A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 85 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 85 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 85 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos

2 Wildcards Permitem referir-nos a múltiplos ficheiros de uma só vez; Referem-se às características comuns relativas aos nomes dos ficheiros; Wildcards existentes: * ? [ ] [! ]

3 * Refere-se a um ou mais caracteres quaisquer; Exemplos: rm * Elimina todos os ficheiros na pwd; ls t* Lista todos os ficheiros que começam por t e terminam por quaisquer outros caracteres; ls power*radical Lista todos os ficheiros que começam por power, terminam em radical e têm no meio quaisquer outros caracteres;

4 ? Refere-se apenas a um caracter qualquer; Exemplos: ls fich? Lista todos os ficheiros que começam por fich e terminam com qualquer caracter; ls relatorio?doc Lista qualquer ficheiro que comece por relatorio, termine com doc e tenha qualquer caracter entre ambos (e.g. relatorio.doc; relatorio_doc); ls relat?rio?doc O que faz?

5 [ ] Similar ao wildcard ? mas permite especificar quais os caracteres que se pretende; Exemplo: ls fich[123] Lista todos os ficheiro que comecem por fich e terminem em 1, 2 ou 3; ls change[Ll]og Lista todos os ficheiros que comecem por change, terminem em og e tenham no meio L ou l (e.g. changeLog; changelog); ls [0-8a-g]power Lista todos os ficheiros que comecem por um caracter entre 0 e 8 ou entre a a g e termine em power;

6 [! ] Faz o contrário do wildcard [ ]; Exemplo: ls power[!2] Lista todos os ficheiros que comecem por power e terminem num carater diferente de 2 (e.g. power1; power3; powerG); ls ant[!Oo]nio Lista todos os ficheiro que entre ant e nio não tenham o caracter O ou o (e.g. antónio; antxnio; antÓnio);

7 FHS – File Hierarchy Standard O FHS é um documento que especifica a disposição das directorias num sistema Linux; Tem como objectivo apresentar uma disposição comum de directorias para permitir o desenvolvimento de software de forma independente;

8 FHS – Directorias / Directoria que identifica a raiz do sistema de ficheiros; /boot Boot loader e ficheiros estáticos como a imagem do kernel; /dev Ficheiros que identificam dispositivos (Devices); /etc Ficheiros de configuração do host e dos serviços que oferece; /lib Livrarias partilhadas e módulos (drivers) do kernel; /mnt Ponto de montagem de um sistema de ficheiros temporário;

9 FHS – Directorias (2) /opt Aplicações adicionadas ao sistema (e.g. StarOffice); /sbin Binários (executáveis) essenciais do sistema; /tmp Ficheiros temporários; /usr Hierarquia secundária (parecida com a da raiz para efeitos de partilha); /var Dados variáveis (e.g. caixas de correio; sites web).

10 Encontrar ficheiros Ao executarmos um programa, p. ex. ls, a shell não sabe automaticamente onde este se encontra; A shell procura o programa numa lista de directorias definidas na variável de sistema PATH; echo $PATH Para ver quais as directorias definidas na variável de sistema PATH;

11 PATH O conteúdo da variável PATH pode ser alterado; Exemplo: echo $PATH /usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/bin/X11:/usr/games PATH=$PATH:~/tec echo $PATH /usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/bin/X11:/usr/games:/home/antonio/tec Relembrar que $PATH refere-se ao conteúdo da variável PATH. PATH é própria variável. Note-se que cada directoria é separada pelo caracter dois pontos

12 Comando which Permite saber em que directoria da PATH se encontra determinado comando; Exemplo: which ls /bin/ls No exemplo acima obtém-se a localização do comando ls.

13 Comando whereis Permite saber quais os ficheiros relacionados com determinado programa e onde estes se encontram; Exemplo: whereis ls ls: /bin/ls /usr/share/man/man1/ls.1.gz Obtém-se a localização do comando ls e somos também informados que temos uma man page relativa a este comando;

14 Comando find Permite procurar qualquer ficheiro que respeite um padrão dado (não precisa de ser um programa); Sintaxe: find caminho –opção ficheiro caminho refere-se ao caminho base de procura; -opção refere-se a opções relativas ao ficheiro; ficheiro refere-se ao nome do ficheiro que se deseja encontrar;

15 find – Exemplos; find /home –name power.doc Procura os ficheiros com o nome power.doc começando a procura em /home. find /usr/share/doc –iname readme Procura os ficheiros com o nome readme começando a procura em /usr/share/doc. A procura é feita de forma case insensitive, ou seja, devolve a localização de ficheiros com nomes como ReAdMe readme README, etc…; Para aprofundar outras opções: info find ou man find.

16 Comando locate O comando find pode levar muito tempo dependendo da profundidade da árvore de directorias; O comando locate permite fazer procuras de ficheiros de uma forma mais rápida porque baseia a procura numa base de dados.

17 locate – Exemplos Exemplo 1: locate ifconfig /sbin/ifconfig /usr/share/man/man8/ifconfig.8.gz /usr/src/kernel-source-2.6.5/include/asm-ia64/sn/ifconfig_net.h No exemplo acima o comando locate devolve todos os caminhos onde aparece o nome ifconfig; Exemplo 2: locate /www/antonio /var/www/antonio /var/www/antonio/htdocs /var/www/antonio/htdocs/index.html No exemplo acima o comando locate devolve todos os caminhos onde aparece o nome /www/antonio.

18 locate & updatedb Quando se instalam novos programas ou se criam novas directorias ou ficheiros, estes não ficam imediatamente disponíveis ao comando locate; É necessário fazer a actualização da base de dados do comando locate; Como fazer: Fazer o login com o utilizador root; Digitar o comando: updatedb Poderá demorar vários minutos para a base de dados ficar actualizada!


Carregar ppt "Aula 85 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google