A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANA PAULA BARRETO 2 PARASITOLOGIA A parasitologia conceitua o parasitismo como "toda planta ou animal que vive dentro de, sobre ou com outro ser vivente,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANA PAULA BARRETO 2 PARASITOLOGIA A parasitologia conceitua o parasitismo como "toda planta ou animal que vive dentro de, sobre ou com outro ser vivente,"— Transcrição da apresentação:

1

2 ANA PAULA BARRETO 2 PARASITOLOGIA A parasitologia conceitua o parasitismo como "toda planta ou animal que vive dentro de, sobre ou com outro ser vivente, do qual obtém alimento, proteção ou outra vantagem", acrescendo-se o fato de que nem sempre são verificadas situações de benefício ou dano patológico para o hospedador. No campo da parasitologia médica, por comodidade, objetiva-se apenas os parasitos que produzem doenças. E, em especial, ainda mais restrita, em nosso caso, uma vez que enfocamos tão somente os parasitos diagnosticáveis pelo exame das fezes (coproparasitologia). De um modo muito esquemático dividimos em Protozoários e Helmintos

3 Helmintos Platelmintos (Vermes chatos, planos) TrematodaShistosoma mansoni Cestoda Taenia Solium Saginata Hymenolepis Nana Diminuta Diphillobotrium latum Nematelmintos (Vermes cilíndricos) Ascaris lumbricoides Trichuris trichiura Enterobius vermicularis (Oxiúro) Ancilostomideo Strongyloides Trichonstrongylus sp ANA PAULA BARRETO 3

4 Protozoários Amebas E NTAMOEBA HYSTOLITICA / Entamoeba dispar Entamoeba coli Endolimax nana Iodamoeba bütschilii Giardia lamblia Coccídios intestinais Cryptosporidium parvum Issospora belli Blastocystis hominis Balantidium coli Chilomastix mesnili ANA PAULA BARRETO 4

5 Ovo de S. mansoni visto nas fezes (100vezes) Ovo de S. mansoni visto nas fezes (400 vezes) ANA PAULA BARRETO 5

6 Ovos de S. mansoni, nos diferentes estágios, visualizados no oograma (200 vezes) ANA PAULA BARRETO 6

7 Taenia saginata (carne de gado) Taenia solium (carne de porco) ANA PAULA BARRETO 7

8 Hymenolepis nana Hymenolepis diminuta ANA PAULA BARRETO 8

9 Ovo de D. latum (100 vezes) Ovo de D. latum (200 vezes) 1 – opérculo 2 – pequena protuberância ANA PAULA BARRETO 9

10 Ovo de A. lumbricoides (400 vezes) Larva de A. lumbricoides ANA PAULA BARRETO 10

11 Ovo de T. trichiura (400 vezes) Larva de T. trichiura ANA PAULA BARRETO 11

12 Ovo de E. vermicularis (400 vezes) Larva de E. vermicularis ANA PAULA BARRETO 12

13 Ovo de A. duodenale (400 vezes) Larva de A. duodenale (macho e fêmea) ANA PAULA BARRETO 13

14 Larva de S. stercoralis 1 – primórdio genital 2 – vestíbulo bucal (400 vezes) Larva de s. stercoralis ANA PAULA BARRETO 14

15 Ovo de Trichonstrongilus sp. (200 vezes) Larva de Trichonstrongilus sp ANA PAULA BARRETO 15

16 ANA PAULA BARRETO 16

17 Cisto de E. histlytica (1000 vezes) 1 – núcleos (2) 2 – cariossoma central 3 – vacúolo de glicogênio 4 - células leveduriformes Trofozoíto de E. histolytica (1000 vezes) ANA PAULA BARRETO 17

18 Cisto de E. coli Caracterizado por mais de quatro núcleos Cisto de E. coli (1000 vezes) ANA PAULA BARRETO 18

19 A - Cisto de E. coli com corpo cromatóide em forma de agulha. B – Cisto de E. histolytica com corpo cromatóide em forma de bastão. ANA PAULA BARRETO 19

20 Cisto de E. nana (1000 vezes Cistos de I. bütschilli corado pelo lugol, mostrando vacúolo de glicogênio (1000 vezes) ANA PAULA BARRETO 20

21 Cisto de G. lamblia (1000 vezes) 1 – núcleos 2 – axonemas 3 – corpos parabasais Trofozoítos de G. lamblia ANA PAULA BARRETO 21

22 Oocisto de C. parvum corado pelo Método Henriksen e Pohlenz (derivado de Ziehl Nielsen) Oocisto de I. belli corado pelo Método Henriksen e Pohlenz (derivado de Ziehl Nielsen) ANA PAULA BARRETO 22

23 Oocisto de I. belli a fresco com um esporoblasto Oocisto de I. belli a fresco com dois esporoblastos ANA PAULA BARRETO 23

24 Cisto de B. hominis Trofozoíto de B. coli 1 – cílios; 2 – citóstoma e 3 – vacúolo contrátil ANA PAULA BARRETO 24

25 Cisto de C. mesnili Trofozoíto de C. mesnili ANA PAULA BARRETO 25


Carregar ppt "ANA PAULA BARRETO 2 PARASITOLOGIA A parasitologia conceitua o parasitismo como "toda planta ou animal que vive dentro de, sobre ou com outro ser vivente,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google