A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SERRA DA MANTIQUEIRA. O nome Mantiqueira se origina da palavra tupi- guarani Amantiquira e significa "Serra que chora". Os índios da região assim a denominaram.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SERRA DA MANTIQUEIRA. O nome Mantiqueira se origina da palavra tupi- guarani Amantiquira e significa "Serra que chora". Os índios da região assim a denominaram."— Transcrição da apresentação:

1 SERRA DA MANTIQUEIRA

2 O nome Mantiqueira se origina da palavra tupi- guarani Amantiquira e significa "Serra que chora". Os índios da região assim a denominaram em virtude do grande número de nascentes que brotam de suas encostas.

3 A Serra da Mantiqueira é uma região privilegiada por grandes montanhas, com escarpas mais altas que m de altitude, vales profundos, rios de água límpida, belíssimas corredeiras e cachoeiras. Formando uma muralha verde entre os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, suas florestas densas e biodiversidade proporcionam imagens impressionantes.

4 A MATA ATLANTICA

5 A flora da região é parte do ecossistema da Mata Atlântica e suas matas estão repletas de belos exemplares de angico, quaresmeira, ipê, canela, pinho bravo e bosques de araucária. A serra também serve de morada para uma variedade impressionante de animais, sendo habitat de espécies raras da fauna brasileira, algumas inclusive ameaçadas de extinção.

6 Vivem na região o mono, a capivara, o veado-mateiro, a paca, a jaguatirica, o lobo- guará, o esquilo, o tatu, entre outros. A região também tem inúmeros tipos de aves que nela encontraram um habitat seguro, destacando-se, o azulão, a seriema, o João de barro, o bicudo, a maitaca, o tucano, o beija-flor, a gralha azul, etc.

7 A Lenda

8 Conta a lenda que vivia uma princesa encantada da Brava Tribo Guerreira do Povo Tupi. Seu nome o tempo esqueceu, seu rosto a lembrança perdeu; só se sabe que era linda. Era tão linda que todos a queriam, mas ela não queria ninguém. Vira homens se matarem por vê-la. Tacapes velozes triturando ossos, setas certeiras cortando carnes. Como poderiam amá-la se não amavam a si próprios?

9 A Bela princesa se apaixonou pelo Sol, o guerreiro de cocar de fogo e carcás de ouro que vivia lá em cima, no céu, caçando para Tupã. Mas o Sol, ao contrário de tantos príncipes, não queria saber dela. Não via sua beleza, não escutava suas palavras nem detinha-se para tê-la. Mal passava, cálido, por sua pele morena, sua tez cheirando a flor, mal acariciava seus pelos negros, suas pernas esguias, e, fugaz, seguia impávido a senda das horas e das sombras.

10 Mas ela era tão bonita que senti-la nua, seus pequenos seios túrgidos, seus lábios de mel e seiva, sua virginal lascívia, acabaram também por encantar o sol. E o Guerreiro de Cocar de Fogo fazia horas de meio-dia sobre o Itaguaré... A Lua, mal surgia sobre a terra, já sumia acolá. Logo, não havia noite. O sol não se punha mais e não havia sono, e não havia sonho, e tão perto vinha o Sol beijar a amada que os pastos se incendiavam, a capoeira secava e ferviam os lamaçais...

11 De tênues penugens de prata, plumas alvas de cegonhaçu, a Lua viu que estava ameaçada por uma simples mulher. O Sol, que na Oca do Infinito já lhe dera tantas madrugadas de prazer, tantas auroras de puro gosto, se apaixonara por uma mulher... E de tanto, tanto que Tupã quis saber o que era, que a Lua, cheia de ódio, crescente de ciúmes, minguando de dor, e se fez novo de noite-sem-lua e foi contar tudo para Tupã. Como uma simples mulher ousou amar o Sol? Como o Sol ousou deter o tempo para amar alguém?

12 Que ele nunca mais a visse! Mas o Sol tudo vê!... Tupã ergueu a maior montanha que existia e lá dentro encerrou a Princesinha Encantada da Brava Tribo Guerreira Tupi. O Sol, de dor, sangrou poentes e quis se afogar no mar. A Lua, com a dor de seu amado, chorou miríades de estrelas, constelatos e prantos de luz.

13 Mas nenhum choro foi tão chorado como o da Princesinha, tão bela, que nunca mais pode ver o dia, que nunca mais sentiria o Sol... Ela chorou rios de lágrimas, Rio Verde, Rio Passa Quatro, Rio Quilombo, rios de águas límpidas, minas, fontes, grotas, vibeiras, enchentes, corredeiras, bicas, mananciais. Seu povo esqueceu seu nome, mas chamou de Amantiquira, a "Serra-que-chora". Mantiqueira, a montanha que a cobriu... Conta a lenda que foi assim... (Trecho da peça "A Fantástica Lenda de Algures")

14 Vistas da Serra da Mantiqueira

15 Cachoeira do Escorrega Cachoeira de S. Francisco Xavier Cachoeira de Stª Clara

16

17

18

19 Cidades da região

20 Restos da Mata Atlantica

21 Agricultura na Serra da Mantiqueira Agroindústria Pessoas das cidades Produtor rural Agri- cultura Biodivers- idade Solo Madeira e Frutas da Floresta $ Olerícolas, grãos, Água Agroquimicos, sementes, mudas Serviços Floresta nativa Nutrientes Rocha Mãe Nitrogênio Atmosférico Sol Rio Chuva Rio Produtos Grãos, frutas, olerícolas Perda de Solo $ Impostos $ $

22 Extração Vegetal e Silvicultura na Serra da Mantiqueira Serrarias Pessoas das cidades Produtor rural Floresta plantada Biodiversida de, biomassa Solo Madeira e Frutas da Floresta $ Madeira, Água Agroquimicos, sementes, mudas Serviços Floresta nativa Nutrientes Rocha Mãe Nitrogênio Atmosférico Sol Rio Chuva Rio Produtos Grãos, frutas, olerícolas Perda de Solo $ Impostos $ $

23 Pecuária na Serra da Mantiqueira Abate Pessoas das cidades Gado Pasto Biodiversida de Solo Madeira e Frutas da Floresta Materiais Leite, laticínios Água Materiais, remédios fertilizantes, defensivos Serviços Floresta Nutrientes Rocha Mãe Nitrogênio Atmosférico Sol Rio Chuva Rio Gado Perda de Solo Carne e Couro

24


Carregar ppt "SERRA DA MANTIQUEIRA. O nome Mantiqueira se origina da palavra tupi- guarani Amantiquira e significa "Serra que chora". Os índios da região assim a denominaram."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google