A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Prof. ÉDER SISTEMÁTICA E TAXONOMIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Prof. ÉDER SISTEMÁTICA E TAXONOMIA."— Transcrição da apresentação:

1 CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Prof. ÉDER SISTEMÁTICA E TAXONOMIA

2 Sistemática ou Classificação Biológica Conceito: É ramo da Biologia que estuda a diversidade dos seres vivos. Taxonomia: nomeia e classifica os seres vivos de acordo com o seu grau de parentesco.

3 No planeta existem quase 4000 idiomas diferentes, então surgiu a necessidade de padronizar a linguagem para os seres vivos. Ex: Cão – dog – hunt – chien Nome científico: Canis familiaris

4 Aristóteles: Fez uma das primeiras classificações. Animais de sangue quente * Animais de sangue quente * Animais de sangue frio Teofrasto: Classificou vegetais quanto ao tamanho. Gramíneas* Ervas * Gramíneas* Ervas * Arbustos* Árvores OBS: Ambas são classificações artificiais pois não se baseiam em relações de parentesco evolutivos.

5 Systema Naturae Pai da Taxonomia. Em 1735, o botânico e médico sueco Lineu lançou o livro Systema Naturae com os princípios básicos da classificação biológica. Estabeleceu a espécie como base da classificação. Criou cinco grupos taxonômicos ( reino, classe, ordem, gênero e espécie ) Propôs o uso de palavras latinas Estabeleceu a nomenclatura binomial ( binomial ) para espécie.

6 Panthera leo Leão: nome científico = Panthera leo Panthera onça Onça: nome científico = Panthera onça Panthera onça Nome do gêneroEpíteto específico Gênero é um conjunto de espécies semelhantes Epíteto específico é o termo que designa a espécie

7 Categorias taxionômicas e o atual sistema de classificação biológica. Reino: é um grupo de filos; Filos: é um grupo de classes; Classes: é um grupo de ordens; Ordem: é um grupo de famílias; Família: é um grupo de gêneros; Gênero: é um grupo de espécies; Espécie: é um grupo de indivíduos semelhantes que se reproduzem entre si, gerando descendentes férteis.

8 1.DOMINIO (Archea, Bacteria, EuKarya, ) 2.REINO 3.FILO OU DIVISÃO 4.CLASSE 5.ORDEM 6.FAMILIA 7.GENERO 8.ESPÉCIE Unidade natural de classificação. É o conjunto de indivíduos semelhantes que se cruzam naturalmente e geram descendentes férteis. OBS: Devido à complexidade e alguns grupos foi necessário criar sub-grupos (subgênero, subespécie, superordem, subfilo, etc.

9 1. Nomes científicos devem ser escritos em latim ou latinizados quando derivados de outra língua. 2. Nome do gênero com inicial maiúscula, da espécie, minúscula. Homo sapiensHomo sapiens 3. Nomes manuscritos devem ser sublinhados, exceto quando em itálico ou negrito. Ex: Homo sapiens ou Homo sapiens Crotalus terrificus terrificus Crotalus terrificus durissus 4. A nomenclatura para Subespécie é trinominal. : Cascavel brasileira = Crotalus terrificus terrificus Cascavel venezuelana = Crotalus terrificus durissus Aedes ( Stegomya ) aegypti 5. A designação para Subgênero aparece entre o gênero e o epíteto específico, entre parênteses e com inicial maiúscula. Mosquito da Dengue = Aedes ( Stegomya ) aegypti

10 Trypanossoma cruzi Chagas, Se o autor da descrição for mencionado, seu nome deve vir após o termo específico sem pontuação. A data de descrição vem após a vírgula. Ex: Trypanossoma cruzi Chagas, Tem prioridade os nomes registrados em primeiro lugar. Assim se um pesquisador descrever um animal já classificado, prevalece o primeiro nome. Felidae, Felinae. 8. O nome das famílias dos animais recebe o sufixo idae e o da subfamília, inae. Ex: Felidae, Felinae. Rosaceae, Palmaceae 9. Nos vegetais, utiliza-se o sufixo aceae para as famílias. Ex: Rosaceae, Palmaceae.

11

12 Classificação objetiva Princípio teórico Busca de um padrão natural 2 tipos de classificações objetivas: Fenética Filogenética

13 Classificação objetiva Fenética: Hierarquia de semelhança absoluta Filogenética: hierarqua de ramificação do processo de evolução Podem apresentar resultados semelhantes ou bastante diferentes

14 Agrupando (semelhante)

15 Agrupando diferentemente: Fenética

16 Agrupando diferentemente: Filogenética

17 filogenia A sistemática é a área da Biologia que se preocupa principalmente em compreender a filogenia: que é a história evolutiva das espécies de seres vivos. Sistemática evolutiva X sistemática filogenética ou cladística: Diferem nos critérios para se definir os táxons: a filogenética usa apenas as novidades evolutivas para formar grupos e há um método para se testar hipóteses de parentesco. A cladística foi introduzida a partir da divulgação dos trabalhos de Willi Hennig, em 1966.

18 anagênese cladogênese Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. As relações evolutivas entre os seres vivos são representadas por diagramas denominados cladogramas (clado = ramo), em que se destacam os pontos onde ocorreram os eventos cladogenéticos e se considera a anagênese como processo que origina as novidades evolutivas. A filogenia só pode ser reconstruída com base em caracteres derivados compartilhados.

19 Anagênese Anagênese: processo pelo qual um caráter surge ou se modifica numa população ao longo do tempo, sendo responsável pelas novidades evolutivas. Cladogênese Cladogênese: processo responsável pela ruptura da coesão inicial numa população, gerando duas ou mais populações que não mais se comunicam.

20 A anagênese envolve processos onde uma determinada característica pertencente a uma determinada população, surge ou se modifica com o passar do tempo levando à formação de novas características evolutivas. A mutação e a permutação são exemplos de processos anagênicos. A cladogênese é o processo no qual novas espécies surgem por diversificação ocorrida numa espécie ancestral. Segundo a especiação por cladogênese há dois processos envolvidos: especiação alopátrica e especiação simpátrica.

21

22

23

24

25 Dicotomia (dico = dois; tómos= divisão) Politomias (poli = muitos) Tipos de cladogramas

26

27 Grupo parafilético: Grupo que possui um ancestral comum, mas não inclui todos os seus descendentes.

28 Grupo-irmão : É o grupo monofilético mais próximo daquele em foco no momento.

29 Homologias – características comuns entre espécies DISTINTAS, herdadas de um mesmo ancestral. Divergência evolutiva.

30 ANALOGIAS – estruturas que apareceram independentemente em linhagens distintas, e que constituem adaptações a modos de vida semelhantes. Convergência evolutiva.

31 CLADÍSTICA – método de classificação baseado na ancestralidade evolutiva.

32 Plesiomorfia ou característica primitiva - é a condição mais antiga de uma característica; Apomorfia ou característica derivada - é a condição mais recente, que decorre da transformação hereditária de uma plesiomorfia. Ex: O caso da ordem Diptera. Sinapomorfia - compartilhamento de duas ou mais características apomórficas. Ex: pelos e glândulas mamárias.

33

34


Carregar ppt "CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Prof. ÉDER SISTEMÁTICA E TAXONOMIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google