A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento Pedro Lourtie Instituto Superior Técnico, UTL, Portugal XII Encontro de Reitores Grupo de Tordesilhas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento Pedro Lourtie Instituto Superior Técnico, UTL, Portugal XII Encontro de Reitores Grupo de Tordesilhas."— Transcrição da apresentação:

1 Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento Pedro Lourtie Instituto Superior Técnico, UTL, Portugal XII Encontro de Reitores Grupo de Tordesilhas Universidade de Lisboa, Novembro 2011

2 Tópicos Introdução Criatividade e diversidade Processo de ensino-aprendizagem Analogia (Educação / Garantia da Qualidade) Qualidade Missões, objectivos e recompensas Rankings Conclusão Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

3 Introdução Ponto de partida: – Pedro Lourtie, Quality assurance alignment, in Creativity and diversity: Challenges for quality assurance beyond 2010, EUA Case Studies 2010 Selecção de artigos do 4th European Quality Assurance Forum, Novembro de 2009 Também publicado como: П. ЛОУРТИ, ОБЕСПЕЧЕНИЕ КАЧЕСТВА ДОЛЖНО БЬІТЬ ПРИВЕДЕНО В СООТВЕТСТВИЕ С МИССИЕЙ УЧЕБНОГО ЗАВЕДЕНИЯ, in The Bologna Process: resume of the decade, Ministry of Education and Science of the Russian Federation, 2011 – Mais desenvolvimento sobre rankings Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

4 Introdução Garantia da Qualidade: – Que critérios e procedimentos de avaliação? – Que consequências e sistema de recompensas? Objectivo: Instituições de Ensino Superior de qualidade, criativas e diversas Diversidade de contextos: – Ambiente (legal, cultural,...) – Públicos (jovens, menos jovens, com percursos de vida diversos,...) – Missões Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

5 Introdução Promoção de IES criativas: – Risco do sistema de garantia de qualidade abafar a criatividade e normalizar a diversidade – Alinhamento do sistema de garantia da qualidade com a missão institucional – Recompensas do sistema de garantia da qualidade pela criatividade e diversidade Analogia entre ensino-aprendizagem e garantia da qualidade Rankings: – Avaliação com critérios estandardizados/limitados – Desalinhamento entre critérios e missões institucionais Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

6 Criatividade e diversidade Projecto de criatividade (EUA, 2007): – Definição difícil: o que não é criatividade – Progresso depende da criatividade Finalidades do Ensino Superior (Comunicado de Londres, Processo de Bolonha, 2007): – Preparar cidadãos para vida numa sociedade democrática – Preparar carreiras futuras e desenvolvimento pessoal – Manter base alargada e avançada de conhecimento – Estimular investigação e inovação Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

7 Criatividade e diversidade O que se pede ao ensino superior: – Novas/melhores soluções – Educação de aprendentes com antecedentes e objectivos diversos – Qualidade e criatividade Qualidade: – Implica respostas adequadas – Requer criatividade e diversidade Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

8 Processo de ensino-aprendizagem John Biggs, Teaching for Quality Learning at University Alinhamento construtivo na formação implica coerência entre: – Objectivos de aprendizagem – Processo de ensino-aprendizagem – Avaliação dos aprendentes Motivação dos estudantes: – Aprender: motivação intrínseca – Aprovação/diploma (motivação extrínseca, mais frequente) Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

9 Processo de ensino-aprendizagem Bons resultados implica atingir objectivos implícitos na avaliação Bons resultados com alinhamento construtivo, significa atingir os objectivos Nem todas as formas de avaliação são adequadas para os objectivos de aprendizagem: – Avaliação descontextualizada (exp. exames escritos) serve conhecimento declarativo – Avaliação de desempenho (exp. projectos) para competências várias Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

10 Analogia Pedro Lourtie Educação dos estudantesGarantia da Qualidade Objectivos de aprendizagemMissão e objectivos institucionais Ensino-aprendizagemOrganização e procedimentos Avaliação dos estudantes (formativa ou sumativa) Avaliação (com ou sem sist. de recompensas) Nota, aprovação, diplomaRecompensas (e.g. acreditação) Motivação pessoal e/ou orientada pela avaliação Objectivos Institucionais e/ou orientados para as recompensas Avaliação descontextualizadaIndicadores gerais Avaliação de desempenhoAvaliação em contexto Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

11 Qualidade Robert Pirsig, Zen and the Art of Motorcycle Maintenance, An inquiry into Values (1974): – Because definitions are a product of rigid, formal thinking, quality cannot be defined. – But even though Quality cannot be defined, you know what Quality is! – If we do define it we are defining something less than Quality itself. Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

12 Missões, objectivos e recompensas Quem define a missão e os objectivos? – Não apenas a instituição (padrões comuns) – Não apenas externamente (para criatividade e diversidade) Diversidade das missões institucionais implica critérios que não sejam só indicadores fixos e quantitativos Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

13 Missões, objectivos e recompensas Sistema de recompensas: – Acreditação – Reconhecimento público ou por pares, prestígio – Financiamento (?) Pressão para satisfazer critérios Avaliação e recompensas devem considerar e valorizar todas as missões institucionais Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

14 Rankings Rankings são uma forma de avaliação: – Baseada indicadores limitados, largamente disponíveis – Supõe uma IES esquemática/caricatural Sistema de recompensa dos rankings: – Oferece reconhecimento público ou de pares – Depende da credibilidade do promotor – Supõe resultados plausíveis Os rankings põem em causa a diversidade e a criatividade Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

15 Rankings Rankings: critérios fixos/seriação – Ranking de Xangai (Academic Ranking of World Universities) – Times Higher Education World University Ranking Multirankings: escolha de critérios pelo utilizador – CHE/die Zeit University Ranking (Centre for Higher Education), desde 1998 – U-Multirank (European Multidimensional University Ranking System), Projecto/estudo de viabilidade, 2011 Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

16 Rankings Global Forum, Rankings and Accountability in Higher Education: Uses and misuses, UNESCO / OCDE (IMHE) / Banco Mundial, Paris, Maio 2011 – Notícia do World News Report: International rankings of higher education institutions are here to stay, but classifications should evolve to give information that is more relevant to the needs of users such as universities, students and policy-makers, fits local situations and contributes to the growth of world- class higher education systems rather than a few world-class universities. Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

17 Rankings Global Forum (cont.) – Notícia do Nouvel Observateur: Título: Attention, labus de palmarès nuit gravement a luniversité! Convite da UNESCO a jornalistas, após o fórum, com o objectivo de tocar a campainha de alarme nos meios bem informados e tentar organizar um contra-fogo à explosão dos rankings internacionais e aos seus efeitos nocivos Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

18 Rankings Andrejs Rauhvargers, Global University Rankings and their Impact, EUA, 2011: – Rankings so far cover only some university missions. – There is no such thing as an objective indicator (…). The lack of suitable indicators is most apparent when measuring university teaching performance (…) – At present, it would be difficult to argue that the benefits (…) are greater than the negative effects (…) – Higher education policy decisions should not be based solely on rankings data. Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

19 Conclusão Diversidade de missões e objectivos das universidades para adequação a contextos diferentes Avaliação e sistema de recompensas devem valorizar criatividade e diversidade Alinhamento da Garantia da Qualidade: – Missões e objectivos – Organização e procedimentos – Avaliações e sistema de recompensa Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

20 Conclusão Dificuldade em definir qualidade – But even though Quality cannot be defined, you know what Quality is! Rankings devem ser usados com cuidado – Attention, labus de palmarès nuit gravement a luniversité! Nova geração de multirankings? O meu neto mais velho, à procura de ranking – Avô, o que é maior, o elefante ou a girafa? Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento

21 Obrigado pela atenção! Pedro Lourtie Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento


Carregar ppt "Qualidade e rankings: Alinhamento ou desalinhamento Pedro Lourtie Instituto Superior Técnico, UTL, Portugal XII Encontro de Reitores Grupo de Tordesilhas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google