A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Nova Realidade do Mercado de Commodities Agrícolas Steve Cachia Consultor / Analista de Commodities Fórum Financeiro e de Mercado 19 de outubro, 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Nova Realidade do Mercado de Commodities Agrícolas Steve Cachia Consultor / Analista de Commodities Fórum Financeiro e de Mercado 19 de outubro, 2012."— Transcrição da apresentação:

1 A Nova Realidade do Mercado de Commodities Agrícolas Steve Cachia Consultor / Analista de Commodities Fórum Financeiro e de Mercado 19 de outubro, 2012 – Maringá, PR, Brasil.

2 Desde 1989: na comercialização. Mercado Interno : principais estados. Mercado Internacional: Paraguai, Argentina, EUA, Europa, Ásia, Oriente Médio. Escritórios: Curitiba e Paranaguá (PR), Cuiabá e Lucas do Rio Verde (MT), Rio Verde (GO), Malta (EU). Associada a BBM : leilões Conab. Mercado futuro: BMF&Bovespa. CME – Bolsa de Chicago. Comercialização – consultoria, oportunidades de negócios, soluções integradas exportação.

3 Olhar para frente e não para trás. Mercados evoluiram. Aceitar mudanças e agir com elas. Tempos mudaram.

4 Novo Ciclo de Preços território novo sem parâmetro histórico. Fundamentos tradicionais sem efeito, fundos e especuladores dominando operações, grãos para combustível – o mercado não faz mais sentido ? Tudo Interligado plantio, economia, humor investidores. Globalização, tecnologia, clima.

5 1. A Nova Realidade do Mercado 2. Perspectivas e Tendências 2012/13 3.Papel do Brasil no Contexto Mundial 4. Considerações Finais

6

7 Uma nota de Us$ 100 dólares

8 Pacote de 100 notas de Us$ 100 – cabe no bolso.

9 100 pacotes de Us$ cabem em uma sacola

10 pacotes de Us$ Cabem em um pallet.

11 10 pallets de Us$

12 1 milhão de milhões, mil bilhões ou apenas 1 seguido de 12 zeros

13 Correlação mercados financeiro e commodities existe ! Crise econômica - pacotes de ajuda, socorro, divida, quebra, bônus, prejuízo, valores, cifras, dinheiro imensurável. Fatores fundamentais importantes, mas as vezes em segundo plano para determinar faixa de valor. Fatores extra-campo vão continuar afetando preços. Mas porque ?

14 Investidor GerenteProdutos Devolução

15 Investem visando lucro - não interessa valor – direção. Até 80% do movimento em Chicago é de fundos e especuladores ! Posições recorde dos fundos na soja e farelo. Comportamento: instabilidade, pessimismo, pânico - fuga do risco (liquidações). calmaria, otimismo, euforia – entrada no mercado (compras). Futuro – os 5 últimos anos vão ser usados pelos fundos como ferramenta de venda - modismo vai crescer mais e afetar o valor das commodities. Oferta e demanda – de dinheiro !

16 Era da globalização e tecnologia. Pregão eletrônico 24 horas. Número de players maior. Sofisticados programas/software. Fundamentos ainda determinam longo prazo mas não as operações diárias. Importante é ter um sistema que funciona !

17 Componentes do Índice de Commodities Reuters CRB SubgruposMercadosPeso de cada subgrupo Energia Petróleo, Óleo, Gás Natural 17.6% Grãos Trigo, Milho, Soja 17.6% Industriais Cobre, Algodão 11.8% Carnes Bovinos e Suínos 11.8% Softs Café, Cacau, Açúcar, Suco de Laranja 23.5% Metais Ouro, Prata, Platinium 17.6% Componentes do Índice de Commodities Reuters CRB

18 Fonte: Moore Research Center Inc. (em

19 Fonte: Moore Research Center Inc.

20

21 PRODUTOUs$/barril Petróleo 90,00 Coca Cola 127,00 Perrier 300,00 Budweiser 450,00 Pinot Grigio 2120,00 Bertoli 2370,00 Jack Daniels 4240,00 Tabasco 6155,00 Chanel ,00

22 Fonte: Moore Research Center Inc.

23 Fatores financeiros / econômicos / geopolíticos afetam humor do investidor mas não o volume de consumo !

24

25 População mundial – 7 bi. antes de 2050 – 9 bi. Mudanças econômicas e geopolíticas – demanda maior. Estamos em mercado de demanda, agravado por problemas na oferta. Controvérsia grãos para combustível. ecologia vs segurança alimentar.

26 China China - 1,4 bi. Pessoas Área - menos de 20% do país adequado a agricultura. Forte êxodo rural - desde 1998, renda nas cidades +100%, rural -50%. 300 mi. pessoas já saíram do campo, outras 300 mi. até Índia Índia - 1,2 bi. pessoas. 4 das 10 pessoas mais ricas do mundo Mumbai – 7ª maior número de bilionários. Maior importador e 2º maior consumidor de óleos vegetais. 2% da área e 15% da população mundial. Abundancia de alimentos – não tão cedo. Quem apreendeu a comer não abre mão deste luxo. 1/3 da população mundial

27 Shangai 1990Shangai 2010 CHINA : exercito – 3,4 mi. de pessoas. 2º maior país e economia. 10 maiores cervejarias – 2 chinesas. maior exportador e 2º maior importador. Chineses consome 13 mi. de cigarros por minuto. 80% dos brinquedos nos EUA fabricados na China.

28 CHINA – mercado de suinos População de suínos de meio bilhão. É superior a soma dos 43 maiores países produtores do mundo !

29 CHINA – Importação de Soja 2012 – capacidade de esmagamento – 125 mi.t. Importação em 2012 deve passar de 60 mi.t.

30 CHINA – Importação de Milho USDA subestimando – potencial de 7 a 10 mi.t.

31 Folego de consumo da China esgotando ? Folego de consumo da China esgotando ? Importa recorde de +60 mi.t. de soja e +/- 10 mi.t. milho.Importa recorde de +60 mi.t. de soja e +/- 10 mi.t. milho. Alem do consumo interno, a demanda ainda deve entrar em nova fase. Transformação de matéria prima em acabada. Alem do consumo interno, a demanda ainda deve entrar em nova fase. Transformação de matéria prima em acabada. Indústria de alimentos passando a exportar.

32 2011 – ano de clima louco – La Nina fraco com problemas grandes – a volta do El Nino ? Aquecimento Global ou Esfriamento Global ? Mercados precisam de mais evidencia e pesquisa sobre efeitos na produtividade. e pesquisa sobre efeitos na produtividade. Amer. Sul – safra 12/13 – início dentro do normal. EUA - 4º ano consecutivo de quebra ?

33

34

35

36 Encontrou uma nova zona de conforto. Satisfazendo mercado de modo geral. Só que ainda e vulnerável a mudança brusca.

37

38 Oferta – insuficiente para atender demanda. Demanda – sem sinais de enfraquecimento. Fator chave – safra America do Sul e entressafra americana. EUA – export. soja em 71% contra média normal 47%. export. farelo em 49% contra média normal 30%. export. óleo em 42% contra média normal 25%. Tendência 2012/13 – fundamentalmente altista. Tecnicamente – estrago maior que esperado. Momentos de volatilidade elevada e recuperação. No Brasil, pressão do andamento e entrada da safra mas dólar alto oferece suporte. Fator incerteza – crise econômica / financeira.

39 AnoProdução Consumo Total Estoque Final 2010/1190,6189,255, /1284,1985,874, /1377,8479,483,53 AnoProdução Consumo Total Estoque Final 2010/11264,68251,4070, /12238,11254,1954, /13264,28258,7657,56 Fonte: USDA (outubro 2012).

40 Mundial EUA Soja – Comparativo Estoque / Consumo

41 Óleo de Soja Mundial Relação Estoque / Consumo Estoque Final Estoque / Consumo

42 1940 – 70: Us$ 2,60/bu 1970 – 00: Us$ 6,15/bu Novo ciclo – Us$ 11,50 média Us$ 8,20 min Us$ 19,10 max

43 Oferta – de expectativa de explosão na produção mundial para a volta do aperto. Demanda – muito forte, mas preço pode provocar substituição e racionamento de produto. Fatores chave – demanda mundial, principalmente compras da China e programa de etanol dos EUA. Tendência 2012/13 – fundamentos altistas de curto e médio prazo, baixista de longo prazo. Brasil – estoques elevados da supersafra Precisamos exportar tudo o possível e mais um pouco.

44 Prod.Ração Cons. Total Export. Est. Final EUA: 10/11 316,17121,75285,0146,5928,64 11/12313,92115,87278,9739,1925,11 12/13271,94105,42254,0129,2115,73 Mund. 10/11 830,29500,07848,4191,46127,13 11/12877,75506,74873,35108,11131,54 12/13839,02504,49853,2989,82117,27 Fonte: USDA (outubro 2012, em mi.t.)

45 Consumo % da produção 40% 35% 42%

46 Estoque Final Estoque / Consumo Milho Mundial Relação Estoque / Consumo

47 Fonte: Cerealpar (em mi.t.)2013/142012/132011/122010/11 Estoque Inicial Produção Importações Consumo Interno Exportações Estoque Final

48 1940 – 70: Us$ 1,30/bu 1970 – 00: Us$ 2,40/bu Novo ciclo – Us$ 4,60 média Us$ 3,00 min Us$ 6,70 max

49 Área Brasil 2012/13: Área Brasil 2012/13: soja +9%soja +9% milho -7% normal, +15% safrinha, +3% total.milho -7% normal, +15% safrinha, +3% total. Área EUA 2013: Área EUA 2013: milho -0,5%, soja +1,5%.milho -0,5%, soja +1,5%. O mercado comprador conta com safra cheias nas Américas – mas nada e garantido, compradores nervosos porque clima tem surpreendido negativamente a produtividade nos últimos anos. O mercado comprador conta com safra cheias nas Américas – mas nada e garantido, compradores nervosos porque clima tem surpreendido negativamente a produtividade nos últimos anos.

50 Produção – cenário incerto, mas oferta não deve crescer como esperado. Demanda – crescendo, principalmente para ração. Fatores chave – clima na Austrália e demanda para ração. Tendência 2010/11 – mercado voltando a receber suporte, mas também com tendência de perder fôlego ao longo de 2013, na medida que o cenário para 2014 comece a desenhar um quadro de oferta abundante.

51 Fonte: USDA (outubro 2012 em mi.t.) Prod.ImportaçãoRaçãoCons. TotalExport.Est. Final EUA: 11/12 54,413,05 4,4632,1628,5620,21 12/13 61,763,54 8,5736,4131,3017,79 Argentina 11/12 15,500,01 0,105,9512,700,96 12/13 11,500,01 0,106,005,500,97 Brasil 11/125,80 7,30 0,5011,202,001,76 12/135,00 7,00 0,2011,001,501,26 China 11/12117,92 2,93 22,00120,500,9858,47 12/13118,00 1,50 22,00122,001,0054,97 Mundial 11/12695,9 147,79 144,39695,46156,52198,17 12/13653,05 134,99 134,49678,22130,87173,00

52 Trigo – Estoque / Consumo Mundial Estoque FinalRel. Est. / Consumo

53 Fonte: Moore Research Center Inc – 70: Us$ 1,80/bu 1970 – 00: Us$ 3,25/bu Novo ciclo – Us$ 3,30 min. Us$ 5,80 média Us$ 10,15 max.

54 Oferta – produção provavelmente voltando a crescer, respondendo a melhora nos preços e tendencia de queda na ração. Demanda – interna crescimento leve, dependencia na externa. Fator chave – comportamento dos preços de ração pode determinar faixa de valor. Tendência 2012/13 – fundamentalmente altista, com taxa de cambio garantindo boa rentabilidade nas exportações, mas de olho no recuo dos preços ao longo de Demanda e consumo vão garantir faixa de valor e poder de recuperação.

55 Frango – recorde na produção e exportações. Bovinos - longe do recorde mas em recuperação. Suinos – espaço para surpresa e recorde Bovina Produção 8,788,728,538,796,63 Exportação1,701,681,572,100,88 Frango Produção 13,0212,8412,869,356,56 Exportação4,053,933,932,761,25 Suina Produção 3,663,713,652,522,08 Exportação0,580,580,490,600,26 Fonte: Safras e Mercado, em mi.t.).

56 Após forte rali, vem forte queda ! Será o ano da reversão ? Nosso mercado responde muito rapido a rali nos preços atraves do aumento na produção. Sem quebra de safra, a oferta volta a ficar mais comfortavel no 2 semestre !

57

58 AÇUCAR: maior produtor e exportador, +50% do mercado mundial. CAFE: maior produtor e exportador, 30% do mercado internacional. SUCO DE LARANJA: maior produotr e exportador, 1 em cada 2 copos consumidos. CACAO: 2º maior produtor até recentemente, mas doenças cortaram produtividade pela metade. BOVINOS: maior rebanho comercial do mundo. 80% para consumo interno e mesmo assim e o maior exportador do mundo. AVES: maior exportador de frangos. SUINOS: crescimento rápido como exportador mundial importante. SOJA: maior produtor e exportador. COMPLEXO SOJA: 2º maior exportador de farelo 3º maior exportador de óleo. MILHO: 2o maior exportador de milho. ALGODÂO: 4º maior exportador. ETANOL: maior exportador de etanol de cana de açúcar.

59 Todo mundo de olho no Brasil! Precisamos ser mais eficientes e competitivos para não dependermos demais na reação de preços. O mundo quer e precisa de produtos brasileiros, mas não consegue chegar até eles. É hora de vender o Brasil de verdade ! A agricultura global precisa produzir mais comida para alimentar uma população cada vez mais numerosa. O Mundo precisa comer !

60 Necessidade de maior agressividade Globalização exige isso. Só porque o desempenho é bom não significa que não pode melhorar. Olhar alem dos EUA. Participação em eventos fora do país não é gasto, é investimento. Buscar maior competitividade. Reduzir Custo Brasil: infra-estrutura – logística, modais de transporte, armanzenagem, portos. Carga tributaria – estimular maior consumo.

61

62 Cassino ?Cassino ? – parece mas não é. SimilaridadesSimilaridades – nos 2 existe elevado grau de risco. Resultado - empatar o investimento, perder ou ganhar. Emoções pesadas e probabilidades determinando decisões. DiferençaDiferença – no mercado você pode limitar perdas/garantir lucros. Decidir se quer apostar ou administrar o risco. Postura – se entrarmos no mercado com mentalidade de jogador, estaremos sujeitos aos riscos de um cassino. Se entrarmos como profissionais, estaremos comercializando. Especulação – especulação não cria cenários. Apenas responde a situações, portanto é fundamental, desde que não compromete nossa atividade.

63 Atividade de risco constante – desde a lavoura até a comercialização. Fatores inesperados provocam mudanças nos preços. Como se prevenir do imprevisível ? Muitos não gostam de números, estatística, gráficos. Mas os mercados vivem do SE. Se chover, se não quebrar a safra, se os fundos voltam aos mercados, se a economia se recuperar......etc., etc., etc. Podemos chutar e esperar ou trabalhar hipóteses e probabilidades a nosso favor. Com um plano, metas e estratégia temos mais condições de acertar.

64 Aceitar os Fatos 1.Ninguém consegue prever o futuro - bolas de cristal não foram aperfeiçoadas ainda. 2. Tentar acertar o alvo não funciona – topo ou fundo, só sabemos depois que já passou ! 3. Os mercados sempre foram e continuarão sendo complexos e voláteis – especular ou garantir lucro. 4. Sucesso depende da estratégia certa - ganha mais quem erra menos – minimizar as perdas e maximizar os lucros. 5. Respeito os ciclos – o mercado é soberano !

65 DISCIPLINA Controle emocional na tomada de decisões – exercício mental. MEDO GANANCIA Pânico – vendas quase sempre próximas ao fundo. Euforia – impede vendas próximas ao topo.

66 Topo Fundo Mercado em Queda Mercado em Alta EMOCIONAL Muitas vezes compramos aqui Muitas vezes vendemos aqui

67 Medo Indecisão Euforia Pânico Ganância Indecisão Forte DemandaAumento Oferta Demanda Recuando Oferta Crescendo O MERCADO É CICLICO Disciplina – controle emocional na tomada de decisões

68 O sucesso depende da estratégia certa. Otimizar tempo e selecionar informação ! Atenção constante ao mercado – o mercado oferece sinais. Quem é mais profissionalizado tem mais chance de identificar as melhores oportunidades de negócios.

69 No futuro próximo, produtores estarão dirigindo Lamborghini e os banqueiros taxis ! Jim Rogers, mega investidor global, 2009.

70 Agradecemos a atenção !!!


Carregar ppt "A Nova Realidade do Mercado de Commodities Agrícolas Steve Cachia Consultor / Analista de Commodities Fórum Financeiro e de Mercado 19 de outubro, 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google