A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MODELO OSI OSI é um modelo de referência para interligação de sistemas abertos (open systems interconection) Padrão ISO 7498, publicado em 1984 Sistemas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MODELO OSI OSI é um modelo de referência para interligação de sistemas abertos (open systems interconection) Padrão ISO 7498, publicado em 1984 Sistemas."— Transcrição da apresentação:

1 MODELO OSI OSI é um modelo de referência para interligação de sistemas abertos (open systems interconection) Padrão ISO 7498, publicado em 1984 Sistemas abertos são heterogeneos Usam software, hardware e tecnologias diferentes; A troca de informação entre elementos é possível devido à definição de interfaces e protocolos comuns para comunicação. O padrão permite que diferentes tecnologias (ambientes heterogeneo) comuniquem entre si.

2 MODELO OSI Consiste num modelo de referência que pode ser utilizado no estudo e no projeto de redes Utiliza uma arquitetura de 7 camadas. Define o papel executado por cada uma das camadas. Cada camada usa os serviços da camada inferior, e fornece serviços para a camada superior. Não padroniza os protocolos e serviços das camadas, que são descritos em padrões definidos em separado Adequado a redes locais e de longa distância

3 UTILIZAÇÃO DO OSI O modelo OSI é amplamente aceite como modelo de referência para o estudo da comunicação de redes. O OSI não é seguido fielmente na construção de redes, salvo algumas exceções; no entanto, as camadas de outras arquiteturas de redes podem ser mapeadas nas camadas OSI É comum remover camadas procurando melhorar a performance ou simplificar a arquitetura da rede.

4 AS CAMADAS OSI 1. Física 2. Ligação 3. Rede 4. Transporte 5. Sessão 6. Apresentação 7. Aplicação 1. Física 2. Ligação 3. Rede 4. Transporte 5. Sessão 6. Apresentação 7. Aplicação Meio Físico Máquina AMáquina B

5 A CAMADA FÍSICA Papel: permitir que bits sejam enviados através do meio de transmissão A camada física define: Os níveis do sinal que representam 0s e 1s A duração dos bits O formato dos conectores usados na rede O meio de transmissão está sujeito a erros, que serão detectados e possivelmente corrigidos nas camadas superiores

6 A CAMADA FÍSICA O nível físico fornece as características mecânicas, elétricas, funcionais e de procedimento para ativar, manter e desativar conexões físicas para a transmissão de bits entre entidades de nível de ligação. O protocolo deste nível dedica-se à transmissão de uma cadeia de bits. O protocolo deste nível decide como representar O e 1, quantos microssegundos durará um bit (intervalo de sinalização). Padroniza os conectores de rede. Unidade de dados: bit

7 A CAMADA DE LIGAÇÃO Transforma um canal não-confiável – a rede física – num canal confiável. Detecta erros ocorridos no meio físico e em alguns casos, corrige-os. Controla o acesso ao meio de transmissão. Define limites dos fragmentos de dados – os quadros Faz control de fluxo, evitando que os buffers do receptor sejam esgotados por um transmissor veloz. Cria sobre o meio físico diferentes serviços de ligação: Serviço sem conexão com/sem reconhecimento Serviço com conexão com/sem reconhecimento Unidade de dados: quadro.

8 A CAMADA DE REDE Padroniza e define os endereços das máquinas da rede de computadores Define as rotas através das quais as mensagens devem ser transmitidas Controlo de congestionamento Unidade de dados: pacote Dois tipos de serviço de rede Em serviços com conexão, endereços e rotas são definidos durante o estabelecimento da conexão Em serviços sem conexão, o endereçamento e o roteamento são definidos para cada pacote

9 A CAMADA DE TRANSPORTE Responsável pela transmissão ponto a ponto, desde a origem até o destino Faz o mapeamento de conexões de transporte em conexões de rede, possivelmente utilizando multiplexação (N 1) ou divisão (1 N) Controlo de fluxo de alto nível Controlo de sequência de mensagens fim-a-fim Recuperação de erros ponto a ponto

10 A CAMADA DE SESSÃO Gestão de ficha para transmissão de dados num sentido de cada vez (transmissão half-duplex) Estabelece pontos de sincronização para restabelecer conexões após uma eventual interrupção Gestão de atividades (transações)

11 A CAMADA DE APRESENTAÇÃO Define o padrão de codificação de dados a ser utilizado, para que a mensagem codificada durante o envio possa ser descodificada no momento da recepção O uso de criptografia permite que o conteúdo das mensagens seja transmitido de forma segura.

12 A CAMADA DE APLICAÇÃO Oferece os meios para que aplicações utilizem a rede de comunicação. Define serviços genéricos que servem de suporte para a construção de aplicações. Exemplos: Suporte para transferência de arquivos Serviço de diretório (nomes) Serviço de troca de mensagens Protocolo de terminal virtual

13 TRANSMISSÃO DE DADOS NO OSI 1. Física 2. Enlace 3. Rede 4. Transporte 5. Sessão 6. Apresentação 7. Aplicação Dados T TRF TR E TR E F E E A A A A A A A A A A A A A S S S S S

14 MEIOS DE TRANSMISSÃO Tipos de Meios de Transmissão Par Trançado Cabo Coaxial Fibra Ótica Redes sem Fio Infravermelho Microondas Rádio Problemas Ruído Atenuação Eco

15 TOPOLOGIAS DE REDES Ponto a ponto Estrela Anel Árvore Malha regular (totalmente conectada) Malha irregular (parcialmente conectada) Difusão (Multiponto) Barramento com terminadores Barramento em anel Redes de satélite Hierárquica: múltiplas topologias combinadas


Carregar ppt "MODELO OSI OSI é um modelo de referência para interligação de sistemas abertos (open systems interconection) Padrão ISO 7498, publicado em 1984 Sistemas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google