A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Pascal. ANATOMIA DE UM PROGRAMA EM PASCAL Início:program [nome do programa]; uses crt; Meio:[definições das funções, procedimentos,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Pascal. ANATOMIA DE UM PROGRAMA EM PASCAL Início:program [nome do programa]; uses crt; Meio:[definições das funções, procedimentos,"— Transcrição da apresentação:

1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Pascal

2 ANATOMIA DE UM PROGRAMA EM PASCAL Início:program [nome do programa]; uses crt; Meio:[definições das funções, procedimentos, variáveis...] Fim:begin [seu código aqui] end.

3 DECLARANDO VARIÁVEIS Toda variável a ser usada deve ser declarada antes de seu uso. Utilizamos a palavra reservada var para indicar o início das declarações das variáveis. O var deve vir antes do begin (que termina com end.), que é o bloco principal do programa. Não é possível criar variáveis dentro do bloco principal do programa. Todas que serão utilizadas deverão ser criadas antes. As variáveis devem iniciar por uma letra, e então serem seguidas de letras, números e underline _.

4 TIPOS DE DADOS Tipos de dados mais usados na linguagem Pascal: integer: números inteiros real: números de ponto flutuante char: caractere string: texto boolean: lógico Há variações desses tipos de dados, que são menos utilizados. Aprenderemos também outros tipos de dados durante o curso, como vetores, matrizes, registros e arquivos.

5 TIPOS DE DADOS Conjunto de valores Integer[ a 32767] Real [–3,4 × a –3,4 × ] [3,4 × a 3,4 × ] CharCaracteres da tabela ASCII (somente 1) StringCaracteres da tabela ASCII (até 255) Booleantrue ou false (verdadeiro ou falso)

6 OUTROS TIPOS DE DADOS Conjunto de valores ShortInt[-128 a 127] LongInt[ a ] Byte[0 a 255]

7 DECLARANDO VARIÁVEIS program exemplo; uses crt; var [variáveis são criadas aqui] begin [seu código aqui] end.

8 DECLARANDO VARIÁVEIS Para declarar as variáveis você deve, após o var, digitar o nome dela, seguido de dois-pontos : e logo após o tipo do dado. E claro, sempre finalizando com ponto-e-vírgula. var nome: string;delimitado por aspas simples idade: integer;sem aspas, números inteiros sexo: char;delimitado por aspas simples real: altura; sem aspas, ponto separando as casas decimais vivo: boolean; apenas true (verdadeiro) ou false (falso)

9 DECLARANDO VARIÁVEIS Caso haja variáveis do mesmo tipo, podemos encurtar o código separando os nomes das variáveis por vírgula. var prova: integer; trabalho: integer; media: real; var prova, trabalho: integer; media: real;

10 ATRIBUINDO VALORES ÀS VARIÁVEIS Para atribuirmos valores, usamos a combinação do dois-pontos : seguido de um igual =, ou seja, usamos o :=. Primeiro digitamos a variável que queremos atribuir um valor, depois o := e por último o valor a ser atribuído. nome := Pablo Roxo; idade := 25; sexo := M; real := 1.75; vivo := true;

11 ATRIBUINDO VALORES ÀS VARIÁVEIS Sim, podemos atribuir o valor de uma variável a outra variável, desde que sejam do mesmo tipo ou que a variável de destino suporte o tamanho do valor da variável de origem. var a, b: integer; begin a := 3; b := a; var c: char; d: string; begin c := P; d := c;

12 CONSTANTES Constantes não mudam de valor. Do momento em que são criadas até o encerramento do programa, elas continuam com o mesmo valor. Assim como as variáveis, elas são declaradas antes do begin. Para declará-las, basta usar a palavra reservada const, seguido do nome da constante (assim como o de uma variável), o símbolo de igual = e o valor da constante, além do ponto-e-vírgula. Não é necessário definir um tipo. Se você atribuir um valor numérico, de texto ou lógico, ele irá se adaptar automaticamente. As constantes devem ser declaradas uma a uma, não podendo ser separadas por vírgulas, como as variáveis.

13 CONSTANTES Elas servem para armazenar valores que serão usados durante o programa, porém não serão mudados em momento algum. Fica mais legível usar constantes do que aplicar os valores diretamente. const pi = 3.14; var base, altura: integer; const nome = João;

14 EXIBINDO O VALOR DA VARIÁVEL Utilizamos a função writeln para imprimir uma variável, passando a variável como parâmetro. writeln([parâmetro], [parâmetro],...); var nome: string; begin nome := Pablo Roxo; writeln(Meu nome:, nome);

15 EXIBINDO O VALOR DA VARIÁVEL var nome: string; idade: integer; begin nome := Pablo Roxo; idade := 25; writeln(Meu nome:, nome, e minha idade:, idade);

16 EXIBINDO O VALOR DA VARIÁVEL var altura: real; begin altura := 1.75; writeln(Minha altura:, altura); Será impresso: E+000 Por quê?

17 EXIBINDO O VALOR DA VARIÁVEL Valores do tipo real (número de ponto flutuante) são armazenados e exibidos na notação matemática exponencial. Para imprimí-lo na forma decimal, basta aplicar uma máscara: writeln(Minha altura:, altura:0:2); Será impresso: 1.75 E o que significa o 0 e o 2? 0: número de casas à esquerda, antes de começar o número 2: número de casas após o ponto, do valor decimal


Carregar ppt "LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Pascal. ANATOMIA DE UM PROGRAMA EM PASCAL Início:program [nome do programa]; uses crt; Meio:[definições das funções, procedimentos,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google