A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Por: Rafael Látaro – Diretor Sindical (SJC)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Por: Rafael Látaro – Diretor Sindical (SJC)"— Transcrição da apresentação:

1 Por: Rafael Látaro – Diretor Sindical (SJC)
O histórico da PLR da Petrobras e as Consequências do regramento (FUP / Petrobras) Por: Rafael Látaro – Diretor Sindical (SJC)

2 Sobre o que vamos falar? Como os acionistas são privilegiados, mesmo com ações em baixa Os efeitos nocivos de um alto payout e a “vantagem” de passar para % do Lucro Líquido O “sonho” dos 110% / 120% de conclusão das metas e os 7,25% do LL Existe uma preferência em abater o ganho do regramento! A farsa dos 36% de aumento no piso e o “erro” de R$171 milhões! A PLR, sem o regramento, deveria ser de R$ (17%) A manipulação do montante e a distribuição além do teto (Sim, ela existe!) Em 2012, o montante dividido igualmente foi 75%, mesmo com PLR de R$66.289,58!!! Comparativo entre o ano de 2012 e 2013 Como fica a PLR de 2013 aplicando a distribuição de 2012?

3 Histórico PLR 2006 / 2012

4 Queda! Queda após 2010

5 Queda! Queda após 2011

6 Queda! Queda após 2010

7 PLR Futura (Regramento) Proposta original (FUP) x Petrobras

8 Condições para definição das dos indicadores:
Metas propostas Eficiência das Operações com Navios (EON-TA) Custo Unitário de Extração sem Participações Governamentais - Brasil Produção de Óleo e LGN - Brasil Carga Fresca Processada - Brasil Atendimento à Programação de Entrega de Gás Natural - APGN Volume Total de Petróleo e Derivados Vazado Condições para definição das dos indicadores: Pertencer ao mapa estratégico corporativo Ser divulgáveis ao público externo à companhia Representar as dimensões operacional, de SMS e de custo Ser de fácil comunicação e mensuráveis

9 Apuração do Montante Proposta original Petrobras
(Percentual dos Dividendos) Petrobras (% de LL do Sistema Petrobras) Cumprimento global de metas Igual ou > 114 = 25% < 114 > 108 = 23% < 108 > 102 = 21% < 102 > 96 = 18% < 96 > 90 = 15% < 90 = 12% De 12% a 25% dos acionistas X >= 120% = 7,25% 110%<=x<120% = 6,75% 100%<=x<110% = 6,25% 99%<=x<100% = 6,1875% 98%<=x<99% = 6,125% 97%<=x<98% = 6,0625% 96%<=x<97% = 6% 95%<=x<96% = 5,9375% 90%<=x<95% = 5,5% 80%<=x<90% = 4,5% De 4,5% a 7,25% do Lucro Líquido

10 Distribuição Proposta original Petrobras (Atual)
O montante dividido igualitariamente entre os trabalhadores. A relação entre o maior e menor valor individualmente pago de PLR será 2,5 vezes; O valor individualmente pago observará o limite de (4,0) remunerações ou o piso, o que for maior; Manutenção da forma atual praticada na Companhia, um valor para o Piso e a partir do 457A se estabelece um gradiente até o final

11 Garantia de um mínimo O valor a ser pago individualmente de PLR, caso a empresa não tenha Lucro e todas as metas sejam alcançadas, será de metade da remuneração do empregado acrescido de metade do menor valor pago da PLR no exercício anterior. Engodo!

12 Pronto. Se convenceu. Se sente esclarecido sobre o regramento
Pronto! Se convenceu? Se sente esclarecido sobre o regramento? Está feliz por que ganhou 36% de aumento?

13 Se você respondeu “SIM” para qualquer uma dessas perguntas, você acaba de cair em um ardiloso GOLPE!

14 O que não se discutiu?

15 “A garantia de um mínimo”
Quando foi que a Petrobras não deu lucro? Por que QUALQUER empresa aceitaria uma coisa dessas? O_o?

16 Comparando o lucro e as relações entre montantes
2009 – Maior PLR/Dividendos e o mais próximo do mínimo legal da distribuição aos acionistas (25%), correspondente a 30,53% do lucro básico para fins de dividendo. 2009 – Desde 98, maior PLR/Dividendos e o mais próximo do mínimo legal da distribuição aos acionistas (25%), correspondente a 30,53% do lucro básico para fins de dividendo.

17 Por isso temos ficar atrelados aos acionistas, pois é o nosso trabalho que contribui diretamente com o lucro que é distribuído a eles!!! ALTA DE 60% Participação dos acionistas QUEDA DE 27,67% Lucro Líquido Participação nos dividendos QUEDA DE 27,5% 25 => 40 (15) 60% 17,94 => 13 (4,94) 27,54% 35189 => (14230) 40,44% Mesmo com queda no lucro (LL) houve um aumento do “payout”, de 25% para 40% (60%) e diminuição da nossa participação (27,54%).(E nem assim segurou o preço das ações!)

18 Podemos observar que: A interação entre os montantes (%) representa MUITO mais que o valor (R$); Mesmo com o caixa comprometido a empresa aumentou os dividendos; Evidenciou-se o tratamento diferenciado entre os repasses para os acionistas e para a PLR, tanto que mesmo com “brecha”, os repasses foram rebaixados; Em 2009 ~ 2010, o “LL” subiu 21,4%, o Div/LL subiu 26,8%, a PLR/LL subiu 2% e a PLR/Div caiu 19,6%. Quanto MENOR foi a participação dos dividendos, MAIOR foi a nossa.

19 “A proposta representa o MÁXIMO esforço da companhia...”
Quem nunca ouviu ou leu? “A proposta representa o MÁXIMO esforço da companhia...” Quem não se lembra do DEST, que por várias vezes “limitou” os repasses da empresa? Agora o DEST, neste momento “difícil” da empresa, resolveu liberar o aumento, portanto, antes os repasses também poderiam ter sido maiores; A diferença entre o valor aplicado em 2012 (5,2% do LLAP), no período de 2006 a 2011 (sem correção monetária), somam mais de R$1,59 bilhão, para funcionários, equivale a mais de R$ para cada um. Quem nunca ouvi ou leu... Diferença - Daria mais de R$25k (63000 funcionários) Pago %LLPA Corrigido Diferença ,17% 1492, ,66 ,17% 1261, ,97 ,17% 1677, ,22 ,50% 1727, ,56 ,59% 1915, ,73 ,47% 1814, ,77 ,20% ==> 1.589,90 / = 25236,51 ...

20 “O risco das metas!” Fonte:

21 Coincidência? Metas METAS
(2007) %ating. meta (2008) %ating. meta (2009) %ating. meta (2010) %ating. meta (2011) %ating. meta (2012) %ating. meta (2013) %ating. meta Médias Eficiência das Operações com Navios (EON-TA) 101,36% 99,83% 104,58% 103,09% 103,17% 99,36% 101,16% 101,79% Volume Total de Petróleo e Derivados Vazado 100,00% 92,66% 98,95% Custo Unitário de Extação sem Participações Governamentais – Brasil 106,26% 82,98% 94,13% 101,82% 88,01% 80,20% 98,94% 93,19% Produção de Óleo e LGN - Brasil 93,38% 92,70% 96,15% 95,43% 95,83% 97,87% 97,28% 95,52% Carga Fresca Processada - Brasil 98,29% 98,61% 97,92% 98,52% 102,75% 104,64% 100,10% Atendimento à Programação de Entrega de Gás Natural - APGN 100,51% 96,63% 101,53% 102,04% 100,81% 100,75% 100,32% RESULTADO FINAL => 99,88% 95,77% 98,24% 98,84% 98,18% 96,83% 100,46% 98,31% Nesta média histórica, somente 3 metas individuais atingiram 100% Quanto mais se avança em uma meta, mais difícil será para continuar avançando SOMENTE no ano de 2013 é que o resultado final das metas atingiu mais de 100%

22 O desafio de ir além dos 100%
(E o “sonho” dos 7,25% do LL) Metas A meta sobre “Volume total vazado” possui uma limitação a "100%" Considerando duas metas em "100%" Considerando três metas em "100%" Considerando quatro metas em "100%" Eficiência das Operações com Navios (EON-TA) 100 112 124 115 130 120 140 Volume Total de Petróleo e Derivados Vazado Custo Unitário de Extração sem Participações Governamentais – Brasil 160 Produção de Óleo e LGN - Brasil Carga Fresca Processada - Brasil Atendimento à Programação de Entrega de Gás Natural - APGN Média  110

23 As metas que mais tiram do que remuneram
De acordo com o regramento... A PLR só ficará maior SE o conjunto de metas ultrapassar os 110%; Abaixo de 100%, até 95%, existe descontos proporcionais na participação (% do LL); Com “10%” de avanço, o repasse aumenta de 6,25% => 6,75%; Em >= 120% de metas cumpridas (?), o repasse aumenta de 6,75%=>7,25%. (↑ 8%) (↑ 7,41%)

24 Proposta de remuneração dos resultados
7,41% 8% PARABÉNS!!! 110% = 108% 120% = 115,41% ???

25 E como é a remuneração de nossa Diretoria?
Fonte: (pág. 49)

26 Comparativo entre as remunerações
↑ 53,73% ↑ 150,82% ↑ 97,09% Fontes:

27 Apuração do Montante Perguntas!
(“% dos dividendos” x “% do Lucro Líquido”) Conforme visto, quanto maior o “repasse aos acionistas do lucro líquido” (payout), para uma mesma % do LL, nossa participação diminui. Lucro = 100% Dividendos MÍNIMO => Lucro * 25% => 25% (do Lucro) PLR MÁXIMA => Dividendos * 25% => 6,25% (do Lucro) Perguntas! Como estamos como temos 7,25% de teto podemos ir além dos 25% dos acionistas? O máximo que poderíamos ganhar é 6,25% do Lucro?

28 Curva "Payout vs % acionistas"

29 O que era reivindicado até nov / 2013?
Fonte: Observar: Proposta de 14% a 25% dos acionistas (e ainda IGUALMENTE); Payout médio (2003~2012) é de 33% do Lucro Líquido; Montante “máximo” de 8,28% do “LL”; Fizeram uma comparação da “% do div” com o “% do LL”.

30 A “PLR Futura” que só olhou para atrás?
A média do payout para metade do período citado pelo Dieese é de 35% e nos anos de 2012 e 2013 ficamos em 40%! O montante de 8,28% do LL era para 33% (payout), e negociando caiu para os “impossíveis” 7,25% e “reais” 6,25% (-2%). Se fosse esperada a provisão deste ano, confirmaríamos o quanto as contas estavam defasadas. Algo como “2,75%” (10-7,25) ou R$648 Mi! Descontando 2%, seriam R$6,5k a mais!!! 10%-7,25%=2,75%*R$20.57(bi)=R$648(mi)/63000=R$ (pelo teto impossível) Ou R$6,5k –> 10%-2% (“teto impossível” (1%) + negociações (1%)) – 6,25%) = 1,75% do LL no montante da PLR!!! 1,75% * = R$412 (mi)/63000 = R$6.547 (igual por todos!)

31 O que o “payout” tem a ver contigo?
Mais longe dos 25% ficamos! 14,38% Média desde 2002 14% Mínimo de NOVEMBRO/2013 da FUP 13,29 Média desde 1995 13% Valor repassado nos anos de 2011 e 2012 12% Mínimo da proposta original (2008 – FUP) PAYOUT Para 44%, ficamos menor que a média histórica de 11 anos (14,38%); Em 45%, já menor que o pedido de novembro de 2013 (14%); Em 48%, os “6,25%” se equipara ao anos de 2012 e 2013 (13%); Em 52%, os “6,25%” seria a menor relação “PLR/Div” desde 2002; (6,25%) Por isso temos ficar atrelados aos acionistas!!!

32 Os “erro” de R$171 milhões! Evolução Piso 4,5% (LLAP) R$ 10.937,76
5,20% R$ ,19 (13.013,64) +11% 6,25% (LL) R$ ,83 R$ 3.942,07 R$ 2.240,64 (1.866,19) FUP / Petrobras falam => 36,04% Com o 5,2% => 17,73% (14,34%) (PLR 2012) % (Lucro maior ) = 13013,64 4,50% R$ ,00 5,20% R$ ,22 R$ ,22 / = 2720,99 Este “erro”, que foi aplicado no simulador e a diferença foi comemorada pela FUP! Esses “míseros 0,7%”, representam R$ 171,4 milhões! (R$ 24,48 Bi de LLAP) Elevaria em R$2.721 no piso (se dividido igualmente)

33 O piso de nossa PLR! Nosso piso é menor que as os 15 melhores acordos dos metalúrgicos de Curitiba (incluindo vale mercado): De ,84 a R$34.200

34 Distribuição Proposta original Petrobras (Atual) Petrobras (Antiga)
O montante dividido igualitariamente entre os trabalhadores. A relação entre o maior e menor valor individualmente pago de PLR será 2,5 vezes; O valor individualmente pago observará o limite de (4,0) remunerações ou o piso, o que for maior; Manutenção da forma atual praticada na Companhia, um valor para o Piso e a partir do 457A se estabelece um gradiente até o final Petrobras (Antiga) Metade é distribuída de forma igual entre todos e a outra metade proporcionalmente à posição na tabela. (SEM referência ao nível “457”) Fonte:

35 2013 – 1,12 ↑ (COM Regramento) / 0,82 ↓ (SEM o Regramento)
Distribuição A proposta da FUP era igual a da FNP, “PLR igual para todos”! Na proposta da empresa, houve um aumento no “pagamento mínimo de “x” Remunerações normais (RN)”. Subiu de 0,96 (PLR2012) para 1,12 COM o regramento; Esta remuneração mínima “apareceu” em 2008 , com o valor de 2,15; Essa verba se refere aos que tem uma “RN” MAIOR Exemplo: Funções Gratificadas – Mesmo com nível menor que “457” Inclusive, esta verba PODE passar a relação “piso/teto” da tabela de PLR E a divisão igualitária da proposta original? Remunerações mínimas (RN) pagas anteriormente: 2008 – 2,15, 2009 – 1,96 ↓, 2010 – 1,96, 2011 – 1,54 ↓, 2012 – 0,96 ↓ 2013 – 1,12 ↑ (COM Regramento) / 0,82 ↓ (SEM o Regramento)

36 “Corrigindo o teto pelo ACT 2013 (+8,56%), com o regramento, a maior PLR será de R$ ,96 (↑ 26,65%)” 66289,58/0,96=69051,64 *1,0856 = 74962,47 *112% = 83957,96 83957, ,58 = 17668,38 (26,56%) Fonte:

37 Distribuição LLAP % montante (LLAP) Montante % montante (LL) R$ ,89 4,50% R$ ,00 4,68% LL 5,20% R$ ,22 5,40% R$ ,00 6,02% R$ ,00 6,25%  PLR2012 Abaixo do piso Piso (até 457A) Piso => x2,5 96% remuneração Total Piso (R$) Divisão igualitária Quantidade 3.511 22.529 24.502 12.397 62.939 11.724 R$ ,37 5,58% 35,79% 38,93% 19,70% 100% Montante (R$) Aumentaria em: R$ ,36 R$ ,00 R$ ,42 R$ ,75 R$ ,53 R$ ,00 32,36% Em 2013 , foram contratados empregados (que receberão PLR proporcional), encerrando com um total de empregados (Desconsiderando os que se aposentaram) Integral 61288 Proporcional 1674 Efetivo 2013 62692 Fonte: (Páginas 51 e 52)

38 Aplicando a distribuição IGUAL de 2012!
Fração dividida igualmente (referente a "piso" * "nº de empregados") PLR2012 PLR2013 (6,25% LL) PLR2013 (4,5% LLPA) 75,55% 61,91% 60,83% Valor retirado da divisão igualitária PLR2013 (6,25% LL) PLR2013 (5,2% LLPA) PLR2013 (4,5% LLPA) R$ ,81 R$ ,96 R$ ,87 Aumento no piso, na proporcionalidade da fração igual de PLR2012 (75,55%), com os mesmos montantes: De  Fator de participação Diferença Para Aumento R$10.937,76 4,5% (LLAP) R$ 2.647,37 R$13.585,13 24,20% 5,2% (LLAP) R$ 4.760,61 R$15.698,37 43,52% 6,25% (LL) R$ 7.222,55 R$18.160,31 66,03%

39 Distribuição IGUALITÁRIA!
https://www.facebook.com/photo.php?fbid= &set=a &type=1&stream_ref=10 (Oposição Unificado)

40 Distribuição IGUALITÁRIA!
Dividindo igualmente o montante PLR 2013 50% (Proposta – Out/2011) 75,55% (PISO) 100% 4,50% R$ 8.990,34 R$ ,13 R$ ,68 5,20% R$ ,84 R$ ,37 R$ ,68 6,25% R$ ,09 R$ ,31 R$ ,19 A FUP defendeu por “DEZENOVE anos” o regramento e uma PLR 100% igual para todos; Depois indica aceitação, sem voltar a falar disso ou de garantir um mínimo igual qualquer!!! E ainda “de quebra” deu um aumento a parcela destinada as funções gratificadas (SSRdA) Somente: “Garantia do mínimo!”, “Olhem como o piso aumentou!” e “Não rasgue dinheiro!” Fonte:

41 O DEST e suas limitações
O Banco do Nordeste (BNB) distribuiu em 2009, 9% do lucro líquido do banco, conforme autorização do DEST que poderia ir de até 12,5%, além disso, o banco propõe 5% do lucro líquido distribuído de forma linear a título de PLR (55% linear); O dobro do distribuído em 2009 pela Petrobras. No Banco do Brasil, a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) referente ao segundo semestre de A empresa pública teve um lucro líquido de R$ 5,7 bilhões no período e serão distribuídos R$ 705 milhões para 117 mil funcionários; (12,4% do lucro líquido) O dobro do será distribuído em 2013 pela Petrobras (COM o Regramento). 705/5700=0,1236 Procurar mais Fontes: (2002) (2009) (2012) (2014)

42 E não estamos sozinhos! (Copel)
(DV) Fontes: (PDV – Outubro 2013) (Pág. 82) (Desde 2012 – 100% Linear)

43 Fonte: http://fnpetroleiros.org.br/?p=578

44 O exemplo da Casa da Moeda!
Casa da Moeda do Brasil teve lucro de R$ 783 milhões (2013); O lucro foi 47% maior que o ano anterior; “O resultado positivo vai elevar na mesma proporção (de 47%) o pagamento de dividendos à União (R$ 284 milhões) e da PLR aos empregados da Casa da Moeda (R$ 70 milhões).” (9% do Lucro) "Todos moedeiros estão de parabéns, porque além dos trabalhadores da área de produção, os empregados das demais áreas contribuíram em muito para o resultado, ao fazerem licitações, renegociações de contratos e otimização de estoques, entre outras medidas", destacou o presidente da CMB, Francisco Franco. 17/01/2014 Funcionários: 3130 952 são mulheres, sendo que 283 têm mais de 50 anos de idade. 2.178 homens, sendo que 850 têm mais de 50 anos de idade. Em 18 abril de 2013, foi aprovado em assembleia a PLR linear São 3130 funcionários, que poderão receber mais de R$ ! Fontes: (Abril )

45 PLR da Previdência Social
Programa Empregados LL Provisionado Pago %LL %Div 2004 16.094 918 892 5,54% 23,4% 2005 - 2006 58.569 3.155 2.997 5,12% 23,93% 2007 33.959 1.951 1.756 5,17% 21,77% 2008 77.305 4.598 3.901 5,05% 21,25% 2009 12.119 2010 25.575 1.458 1.043 4,08% 17,17% 2011 8.905 8.823 5,94% 25% 2012 8.209 5,34% 22,52% Petrobras %LL 4,64% 4,24% 4,62% 4,7% 4,08% 5,16% 4,81% 4,68% 5,51% %Div 15,52% 12,51% 12,61% 15,38% 13,57% 17,94% 14,42% 13% Médias => 5,18% 22,14% 4,72% 14,22% Fonte: (Pág. 8)

46

47 Por que querer garantir um mínimo?
Fontes: e

48 Obrigado! o/ Para mais: (Oposição A Base Presente) (Oposição A Base Presente) (Oposição NF)


Carregar ppt "Por: Rafael Látaro – Diretor Sindical (SJC)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google