A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 2 Luminotécnica Fontes Consultadas COSTA, J. Gilberto Corrêa – Iluminação Econômica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 2 Luminotécnica Fontes Consultadas COSTA, J. Gilberto Corrêa – Iluminação Econômica."— Transcrição da apresentação:

1 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 2 Luminotécnica Fontes Consultadas COSTA, J. Gilberto Corrêa – Iluminação Econômica. EDIPUCRS. Porto Alegre, 2006 Manual Luminotécnico Prático Osran, 2000.

2 Lampadas Um dos itens importantes a considerar no projeto luminotécnico é a eficiência da lâmpada. Mas, de acordo com o ambiente de uso, outros itens devem ser considerados: – IRC – Temperatura da cor – Formato/tamanho da lâmpada

3 Eficiência de lâmpadas. Fonte: Osram

4 Luminárias As qualidades de uma boa lâmpada são parcialmente perdidas diante de luminárias ineficientes Não se pode generalizar e indicar um modelo como o ideal para cada situação, mas pode-se dizer que aluminária eficiente é aquela que proporciona o melhor aproveitamento do fluxo luminoso, direcionando-o para onde ele é necessário e tornando o ambiente agradável,

5 Luminárias Observe as luminárias abaixo e diga qual é mais eficiente Sim, a luminária da direita é tipicamente mais eficiente. Pois, nesta, o filme reflexivo permite redirecionar melhor o fluxo luminoso que antes seria absorvido pelas paredes da luminária para a área de trabalho.

6 Luminárias Agora, reflita sobre a eficiência da luminária instalada na figura ao lado. É eficiente? E se o teto fosse branco?

7 Eficiência de luminárias. Luminárias abertas com lâmpadas nuas0,9 Luminárias com refletor ou embutidas abertas0,7 Luminárias com refletor e lamelas de alta eficiência0,7 Luminárias com refletor ou embutidas com lamelas0,6 Luminárias tipo "plafond" com acrílico anti-ofuscante0,6 Luminárias de embutir com acrílico anti-ofuscante0,5 Fabricantes tradicionais fornecem o rendimento de suas luminárias. O quadro abaixo fornece valores médios dos modelos.

8 Fluxo Zonal das luminárias Fornece o fluxo luminoso acumulado angular, partindo eixo vertical da fonte luminosa. É a mensuração da abertura do fluxo luminoso: fornece informação de quanto de luz está iluminando o espaço de trabalho e quanto está iluminando o teto e outras áreas desnecessárias. Fabricantes luminárias mais bem conceituados fornecem dados do fluxo zonal em seus catálogos.

9 Fluxo Zonal das luminárias - exemplos TBS 027 (Philips)

10 Fluxo Zonal das luminárias - exemplos TCW 006 (Philips)

11 O ambiente Um teto escuro também não ajuda nada na eficiência luminosa. O piso e as paredes também contam. Coeficiente de Reflexão de Alguns Materiais e Cores Madeira clara40% Madeira escura18% Branco75% Rosa48% Laranja23% Preto8%

12 Dimensionamento A iluminância (E) de um ponto pode ser calculada pela somatória da iluminância de todos os fluxos incidentes naquele ponto. E = E 1 + E 2 + E E n E = Ф/d 2 E = Iluminância (lux) Ф = Fluxo luminoso (lm) d = distância da fonte luminosa ao ponto

13 Fórmula prática para determinação do número de lâmpadas (Osram)

14 Cuidando da eficiência energética Limpe lâmpadas e luminárias periodicamente. A sujeira reduz a eficiência luminosa

15 Cuidando da eficiência energética Procure posicionar as luminárias o mais próximo possível da área ou objeto a ser iluminado.

16

17 Ponto de partida para se obter um sistema de iluminação energeticamente eficiente. O Brasil, por suas características climáticas, tem grandes vantagens nesta forma de iluminação.

18 Problemas comuns na iluminação natural: A variação da intensidade Aquecimento do ambiente. Ofuscamentos.

19 Resolvendo os problemas com a iluminação natural: a)Instalar iluminação artificial fracionada do ambiente, com circuitos intercalados, que podem ser ligados parcialmente b)Fazer com que as aberturas iluminantes naturais recebam a luz da abóbada celeste ou que seja protegida por sombra c)Criar proteções contra o excesso de luz, filtrar raios infravermelhos.

20 Aberturas iluminantes laterais:

21

22 Aberturas iluminantes zenitais

23 Novas tecnologias desenvolvidas para este fim Lentes Prismáticas ComEnergy

24 Lente prismática

25 Laser Cut Painel Laser cut painel (lcp) desenvolvido e patenteado pelo grupo de pesquisa de energia e Iluminação da Queenisland University of Technology - Austrália, tem como principal característica bloquear a entrada de luz solar direta e conduzir a luz difusa para o interior da edificação


Carregar ppt "ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Prof. Jorge Marques Aula 2 Luminotécnica Fontes Consultadas COSTA, J. Gilberto Corrêa – Iluminação Econômica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google