A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NORMAS DE CITAÇÕES ABNT-NBR 10520:2002. ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas NBR = Norma Brasileira DEFINIÇÕES Segundo a ABNT-NBR 10520:2002.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NORMAS DE CITAÇÕES ABNT-NBR 10520:2002. ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas NBR = Norma Brasileira DEFINIÇÕES Segundo a ABNT-NBR 10520:2002."— Transcrição da apresentação:

1 NORMAS DE CITAÇÕES ABNT-NBR 10520:2002

2 ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas NBR = Norma Brasileira DEFINIÇÕES Segundo a ABNT-NBR 10520:2002 C I T A Ç Ã O: é a menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte, de um documento (é dar o devido crédito ao autor da idéia)

3 POR QUE USAR CITAÇÃO?

4 TIPOS DE CITAÇÃO CITAÇÃO DIRETA Transcrição TEXTUAL de parte da obra do autor consultado. Transcrição FIEL reprodução EXATA do original, respeitando-se até eventuais incoerências, erros de ortografia e/ou concordância. Poderá ser colocada a expressão [sic] imediatamente após o erro - significa: estava assim mesmo no original

5 TIPOS DE CITAÇÃO CITAÇÃO INDIRETA Transcrição LIVRE do texto do autor consultado Consiste em um RESUMO de um trecho de determinada obra. Poderá ser necessária quando se tratar de texto muito longo, do qual se quer extrair apenas algumas idéias básicas, fundamentais. Sempre deverá ser mencionada a indicação da fonte.

6 EXEMPLOS DE CITAÇÃO Direta e Indireta

7 EXEMPLOS DE CITAÇÃO Direta e Indireta DIRETA: CORPO DO TEXTO: Portanto, quando os primeiros imigrantes italianos chegaram a Jaú, foram obrigados a percorrer, a partir de Campinas, um longo trecho em lombo de burros (OLIVEIRA, F.A.M. 2004, p. 112). NOTA DE RODAPÉ: Portanto, quando os primeiros imigrantes italianos chegaram a Jaú, foram obrigados a percorrer, a partir de Campinas, um longo trecho em lombo de burros OLIVEIRA, F.A.M. Construção de espaços sociais numa prespectiva de fontes judiciais. In: Pós-História. Assis/SP, 2004, n. 12, pp , p. 112

8 INDIRETA: CORPO DO TEXTO: Partindo de fontes judiciais, percebemos que, no momento de grande imigração do século XIX, foram muitas as estratégias utilizadas por imigrantes italianos e a sociedade hospedeira no estabelecimento dos espaços sociais de seus convívios (OLIVEIRA, F.A.M. 2004). NOTA DE RODAPÉ: Partindo de fontes judiciais, percebemos que, no momento de grande imigração do século XIX, foram muitas as estratégias utilizadas por imigrantes italianos e a sociedade hospedeira no estabelecimento dos espaços sociais de seus convívios OLIVEIRA, F.A.M. Construção de espaços sociais numa prespectiva de fontes judiciais. In: Pós-História. Assis/SP, 2004, n. 12, pp , p. 112 EXEMPLOS DE CITAÇÃO Direta e Indireta

9 CITAÇÃO DE CITAÇÃO Transcrição direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original. É citar um autor que foi citado no documento que se tem em mãos. TIPOS DE CITAÇÃO Estudos indicam que existem estratagemas vinculadas a aspectos psicológicos, culturais e sociais que influenciam o diálogo do ouvinte com a linguagem musical, mesmo este não possuindo conhecimentos técnicos. (NAPOLITANO, 2002, p. 80 apud CUNHA, 2004, p. 128).

10 CITAÇÃO DIRETA COM ATÉ DE 3 LINHAS As citações diretas com até 3 linhas deverão:. ser inseridas na frase, sem recuo, dentro do parágrafo normal. sem diferenciação de tamanho de letra. entre aspas. aspas simples são utilizadas para citação no interior de citação ou como definiu De Certeau: A historia do santo se traduz em percursos de lugares e em mudanças de cenário; eles determinam o espaço de uma constância. (DE CERTEAU, M. Uma Variante: A Edificação Hagio-Gráfica. In: A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, pp ,p. 276.). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

11 CITAÇÃO DIRETA COM MAIS DE 3 LINHAS As citações diretas com mais de 3 linhas deverão: ter um recuo de 4 cm da margem esquerda - justificado letra menor do que a utilizada no texto sem aspas espaçamento simples Para o hagiógrafo medieval, o santo não faz a história propriamente dita, ele desenvolvia, por assim dizer, um programa traçado pela Divina Providência, ou como destacou De Certeau (2007. pp , p. 267.) : [...] a combinação de atos, dos lugares e dos temas indica uma estrutura própria que se refere não essencialmente àquilo que se passou, como faz a história, mas àquilo que é exemplar. As res gestae não constituem senão um léxico. Cada vida de santo deve ser antes considerada como um sistema que organiza uma manifestação graças a combinação topológica de virtudes e milagres.

12 FALAS Falas até três linhas: Indagados sobre a qualidade dos seus cursos e graduação, cerca de 70% dos entrevistados afirmam ser insuficientes. O entrevistado 2, por exemplo, afirma que a graduação foi insuficiente, não tem condições de formar para a prática. É necessário uma formação generalista e um pensar crítico. Falas com mais de três linhas: Veja-se, a título de ilustração, o que diz o entrevistado 9: Não tinha nenhuma motivação para trabalhar em hospital, não. Nunca pensei em trabalhar em hospital. Trabalhava no interior e pedi transferência. Depois de muita batalha, consegui. Quando cheguei aqui, me colocaram quatro opções de trabalho, cada uma mais complicada que a outra. [...]. Foi difícil no começo.

13 QUANTO AO AUTOR: Citar em MAIÚSCULAS quando estiver DENTRO de parênteses Citar em MINÚSCULAS quando estiver FORA de parênteses (SOBRENOME, data, p. ? ) Sobrenome (data, p. ? ) (SANTOS, 1997, p. 77) Santos (1997, p. 77) (SANTOS; VIEIRA, 1999, p. 79 Santos e Vieira (1999, p.79) (SANTOS; SOUZA; VIEIRA, 2001, p. 10) Santos, Souza e Vieira (2001, p 10) (BRASIL, 2005, p. 55) Brasil (2005, p. 55) (SANTOS et al., 2005, p.36) Santos et al. (2005, p. 36) (SANTOS, 2004 et al. apud FARIAS, 1999) Santos et al. (2004) apud Farias (1999) (SANTOS In: VIEIRA, 2005) Santos In: Vieira (2005) REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO CITAÇÃO PELO SOBRENOME DO AUTOR, INSTITUIÇÃO OU TÍTULO

14 CITAÇÃO COM DOIS OU TRÊS AUTORES Entre parênteses Quando for dois ou três autores, os sobrenomes são separados por ponto e vírgula. Ex. (VIEIRA; SILVA, 1998, p.15) (VIEIRA; SANTOS; SILVA, 2000) REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

15 CITAÇÃO COM DOIS OU TRÊS AUTORES Fora do parênteses, no texto Quando dois autores, os sobrenomes são separados, colocando ume. Para Silva e Vieira (2002, p.45) a historiografia brasileira sentiu a influência dos Annales a partir da década de Quando três autores, os sobrenomes são separados por vírgula, colocando um e entre o penúltimo e o último Para Veiga, Vieira e Silva (2003) a revolução gerou mitos, a própria revolução se transformou em um mito. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

16 CITAÇÃO COM MAIS DE TRÊS AUTORES Quando for quatro autores ou mais, cita-se o sobrenome do primeiro autor seguido da expressão ( et al ). ( SOUZA et al, 1998, p.15). Para Souza et al (2003) algumas análises da historiografia marxista também ajudaram a mistificara Revolução Mexicana. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

17 CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS Quando o autor pertence à parte da obra citada, deve -se colocar o termo ( In ) seguido de dois pontos. Ex.: (VIEIRA In: BRAZ, 1998, p.15). Quando for autor com mais de uma obra, cita-se o sobrenome e datas em ordem cronológica crescente separadas por vírgula. Ex.: Para Souza (2003, 2005) algumas análises da historiografia marxista também ajudaram a mistificara Revolução Mexicana.. A revolução gerou mitos, a própria revolução se transformou em um mito (SOUZA, 2003, 2005, 2006). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

18 Diferenciar pelas letras iniciais dos prenomes (SANTOS, A., 2005) (VIEIRA, B., 2004) (SANTOS, D., 2005) (VIEIRA, V., 2004) UYTFANGHE, Gent van. Lhagiographie et son public à lépoque mérovingienne. In: Studia Patristica, XVI: Papers presented to the Seventh International Conference on Patristic Studies, Part II Monastica et Ascetica, Orientalia, E Saeculo secundo, Origen, Athanasius, Cappadocian Fathers, Chrysostom, Augustine. Berlim: Akademie-Verlag, 1985, pp UYTFANGHE, Marc van. Latin mérovingien, latin carolingien et rustica romana lingua: Continuité ou descontinuité? In: Revue de lUniversité de Bruxelles. Bruxelles: Université de Bruxelles, 1977, pp COINCIDÊNCIA DE SOBRENOMES CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

19 CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS diferenciar pelo acréscimo de letras minúsculas após a data e sem espacejamento (SOUZA, 2005a) (VIEIRA, 2004a) (SOUZA, 2005b) (VIEIRA, 2004b) BRENNAN, B. Episcopae: Bishops Wives Viewed in Sixth-Century Gaul. In: Church History. V. 54, n. 3, set, 1985a, pp _______. Senators and social mobility in sixth-century Gaul. In Journal of Medieval History, n. 11, 1985b, pp _______. The Career of Venantius Fortunatus. In: Traditio, s.l. XLI, 1985c, pp CITAÇÃO DE DIVERSOS DOCUMENTOS DE UM MESMO AUTOR E DA MESMA DATA REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

20 CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS SOMENTE CITAÇÕES INDIRETAS CITAÇÃO INDIRETA DE DOCUMENTOS DIFERENTES DE DATAS IGUAIS OU DIFERENTES DE VÁRIOS AUTORES Citar autores separados por ponto e vírgula – colocar em ordem alfabética (BRAZ, 2004; SOUZA, 2004; VIEIRA, 2004) (BRAZ, 2004; SOUZA, 2008; VIEIRA, 1999) REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

21 CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS ENTRADA PELO TÍTULO DO TRABALHO Quando não há autor ou entidade para ser citada, cita-se o título do trabalho. Citar o início do título seguido de reticências. (O PROCESSO DO TRIBUNAL DO JÚRI DE JAÚ..., 1875) REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

22 CITAÇÕES – CASOS ESPECIAIS NÚMEROS DE PÁGINAS Quando o trecho citado está em duas ou mais páginas consecutivas, colocam-se as duas ou mais separadas com hífen. Ex.: (SOUZA,1998, p.15-16). Quando o trecho citado está em duas páginas não consecutivas, estas são separadas pelo ( e ). Ex.: (SOUZA, 1998, p. 15 e 20). Quando a idéia citada está em várias páginas, acrescenta-se depois da primeira página o termo ( e seg ). Ex.: (SOUZA, 1998, p.15 e seg.). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

23 INDICAÇÃO DE TRADUÇÃO DA CITAÇÃO PELO AUTOR. Quando a citação original, em outra língua, tiver sido traduzida pelo autor, indicar - tradução nossa - dentro do parênteses, logo após a página. Exemplo: Por isso, o culto dos santos era frequentemente combinado com um forte sentido de sacralidade, com uma crença fervorosa e com uma santidade heróica. BROWN, Peter. Enjoying the saints in Late Antiquity. In: Early Medieval Europe, 2000, 9 (I), pp. 1-24, p. 17, tradução nossa). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

24 SUPRESSÕES Supressões deverão ser indicadas por reticências dentro de colchetes, estejam elas no início, no meio ou no fim do parágrafo e/ou frase [...] Exemplos: Segundo Vieira (1997, p. 77) [...] a metodologia do ensino deve ser dividida em métodos parciais e mistos [...] e depende de fatores sociais. [...]o importante no ensino é o planejamento. [...] É certo que o professor deve conhecer os conceitos antes de iniciar a elaboração do planejamento [...] (VIERA, 1987, p. 85). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

25 DESTAQUES OU ÊNFASES Ênfases ou destaques deverão ser indicados negrito Na citação, indicar (grifo nosso) entre parênteses logo após data/página Por isso, o culto dos santos era frequentemente combinado com um forte sentido de sacralidade, com uma crença fervorosa e com uma santidade heróica. BROWN, Peter. Enjoying the saints in Late Antiquity. In: Early Medieval Europe, 2000, 9 (I), pp. 1-24, p. 17, grifo nosso). Caso o destaque seja do autor consultado, usa-se a expressão - grifo do autor Por isso, o culto dos santos era frequentemente combinado com um forte sentido de sacralidade, com uma crença fervorosa e com uma santidade heróica. BROWN, Peter. Enjoying the saints in Late Antiquity. In: Early Medieval Europe, 2000, 9 (I), pp. 1-24, p. 17 grifo do autor). REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DA CITAÇÃO

26 Vale ressaltar que... Em função disso... A partir dessa reflexão, podemos dizer que... É importante ressaltar que... Com base em (autor) queremos buscar caminhos... É necessário, pois, analisar... Nesse sentido, ressaltamos que... Coaduna-se com essas reflexões (x autor) quando ressalta que... Posto que [a leitura é sempre produção de significados], consideramos que... Daí a necessidade de... Podemos inferir, com (autor) que... Assim, entendemos que... Dessa perspectiva... Dessas acepções, podemos ressaltar que... Disso decorre... Assim sendo, salientamos que.. A partir desses levantamentos, cabe-nos... Contudo, ressalta (autor) que... Podemos compreender, com base em (autor) que... Tais afirmações vêm de encontro ao que queremos... (no sentido de choque) Os estudos desses autores vêm o encontro de nossos anseios, no sentido de mostrar que...(para somar) Sugestões de início de parágrafos de texto acadêmico


Carregar ppt "NORMAS DE CITAÇÕES ABNT-NBR 10520:2002. ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas NBR = Norma Brasileira DEFINIÇÕES Segundo a ABNT-NBR 10520:2002."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google