A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O mundo islâmico Il mondo islamico O Islão é fundado na relação universal entre Deus e o homem. Alá * é o absoluto e o homem é visto em sua natureza.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O mundo islâmico Il mondo islamico O Islão é fundado na relação universal entre Deus e o homem. Alá * é o absoluto e o homem é visto em sua natureza."— Transcrição da apresentação:

1

2 O mundo islâmico Il mondo islamico

3

4

5

6

7 O Islão é fundado na relação universal entre Deus e o homem. Alá * é o absoluto e o homem é visto em sua natureza profunda. O Islão tenta construir um equilíbrio na vida orientando segundo a lei divina, todas as inclinações naturais do homem, seus desejos e apetites, como alimentar-se, proteger-se, procriar; tendo sido recebidos de Deus, eles são necessários à vida. A lei divina é completamente contida no Corão, que é a palavra de Deus. LIslam è fondato sulla relazione universale tra Dio e luomo. Allah* è lAssoluto e luomo è visto nella sua natura profonda. LIslam cerca di costruire un equilibrio nella vita orientando secondo la legge divina, tutte le inclinazioni naturali delluomo, i suoi desideri e appetiti come nutrirsi, proteggersi, procreare in quanto avendoli ricevuti da Dio essi sono necessari alla vita. La legge divina è interamente contenuta nel Corano che è la parola di Dio.

8

9 Pelo Islão integramo-nos na sociedade humana pela lei que constitui para o homem a possibilidade para dar um senso religioso à vida quotidiana. Todo o acto quotidiano conforme à lei se transforma em acto religioso. A ação de ganhar o pão de cada dia, sendo uma acção do agrado de Deus, torna-se num acto religioso obrigatório a título idêntico ao dos deveres especificamente religiosos. O Corão apresenta-se finalmente à humanidade inteira sem distinção de etnia, país e nem mesmo de época e tenta dirigir o homem em todos os aspectos da vida, espiritual, temporal, individual, colectivo. Principalmente, procura desenvolver a personalidade do indivíduo. Todo o ser responderá pessoalmente em frente ao Criador. Per l'Islam ci si integra nella società umana attraverso la legge che costituisce per l'uomo la possibilità di dare un senso religioso alla vita quotidiana. Ogni atto quotidiano conforme alla legge si trasforma in atto religioso. L'atto di guadagnarsi ogni giorno il pane, essendo cosa gradita a Dio, diventa un atto religioso obbligatorio allo stesso titolo di doveri più specificatamente religiosi. Il Corano si rivolge infine a tutta l'umanità senza distinzione di etnia, paese e neppure di epoca e cerca di guidare l'uomo in tutti gli aspetti della vita, spirituale, temporale, individuale, collettivo. Principalmente cerca di sviluppare la personalità dell'individuo. Ogni essere risponderà di persona davanti al Creatore

10

11

12 O Corão fixou com clareza as obrigações fundamentais para um crente muçulmano. Eles são geralmente chamados os cinco pilares do Islão e são: 1 – O testemunho: não há nenhum outro deus além de Deus * e Mohamed é o seu Profeta "(asc-Sciahada); 2 - as cinco orações quotidianas (as- Salat); 3 - o pagamento do imposto Corânico (az-zakat); 4 - a peregrinação à Casa Sagrada que é Meca (al-Hagg); 5 - o jejum do mês de Ramadan (as- Saumu). Il Corano ha fissato con chiarezza gli obblighi fondamentali per un credente musulmano. Essi sono comunemente chiamati i cinque pilastri dell'Islam e sono: 1 - La testimonianza: " non c'è altro Dio fuorché Dio* e Muhammad è il suo Profeta "( asc-Sciahada ); 2 - le cinque preghiere quotidiane ( as- Salat ); 3 - il pagamento dell'imposta coranica ( az-zakat ); 4 - il pellegrinaggio alla Sacra Casa cioè a La Mecca ( al-Hagg ); 5 - il digiuno del mese di Ramadan (as- Saumu ).

13

14

15

16 1 - O testemunho é uma profissão de fé na unidade do Criador e um reconhecimento da Verdade do Profeta. A primeira parte: não há nenhum outro deus além de Deus representa o movimento do homem para o Divino para distinguir a realidade (Deus) de tudo aquilo que não é real, ou seja, que está fora desta relação. Na segunda parte: " Mohamed é o seu Profeta" Deus move-se na direcção do homem e através do Profeta Mohamed comunica mensagem aos homens. Para se ser muçulmano é suficiente pronunciar a profissão de fé (asc-Sciahada) diante das honradas testemunhas muçulmanas" ou dum doutor da lei islâmica. No espírito do Corão esta acção pessoal e voluntária tem valor de contrato e ninguém pode pôr novamente em causa a sinceridade se não uma declaração solene de abjuração. 1 - La testimonianza è una professione di fede nell'unicità del Creatore e un riconoscimento della Verità del Profeta. La prima parte: " non c'è altro Dio fuorché Dio " rappresenta il movimento dell'uomo verso il Divino il suo distinguere il reale (Dio) da tutto ciò che non è reale, ossia che è fuori da questa relazione. Nella seconda parte: " Muhammad è il suo Profeta " Dio si muove in direzione dell'uomo e attraverso il Profeta Muhammad comunica agli uomini il suo messaggio. Per diventare musulmani basta pronunciare la professione di fede ( asc- Sciahada ) davanti a dei "probi testimoni musulmani" o ad un dottore delle legge islamica. Nello spirito del Corano quest'atto personale e volontario ha valore di contratto e nessuno ne può rimettere in causa la sincerità se non una solenne dichiarazione di abiura.

17

18

19 2 - As cinco orações diárias. Ao amanhecer, ao meio dia, à tarde, ao crepúsculo e à noite todos os muçulmanos em saúde boa devem primeiro lavar-se e então voltar-se em direcção a Meca para louvar a Deus. As lavagens são o símbolo do retorno do homem à pureza primitiva. Se o crente estiver em casa, escolhe um ângulo limpo e geralmente reza em cima de um tapete ou toalha. Na mesquita não muda a liturgia, mas as diretrizes são dadas em voz alta pelo sacerdote ou laico que conduza a oração. O muçulmano pode rezar também num escritório ou na rua, em qualquer lugar que se encontre. Cada uma das cinco orações é codificada segundo uma liturgia que abrange tanto o plano individual como o coletivo. A oração é também o momento privilegiado da relação íntima com Deus, a confissão direta. O encontro com Deus pode ser multiplicado nas orações solitárias, silenciosas também na na, de dia e de noite. 2 - Le cinque preghiere quotidiane. All'alba, a mezzo giorno, nel pomeriggio, al crepuscolo e di notte tutti i musulmani in buona salute, devono prima lavarsi e poi rivolgersi in direzione di La Mecca per rendere lode a Dio. Le abluzioni sono il simbolo del ritorno dell'uomo alla primitiva purezza. Se il credente è a casa sua, sceglie un angolo pulito e prega generalmente su un tappeto o su una stuoia. In Moschea la liturgia non cambia, ma le direttive vengono date ad alta voce dall'Imam il religioso o il laico che conduce la preghiera. Il musulmano può pregare anche in ufficio o per strada o dovunque si trovi. Ognuna delle cinque preghiere è codificata da una liturgia che comprende sia il piano individuale che quello collettivo. La preghiera è anche il momento privilegiato del rapporto intimo con Dio, la confessione diretta. L'incontro con Dio può essere moltiplicato nelle preghiere solitarie, silenziose anche in strada di giorno e di notte.

20

21

22 3 – O pagamento do imposto corânico não é somente uma esmola, mas é um acto de solidariedade concreta e constante para com o resto da comunidade e uma purificação dos bens legalmente adquiridos. No início do acto voluntário e livre a esmola teve, com o tempo e coma expansão da nação muçulmana, uma evolução para forma uma fiscal que se aproxima à pratica moderna dos impostos. Os muçulmanos também praticam muito a esmola livre para ajudar os mais necessitados. 3 - Il pagamento dell'imposta coranica non è soltanto un elemosina, ma è un atto di solidarietà concreta e costante con il resto della comunità e una purificazione dei beni legalmente acquisiti. All'inizio atto volontario e libero, l'elemosina ha avuto con il tempo e con l'espansione della nazione musulmana un evoluzione verso forme fiscali che si avvicinano alla pratica moderna delle imposte. Dai musulmani viene inoltre molto praticata anche l'elemosina libera per aiutare i più bisognosi.

23

24

25 4 - A peregrinação à Casa Sagrada, Meca. Todo muçulmano que possui de recursos físicos e materiais deve ir a Meca ao menos uma vez na vida. A origem dessa obrigação funda-se nas tradições da Arábia pré-Islâmica. Quando entra no perímetro Sagrado, vedado aos não muçulmanos, o peregrino purifica-se, abandona suas vestes e veste um pedaço de pano não cosido e sandálias simples. Vai de encontro a Deus, pronunciando uma simples palavra: LABBAYKA, estou aqui. Dá sete voltas ao redor do cubo sagrado e beija uma vez a pedra negra que está na base do cubo. Depois da grande oração conduzida pelo Grande Cadi (juiz) de Meca, o peregrino dirige-se para o vale de Mina, e lá venera a memória de Abraão. 4 - Il pellegrinaggio alla Sacra Casa, a La Mecca. Ogni musulmano in possesso dei mezzi fisici e materiali deve recarsi almeno una volta nella vita a La Mecca. L'origine di quest'obbligo affonda nelle tradizioni dell'Arabia pre-islamica. Quando entra nel perimetro sacro, vietato ai non musulmani, il pellegrino si purifica, abbandona i suoi vestiti e indossa un pezzo di stoffa non cucito e semplice sandali. Va incontro a Dio pronunciando una sola parola: LABBAYKA, eccome a te. Gira sette volte attorno al cubo sacro e bacia una volta la pietra nera che sta alla base del cubo. Dopo la grande preghiera condotta dal gran Cadì (giudice) di La Mecca, il pellegrino si dirige verso la valle di Mina e là venera la memoria di Abramo..

26 A pedra negra mede, do solo, seis palmos de altura e para beijá-la quem é alto abaixa-se, enquanto quem é baixo se estica. Essa é a fachada de uma lâmina de prata, cujo branco luminoso brilha sobre o lustre negro da pedra. La pietra nera è dal suolo sei palmi e per baciarla chi è alto si china verso essa e chi è basso si allunga. Essa è fasciata da una lamina d'argento, il cui bianco lucente brilla sul lustro nero della pietra.

27 ...Depois vai ao Monte Arafat, onde recita em pé, do meio-dia ao crepúsculo, os versos do Corão que celebram a glória do Senhor. O acto final é o sacrifício ritual de um bovino, geralmente um cabrito, em lembrança do sacrifício de Ismael, o antepassado dos Árabes, pela mão de Abraão. O valor social que assume o peregrino quando volta de Meca é grande: agora é considerado um sábio e as pessoas dão importância aos seus conselhos. Os pobres são dispensados dessa prova....Poi si reca sul monte Arafat dove in piedi da mezzogiorno al crepuscolo recita i versetti del Corano che celebrano la gloria del Signore. L'atto finale è il sacrificio rituale di un bovino, più spesso un caprino in ricordo del sacrificio di Ismail, l'antenato degli Arabi, per mano di Abramo. Il valore sociale che assume il pellegrino di ritorno da La Mecca è grande: ormai è considerato un saggio e la gente tiene conto dei suoi consigli. I poveri sono dispensati da queste prova.

28 A peregrinação a Meca permite, afinal, o encontro da comunidade muçulmana mundial e é o símbolo de uma viagem ao interior de si mesmo. Il pellegrinaggio a La Mecca permette infine l'incontro della Comunità musulmana mondiale e è il simbolo di un viaggio interiore all'interno di se stessi.

29

30 5 - O jejum do mês do Ramadão. A segunda Sura do Corão força todos os adultos de boa saúde a jejuarem do nascer ao pôr do sol, todo dia, no mês lunar de Ramadão, período da revelação do livro. Entre todas as obrigações o jejum é a mais observada, em alguns países quentes, a falta de alimento e de água pode tornar-se numa dura prova, mas esta nunca assume o carácter de expiação dolorosa, mas sim de uma oferta á Deus, na qual a alma domina o corpo. É evidente como a interrupção voluntária do ritmo vital representa a liberdade do homem do próprio eue dos desejos que dele derivam. É também a lembrança que em nós mora aquele que tem fome como um outro ego frágil, imperfeito de se arrancar à miséria e à morte. Tradução do Italiano: Lucas Inguaggiato-N.Rosa 5 - Il digiuno del mese di Ramadan. La seconda Sura del Corano obbliga tutti gli adulti in buona salute a digiunare dall'alba al tramonto, tutti i giorni, nel mese lunare del Ramadan, periodo della rivelazione del libro. Fra tutti gli obblighi il digiuno è il più osservato, in alcuni paesi caldi, la mancanza di cibo e di acqua può rendere la prova faticosa, ma questa non assume mai il carattere di espiazione dolorosa, ma di un'offerta a Dio in cui l'anima domina il corpo. E' evidente come l'interruzione volontaria del ritmo vitale rappresenti la libertà dell'uomo dal proprio "io" e dai desideri che ne derivano. E' anche il ricordo che in noi abita " colui che ha fame" come un alter ego fragile, imperfetto da strappare alla miseria e alla morte. Anwar Chadli

31

32 Estratti del discorso di Benedetto XVI ai rappresentanti del mondo musulmano - Incontro promosso dal Pontificio Consiglio per il Dialogo Interreligioso (Castelgandolfo ) Cari amici musulmani, sono lieto di accogliervi in questincontro da me auspicato per consolidare i legami di amicizia e di solidarietà tra la Santa Sede e le Comunità musulmane del mondo, vorrei oggi ribadire tutta la stima e il profondo rispetto che nutro verso i credenti musulmani, ricordando quanto afferma in proposito il Concilio Vaticano II e che per la Chiesa Cattolica costituisce la Magna Charta del dialogo islamo - cristiano: Extratos do discurso de Bento XVI aos representantes do mundo muçulmano - Encontro promovido pelo Conselho Pontifical para o Diálogo inter-religioso (Castelgandolfo, ) Queridos amigos muçulmanos, É de meu agrado receber-vos neste encontro que, espero eu, consolidará os laços de amizade e solidariedade entre a Santa Sé e as comunidades muçulmanas do mundo; queria hoje confirmar toda a estima e o profundo respeito que nutro pelos crentes muçulmanos, lembrando o que afirma sobre o assunto o Conselho Vaticano II e que para a Igreja católica constitui a Magna Carta do diálogo Islâmico-Cristão:

33 La Chiesa guarda con stima anche i musulmani che adorano lunico Dio, vivente e sussistente, misericordioso e onnipotente, creatore del cielo e della terra, che ha parlato agli uomini. Essi cercano di sottomettersi con tutto il cuore ai decreti anche nascosti di Dio, come si è sottomesso Abramo, al quale la fede islamica volentieri si riferisce Il dialogo interreligioso e interculturale costituisce una necessità per costruire insieme il mondo di pace e di fraternità, ardentemente auspicato da tutti gli uomini di buona volontà. In questo ambito, i nostri contemporanei attendono da noi un eloquente testimonianza in grado di indicare a tutti il valore della dimensione religiosa dellesistenza. A igreja olha com estima os muçulmanos que adoram o único Deus, vivente e subsistente, misericordioso e onipotente, criador do Céu e da Terra, que falou aos homens. Eles tentam também com todo o coração submeter- se aos desígnios escondidos de Deus, como se submeteu Abraão, ao qual a fé islâmica voluntariamente se refere". O diálogo inter-religioso e inter cultural constitui uma necessidade para construir em conjunto um mundo de paz e fraternidade, ardentemente desejado por todos os homens de boa vontade. Neste âmbito, nossos contemporâneos esperam de nós um eloqüente testemunho capaz de indicar a todos o valor da dimensão religiosa da existência.

34 É portanto necessário que, fieis aos ensinamentos de suas respectivas tradições religiosas, cristãos e muçulmanos aprendam a trabalhar juntos, como já acontece em diversas comunidades experientes, para evitar qualquer forma de intolerância e fazer oposição a toda manifestação de violência; também é nosso dever, como Autoridades Religiosas e Responsáveis políticos, os guiarmos e encorajarmos a agir desse modo. Enquanto crescem as ameaças contra a humanidade e contra a paz, reafirmando a centralidade da pessoa e trabalhando sem cansar-se para que a vida humana seja sempre respeitada, cristãos e muçulmanos manifestem a sua obediência ao Criador, cuja vontade é que todos os seres humanos vivam com a dignidade que Ele lhes deu. E pertanto necessario che, fedeli agli insegnamenti delle loro rispettive tradizioni religiose, cristiani e musulmani imparino a lavorare insieme, come già avviene in diverse comuni esperienze, per evitare ogni forma di intolleranza ed opporsi ad ogni manifestazione di violenza; è altresì doveroso che noi, Autorità religiose e Responsabili politici, li guidiamo ed incoraggiamo ad agire così. Mentre crescono le minacce contro luomo e contro la pace, riaffermando la centralità della persona e lavorando senza stancarsi perché la vita umana sia sempre rispettata, cristiani e musulmani rendono manifesta la loro obbedienza al Creatore, la cui volontà è che tutti gli esseri umani vivano con quella dignità che Egli ha loro dato.

35 Cari amici, auspico di vero cuore che Dio misericordioso guidi i nostri passi sui sentieri duna reciproca e sempre più vera comprensione. Nel momento in cui i musulmani iniziano litinerario spirituale del mese di Ramadam, rivolgo rivolgo a tutti i miei cordiali voti augurali, auspicando che lOnnipotente accordi loro unesistenza serena e tranquilla. Che il Dio della pace colmi con labbondanza delle sue benedizioni voi e le comunità che rappresentate! Articolo.asp?c=96618 Queridos amigos, desejo do coração que Deus misericordioso guie os nossos passos nos caminhos de uma recíproca e sempre mais verdadeira compreensão. No momento no qual os muçulmanos iniciam o itinerário espiritual do mês de Ramadão, dirijo a todos os meus cordiais votos de êxito, esperando que o Omnipotente lhes conceda uma existência serena e tranquila. Que o Deus da paz cubra com a abundância de sua bênção a vós e às comunidades que representais! Tradução para português: Lucas Inguaggiato Nora Rosa asp?c=96618

36 Glória a Deus nas alturas e paz na Terra aos homens de Boa Vontade Gloria a Dio nei Cieli e pace in Terra agli uomini di Buona Volontà

37 Elaboração da apresentação: Salvatore Inguaggiato. Fotos: Google Images Tradução para português: Lucas Inguaggiato N. Rosa Revisão e melhoramento da tradução: Leaopelado.org Trilha sonora: Musica Arabe- Belly Dance Music – Mostafa Sax Fonte: Texto:


Carregar ppt "O mundo islâmico Il mondo islamico O Islão é fundado na relação universal entre Deus e o homem. Alá * é o absoluto e o homem é visto em sua natureza."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google