A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ACNE VULGAR NA ADOLESCÊNCIA. Autora: Rosane Zanetti.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ACNE VULGAR NA ADOLESCÊNCIA. Autora: Rosane Zanetti."— Transcrição da apresentação:

1 ACNE VULGAR NA ADOLESCÊNCIA. Autora: Rosane Zanetti

2 Mudanças à flor da pele. Na adolescência tudo está em mudança. E a sua pele é como um espelho: reflete o que se passa por dentro de você, física e emocionalmente. Um desses reflexos é a acne.

3 Ter acne não é o fim do mundo É importante para você entender cada vez mais sobre acne. Conhecer as características, as diferentes formas de manifestação, o porquê da sua existência... tudo vai lhe ajudar na batalha por uma pele mais bonita. Afinal, o que é acne? A Acne Vulgar ou Juvenil é uma doença de pele, uma dermatose de grande abrangência que se desenvolve na unidade pilo-sebácea, e costuma aparecer na puberdade (aquela fase de transição da infância para a adolescência). Um consolo: você não está sozinho! Ela atinge cerca de 80% dos jovens. Só para você ter uma idéia: segundo o IBGE, cerca de 24 milhões de jovens no Brasil apresentam alguma forma de acne. Nas moças, a acne é mais freqüente dos 14 aos 17 anos. Nos rapazes, pode chegar um pouco mais tarde, com maior freqüência entre os 16 e 19 anos.

4 Científicamente falando, os nomes são outros: os cravos chamam-se comedões, as espinhas são as pápulas e as espinhas com pus são chamadas pústulas. A acne não é sempre igual. Alguns casos são mais graves, com formação de abcessos, cistos e nódulos. Atenção! Eles precisam de cuidados especiais, para evitar cicatrizes. Para você não ficar boiando: as espinhas com pus podem virar nódulos, cistos ou abcessos. Isso é uma resposta do corpo à inflamação. Ou seja: o organismo está lutando contra seu inimigo: as bactérias.

5 Os nódulos são como “bolinhas” duras na pele, salientes ou não, com tamanho de um a três centímetros. Já os cistos são semelhantes aos nódulos, mas geralmente maiores e com pus. E podem ter mal cheiro quando vazam. Os abcessos são maiores e mais profundos que as espinhas.

6 Por que o rosto, o peito, as costas e os ombros ficam cheios de cravos e espinhas? Simples: porque a acne afeta os pêlos e as glândulas sebáceas. E estas regiões são ricas em glândulas sebáceas. Sua intensidade varia de pessoa para pessoa.

7 Você está cheio de espinhas, enquanto seu melhor amigo tem apenas uma ou duas. Há diferentes graus de acne, de acordo com o número, profundidade e características das lesões. Acne leve - Grau I. É aquela pele que tem alguns comedões (cravos), poucas pápulas (espinhas) e raras pústulas (espinhas com pus). Acne leve-moderada – Grau II. A pele apresenta maior quantidade de comedões (cravos), pápulas eritematosas (espinhas avermelhadas) e pústulas (espinhas com pus).

8 Acne Moderada – Grau III. Há comedões, pápulas e pústulas. A inflamação das cavidades onde ficam os pêlos e as glândulas sebáceas leva à produção de cistos. Acne Moderada-Grave - ou Acne Conglobata-Grau IV. Os cistos tornam-se numerosos e grandes, formando abscessos (acúmulo de pus nas camadas mais profundas da pele) e fístulas (“túneis” que o corpo cria para levar um material para a superfície – no caso, para drenar o pus).

9 Acne Grave – ou Acne Fulminans-Grau V. Forma extremamente rara. Surgem outros sintomas, associados às características da acne Grau III ou IV. São eles: febre súbita e dor nas articulações. Algumas vezes, essa elevação faz aparecerem ínguas no corpo, principalmente no pescoço e axilas.

10 Informação: arma poderosa contra a acne Como se forma As espinhas e cravos que você tanto detesta se desenvolvem com a ajuda de alguns “personagens”. Veja o papel de alguns deles, como as glândulas sebáceas, bactérias e células de defesa. Tudo começa com o excesso de oleosidade Na adolescência, começa a aumentar a quantidade de secreção das glândulas sebáceas. Para eliminar o óleo que foi produzido a mais, as glândulas aumentam de tamanho. O sebo distribui-se uniformemente em fina camada sobre a pele. Resultado: sua pele fica sempre brilhando, “encerada”, não importa o quanto você lave...

11 Para completar, os poros da pele se fecham, aparecem os cravos, as bactérias entram em ação e causam as espinhas. Ao se alimentar do sebo, as bactérias, agora em maior quantidade, produzem substâncias que irritam a parede da glândula sebácea. Há um aumento do fluxo de sangue para a região afetada, que fica vermelha e dolorida, formando a espinha. Se a inflamação continua, as células de defesa do organismo são atraídas para o local. Elas atacam as bactérias, produzindo pus.

12

13 Por que aparece? Hormônios: os grandes vilões Porque é que, na adolescência, as glândulas “surtam” e começam a produzir mais gordura? Na realidade, quem manda as glândulas sebáceas aumentarem sua atividade são os hormônios sexuais masculinos, chamados andrógenos. Os receptores destes hormônios colaboram permitindo sua ação nas células. Como você pode perceber, é um brilhante trabalho em equipe! As bactérias são apenas cúmplices Tem gente que acredita que a principal causa da acne são as bactérias. Não é verdade. Elas podem ser chamadas de cúmplices, porque pioram uma situação que foi desencadeada pelos hormônios. As bactérias encontram-se normalmente nas glândulas sebáceas de todas as pessoas, e sem provocar acne. Mas, quando aparecem os cravos, a coisa muda. Elas ganham uma fonte farta de alimento e começam a se multiplicar.

14 Mais um motivo: pais ou irmãos com acne A acne pode ser hereditária (passa de pai, mãe ou avós para filhos e netos). Portanto, você pode ter uma predisposição genética que favorece o desenvolvimento da acne. Uso de cosméticos muito oleosos. Uso de medicamentos, como exemplo cortisona. É importante tratar! Não espere que o problema se resolva sozinho A acne que aparece na puberdade e adolescência tende a sumir espontaneamente, mesmo que você não siga um tratamento. Mas não é uma boa idéia esperar isso acontecer, a não ser que as suas lesões sejam muito leves.

15 Você pode ficar com cicatrizes e manchas feias... As cicatrizes da acne normalmente são semelhantes a buracos na pele, pequenos ou grandes. Em maior quantidade, dão um aspecto de “casca de laranja”. Procure um dermatologista. A melhor coisa a fazer é consultar um especialista. O dermatologista é o médico mais habilitado para diagnosticar e tratar acne. Fica esperto: não adianta trocar idéia com seu amigo ou amiga e tentar filar o tratamento que o dermatologista passou para ele(a). Cada caso é diferente e merece atenção especial. Existem muitos remédios para uso local ou via oral. A escolha da melhores opções também é de responsabilidade de seu dermatologista. Ele vai levar em conta o estado de sua pele, efeitos colaterais e interações com outros medicamentos que você esteja usando. Atenção: não tome ou passe nada sem consultá-lo.

16 E a auto-estima, como fica? Não deixe as espinhas te derrubarem. Qualquer tratamento médico tem melhor resultado quando a gente se valoriza. Problemas mil... Que fase, hein? Não basta você estar se sentindo diferente, às vezes meio sem rumo. Pressionado pelas escolhas que precisa fazer. Procurando entender as pessoas que estão ao seu redor. Se adaptando a um novo corpo, novas emoções, novas sensações... Ufa! E além de todo este turbilhão de acontecimentos, seu rosto está cheio de espinhas. Tudo tem solução! Realmente, é uma fase. Meio longa, é verdade, mas tudo isso, inclusive a acne, faz parte da vida. E, acredite, vai passar! O importante é sua reação diante de tantas mudanças. É normal você ter momentos de insegurança, dúvida, tristeza, raiva. Mas não deixe que eles tomem conta do seu tempo e relacionamento com as pessoas. Você estará deixando de curtir muita coisa legal.

17 Solidão não cura acne. Tudo bem: seu rosto não está dos melhores. Vermelho, com espinhas, pontos pretos, brilhando.. Agora, pense: adianta ficar enfiado dentro de casa, com um mundo de coisas interessantes rolando por aí? Ficar longe das pessoas não vai melhorar sua aparência. Só vai lhe pirar um pouco mais, deixar na maior deprê. E você ainda pode perder oportunidades únicas, de paquera, diversão, amizades, estudo. Será que vale a pena? Ter atitude sim! Procure um dermatologista e inicie o tratamento. Pode demorar um pouco, mas os resultados virão. Converse com ele sobre os estragos que a acne faz no seu humor e relacionamentos.

18 Xô estresse! O estresse piora a acne. Então, livre-se dele o máximo possível. Procure não ficar mergulhado em ansiedade e angústia. Este negativismo não causa acne, mas pode agravar as espinhas existentes. Divirta-se, namore, pratique esportes... E não esqueça de alimentar-se de forma saudável e dormir bem. Tudo isso colabora para a diminuição do estresse. Confie em você Não dê atenção exagerada às piadinhas e olhares dos colegas. Tem gente que faz de tudo para acabar com nossa auto-estima. Cabe a você entrar na onda ou não. Faça tudo o que está ao seu alcance, e não esquente demais com coisas que só o tempo vai resolver. Curta seus amigos, paqueras, hobbies, estudos, trabalho, baladas e tudo o mais que tiver direito. A vida é sua!

19 Agora, é a vez da sua pele... Existem pequenos cuidados que podem melhorar sua pele. São atitudes diárias que colaboram com o tratamento indicado por seu dermatologista. E até ajudam a disfarçar as espinhas na hora do desespero... Evite lavar o rosto toda hora Mantenha os cabelos limpos Faça a barba com cuidado Os cosméticos merecem atenção Combata a acne com o produto certo Cutucar a pele? Nem pensar! Não exagere na maquiagem

20 Alguns truques disfarçam as espinhas...

21 CUIDE-SE E VEJA A DIFERENÇA :

22 Tire as minhocas da sua cabeça! Às vezes, acreditamos em coisas que não têm nenhum sentido. Ou então são meias verdades. As informações sobre acne, como tantas outras, vão passando de boca em boca, sem fundamento científico. Leia e quebre alguns mitos. A acne não é contagiosa Lavar o rosto várias vezes é bobagem Alguns anticoncepcionais melhoram a acne O sol pode atrapalhar! Não há provas contra o chocolate......Mas é importante uma alimentação saudável. Menstruação, às vezes, piora a acne. Masturbação não influencia em nada. É errado espremer espinhas. É possível curar as cicatrizes. Principais neuras

23 “Eu sou diferente, eu sou único!”


Carregar ppt "ACNE VULGAR NA ADOLESCÊNCIA. Autora: Rosane Zanetti."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google