamento 4º 5º 6º

20 20 2. Procurando Soluções Frases como Saber mediar conflitos Saber resolver problemas de forma pacífica Buscar harmonia e equilíbrio internos Não são relevanteslogo

21 21 Fica clara a necessidade de se trabalhar com programas de valores e responsabilidades humanas como ponto de partida para uma mudança de atitude diante da violência. 2. Procurando Soluções

22 22 A percepção das soluções possíveis também é segmentada: Por cidade: São Paulo O foco maior é na educação (mais escolas, ensinar a polícia sobre direitos humanos, apoiar as ações culturais na comunidade) Campanhas contra a violência na mídia Distribuir cestas básicas aos cadastrados como miseráveis 2. Procurando Soluções

23 23 Rio de Janeiro Principal eixo é cuidar dos presos e drogados 2. Procurando Soluções

24 24 Recife A solução se reveste de caráter policial (mais polícia, desarmamento) e Campanhas na mídia 2. Procurando Soluções

25 25 Brasília As soluções centram-se no combate ao uso de drogas, nos programas de prevenção nas escolas, bem como no apoio psicológico e médico aos drogados. 2. Procurando Soluções

26 26 Porto Alegre É a cidade mais voltada às soluções mais avançadas em termos de cultura de paz, como: Reeducar os adolescentes infratores Educar para os valores da paz e não violência Oferecer trabalho, lazer, esportes Ensinar ofícios manuais aos moradores de rua Facilitar encontros de diversão e confraternização entre diferentes classes sociais 2. Procurando Soluções

27 27 Por classe A/B: Prevenção do uso de drogas, desarmamento, ensinar a polícia sobre direitos humanos, sensibilizar as pessoas a assumirem sua responsabilidade, facilitar encontros dentro da cultura de Paz. 2. Procurando Soluções

28 28 C/D: Foco nos infratores: trabalho, educação e profissionalização para quem está e sai da prisão Trabalho temporário Distribuir cestas básicas Ampliar e modernizar transporte público, além de primordialmente Aumentar o número de escolas 2. Procurando Soluções

29 29 15/24 anos Campanhas de desarma- mento, oferecer lazer e esportes, ocupar praças e ruas com eventos positivos. 2. Procurando Soluções Faixa Etária

30 30 Organização de frentes de trabalho. 25/34 anos 2. Procurando Soluções Faixa Etária

31 31 Aumentar o policiamento nas ruas e diminuir os impostos das empresas. 35/44 anos 2. Procurando Soluções Faixa Etária

32 32 3. A COOPERAÇÃO DA MÍDIA

33 33 3. A Cooperação da Mídia Considerando -se 20 frases, as cinco mais citadas sobre como a mídia poderia ajudar a diminuir a violência no Brasil, as principais foram: Fazer campanhas contra a violência na TV, rádio, jornais,etc Diminuir o Nº de programas e filmes violentos na TV Divulgar menos os crimes e mais as soluções de crimes Aumentar a programação educativa infantil Diminuir cenas de sexo e nudez na programação % Base: 600

34 34 Algumas diferenças ocorrem quando considerados os diferentes segmentos : São Paulo Meios mais educativos, com foco no público infantil maior ênfase em fazer campanhas na mídia aumentar a programação infantil mostrar mais filmes e desenhos animados com heróis que não utilizem a violência 3. A Cooperação da Mídia

35 35 Rio de janeiro Sensibilizar os pais através de propagandas sobre sua responsabilidade em supervisionar a programação que seus filhos assistem. 3. A Cooperação da Mídia

36 36 Porto Alegre Ênfase no reforço às ações SEM violência Divulgar menos os crimes e mais as soluções Fazer concursos com prêmios para quem divulgar a comunidade que ajuda a reduzir a violência Organizar concursos para o canal de TV que mostre menos violência 3. A Cooperação da Mídia

37 37 Recife Fazer campanhas contra a violência na TV, rádio, etc Colocar programas de debates na TV sobre como solucionar problemas de forma pacífica 3. A Cooperação da Mídia

38 38 Brasília Diminuir cenas de sexo e nudez na TV Mostrar o que as Ong/ Associações estão fazendo de positivo Mostrar documentários/ noticias sobre ações positivas 3. A Cooperação da Mídia

39 39 4. CARACTERIZANDO UM PAÍS SEM VIOLÊNCIA

40 40 4. Caracterizando um país sem violência A questão é: o que seria um país sem violência para o brasileiro? Segundo a opinião dos entrevistados, as principais características de um país sem violência são: sem fome educado sem miséria que respeita os direitos humanos Por outro lado... ter espaços verdes nas cidades ser esperto grande bonito que respeita o meio ambiente alegre O que menos qualifica um país sem violência?

41 41 5. CARACTERIZANDO O BRASIL ATUAL

42 42 4. Caracterizando o Brasil atual As principais características que definem o Brasil são: Grande Bonito Alegre Com Muitos Recursos Naturais Com Espaços Verdes Nas Cidades Grande Bonito Alegre Com Muitos Recursos Naturais Com Espaços Verdes Nas Cidades

43 43 4. Caracterizando o Brasil atual As características Pais rico com tecnologia Pais rico com tecnologia São as únicas duas que surgem como pontos de convergência entre País em Paz e Brasil

44 44 Assim... Os traços que caracterizam o Brasil atual em nada ajudam a arquitetar um país sem violência. Particularmente importante é ressaltar, na imagem brasileira, não apenas sua beleza mas o de ser rico em termos de recursos naturais e o de ter tecnologia avançada em alguns setores. 4. Caracterizando o Brasil atual

45 45 6. CONHECIMENTO DE INICIATIVAS PARA A PAZ

46 46 6. O Conhecimento de Iniciativas Poucos apontam conhecer iniciativas ou trabalhos que favoreçam a construção da paz, isto ocorrendo sem diferenciação quando se analisam os diferentes segmentos Conhecem 23% Não conhecem 77%

47 47 A. CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES

48 48 A - Conclusões e Reflexões O presente estudo evidencia três aspectos importantes sobre como a sociedade brasileira VIOLÊNCIA define VIOLÊNCIA 1º O tráfego de drogas é a parte fundamental; deixa de ser um evento policial e passa para o imaginário do cidadão como conceito de violência.

49 49 A impunidade, o preconceito racial e a violência na TV são percebida como propulsores do processo de violência, temperos que dão forma a percepção do que é violência à brasileira. O caráter econômico imbuído na conceitualização de violência: (gente passando fome, desempregada, suborno, seqüestro, criança pedindo esmola, adolescente se prostituindo), permeia todos os resultados mais relevantes do que existência de desigualdade social no discurso vigente é a miséria, a falta de dinheiro no bolso que sujeita ao conceito de violência. A - Conclusões e Reflexões 2º 3º

50 50 Em um país como o Brasil, a percepção de violência se altera conforme a cidade pesquisada São Paulo Falta escola + Desemprego, fome Violência doméstica + Violência visualizada + Ruas TV Medo + Brasília tráfico de drogas corrupção/ miséria gangues/ crimes organizados RecifeRioPOA A - Conclusões e Reflexões

51 51 As soluções perpassam todos estes aspectos mostrando a arquitetura de mosaico necessária para a solução da violência Contudo... A sociedade ainda coloca no outro e na repressão a grande possibilidade de minimizar a violência como: aumentar o policiamento nas ruas aumentar o policiamento nas ruas trabalhar com recuperação e inserção dos presos trabalhar com recuperação e inserção dos presos fazer campanhas na mídia contra a violência fazer campanhas na mídia contra a violência aumentar o policiamento nas ruas aumentar o policiamento nas ruas trabalhar com recuperação e inserção dos presos trabalhar com recuperação e inserção dos presos fazer campanhas na mídia contra a violência fazer campanhas na mídia contra a violência

52 52 As alternativas mundialmente consideradas como populares de mudanças importantes nas sociedades violentas como: Desenvolver centros de convivência Desenvolver centros de convivência Aprender a ser mediador de conflito Aprender a ser mediador de conflito Facilitar encontros de diversão entre diferentes pessoas Facilitar encontros de diversão entre diferentes pessoas Realiza debates públicos sobre violência Realiza debates públicos sobre violência Ensinar as pessoas a resolver os problemas de Ensinar as pessoas a resolver os problemas de forma prática forma prática Apoiar ações culturais positivas Apoiar ações culturais positivas Ocupar as ruas e praças com eventos positivos, de Ocupar as ruas e praças com eventos positivos, de diversões e... diversões e... Começar a buscar harmonia e equilíbrio dentro da Começar a buscar harmonia e equilíbrio dentro da gente gente Desenvolver centros de convivência Desenvolver centros de convivência Aprender a ser mediador de conflito Aprender a ser mediador de conflito Facilitar encontros de diversão entre diferentes pessoas Facilitar encontros de diversão entre diferentes pessoas Realiza debates públicos sobre violência Realiza debates públicos sobre violência Ensinar as pessoas a resolver os problemas de Ensinar as pessoas a resolver os problemas de forma prática forma prática Apoiar ações culturais positivas Apoiar ações culturais positivas Ocupar as ruas e praças com eventos positivos, de Ocupar as ruas e praças com eventos positivos, de diversões e... diversões e... Começar a buscar harmonia e equilíbrio dentro da Começar a buscar harmonia e equilíbrio dentro da gente gente

53 53 Foram as soluções menos citadas, patenteando a necessidade de mostrar à sociedade a existência de uma outra maneira de combater a violência, através da persistência ativa da busca de soluções pacífica. A única cidade onde estas questões surgem de modo mais específico foi Porto Alegre.

54 54 O mesmo ocorre com a relação à Mídia O discurso reflete o mesmo fenômeno As soluções realizadas são as pré padronizadas: campanhas contra a violência campanhas contra a violência menos programas/ filmes violentos menos programas/ filmes violentos diminuir sexo e nudez diminuir sexo e nudez aumentar a programação educativa aumentar a programação educativa campanhas contra a violência campanhas contra a violência menos programas/ filmes violentos menos programas/ filmes violentos diminuir sexo e nudez diminuir sexo e nudez aumentar a programação educativa aumentar a programação educativa

55 55 Novas formas de relacionamento entre violência e mídia e que através de educar a sociedade para uma cultura de Paz como: Premiar a mídia que mostra menos violência Premiar a mídia que mostra menos violência Acompanhar os processos/ sentenças Acompanhar os processos/ sentenças Organizar conferências nacionais Organizar conferências nacionais Divulgar concorrências negativas de notícias Divulgar concorrências negativas de notícias na mídia na mídia Premiar a mídia que mostra menos violência Premiar a mídia que mostra menos violência Acompanhar os processos/ sentenças Acompanhar os processos/ sentenças Organizar conferências nacionais Organizar conferências nacionais Divulgar concorrências negativas de notícias Divulgar concorrências negativas de notícias na mídia na mídia

56 56 Ficam os últimos lugares novamente Porto Alegre, é a única cidade que considera algumas destas alternativas como importante caminho para minimizar a violência. As necessidades de abordagem positiva mais informações veiculadas nos meios já se faz sentir em diversos segmentos da população.

57 57 O conhecimento de um outro discurso parece ser necessário e urgente inclusive para imagem do próprio Brasil. A estereotipia de um país tropical, bonito por natureza em nada ajuda na caracterização de um país menos violento.

58 58 Poder anunciar um Brasil, sem fome, educado, bem informado, sem miséria seria ideal, mas também ressaltar se um país rico, em recursos natural, tecnológicos avançado em alguns aspectos e que respeita a diversidade, o outro, podem alavancar um outro tipo de percepção mais próxima a de um país sem violência.

59 59 Conhecer tudo o que a sociedade brasileira organizada faz pelo seu povo seria também um caminho a percorrer já que a grande maioria não conhece as iniciativas para diminuir a violência.

60 60 Realização A presente pesquisa foi coordenada por Oriana Monarca White.


Carregar ppt "1 Junho/2004 VIOLÊNCIA À BRASILEIRA. 2 I. Introdução 1.Premissas 2.Objetivos 3.Metodologia II. Análise dos Resultados 1.Definindo Violência à Brasileira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google