A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIA ECONÔMICA Objetivo: Analisar como são determinados os preços e as quantidades dos bens e serviços produzidos em uma economia Teoria Neoclássica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIA ECONÔMICA Objetivo: Analisar como são determinados os preços e as quantidades dos bens e serviços produzidos em uma economia Teoria Neoclássica."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIA ECONÔMICA Objetivo: Analisar como são determinados os preços e as quantidades dos bens e serviços produzidos em uma economia Teoria Neoclássica – Microeconomia – preços e quantidades de um bem específico –Teoria Microeconômica – preserva em sua análise as características individuais de cada bem. –Como se comporta o nível de produção de uma economia no longo prazo? O nível de emprego? O nível geral de preços? –Necessidade de um tratamento global – Teoria Macroeconômica

2 Objetivo: Analisar como são determinados as variáveis econômicas de maneira agregada. Ou seja, trata da evolução da economia como um todo, analisando a determinação e o comportamento dos agregados econômicos. Os principais agregados são : Teoria e Política Macroeconômica Renda Emprego Produto Nacional Desemprego Investimento Estoque de Moeda Poupança Taxa de Juros Consumo Balanço de Pagamentos Nível Geral de Preços Taxa de Câmbio Negligencia o comportamento das unidades econômicas individuais, porém permite estabelecer relações entre os agregados e melhor compreensão das interações entre estes.

3 Teoria e Política Macroeconômica Economia constituída basicamente de 5 mercados –Mercado de bens e serviços Determina o produto agregado e o nível geral de preços –Mercado de trabalho Determinação da taxa salarial e do nível de emprego –Mercado monetário Determina a taxa de juros e a quantidade de moeda em uma economia –Mercado de títulos Determina o preço e a quantidade de títulos –Mercado cambial Determina a taxa de câmbio

4 Teoria macroeconômica trata de questões de curto prazo, como por exemplo: Desemprego e estabilização do nível geral de preços Teoria do desenvolvimento econômico cuida de questões de logo prazo, como: Progresso tecnológico e política industrial Teoria e Política Macroeconômica

5 1. Crescimento econômico sustentável (PIB) - aumento do bem estar material - aumento do nível de emprego As políticas econômicas procuram estimular o crescimento da capacidade produtiva da economia, ou seja, o aumento da quantidade de bens e serviços ofertados. Importante: Crescimento Econômico Desenvolvimento Econômico Crescimento econômico: crescimento da renda nacional Desenvolvimento econômico: inclui melhoria nos indicadores sociais (pobreza, desemprego, meio ambiente, moradia etc.) Teoria e Política Macroeconômica: Metas de Política Macroeconômica

6 2. Estabilidade do nível geral de preços (controle da inflação) - inflação controlada não significa inflação zero; - inflação alta acarreta distorções, principalmente, sobre as classes baixas e sobre as expectativas. Tipos de inflação: demanda custos inercial Inflação: aumento contínuo e generalizado do nível geral de preços. Teoria e Política Macroeconômica: Metas de Política Macroeconômica

7 3. Equilíbrio Externo Déficit externo mais forte, implica em perda de reservas, o que pode levar a uma moratória; Superávit externo mais prolongado, o governo deve emitir moeda gerando inflação ou expansão da dívida interna (Risco). 4. Distribuição Eqüitativa de Renda - política de longo prazo; - aumento do poder de compra das classes mais baixas; - desenvolvimento econômico. Teoria e Política Macroeconômica: Metas de Política Macroeconômica

8 Os objetivos de política macroeconômica não são independentes, podendo ser conflitantes. Crescimento Econômico e Distribuição de renda Renda Aumenta Aumenta a renda dos pobres, sem reduzir a dos ricos (abranda conflitos sociais). Em países subdesenvolvidos (conflitante) Aumenta-se a parte dos lucros e da poupança dos mais ricos na renda nacional (Teoria do Bolo). Teoria e Política Macroeconômica: Metas de Política Macroeconômica (Inter- relações e conflitos entre objetivos)

9 Metas de Redução de Emprego e Estabilidade de Preços Com aumento de compras Reduz-se o desemprego. Aproximando do pleno emprego, os recursos tendem a escassear, provocando um aumento dos custos de produção. Podendo aumentar a inflação (exceto, quando estiver ocorrendo um significativo aumento de produtividade). Teoria e Política Macroeconômica: Metas de Política Macroeconômica (Inter-relações e conflitos entre objetivos) O administrador público (policy-maker) tem de fazer escolhas quanto à ênfase a ser dada a diferentes objetivos. Cada combinação afeta diferentes grupos na sociedade de diferentes maneiras, e qualquer escolha estará sujeita à objeção política pelos representantes dos grupos para os quais a escolha alternativa é pior.

10 Parte Real da Economia Parte Monetária da economia Mercado de Bens e Serviços Mercado de Trabalho Mercado Financeiro (monetário e títulos) Mercado de Divisas Produto Nacional Nível Geral de Preços Nível de Emprego Salários Nominais Mercados Var. Determinadas Taxa de Juros Estoque de Moeda Taxa de Câmbio Teoria e Política Macroeconômica: Estrutura da Análise Macroeconômica O governo deve atuar em duas frentes: i) na capacidade produtiva (Produção Agregada) e ii) nas despesas planejadas (Demanda Agregada) permitindo à economia operar a pleno emprego, com baixas taxas de inflação e distribuição justa de renda.

11 Política Fiscal: decisões sobre a arrecadação e os gastos do governo; Política Monetária: decisões sobre o volume de moeda na economia, a taxa de juros e o crédito; Política Cambial e Comercial: combate a inflação x equilíbrio externo, saldo do BP equilibrado; Política de Rendas: interferências na formação de Preços e Salários, desenvolvimento econômico. Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica

12 Instrumentos disponíveis Arrecadação de tributos (política tributária) Inibe Consumo e Investimento Anti-inflacionárias Estimula consumo e Investimento MaiorCrescimento Diminuição dos gastos Aumento da carga tributária Aumento dos gastos Diminuição da carga tributária RESULTADO Melhor Dist. de Renda Impostos progressivos Gastos em setores/ regiões mais atrasados Benefício a grupos menos favorecidos Controle de suas despesas (política de gastos) Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica (Política Fiscal)

13 É a atuação do governo sobre a quantidade de moeda, de crédito e das tx. de juros. É uma política de curto prazo com o objetivo de estabilizar o nível geral de preços. Os instrumentos: Emissões de moeda Reservas compulsórias (% sobre depósitos à vista dos bancos comerciais junto ao Banco Central) Open market (compra/venda de títulos públicos) Redescontos (empréstimo do Bacen aos bancos comerciais) Regulamentação sobre crédito e tx. de juros. Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica (Política Monetária)

14 Instrumentos disponíveis Inibe Consumo e Investimento Anti-inflacionárias Estimula consumo e Investimento MaiorCrescimento Diminuir (Enxugar) Aumento da tx. Aumento do estoque Diminuição da tx. RESULTADO Melhor Dist. de Renda Solução mais complexa Estoque monetário Reservas compulsórias Open Market Venda de títulos Compra de títulos Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica (Política Monetária)

15 Política que atua sobre as variáveis relacionadas ao setor externo da economia. Política Cambial Taxa de Câmbio (Fixo, flutuante etc.) Controle do Governo Política Comercial Instrumentos de incentivo às exportações e/ou estímulo/desestímulo às importações, sejam fiscais, creditícios, seja estabeleci- mento de cotas etc. Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica (Política Cambial e Comercial)

16 Políticas que objetivam modificações no níveis de renda da economia para melhor distribuí-la Normalmente, esses controles são utilizados como política de combate a inflação. Influenciam diretamente: salários, lucros, juros, aluguel. Teoria e Política Macroeconômica: Instrumentos de Política Macroeconômica (Política de Rendas)

17 1ª Lista de Exercícios 1º - Considere os seguintes dados: a) Importações de bens e serviços não-fatores: 100 b) Renda líquida enviada ao exterior: 35 c) Salários: 350 d) Juros líquidos pagos a famílias: 30 e) Aluguéis pagos a famílias: 20 f) Lucros distribuídos a famílias: 15 g) Depreciação: 50 h) lucros retidos: 10 i) Outras receitas correntes do governo: 60 j) Impostos diretos (empresas): 20 k) Transferências do governo às empresas: 15

18 l) Impostos indiretos: 80 m) Subsídios:20 n) Exportação de bens e serviços não-fatores: 50 o) Consumo pessoal: 400 p) Consumo do governo: 60 q) Variação de estoques: 30 Pede-se: o PIB a preço de mercado; o PIB a custo de fatores; a formação bruta de capital fixo 1ª Lista de Exercícios

19 2º - Considere os seguintes dados referentes às transações de determinado país com o resto do mundo (em milhões de unidades monetárias) Importações: 400 Exportações: 200 Remessa de Lucros ao exterior: 20 Remessa de juros ao exterior: 30 Pagamento de fretes: 10 Pagamento de seguros: 5 Transferências vindas do exterior pelos agentes privados domésticos: 15 1ª Lista de Exercícios

20 Investimentos diretos feitos por empresas externas no país: 100 Amortizações da dívida externa: 50 Reinvestimento de lucros realizados por não-residentes no país: 50 Investimento curto prazo realizados por não-residentes no país: 150 Calcule: o saldo da balança comercial, da balança de serviços e o saldo total do balanço de pagamentos 1ª Lista de Exercícios

21 Solução da 1ª Questão Uma cuidadosa analisada nos dados fornecidos pelo exercício, demonstra que teríamos dificuldades em calcular o valor do PIB pela ótica do produto, pois não nos foi fornecido o valor bruto da produção nem o consumo intermediário. Também não podemos calcular diretamente pela ótica da demanda, pois não nos foi dada a formação bruta de capital fixo, que inclusive solicitada pela questão

22 Resta-nos lembrar do cálculo realizado pela ótica da renda. Assim temos: a) PIBpm = b + c + d + e + f + g + h + i + j – k + l – m = 635 b) PIB cf = PIB pm – (Impostos Indiretos – Subsídios) = 635 – (80-20) = 575 c) y = C + I + G + X – M = 635 = I (50-100) 635 = I I = 225 I = FBCF + Variação de estoques FBCF = I – Var. Est FBCF = 225 – 30 = 195 Solução da 1ª Questão

23 Para resolvermos com simplicidade a essas questões precisamos nos lembrar de apenas uma dica, vista na matéria contabilidade nacional e reforçada na Macro I: um saldo positivo no balanço de pagamentos implica em acúmulo de reservas e um saldo negativo em perda de reservas Assim temos: Solução da 2ª Questão

24 Balança Comercial = X – M = 200 – 400 = -200 Balança de Serviços: – 10 – 5 = - 65 Transferências Unilaterais: + 15 Saldo do BP em Transações Correntes: -200 – = -250 Conta de Capital: 100 – = 250 BP = Transações Correntes – Conta de Capital = 0 Solução da 2ª Questão


Carregar ppt "TEORIA ECONÔMICA Objetivo: Analisar como são determinados os preços e as quantidades dos bens e serviços produzidos em uma economia Teoria Neoclássica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google