A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

P G S S T. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "P G S S T. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd."— Transcrição da apresentação:

1 P G S S T

2 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

3 Riscos Ambientais PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

4 Riscos Ambientais São agentes presentes nos ambientes de trabalho, capazes de afetar o trabalhador, provocando acidentes e/ou doenças profissionais ou do trabalho. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

5 Riscos Ambientais Uma das atribuições da CIPA é identificar os riscos existentes nos setores e processos de trabalho. Para isso é necessário que se conheça os riscos. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

6 Riscos Ambientais Identificados esses riscos, eles devem ser transcritos no Mapa de Riscos. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

7 Riscos de Acidente Riscos Físicos Riscos Ergonômicos Riscos Químicos Riscos Biológicos PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ambientais

8 Riscos Físicos: NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd - Ruído - Vibrações - Pressões anormais - Radiações ionizantes (raios x, alfa, beta, gama) - Radiações não-ionizantes (infravermelha, ultravioleta,...) - Frio - Umidade - Temperaturas extremas (calor e frio) (calor e frio)

9 - reduz a capacidade auditiva do trabalhador; - atua sobre o estado emocional do indivíduo; - causa a surdez profissional (PAIR); - influi negativamente na produtividade; - é causador indireto de acidentes do trabalho; - causa distração; - mau entendimento de instruções; - mascara avisos ou sinais de alarme. Ruído : NR 15 e 17 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos:

10 NR 15 e 17 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Ruído : Riscos Físicos: - NR 17 – Conforto – até 65 dB; - NR 15 – Risco de PAIR - NR 15 anexo 1 – Ruído contínuo ou intermitente; - NR 15 anexo 2 – Ruído de impacto;

11 As vibrações são também relativamente freqüentes na indústria, e podem ser divididas em duas categorias: - vibrações de corpo inteiro (NR 15 anexo 8); - vibrações localizadas (NR 15 anexo 8) NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Vibrações Riscos Físicos:

12 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Vibrações Riscos Físicos: - vibrações de corpo inteiro (NR 15 anexo 8);

13 - vibrações localizadas PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Vibrações Riscos Físicos:

14 As temperaturas extremas são condições térmicas rigorosas em que são realizadas diversas atividades profissionais (NR 15 anexo 3). NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Temperaturas Extremas

15 As pressões anormais são encontradas em trabalhos submersos ou realizados abaixo do nível do lençol freático (NR 15 anexo 6). NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Pressões Anormais:

16 - o ferecem sério risco à saúde dos indivíduos expostos; - produzem uma ionização nos materiais; - produzem a subdivisão de partículas inicialmente neutras em partículas eletricamente carregadas; em partículas eletricamente carregadas; - são provenientes de materiais radioativos; - raios alfa (a), beta (b) e gama (g); - produzidas artificialmente (raios X); - NR 15 anexo 5. NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Radiações ionizantes:

17 São de natureza eletromagnética e seus efeitos dependerão de fatores como duração e intensidade da exposição, comprimento de onda de radiação, região do espectro em que se situam, etc. Ver NR 15 anexo 7. NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Radiações não ionizantes:

18 As atividades ou operações executadas no interior de câmaras frigoríficas, ou em locais que apresentem condições similares, que exponham os trabalhadores ao frio, sem a proteção adequada, serão consideradas insalubres em decorrência de laudo de inspeção realizada no local de trabalho. Ver NR 15 anexo 9. NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Frio:

19 As atividades ou operações executadas em locais alagados ou encharcados, com umidade excessiva, capazes de produzir danos à saúde dos trabalhadores. Ver NR 15 anexo 10 e NR 17. NR 15 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Físicos: Umidade:

20 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Químicos: Nas atividades ou operações nas quais os trabalhadores ficam expostos a agentes químicos, a caracterização de insalubridade ocorrerá quando forem ultrapassados os limites de tolerância constantes do Quadro nº 1 do anexo 11 da NR 15; Os valores são válidos para absorção por via respiratória; O "VALOR TETO" não pode ser ultrapassado em momento algum da jornada de trabalho.

21 Relação das atividades e operações envolvendo agentes químicos, consideradas, insalubres em decorrência de inspeção realizada no local de trabalho. Arsênico, carvão, chumbo, cromo, fósforo, hidrocarbonetos e outros compostos de carbono, mercúrio, silicatos, substâncias cancerígenas, algumas operações com produtos químicos. NR 15 anexo 13. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Químicos:

22 Podem ser: - poeiras - fumos - névoas - neblinas - gases - vapores, etc. NR 15 – anexo 12 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Químicos:

23 Microorganismos indesejáveis: bactérias (antraz), fungos (parasitas), protozoários, bacilos (bacilo de Kock) PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Biológicos:

24 São atividades que envolvem agentes biológicos: - pacientes em isolamento por doenças contagiosas; - carnes, glândulas, vísceras, sangue, ossos, couros, pêlos e dejeções de animais portadores de doenças contagiosas; dejeções de animais portadores de doenças contagiosas; - esgotos (galerias e tanques); - lixo urbano (coleta e industrialização); - hospitais, serviços de emergência, enfermarias; - laboratórios de análise clínica; - gabinetes de autópsias e anatomia; - cemitérios (exumação de corpos); - estábulos e cavalariças; - NR 15 anexo 14. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Biológicos:

25 Deitada Não há concentração de tensão Não há concentração de tensão Sangue flui livremente Sangue flui livremente Gasto energético mínimo Gasto energético mínimo Mais recomendada Mais recomendada Sentada Atividade do dorso e do ventre Atividade do dorso e do ventre Peso concentrado nas nádegas (osso ísquio) Peso concentrado nas nádegas (osso ísquio) Mais 3 a 10% de consumo de energia Mais 3 a 10% de consumo de energia Variabilidade para reduzir a fadiga Variabilidade para reduzir a fadiga Em Pé Altamente fatigante Altamente fatigante Trabalho estático da musculatura Trabalho estático da musculatura Bombeamento do coração é mais difícil Bombeamento do coração é mais difícil Postura estática, maior custo Postura estática, maior custo PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

26 Esforço físico intenso Levantamento e Transporte manual do peso PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

27 Exigência de postura inadequada Controle rígido de produtividade PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

28 Imposição de ritmos excessivos Trabalhos em turno ou noturno PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

29 Jornada prolongada de trabalho Monotonia e repetitividade Outras situações causadoras de Stress físico e/ ou psíquico. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

30 Mesa Regulável Suporte para Documento Cadeira Regulável Suporte para Pés Exemplos: Componentes PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

31 Exemplos: Mesas PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

32 Exemplos: Postos de Trabalho PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos Ergonômicos:

33 Ergonomia do Posto de Trabalho em Computador PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

34 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

35 Pró-Reitoria de Administração

36 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

37 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

38 E Elimine qualquer reflexo no seu monitor. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

39 Exercícios (3 vezes): PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

40 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

41 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

42 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

43 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

44 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

45 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

46 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Exercícios (3 vezes):

47 Diagrama de Corlett Manenica

48 São as condições ambientes relativas ao processo operacional, como por exemplo, máquinas desprotegidas, ferramentas inadequadas, matérias-primas, etc. que podem causar uma lesão trabalhador. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos de Acidentes:

49 Arranjo físico inadequado Máquinas e Equipamentos sem Proteção Ferramentas Inadequadas ou defeituosas Iluminação Inadequada Eletricidade Probabilidade de incêndio ou explosão Armazenamento Inadequado Animais Peçonhentos Outras situações de risco que poderão contribuir para a ocorrência de acidentes PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos de Acidentes:

50 Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada à natureza da atividade. A iluminação deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos. Os níveis mínimos de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho são os valores de iluminâncias estabelecidos na NBR Ver NR 17 e NBR PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos de Acidentes: Iluminação:

51 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Riscos de Acidentes: Iluminação:

52 Inspeção de Segurança PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

53 A inspeção de segurança tem por objetivo detectar as possíveis causas que propiciem a ocorrência de acidentes. É obrigação da CIPA. - Métodos de trabalhos inadequados; - Riscos ambientais; - Verificação da eficácia das medidas preventivas rotineiras e especiais em funcionamento. NR 5 – item 5.16 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Inspeção de Segurança:

54 Passos a serem seguidos: - Observação; - Registro em fichas (ou questionários); - Análise dos Riscos Ambientais; - Mapeamento dos Riscos. NR 5 – item 5.16 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd Inspeção de Segurança:

55 4 apostilas - Avaliações amb. - Filmes - Leis - Normas Bras. - Normas Regul. - 4 apostilas - Avaliações amb. - Filmes - Leis - Normas Bras. - Normas Regul. Material do CD: - PPRA - PCMSO - Portarias - Riscos Amb. - Slides - Acrobat Read PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd

56 PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd INFORMATIZAÇÃO DAS UNAMOS E PGSST PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DAS CIPA CIPAUNESP Prof. Dr. João Candido Fernandes Unesp – Bauru SITE: wwwp.feb.unesp.br/jcandido


Carregar ppt "P G S S T. PROGRAMA GERAL DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PRAd."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google