A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORMAÇÃO HUMANA E IDENTIDADE DOCENTE NA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL (81) 9978-9686.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORMAÇÃO HUMANA E IDENTIDADE DOCENTE NA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL (81) 9978-9686."— Transcrição da apresentação:

1 FORMAÇÃO HUMANA E IDENTIDADE DOCENTE NA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL (81)

2 Qual a minha concepção sobre aluno(a)? O que o tempo tem a ver com Educação Escolar? O que é ser professor/a e qual o perfil que ele/a deve ter? Nos dois últimos anos quais foram os investimentos que fiz em minha formação? Qual o currículo e de que forma deverá se organizar? De que forma faço a avaliação dos meus alunos e para quê ela serve? FORMAÇÃO HUMANA E IDENTIDADE DOCENTE NA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRALHUMANA

3 História Língua Portuguesa GeografiaMatemáticaCiênciasMúsicaEducação FísicaArtesLiteraturaReligiosidadesTeatroDançaOutras VALORESVALORES VALORESVALORES

4 A forma radical de ser dos seres humanos enquanto seres que, refazendo o mundo que não fizeram, fazem o mundo, e neste fazer e refazer se re-fazem. São porque estão sendo. (Paulo Freire, palestra no Simpósio Internacional para Alfabetização, Persépolis, Irã, 1975) É preciso entender a criança como quem garante ou ameaça o futuro da humanidade. Lino de Macedo.

5

6

7

8 ___ Mãe, cabelo demora quanto tempo pra crescer? ___ Hã? ___ Se eu cortar meu cabelo hoje, quando é que ele vai crescer de novo? ___ Cabelo está sempre crescendo Beatriz. É que nem unha. A comparação deixa a menina meio confusa. Ela não está preocupada com unhas. ___ Todo dia, mãe? ___ É, só que a gente não repara. ___ Por quê? ___ Por que as pessoas têm mais o que fazer, não acha? A menina não sabe se essa é uma pergunta do tipo que precisa ser respondida ou é daquelas que a gente ouve e pronto. Prefere não responder. ___ Você é muito ocupada, não é, mãe? ___ Hã? ___ Nada, não. A mãe termina de passar a roupa e vai guardando tudo no armário. Enquanto isso, Beatriz corre até o quartinho de costura, pega a fita métrica e mede novamente o cabelo da boneca. Ela tinha cortado aquele cabelo com todo o cuidado do mundo, pra ficar parecido com o da mãe, mas a verdade é que ficou meio torto. Nada, não cresceu nada, ela concluiu, guardando a fita. E já tem uma semana! Depois volta para onde está a mãe, que agora lustra os móveis. ___ Mãe, existe alguma doença que faz o cabelo da gente não crescer? ___ Mas de novo essa conversa de cabelo! Não tem outra coisa pra pensar não, criatura?

9 Sobre essa pergunta não há dúvida: é do tipo que você não deve responder. A mãe continua trabalhando. Precisa se apressar. Dali a pouco a patroa chega da rua e o almoço nem está pronto ainda. ___ Mãe! ___ O que foi? ___ É que eu estava aqui pensando. ___ Pensando o quê? Beatriz não responde. Espera um pouco, tentando achar as palavras certas. ___ Vai, fala logo. ___ Quando a gente faz uma coisa, sabe, e não dá mais para voltar atrás, entendeu? ___ Não, não entendi. Ela abaixa a cabeça, dá um tempinho e resolvi arriscar: ___ Então, se você não entendeu, posso continuar perguntando sobre cabelo? ___ Ai, meu Deus! Beatriz deixa a mãe trabalhando e vai procurar de novo sua boneca. Pega a boneca no colo e diz no ouvido dela: ___ Não liga, não. Cabelo de boneca é assim mesmo, cresce devagar, viu? E com um carinho: ___ Foi minha mãe que me ensinou. Flávio Carneiro. - Revista Nova Escola. Seção Era Uma Vez. Março Aprendizagem

10 A capacidade das crianças de terem confiança em si próprias e o fato de sentirem-se aceitas, ouvidas, cuidadas e amadas oferecem segurança para a formação pessoal e social. A possibilidade de desde muito cedo efetuarem escolhas e assumirem pequenas responsabilidades favorece o desenvolvimento da autoestima, essencial para que as crianças se sintam confiantes e felizes. RCNEI volume 2 p. 12.

11 Professor/a: esforço diário......fazer com que as crianças dominem os conhecimentos de que necessitam para crescerem como cidadãos plenamente reconhecidos e conscientes de seu papel em nossa sociedade. PCN, p. 4 É necessário ressignificar a unidade entre aprendizagem e ensino, uma vez que, em última instância, sem aprendizagem o ensino não se realiza. PCN, p. 33

12

13 Chegamos ao ponto em que temos de educar as pessoas naquilo que ninguém sabia ontem, e prepará-las para aquilo que ninguém sabe ainda o que é, mas que alguns terão de saber amanhã Margaret Mead Desafios da Educação no Século XXI Objetivo: dar às pessoas comuns uma ferramenta para entender o seu lugar no mundo

14 Formação Humana Integral Conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais Atividades que envolvem três níveis de operações mentais: Básico: identificar, localizar, memorizar, descrever – possibilitam a apreensão das características de objetos e favorecem a construção de conceitos; Operacional: ordenar, classificar, selecionar, comparar, interpretar – pressupõem relações entre os objetos; Global: analisar, relacionar, transferir, concluir, criticar, opinar – ações e operações mais complexas. Requer a aplicação de conhecimentos as mais diversas situações e problemas. Ação mediadora Erro: princípio de aprendizagem

15 E não esquecer, ao começar o trabalho, de me preparar para errar. Não esquecer que o erro muitas vezes se havia tornado o meu caminho. Todas as vezes em que não dava certo o que eu pensava ou sentia é que se fazia uma brecha, e, se antes eu tivesse tido coragem, já teria entrado por ela... Meu erro, no entanto, deveria ser o caminho de uma verdade, pois só quando erro é que saio do que conheço e do que entendo. Se a verdade fosse aquilo que posso entender, terminaria sendo apenas uma verdade pequena, do meu tamanho. Sentimentos Clarice Lispector.

16 A importância do simbólico Pensar Formação Humana Integral é pensar em.... CuidarBrincar e Aprender Prática Pedagógica Gestão da sala de aula para além da sala de aula Planejamento que considere Atividades permanentes Atividades sequenciadas Projetos de trabalho Atividades livres Avaliação formativa Formação continuada

17 Observação Registro Avaliação Planejamento

18 Como fica o Ser Professor/a? Escolha profissional na sociedade do consumo: Por que Ser Professor? Professor/a iniciante: como é tratado/a na escola? Valor dado à educação no País: 3 exemplos Cuidado com as ideologias Aluno: cidadão de direitos e deveres ou cliente? Alunos conectados... Professor/a... Quantos contratos? Professor/a na esteira de produção capitalista Gestão democrática: eleições, conselhos escolares Teorias e discursos educacionais... Autoestima do/a professor/a? Saúde do/a professor/a? Politização e criticidade do/a professor/a

19 Escola em Tempo Integral Não é hotel, hotelzinho ou depósito de alunos Professor/a não é babá Escola em Tempo Integral = Dedicação Exclusiva Carga horária para Formação Continuada Boas condições de trabalho Ser Respeitado/a e Bem Tratado/a por colegas e gestores Boa remuneração

20 Assumir a diversidade, por um lado é reconhecer o direito a diferença como enriquecimento educativo e social, favorecendo a convivência de realidades plurais, e por outro, é aceitar que a educação não pode ser exercida apenas pelos professores, assim sendo, a escola deve abrir suas portas e derrubar suas paredes [...] para misturar-se com a comunidade da qual faz parte (p. 85), buscando o apoio daqueles com quem tem consenso ideológico: pais, empresas, ONG´s, voluntários, associações, movimentos sociais, aposentados, dentre outros. Francisco Imbernón

21 Tente imaginar um mundo sem professores... É só imaginar um mundo sem nenhuma profissão. Autor desconhecidodesconhecido


Carregar ppt "FORMAÇÃO HUMANA E IDENTIDADE DOCENTE NA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL (81) 9978-9686."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google