A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Crustáceos. Tatuzinhos Os crustáceos receberam este nome por causa da composição do seu exoesqueleto de carbonato de cálcio, que forma uma crosta. São.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Crustáceos. Tatuzinhos Os crustáceos receberam este nome por causa da composição do seu exoesqueleto de carbonato de cálcio, que forma uma crosta. São."— Transcrição da apresentação:

1 Crustáceos

2 Tatuzinhos Os crustáceos receberam este nome por causa da composição do seu exoesqueleto de carbonato de cálcio, que forma uma crosta. São artrópodes de hábitos aquáticos, sendo a maioria marinha. As espécies mais conhecidas são as lagostas, camarões, siris, caranguejos e tatuzinhos.

3 O corpo é dividido em cabeça, tórax e abdome, ou em cefalotórax e abdome. Possuem 5 pares de apêndices, 2 pares de antenas na região cefálica, que é característica distintiva destes animais. Possuem um tronco segmentado e um telson na região terminal, portador de um ânus. Em muitos crustáceos o tórax está coberto por uma carapaça dorsal.

4 Lagosta

5 caranguejo

6 Tegumento O exoesqueleto dos crustáceos é enriquecido com carbonato de cálcio. Por baixo do tegumento existem glândulas tegumentares e cromatóforos. Locomoção São animais nadadores, e a natação é promovida pelo movimento dos apêndices. Algumas espécies são rastejadoras, pois possuem os apêndices pesados, que se adaptaram para rastejas e cavar.

7 lagosta

8 Plâncton Nutrição Possuem uma variedade muito grande de dietas. Há na região da cabeça, ao redor da boca, um par de mandíbulas e outros apêndices para a obtenção de alimento. Grande parte dos representantes são filtradores, alimentando-se de plâncton e detritos. Este tipo de alimentação envolve cerdas, ao invés de cílios. Os apêndices criam uma corrente de movimentação de água e as partículas alimentares ficam presas nos apêndices ou cerdas filtradoras. São removidos destas cerdas por cerdas em forma de escova e levadas até as peças bucais. A boca está na posição ventral e o aparelho digestivo é reto.

9 plâncton

10 Circulação O sistema circulatório dos crustáceos é bastante parecido com o dos quelicerados. O coração varia desde um tubo longo até uma vesícula esférica (BARNES, 1990), localizada na região dorsal do tórax. O sangue possui células fagocíticas como amebócitos e granulosos que participam na coagulação. As trocas gasosas são realizadas por brânquias.

11 lagosta

12 Excreção A amônia é a principal excreta nitrogenada. As glândulas responsáveis pela excreção são as glândulas antenais, ou glândulas verdes. Alguns experimentos mostram que as brânquias ajudam na excreção da amônia. As brânquias são os principais órgãos para a manutenção osmótica. Possuem nefrócitos (células que recolhem e acumulam partículas de excreção) nos eixos das brânquias e base das pernas.

13 Sistema Nervoso Muitos grupos desenvolveram vários graus de fusão medial e longitudinal dos gânglios. Possuem como estruturas sensoriais os estatocistos, olhos, proprioceptores, receptores táteis e quimiorreceptores. Os olhos são de dois tipos: medianos e compostos. O mediano é característico da larva e pode ou não persistir no adulto. Os ocelos são compostos de células fotorreceptoras. O olho mediano serve para orientação. Os adultos têm 2 olhos compostos na região lateral da cabeça. Algumas espécies não possuem olhos compostos.

14 camarão

15 Sistema Reprodutor A maioria dos crustáceos é dióica, embora existam espécies hermafroditas como a Craca. As gônadas encontram-se na posição dorsal do tórax ou abdome e são estruturas alongadas, encontradas aos pares. O macho dispõe de vários apêndices modificados para segurar a fêmea. Em algumas espécies os espermatozóides são aflagelados e imóveis, e em outras são transmitidos por espermatóforos. Algumas fêmeas podem possuir um receptáculo seminal. Em geral as fêmeas incubam os ovos em apêndices ou em câmaras incubadoras (sacos ovígeros). Os ovos são centrolécitos, possuem desenvolvimento indireto e, na maioria dos casos, mais de um tipo de larva. O lagostim possui desenvolvimento direto.

16 camarão

17 caranguejo

18 Caranguejo Os caranguejos são os crustáceos da infra- ordem Brachyura, caracterizados por terem o corpo totalmente protegido por uma carapaça, cinco pares de patas, (pereópodes) o primeiro dos quais normalmente transformado em fortes pinças, e geralmente o abdômen reduzido e dobrado por baixo do cefalotórax. Os pleópodes se encontram na parte dobrada do abdómen e nas fêmeas são utilizados para proteção dos ovos.

19 caranguejo

20 Algumas espécies de caranguejo Caranguejo-azul (Callinectes sapidus) Boca-cava-terra (Uca tangeri) Caranguejo-aranha-gigante (Macrocheria kaempferi) Guaiamu (Cardisoma guanhumi) Caranguejo-uçá (Ucides cordatus) Aratu (Aratus pisoni) Caranguejo-amarelo (Gecarcinus lagostoma) Chama-maré (Uca sp.) Caranguejo-do-rio (Trichodactylus sp.) Caranguejo-dos-coqueiros (Birgus latro) Grauçá (Ocypode quadrata) Maria-farinha (Ocypode albicans) Caranguejola (Cancer pagurus) Caranguejo-de-água-doce-de-malta (Potamon fluviatile) Caxangá (Callinectes larvatus) Caranguejo real, Caranguejo-rei, ou ainda Caranguejo gigante (Paralithodes camtschaticus) Santola (Maja squinado)

21 Fim da apresentação Para saber mais sobre os crustáceos ou apenas visitar, acesse


Carregar ppt "Crustáceos. Tatuzinhos Os crustáceos receberam este nome por causa da composição do seu exoesqueleto de carbonato de cálcio, que forma uma crosta. São."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google