A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perfil de Mercado Castanha do Brasil Elaborado por: Inteligência Comercial - Projeto Organics Brazil Janeiro de 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perfil de Mercado Castanha do Brasil Elaborado por: Inteligência Comercial - Projeto Organics Brazil Janeiro de 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Perfil de Mercado Castanha do Brasil Elaborado por: Inteligência Comercial - Projeto Organics Brazil Janeiro de 2013

2 Visão do Produto Castanha do Brasil, Castanha do Pará, Tocari ou Tururi NCM com casca e sem casca É de uma árvore de grande porte, chegando a medir entre 30 e 50 metros de altura e 1 ou 2 metros de diâmetro no tronco, nativa da Floresta Amazônica, encontrada no norte do Brasil e na Bolívia, cujo fruto (ouriço) contém a castanha, que é sua semente. Cozinheiros a classificam como uma castanha. Atualmente, é abundante apenas no Estado do Acre, no norte da Bolívia e na Costa do Marfim. Curiosidade: Na Bolívia são chamadas de almendras. Fonte: SECEX, Wikipédia

3 Visão do Produto Castanha do Brasil, Castanha do Pará, Tocari ou Tururi Implicações: Utilizado como alimento saúdavel, ingrediente em alimentos, medicamentos e o óleo também é usado como lubrificante em relógios, para se fazer tintas para artistas plásticos e na indústria de cosméticos. Benefícios: É um fruto com alto teor calórico e proteico, além disso contém o elemento selênio que combate os radicais livres e muitos estudos o recomendam para a prevenção do câncer. O chá da casca da castanheira-do-pará é usado na Amazônia para tratamento do fígado, e a infusão de suas sementes para problemas estomacais. Por seu conteúdo em selênio, a castanha é antioxidante. Seu óleo é usado como umidificador da pele. Sub-produtos: óleo extraído da castanha-do-pará e chá da casca da castanheira Fonte: SECEX, Wikipédia

4 Visão do Produto Castanha do Brasil, Castanha do Pará, Tocari ou Tururi Produção mundial: - concentrada em poucos países: Bolívia, Brasil, Costa do Marfim e Peru - estima-se toneladas no ano de 2010, a Bolívia e o Brasil juntos são responsáveis por 77% da produção mundial da Castanha do Brasil Tendências-chaves: -desenvolvimento de uma cultura associativista/cooperativista entre os produtores -consumidores tendem a diminuir consumo de produtos de luxo e se concentrar em produtos mais baratos e de marca própria -o mercado de nozes comestíveis e frutas secas tende a crescer, pois são alternativas saudáveis para lanches rápidos e adequados para pessoas que buscam estilos de vida mais saudáveis -as barreiras de entrada de produtos estrangeiros devem ser reforçadas, principalmente na questão de mudanças de sustentabilidade nas indústrias -os requisitos de varejo estão aumentando e afeta toda a cadeia, onde atenção especial deve ser dado aos níveis de rastreabilidade, e rotulagem dos produtos Fonte: FAOStat, ITC, CBI

5 Produção mundial de Castanha do Brasil, com casca (2010) Fonte: FAOStat Não oficial ( ) oficial F Estimativa FAOStat

6 EXPORTAÇÕES MUNDIAIS CASTANHA DO BRASIL, COM CASCA (2011) – MIL USD Total: USD mil – MT - Preço médio USD 1.883/MT Crescimento anual do valor exportado 2007 a 2011 de 5%, a quantidade de 2007 para 2011 caiu 7% Fonte: ITC

7 EXPORTAÇÕES MUNDIAIS CASTANHA DO BRASIL, SEM CASCA (2011) – MIL USD Total: USD mil – MT - Preço médio USD 7.022/MT Crescimento anual do valor exportado 2007 a 2011 de 14% e a quantidade de 2007 para 2011 cresceu 2% Fonte: ITC

8 IMPORTAÇÕES MUNDIAIS CASTANHA DO BRASIL, COM CASCA (2011) – MIL USD Total: USD mil – MT - Preço médio USD 2.465/MT Queda anual do valor importado 2007 a 2011 de -10% e a quantidade de 2007 para %, porém o valor importado de 2010 para 2011 teve um aumento de 32% Fonte: ITC

9 IMPORTAÇÕES MUNDIAIS CASTANHA DO BRASIL, SEM CASCA (2011) – MIL USD Total: USD mil – MT - Preço médio USD 7.647/MT Crescimento anual do valor imp 2007 a 2011 de 14% e a quantidade de 2007 para 2011 cresceu 1%, porém o valor imp de 2010 para 2011 teve um aumento de 35% Fonte: ITC

10 Aumento considerável das importações da Castanha do Brasil, sem casca e diminuição das importações com casca, porém ambos valores tiveram aumento considerável de 2010 para EUA, Reino Unido, Alemanha e Holanda representaram 76% das importações mundiais de Castanha do Brasil, sem casca em Fonte: ITC

11 Visão do Produto Castanha do Brasil Exportações do Brasil em 2011 – mil USD Fonte: ITC Sem casca Com casca

12 Mercados importadores dos produtos exportados pelo Brasil em 2011 – Castanha do Brasil, sem casca Fonte: ITC

13 VISÃO DO PRODUTO CASTANHA DO BRASIL NO BRASIL Dados levantados são registros oficiais. A fiscalização insuficiente nas fronteiras faz com que uma parte significativa da produção brasileira seja transportada ilegalmente A cadeia produtiva de castanha no Brasil enfrenta dificuldades de sustentabilidade no mercado, desde o processo extrativista até o processo de beneficiamento Práticas de comercialização que privilegiam os demais países levam todos os elos da cadeia de produção da castanha á práticas de canibalização Ausência de políticas públicas que possibilitem tratar de forma eficaz a cadeia produtiva da biodiversidade Evasão de divisas Fonte: MAPA

14 VISÃO DO PRODUTO CASTANHA DO BRASIL NO BRASIL – EXPORTAÇÕES CASTANHA DO BRASIL, COM CASCA - As exportações representam 27,75% das exportações mundiais e o Brasil é o 2º maior exportador -Os importadores de Castanha do Brasil, com casca do Brasil são a Bolívia (USD 689/MT), os Estados Unidos (USD 4.842/MT) e Hong Kong (USD 5.048/MT), sendo o preço médio de importação é de USD 1.324/MT - Queda anual do valor importação 2007 a 2011 de 8% e também da quantidade de 2007 para 2011 de 10%, porém o valor importação de 2010 para 2011 teve um aumento de 50% CASTANHA DO BRASIL, SEM CASCA - As exportações representam 0,26% das exportações mundiais e o Brasil é o 9º maior exportador -Os importadores de Castanha do Brasil, com casca do Brasil são a Nova Zelândia (USD 8.250/MT), Reino Unido (USD 7.313/MT), Rússia (USD 7.250/MT), Itália (USD 6.625/MT), Austrália (USD 4.375/MT) e Emirados Árabes (USD /MT), sendo o preço médio de importação é USD 6.847/MT - Queda anual do valor importação de 2007 a 2011 de 44% e também da quantidade de 2007 para 2011 de 49%, com queda considerável também no valor importação de 2010 para 2011 de 87% Fonte: ITC, MAPA

15 Analisando a concorrência Exportações da Bolívia em 2011 – Castanha do Brasil com casca Fonte: ITC Fábrica no norte da Bolívia

16 Analisando a concorrência Exportações da Bolívia em 2011 – Castanha do Brasil sem casca Fonte: ITC

17 Identificando Mercados Atrativos Prospectando para diversificação de mercado Exportações Brasileiras de Castanha do Brasil, sem casca em 2011

18 Identificando Mercados Atrativos Crescimento das exportações do Brasil entre 2007 e Castanha do Brasil, com casca Crescimento das exportações do Brasil entre 2007 e Castanha do Brasil, sem casca Fonte: ITC

19 Identificando Mercados Atrativos Nível de proteção tarifaria dos mercados Fonte: ITC

20 Alemanha 3º maior importador mundial com participação de 15,9% das importações mundiais Maior crescimento anual de valor de importações de 36% entre 2007 e 2011 Compra quase 100% da Bolívia Média valor unitário importação USD 7.805/MT – valor superior a média mundial de USD 7.647/MT Também é exportador para Luxemburgo, Holanda, Áustria, Reino Unido, França, etc. Em comparação com a Holanda que já é parceiro comercial do Brasil, a Holanda representa 9,80% do mercado mundial Fonte: ITC

21 Reino Unido É o 2º maior importador mundial, atrás somente dos Estados Unidos. As importações representam 21,9% das importações mundiais As importações do Reino Unido crescem 12% ao ano É o canal de entrada na Europa exportando para Alemanha, Holanda, Irlanda, Itália, França, Bélgica, etc. Brasil é responsável por 22,68% das importações do Reino Unido Preço médio importação do Brasil é aproximadamente o mesmo praticado pelas demais importações (USD USD8220/MT) Importação é concentrada em poucos importadores Fonte: ITC

22 Austrália 12,03% das importações do país são brasileiras Crescimento das exportações brasileiras para este pais são inferiores ao crescimento das importações da Austrália do mundo que é de 18% ao ano Tem 4% de participação das importações mundiais Preço médio de exportação do Brasil é USD 4375 /MT inferior ao preço médio de importação mundial de USD 7536/MT Em comparação com a Nova Zelândia que é um dos principais destinos de exportação do Brasil, a participação mundial nas importação da Nova Zelândia é de 1,3% e da Austrália 4% Fonte: ITC

23 Itália É o 6º maior importador mundial de Castanha do Brasil, sem casca e suas importações representam 2,86% das importações mundiais A Itália representa 18,21% das exportações brasileiras A Itália é o principal mercado de castanhas comestíveis da Europa, como também um dos principais produtores e exportadores. Dificuldades encontradas no Brasil pelo setor no controle dos níveis de aflatoxina causaram uma diminuição das importações italianas do Brasil, por este motivo a Bolívia esta ganhando mercado O preço médio de importação italiana de castanha do Brasil foi USD 9.054/MT, 18% superior ao da média mundial de USD 7.647/MT Importações italianas de castanha do Brasil a partir dos principais países fornecedores não são limitados por cotas. A tarifa de importação é de 0% A Itália é o quarto maior mercado europeu para produtos orgânicos, o que representa 11% do total do mercado da Europa Fonte: CBI / ITC

24 Entendendo o mercado alvo - Itália Exportadores para Itália em 2011 de Castanha do Brasil, sem casca A Itália importou 68% da castanha do Brasil diretamente da Bolívia, seguindo das importações do Reino Unido (13%), Holanda (7%), Peru (6%), Chile (2,29%) e Brasil ( 1,20%) De 2010 para 2011 os valores de importações cresceram 35% e as exportações de cresceram 14% Fonte: ITC

25 Entendendo o mercado alvo - Itália A Castanha do Brasil representa apenas 0,2% do mercado total de castanhas comestíveis na Itália. As avelãs e as amêndoas representam 2/3 do consumo total aparente Como a Itália não produz castanha do Brasil, é totalmente dependente de importações para o seu mercado interno a Itália é o quarto maior importador da Europa de castanha do Brasil, respondendo por 8,0% das importações totais da Europa. o mercado de castanhas do Brasil na Itália ainda é pequeno, mas o potencial de crescimento para a castanha do Brasil é enorme. Consumidores italianos estão constantemente à procura de mais variedade e as castanhas do Brasil podem facilmente substituir suas compras por outros frutos secos. Por exportar principalmente amêndoas avelãs, os exportadores/embaladores também buscam por variedade de produtos. Quase metade da castanha importada é destinada para outros mercados. O Reino Unido importa uma grande variedade de castanhas da Itália, incluindo castanhas que não tem produção na Itália, como a castanha do Brasil. O crescimento contínuo das exportações para o Reino Unido indica que os exportadores italianos têm uma posição forte no mercado britânico. Fonte: ICB / ITC

26 Consumidores locais tem interesse significativo pelas castanha orgânicas. A castanha do Brasil, mesmo sendo oriunda do extrativismo e naturalmente orgânicas, na exportação é exigido a certificação orgânica para o mercado Europeu. Reduzir os níveis de aflatoxina ao mínimo – na Europa a castanha do Brasil têm recebido atenção especial nos últimos anos, devido à contaminação por aflatoxinas. Altos níveis de aflatoxinas foram detectadas em uma base regular, especialmente no fornecimento do Brasil. Atualmente, o nível máximo de aflatoxina permitido em castanhas do Brasil com casca está definido para 4 mg/kg Boas Práticas Agrícolas e Grupo de Práticas (GACP), por exemplo, secagem após a colheita pode ter no máximo um mês de armazenamento em local ventilado, o produto deve ser coberto durante o transporte. Boas Práticas de Fabricação (BPF) para o processamento, por exemplo: jogando fora nozes podres durante a classificação, as condições de higiene durante o descascamemnto, a classificação e a triagem. Sistemas de HACCP para a rastreabilidade e controle de qualidade. *** Mais detalhes sobre padrões e regulamentações visite: Market-Intelligence-for-Bolivia-Brazil-nuts-compliance-with-EU-buyer-requirements/ Entendendo o mercado alvo – Itália Padrões e regulamentações aplicáveis Fonte: ICB

27 Os canais comerciais mais importantes para os exportadores de castanha do Brasil são empresas especializadas em importação de castanhas orgânicas. Alguns importadores mantem armazém na origem para fornecimento just in time do produto, para abastecer o setor de varejo e também as indústrias alimentícias. As castanhas são fornecidas já embaladas para os supermercados e outros varejistas. As marcas mais exclusivas são encontrados nos pequenos varejos, em lojas de delicatesse. As formas mais comuns para abordar clientes na Itália são contatos diretos através de s e visitas pessoais, convidando os clientes potenciais para visitá-los e visitando feiras de negócios internacionais. *** Mais detalhes sobre como exportar para Itália: Alguns importadores interessantes de castanha do Brasil no mercado italiano: Borghini- importador de nozes comestíveis. Eurocompany- -importador de nozes comestíveis. Di Nunzio- -o importador pulsos, nozes e frutas secas. Altro Mercato - - importador de produtos do Comércio Justo.www.borghini.it-www.eurocompanysrl.comwww.dinunziosrl.itwww.altromercato.it Feiras nteressantes na Itália: Tutto Alimentos - - alimentação e feira de comércio de bebidas. Cibus - - feira internacional de alimentos.www.tuttofood.itwww.fiereparma.it Sana - – feira de produtos orgânicos e naturaiswww.sana.it -CFG Overseas S.R.L. - consolidador de cargas na Itáliawww.cfg-overseas.it Identificando Rotas de Acesso ao mercado alvo - Itália Fonte: ICB / Penta Transaction / MDIC

28 *** Assuntos Comerciais Contato SECOM Milão Website: milao.itamaraty.gov.br Chefe: Conselheiro Antonio Luzmilao.itamaraty.gov.br Contato SECOM Roma Website: roma.itamaraty.gov.br Chefe: Gustavo Westmannroma.itamaraty.gov.br *** Adido Agrícola Brasileiro no país (União Européia) Odilson Luiz Ribeiro e Silva – Bélgica – Guilherme Antônio da Costa Júnior – Suiça – *** Assuntos Sanitários e Fitosanitários Contato junto ao CODEX Alimentarius – Contato junto à Convenção Internacional de Proteção dos Vegetais (CIPV) – Sr. Harry Arijs – Identificando Rotas de Acesso ao mercado alvo – Itália Contatos institucionais Fonte: MAPA / MDIC

29 Recomendações Concentre-se em processamento primário como: descascar, classificar e passar pela triagem (estas atividades são muito caras na Itália). Classificação e triagem são particularmente importante para o fornecimento de uma qualidade constante, o que é requisito de um comprador. Na prática a maioria das oportunidades para agregar valor no produto estão limitados aos processadores de alimentos e embaladores na Europa sob a forma de processamento secundário Os italianos por serem produtores de outras nozes misturam as castanhas do Brasil com outras nozes comestíveis e embalam as porções de consumo. Além de estarem constantemente identificando o interesse dos consumidores em novos sabores e desenvolvendo produtos, tais como castanha do Brasil com mel, castanhas assadas com especiarias e aromatizadas, castanhas cobertas com chocolate, caramelizada, etc Aumenta as oportunidades de exportação da oferta do produto com certificação orgânica e de comércio justo Mesmo com a crise mundial a Europa tem demonstrado aumento nas importações de castanha do Brasil e os outros países europeus aqui neste estudo mencionados devem ser considerados como mercados alvo. Por este motivo, agregamos neste estudo outros possíveis importadores gerais da Europa. Fonte: CBI

30 Possíveis importadores gerais – Castanha do Brasil, sem casca EmpresaPaísCidadeWebsite Diabco SarlLebanonKfarsaroun (Koura)www.alamiranuts.com Emicela, S.A.SpainAgüimeswww.emicela.es France TradingFranceVITROLLES Good Food Group A/SDenmarkVejlewww.goodfood.dk Heinrich Brüning GmbHGermanyHamburgwww.heinrichbruening.de K-SERVIS PRAHA, a.s.Czech RepublicPraha 4www.k-servis.com Mahames El-Amine Co. for Industry & Trade SarlLebanonAkkar Atika (Akkar)www.elaminco.com MakarPolandKatowicewww.makar.pl N.P. & Company, Inc.JapanOsakawww.nposk.com NATURA HUSTOPECE s.r.o.Czech RepublicHustopece u Brnawww.naturahustopece.cz Nutland BVNetherlandsVoorschotenwww.nutland.nl Orekom Trade Private Unitary Ent.BelarusMinsk Orexport, S.L.SpainSanta Coloma de Queraltwww.orexport.net ORLANDO IMPORT - EXPORT 2001RomaniaClinceniwww.orlandos.ro RaiponceFranceCAVAILLONwww.rapunzel.fr ROS-SWEET Sp. z o.o.PolandLancutwww.ros-sweet.pl SVET ORÍŠKU spol. s r.o.Czech RepublicTeplicewww.svetorisku.as VINCENZO CAPUTO, SrlItalySOMMA VESUVIANA (NA)www.vincenzocaputosrl.it Worlée NaturProdukte GmbHGermanyHamburgwww.worlee.de Fonte: ITC


Carregar ppt "Perfil de Mercado Castanha do Brasil Elaborado por: Inteligência Comercial - Projeto Organics Brazil Janeiro de 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google