A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Como fazer um PAPER Dra. Denise Pires Fincato Professora de Metodologia da Pesquisa Jurídica – IDC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Como fazer um PAPER Dra. Denise Pires Fincato Professora de Metodologia da Pesquisa Jurídica – IDC."— Transcrição da apresentação:

1 Como fazer um PAPER Dra. Denise Pires Fincato Professora de Metodologia da Pesquisa Jurídica – IDC

2 O que é um PAPER? Invenção do meio acadêmico, ainda não regulado pela ABNT. Invenção do meio acadêmico, ainda não regulado pela ABNT. Meio caminho entre artigo científico e monografia. Meio caminho entre artigo científico e monografia. Utilizado como instrumento de avaliação em disciplinas e/ou módulos de cursos de pós-graduação estrito ou lato senso. Utilizado como instrumento de avaliação em disciplinas e/ou módulos de cursos de pós-graduação estrito ou lato senso.

3 PASSOS PRÉVIOS AO PAPER Anteprojeto: tema, delimitação do tema, problema, hipótese, variável, objetivo central, justificativa, revisão bibliográfica, definição de métodos, esboço do sumário e referências bibliográficas. Anteprojeto: tema, delimitação do tema, problema, hipótese, variável, objetivo central, justificativa, revisão bibliográfica, definição de métodos, esboço do sumário e referências bibliográficas. Busca de materiais. Busca de materiais.

4 PRAZO MÉDIO DE ELABORAÇÃO Considerando que existem autores que apontam prazo mínimo de 6 meses de elaboração para monografias, pode-se afirmar que um paper não se elabora em menos de um mês. Considerando que existem autores que apontam prazo mínimo de 6 meses de elaboração para monografias, pode-se afirmar que um paper não se elabora em menos de um mês.

5 EXTENSÃO Quantitativa: os autores variam suas opiniões. Em média, apontam para 15 a 20 páginas, de capa a capa (incluindo elementos pré e pós- textuais). Atentar para diretrizes do projeto pedagógico do curso. Quantitativa: os autores variam suas opiniões. Em média, apontam para 15 a 20 páginas, de capa a capa (incluindo elementos pré e pós- textuais). Atentar para diretrizes do projeto pedagógico do curso. Qualitativa: não existem proibições quanto a temas, desde que atinentes à disciplina/módulo para a qual servem como instrumentos de avaliação. O tema, por exemplo, poderá ser já muito freqüentado. Qualitativa: não existem proibições quanto a temas, desde que atinentes à disciplina/módulo para a qual servem como instrumentos de avaliação. O tema, por exemplo, poderá ser já muito freqüentado. É importante que tenha um texto lógico, coerente, articulado (início, meio e fim). É importante que tenha um texto lógico, coerente, articulado (início, meio e fim).

6 ELEMENTOS DO PAPER PRÉ-TEXTUAIS Capa externa – padrão institucional PRÉ-TEXTUAIS Capa externa – padrão institucional PRÉ-TEXTUAIS Capa Folha de rosto Resumo na língua vernácula Sumário Capa Folha de rosto Resumo na língua vernácula Sumário

7 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PROCESSUAL CIVIL ANTÔNIO DA SILVA RECURSO ADESIVO PORTO ALEGRE 2007

8

9 RESUMO Texto em bloco, com apenas uma entrada de parágrafo. Letra 12, espaço 1,5. Extensão: de 150 a 250 palavras. Não tem citações ou notas de rodapé. Resume o paper e apresenta até conclusões. Não deve ser similar à introdução. Palavras-chave: Recurso.Adesivo.

10 SUMÁRIO INTRODUÇÃO RECURSOS ORIGENS ORDENAÇÕES ALFONSINAS RECURSO ADESIVO ANALISE JURISPRUDENCIAL CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANEXOS

11 ELEMENTOS DO PAPER - 2 TEXTUAIS Introdução Desenvolvimento TEXTUAIS Introdução Desenvolvimento TEXTUAIS Introdução Desenvolvimento TEXTUAIS Introdução Desenvolvimento (em tópicos seqüenciados, sem quebras de páginas) Conclusão Conclusão

12 INTRODUÇÃO E CONCLUSÃO 1 a 2 páginas, no máximo. Letra 12, espaço 1,5. Sem citações e sem notas de rodapé. 1 a 2 páginas, no máximo. Letra 12, espaço 1,5. Sem citações e sem notas de rodapé. Introdução: importância do tema, problemas, hipóteses, objetivos, panorâmica, metodologia e fechamento. Introdução: importância do tema, problemas, hipóteses, objetivos, panorâmica, metodologia e fechamento. Conclusão: resgate da importância, confirmação de hipóteses (ou não), dificuldades eventualmente enfrentadas na pesquisa, conclusões, sugestões e fechamento. Conclusão: resgate da importância, confirmação de hipóteses (ou não), dificuldades eventualmente enfrentadas na pesquisa, conclusões, sugestões e fechamento.

13 ELEMENTOS DO PAPER - 3 PÓS-TEXTUAIS Referências Apêndice(s) Anexo(s) PÓS-TEXTUAIS Referências Apêndice(s) Anexo(s) PÓS-TEXTUAIS Referências Apêndice(s) Anexo(s) PÓS-TEXTUAIS Referências Apêndice(s) Anexo(s)

14 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Diferença com obras consultadas. Diferença com obras consultadas. Correntes: uma e/ou outra ? Correntes: uma e/ou outra ? –Forma de cada uma.

15 INFORMAÇÕES GERAIS Para formatação, aplicam-se as regras da ABNT destinadas aos trabalhos acadêmicos em geral, principalmente no essencial, como tamanho da fonte, espaço entre linhas, capa, folha de rosto, etc. Assim, é essencial saber: Para formatação, aplicam-se as regras da ABNT destinadas aos trabalhos acadêmicos em geral, principalmente no essencial, como tamanho da fonte, espaço entre linhas, capa, folha de rosto, etc. Assim, é essencial saber:

16 FORMATO DA IMPRESSÃO Formato Papel branco, A4 Formato Papel branco, A4 Formato Números de página Números de página No canto superior direito, aparentes a partir da introdução (inclusive) Subdivisões: Subdivisões: Cfe a ABNT até quinária ( ). Recomenda-se, entretanto, não ultrapassar terciária (1.1.1). Entre o numero e o texto que o segue há um espaço em branco.

17 MARGENS DA FOLHA SUPERIOR: 3cm SUPERIOR: 3cm INFERIOR: 2cm INFERIOR: 2cm DIREITA: 2cm DIREITA: 2cm ESQUERDA: 3cm ESQUERDA: 3cm

18 ESPAÇAMENTOS Texto (corpo do trabalho) espaço 1,5. Texto (corpo do trabalho) espaço 1,5. Citações com mais de 3 linhas espaço simples. Citações com mais de 3 linhas espaço simples. Legendas das ilustrações e tabelas: espaço simples. Legendas das ilustrações e tabelas: espaço simples. Resumo em língua vernácula e Resumo em língua estrangeira: espaço 1,5. Resumo em língua vernácula e Resumo em língua estrangeira: espaço 1,5. Títulos das seções: Devem começar na margem superior da folha e ser separados do texto que os sucede por dois espaços 1,5. Títulos das seções: Devem começar na margem superior da folha e ser separados do texto que os sucede por dois espaços 1,5. Títulos das subseções: Devem ser separados do texto que os precede e que os sucede por dois espaços 1,5. Títulos das subseções: Devem ser separados do texto que os precede e que os sucede por dois espaços 1,5. Notas de rodapé Digitados ou datilografados em espaço simples. Notas de rodapé Digitados ou datilografados em espaço simples. Referências Digitados ou datilografados em espaço simples e separadas entre si por 2 espaços simples. Referências Digitados ou datilografados em espaço simples e separadas entre si por 2 espaços simples.

19 ALINHAMENTOS 1 Capa externa: padrão institucional. Capa externa: padrão institucional. Capa: elementos centralizados Capa: elementos centralizados Folha de rosto: elementos centralizados, salvo texto onde constará a natureza do trabalho, objetivo, nome da instituição que é submetida e área de concentração, o qual deverá estar alinhado do meio da página para a margem direita. Folha de rosto: elementos centralizados, salvo texto onde constará a natureza do trabalho, objetivo, nome da instituição que é submetida e área de concentração, o qual deverá estar alinhado do meio da página para a margem direita. Folha de rosto: Folha de rosto:

20 ALINHAMENTOS 2 Títulos sem indicativo numérico: resumo, sumário, referências, apêndice(s), anexo(s): títulos centralizados. Títulos sem indicativo numérico: resumo, sumário, referências, apêndice(s), anexo(s): títulos centralizados. Títulos sem indicativo numérico: Títulos sem indicativo numérico: Títulos com indicativo numérico de uma seção (capítulos e tópicos): alinhados à esquerda. Títulos com indicativo numérico de uma seção (capítulos e tópicos): alinhados à esquerda.ndicativo numérico de uma seçãondicativo numérico de uma seção

21 CITAÇÕES citação direta: cópia literal de parte do texto de um autor. Deve- se informar o(s) autor(es), data(s) e a(s) página(s) que foram consultadas. » citação direta de até 3 linhas: segue o texto e deve ficar entre aspas duplas. Quando no texto original já forem utilizadas as aspas duplas, as mesmas devem ser substituídas por aspas simples. » citação direta com mais de 3 linhas: deve-se destacá-la utilizando recuo de 4 cm da margem esquerda, fonte menor que a utilizada no texto, espacejamento simples e sem aspas. citação direta: cópia literal de parte do texto de um autor. Deve- se informar o(s) autor(es), data(s) e a(s) página(s) que foram consultadas. » citação direta de até 3 linhas: segue o texto e deve ficar entre aspas duplas. Quando no texto original já forem utilizadas as aspas duplas, as mesmas devem ser substituídas por aspas simples. » citação direta com mais de 3 linhas: deve-se destacá-la utilizando recuo de 4 cm da margem esquerda, fonte menor que a utilizada no texto, espacejamento simples e sem aspas. citação indireta: reprodução livre de um texto ou parte do mesmo, sem transcrever as palavras utilizadas pelo autor. Deve-se informar o(s) autor(es) e data(s). citação indireta: reprodução livre de um texto ou parte do mesmo, sem transcrever as palavras utilizadas pelo autor. Deve-se informar o(s) autor(es) e data(s). citação de citação: reprodução direta ou indireta de um texto citado por outro autor o qual não se teve acesso direto. Utilizar a expressão apud citação de citação: reprodução direta ou indireta de um texto citado por outro autor o qual não se teve acesso direto. Utilizar a expressão apud

22 NOTA DE RODAPÉ OU AUTOR/DATA ? Escolha do autor da monografia / paper. Escolha do autor da monografia / paper. Se autor data: Mendes (2006, p.15) é da opinião... Ou: alguns opinam no sentido de que é inviável (MENDES, 2006, p.15) Se autor data: Mendes (2006, p.15) é da opinião... Ou: alguns opinam no sentido de que é inviável (MENDES, 2006, p.15) Se nota de rodapé: Mendes 1 opina pela inviabilidade ou... Alguns opinam no sentido de que é inviável 1 Se nota de rodapé: Mendes 1 opina pela inviabilidade ou... Alguns opinam no sentido de que é inviável 1______________________ 1 MENDES, Pedro. Inviabilidade do recurso. São Paulo : LTr, 2006.p.15

23 MAIS INFORMAÇÕES Material no xerox. Material no xerox. FURASTE, Pedro Augusto. Normas Técnicas para Trabalhos Acadêmicos. 14ª edição (ou superior). FURASTE, Pedro Augusto. Normas Técnicas para Trabalhos Acadêmicos. 14ª edição (ou superior).


Carregar ppt "Como fazer um PAPER Dra. Denise Pires Fincato Professora de Metodologia da Pesquisa Jurídica – IDC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google