A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Edmilson Carneiro Moreira Infraestrutura de Redes Locais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Edmilson Carneiro Moreira Infraestrutura de Redes Locais."— Transcrição da apresentação:

1 Edmilson Carneiro Moreira Infraestrutura de Redes Locais

2 Apresentação da disciplina Introdução Arquiteturas de redes

3 Andrew S.Tanembaum – Redes de Computadores Paulo Sérgio – Cabeamento Estruturado

4 Redes de Computadores Introdução Modelos Internet Componentes de rede Topologias de rede Apresentação da Disciplina

5 Camada de Rede Protocolo IP Camada de Transporte Protocolo UDP e TCP Camada de Aplicação HTTP, DNS e FTP Apresentação da Disciplina

6 Tecnologias de Rede Tecnologias de Rede Local Tecnologias de redes de longas distâncias Protocolos de Infra-estrutura Apresentação da disciplina

7 Comutação Bridges Switches e comutação Redes Locais Virtuais (vlans) Apresentação da disciplina

8 Equipamentos de Redes Curso de cabeamento estruturado Cabos & conectores Switches Roteadores Pontos de acesso (WiFi) Apresentação da Disciplina

9 No Início dos Anos 80 uma expansão no campo das redes devido a grande implantação delas quanto ao surgimento de novos produtos e tecnologias teve início Fatores de influência no desenvolvimento de redes Invenção do Telefone Invenção do radio Redes telefônicas de alcance mundial Satélites de comunicação A convergência (navegação com segurança, eficiência e garantia) tem permitido a troca de informações entre equipamentos

10 As redes, principalmente a Internet, permitem a execução de inúmeras tarefas a distância: Monitorar câmeras de segurança Telemedicina On-line gaming Comunicação etc... As redes permitem o compartilhamento de conhecimento e interatividades com várias pessoas e empresas Permitem a realização de tarefas de forma mais ágil Permite o compartilhamento de experiências e disseminação de conhecimento Mas permitem também a disseminação de conhecimentos usados maliciosamente com os vírus

11 Antigamente as redes eram centralizados em um único computador mainframe, e todos os outros acessavam a este principal. Eram centralizados no CPD O fabricante de mainframe era a IBM Problema do modelo: Se o computador principal parasse, todos os outros ficavam inoperantes Custo elevado do mainframe Existência de terminais burros (sem capacidade de processamento) A evolução dos sistemas computacionais exigiu a evolução dos computadores (processamentos e distribuição de dados)

12 Atualmente, computadores atuam separadamente de maneira autônoma e interconectados dividindo a carga de armazenamento. A este molde de computadores interligados entre si, dá-se o nome de redes de computadores.

13 Meio eficaz de compartilhar equipamentos de comunicação: Servidores, impressoras, modems etc.. São ligados através de um meio de comunicação (cabo ou via aérea) Conceito: Dois ou mais computadores interconectados permitindo o compartilhamento de recursos Sem o uso da rede, cada usuário teria que ter seus próprios periféricos sem compartilhá-los As redes existem para facilitar a vida dos usuários e propiciar a convergência de recursos

14 Surgiram como resultados de aplicativos de computadores criados para empresas Na época de criação destes aplicativos os computadores eram dispositivos dedicados operando independentemente de outros computadores Com o grande crescimento das redes na década de 80, surgiram também muitos problemas de incompatibilidade devido as novas tecnologias Muitas tecnologias tinham sido criadas usando-se diferentes implementações de hardware e software Muitas tecnologias de redes eram incompatíveis entre si Surge então o modelo OSI que foi a padronização para as redes.

15 O protocolo entre as camadas é um acordo entre as partes, que se comunicam, estabelecendo como se dará a comunicação As entidades são os elementos ativos em cada camada As entidades que ocupam as camadas correspondentes são chamadas de pares (peers) O conjunto das camadas de protocolos é chamado de arquitetura de rede

16

17 Se baseou-se numa proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) OSI é a abreviação de Open Systems Internconnection. Logo, o modelo OSI trata da interconexão de sistemas abertos, ou seja, sistemas que estão abertos a outros sistemas. Os protocolos associados ao modelo OSI são raramente utilizados atualmente O modelo OSI é bem genérico e por isso ainda tem muita validade O modelo OSI possui sete camadas: física, enlace, rede, transporte, sessão, apresentação, aplicação.

18

19 É responsável pela transmissão pura de bits através de um canal de comunicação Deve garantir a perfeita transmissão dos dados. O protocolo de camada física deve considerar: Voltagem: para o bit 1 e bit 0 Transmissão: half-duplex ou full duplex Considera questões elétricas mecânicas e funcionais da transmissão de bits

20 Detectar e corrigir erros que pode ocorrer durante a transmissão do meio físico Processar avisos de confirmação de recebimentos enviados pelo receptor Resolver problemas de conexão entre máquinas com velocidades diferentes Resolver problemas de frames duplicados ou perdidos por transmissões ruidosas

21 Controla a operação de sub-rede Tem como principal função rotear pacotes de uma máquina origem até uma máquina destino Controle de congestionamento e tráfego Problemas de incompatibilidades (formas de endereçamento, tamanho do pacote de dados)

22 Função de aceitar dados da camada acima dela, dividi-los em unidades menores e repassar essas unidades a camada de rede Assegurar que todos os fragmentos chegarão corretamente a outra extremidade Isolas as outras camadas acima das mudanças inevitáveis da tecnologia de hardware

23 Permitir que usuários em máquinas diferentes estabeleçam sessões entre eles Oferece diversos serviços, como: Controle de dialogo Manter o controle de quem deve transmitir em cada momento Gerenciamento de token Impede que duas partes tentem executar a mesma operação crítica ao mesmo tempo Sincronização Realizando verificação periódicas de transmissões longas Permitir continuar a partir do ponto em que estavam evitando falhas

24 Cuida da semântica e sintaxe da informação transferida Permite que os dados representados numa cadeia de caracteres ou números reais cheguem a máquina destino com o mesmo significado sintático e semântico

25 Fornece o suporte necessário para a comunicação (interação) entre as aplicações distribuídas Contém uma série de protocolos comumente necessários para os usuários Exemplos: http, correio eletrônico, acesso e transferência a arquivos remotos.

26 Iniciou-se a partir da rede ARPANET Principais objetivos: Interconectar várias redes de uma maneira uniforme Manutenção da conectividade mesmo com a perda repentina de hardware É uma arquitetura flexível capaz de se adaptar a aplicações com requisitos divergentes como: Transferências de arquivos Transmissão de dados em tempo real O modelo TCP/IP possui 4 camadas: Host/rede, Internet, Transporte Aplicação.

27

28 Não é muito bem especificado no modelo TCP/IP É mandatório somente que os protocolos especificados para essa camada devem permitir que host possa enviar pacotes IP

29 É o núcleo do modelo TCP/IP Permite aos hosts injetarem pacotes em qualquer rede, onde esses chegam ao destino de forma independente entre eles Os pacotes podem chegar em ordem diferente que foram enviadas, camadas superiores tratarão. É a camada onde é definida o IP (Internet Protocol) Tarefa de entregar os pacotes IP onde eles são necessários Tem analogia com a camada de rede OSI

30 Permite que as entidades pares de hosts de origem e destino mantenham uma conversação enquanto ocorrer a conexão Dois protocolos foram definidos: TCP(Transmission Control Protocol) Confiável Orientado à conexão Sem erro Utiliza mensagens UDP(User Datagram Protocol) Não confiável Não orientado à conexão Aplicações

31 Contém todos os protocolos do nível mais alto Temos como exemplo: Protocolo de terminal virtual (telnet) Protocolo de transferência de arquivos (FTP) Protocolo de resolução de nomes (DNS) Protocolo para buscar páginas na World Wide Web (HTTP) Etc...

32

33 O modelo adotado de cinco camadas É uma união do modelo OSI com o TCP/IP Se dividem em: Física, Enlace, Rede, Transporte e Aplicação

34 5Camada de aplicação(SSH, Telnet, DNS, FTP etc.. 4Camada de transporte(TCP, UDP, outros) 3Camada de rede(IPv4, IPV6) 2Camada de enlace de dados (Ethernet) 1Camada física (Tensão, Frequência)

35 Dúvidas?

36 Obrigado!


Carregar ppt "Edmilson Carneiro Moreira Infraestrutura de Redes Locais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google