A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conceito Conceito Local Local Problemas Problemas Sanitários Sanitários Organolépticos Organolépticos Econômicos Econômicos Hidráulicos (exemplo) Hidráulicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conceito Conceito Local Local Problemas Problemas Sanitários Sanitários Organolépticos Organolépticos Econômicos Econômicos Hidráulicos (exemplo) Hidráulicos."— Transcrição da apresentação:

1 Conceito Conceito Local Local Problemas Problemas Sanitários Sanitários Organolépticos Organolépticos Econômicos Econômicos Hidráulicos (exemplo) Hidráulicos (exemplo) Avaliação do potencial corrosivo Avaliação do potencial corrosivo Produtos inibidores Produtos inibidores Relação entre corrosividade e escolha do tipo de coagulante Relação entre corrosividade e escolha do tipo de coagulante Estabilização química

2 Agressividade das águas aos concretos Segundo a CETESB (1988) – tradução da norma alemã TGL Fonte: CETESB, 1988 *CO 2 agressivo OBS: A presença de substâncias húmicas dissolvidas na água inibe a dissolução do carbonato de cálcio da matriz do cimento. Por essa razão, a água bruta costuma não ser muito corrosiva. Agressão ao concreto

3 Estudo de caso: Uso de orto-polifosfato no combate à água vermelha e na desincrustação das redes (CAESB-Brasília) Ação do orto-polifosfato: complexa metais, evitando a coloração da água; retira gradativamente as incrustações e os depósitos de corrosão das tubulações; forma película protetora. Fonte: Coimbra (1999)

4 Problemas ocorridos Deterioração da qualidade da água; perdas pela necessidade de descarga freqüente; obstruções nas redes; baixas pressões em pontos críticos; substituição de trechos da tubulação devido ao avançado estágio de corrosão e incrustação; alto índice de reclamações dos clientes.

5 Resultados obtidos Turbidez: redução média de 60%, atingindo até 72%; Cor: Redução média de 40%, chegando a atingir até 57%; Ferro total: Redução média de 40%, chegando a atingir até 64%; Velocidade de corrosão: Redução média de 16%, variando de 2 a 30%; Número de descargas: redução média de 25% (de 197 para 148 descargas/mês); Volume de água perdido: redução média de 86% (de m 3 /mês para m 3 /mês); Reclamações: redução média de 65%.

6 Resultados obtidos Fonte: Coimbra (1999)

7 Resultados obtidos Fonte: Coimbra (1999)

8 Avaliação da viabilidade econômica Custo Orto-polifosfato: R$ ,00/mês (dosagem de 1,5mg/L, produção mensal de m 3 /mês e custo do produto químico/m 3 de R$ 0,011); Economia Redução de descargas: R$ ,00/mês (de R$ ,00/mês para R$ 1.560,00/mês); Reabilitação de tubulações: R$ ,00 (R$ 35,87/m de tubulação substituída; igual a 21,5 anos de custos com o produto químico). OBS: No ano de 1997 houve um custo médio mensal de R$ ,00 com substituição de tubulações.

9 Considerações finais Quanto vale? A satisfação do cliente... O atendimento dos padrões de potabilidade... A imagem da Companhia de Saneamento... Os inconvenientes causados à população... São ganhos e custos difíceis, se não impossíveis, de serem mensurados

10 Determinação da corrosão interna causada por águas potáveis muito brandas em tubo de aço-carbono, e seu controle mediante adição de cal para obter pequena supersaturação de carbonato de cálcio (Aloísio Prince, 1993) Instalação de teste no início do teste 1 Fonte: Prince, 1993

11 ParâmetroSistema SRVSSA Temperatura da água (°C)2425 pH8,16,8 Oxigênio dissolvido (mg/L O 2 )7,67,2 Alcalinidade total (mg/L CaCO 3 )248 Dureza total (mg/L CaCO 3 )428 Dureza de cálcio (mg/L CaCO 3 )355 Sulfato (mg/L SO 4 - )6<2,0 Cloreto (mg/L Cl - )102 Sílica (mg/L SiO 2 )87 Ferro total (mg/L Fe)< 0,1 Sólidos totais dissolvidos (mg/L)7324 Condutividade elétrica (μmho/cm)9128 Cor (uH)2,5 Turbidez (uT)1,11,0 Fonte: Prince, 1993

12 Instalação de teste: 4 corpos de prova tubulares e seus dispositivos de fixação Corpo de prova utilizado nos testes Fonte: Prince, 1993

13 Teste SistemaTipo de água Taxa de corrosão 5 dias (mg/dm 2.dia) 1 Sistema Rio das Velhas Rede de distribuição552 2Rede de distribuição + cal179 3Rede de distribuição + cal149 4Final teste 3 + sulfato153 5Rede de distribuição diluída + bicarbonato556 6 Sistema Serra Azul Filtrada23 7Final teste 6 + cal41 8Final teste 7 + cloro e sulfato33 9Final teste 8 diluída com 30% água deionizada544 10Final teste 9 + cal561 11Final teste 10 + cal676 12Final teste 11 + cal488 13Final teste 12 + cal464 14Final teste 13 diluída com 80% água deionizada384 15Final teste 14 + cal478 16Final teste 15 + cal444 17Final teste 16 + cal Final teste 13 diluída com 75% de água deionizada + silicato 114 Fonte: Prince, 1993

14 Instalação de teste: aspecto da água no início do teste 1 Instalação de teste: aspecto da água após o teste 1 Corpo de prova retirado após o teste 1 Fonte: Prince, 1993

15 Teste 1: taxa de corrosão 5 dias ( 552 mg/dm 2.dia) CP 20 dias após a exposição à água tratada do SRV Superfície interna do CP antes dos testes Teste 2: taxa de corrosão 5 dias ( 179 mg/dm 2.dia) CP 20 dias após a exposição (água tratada do SRV+cal) Teste 3: taxa de corrosão 5 dias ( 149 mg/dm 2.dia) Fonte: Prince, 1993

16 CP 10 dias após a exposição (água do teste 3 + sulfato) Teste 4: taxa de corrosão 5 dias ( 153 mg/dm 2.dia) CP 10 após dias (água do SRV+50% deionizada + NaHCO 3 ) Teste 5: taxa de corrosão 5 dias ( 556 mg/dm 2.dia) Superfície interna do CP antes dos testes CP 20 dias após a exposição (água tratada do SRV+cal) Teste 3: taxa de corrosão 5 dias ( 149 mg/dm 2.dia) Fonte: Prince, 1993

17 Superfície interna do CP antes dos testes Teste 6: taxa de corrosão 5 dias ( 23 mg/dm 2.dia) CP 10 dias após a exposição à água filtrada do SSA Fonte: Prince, 1993

18 ParâmetroSistema SRVSSA Temperatura da água (°C)2425 pH8,16,8 Oxigênio dissolvido (mg/L O 2 )7,67,2 Alcalinidade total (mg/L CaCO 3 )248 Dureza total (mg/L CaCO 3 )428 Dureza de cálcio (mg/L CaCO 3 )355 Sulfato (mg/L SO 4 - )6<2,0 Cloreto (mg/L Cl - )102 Sílica (mg/L SiO 2 )87 Ferro total (mg/L Fe)< 0,1 Sólidos totais dissolvidos (mg/L)7324 Condutividade elétrica (μmho/cm)9128 Cor (mg Pt/L)2,5 Turbidez (uT)1,11,0 Fonte: Prince, 1993

19 Superfície interna do CP antes dos testes Teste 14: taxa de corrosão 5 dias ( 384 mg/dm 2.dia) CP após 5 dias (água filtrada do SSA + 80% de água deionizada) Teste 18: taxa de corrosão 5 dias ( 114 mg/dm 2.dia) CP após 5 dias (água filtrada do SSA+deionizada+silicato) Fonte: Prince, 1993

20 ParâmetroSistema SRVSSA Temperatura da água (°C)2425 pH8,16,8 Oxigênio dissolvido (mg/L O 2 )7,67,2 Alcalinidade total (mg/L CaCO 3 )248 Dureza total (mg/L CaCO 3 )428 Dureza de cálcio (mg/L CaCO 3 )355 Sulfato (mg/L SO 4 - )6<2,0 Cloreto (mg/L Cl - )102 Sílica (mg/L SiO 2 )87 Ferro total (mg/L Fe)< 0,1 Sólidos totais dissolvidos (mg/L)7324 Condutividade elétrica (μmho/cm)9128 Cor (mg Pt/L)2,5 Turbidez (uT)1,11,0 Fonte: Prince, 1993

21 Coupon Coupon após 30 dias Tubo com tubérculos Tubo (30 anos) após hidrojateamento


Carregar ppt "Conceito Conceito Local Local Problemas Problemas Sanitários Sanitários Organolépticos Organolépticos Econômicos Econômicos Hidráulicos (exemplo) Hidráulicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google