A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MÉTODOS E TÉCNICAS DA PESQUISA CIENTÍFICA Unidade 2.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MÉTODOS E TÉCNICAS DA PESQUISA CIENTÍFICA Unidade 2."— Transcrição da apresentação:

1 MÉTODOS E TÉCNICAS DA PESQUISA CIENTÍFICA Unidade 2

2 Pesquisa Geral Um primeiro conceito de ciência diz que ela se identifica com um conjunto de procedimentos que permite a distinção entre aparência e essência dos fenômenos perceptíveis pela inteligência humana. As peculiaridades de seu método diferenciam a ciência das muitas formas de conhecimento humano. E uma de suas particularidades é aceitar que nada é eternamente verdadeiro. O dogma não encontra na ciência lugar nenhum.

3 A ciência é um campo de conhecimentos com técnicas especializadas de verificação, interpretação e inferência da realidade. A ciência compreende a teoria, a análise e a política. A teoria caracteriza-se por um conjunto de princípios de uma ciência, ou conjunto de tentativas de explicação de um número limitado de fenômenos. Apenas a mente humana que possui teorias é capaz de distinguir, entre inúmeros fatos, aqueles que são relevantes.

4 A análise, por sua vez, ocupa-se da aplicação da teoria. Visa distinguir fenômenos não contemplados no desenvolvimento da teoria. Busca interpretar fatos e fazer previsões. Já a política ocupa-se da transição entre o que é para o como deve ser. Além disso, a comunidade científica de um ramo do conhecimento possui características comuns quanto aos métodos que utiliza para investigar a realidade.

5 A ciência divide-se inicialmente em dois segmentos: as lógicas e as empíricas. As ciências lógicas compreendem a Lógica e a Matemática. As ciências empíricas subdividem-se em naturais e sociais. Será chamada pesquisa científica se sua realização for objeto de investigação planejada, desenvolvida e redigida conforme normas metodológicas consagradas pela ciência. Objetivamente, a pesquisa científica divide-se em pura e aplicada, e sua finalidade principal é concorrer para o progresso da ciência.

6 A classificação tipológica das ciências, utilizada também para a classificação da pesquisa, divide- as em formal e factual. A primeira ocupa-se da lógica e da matemática, enquanto a segunda cuida dos objetos factuais, que se subdividem em naturais e culturais. As ciências naturais são: Física, Química, Biologia, Psicologia Individual; as ciências culturais são: Psicologia Social, Sociologia, Economia, Política, História.

7 Outra classificação da pesquisa considera seus objetivos, dividindo-a em exploratória (estabelece critérios, métodos e técnicas para a elaboração de uma pesquisa e visa oferecer informações sobre o objeto da pesquisa e orientar a formulação de hipóteses); descritiva (estudo, análise, registro e interpretação dos fatos do mundo físico sem a interferência do pesquisador; são exemplos as pesquisas mercadológicas e de opinião); explicativa (pesquisa que registra fatos, analisa-os, interpreta-os e identifica suas causas.

8 Quanto ao objeto, a pesquisa pode ser de campo (ciências sociais), de laboratório (quase sempre experimental) e bibliográfica (utilização de textos para a pesquisa).

9 Método Significa caminho ou processo racional para atingir um dado fim. Agir com um dado método supõe uma prévia análise dos objetivos que se pretendem atingir, as situações a enfrentar, assim como dos recursos e o tempo disponíveis, e por último das várias alternativas possíveis. Trata-se pois, de uma ação planejada, baseada num quadro de procedimentos sistematizados e previamente conhecidos.

10 Método científico ImportânciaObjetivos na ciênciaEtapas Ajuda a compreender o processo de investigação; Possibilita a demonstração; Disciplina o espírito; Ajuda a perceber erros; Auxilia as decisões do cientista. Produzir conhecimento aplicável para previsão, explicação e controle de fenômenos; Permitir a fiel reprodução do sistema de conhecimento; Ser compartilhável e transmissível; Ser verificável. Observação, formulação da pergunta, formulação da hipótese, controle das variáveis, análise dos dados e conclusão. AULA 8

11 Método Dedutivo e Indutivo DedutivoIndutivo Parte do geral para o particular; Explica o conteúdo dos enunciados e não amplia o conhecimento; Se as premissas forem verdadeiras a conclusão será verdadeira; Parte do particular para o geral; A conclusão apresenta informações que não estavam nos enunciados. Amplia o conhecimento; Se as premissas forem verdadeiras a conclusão é provável; AULA 8

12 Método Dedutivo e Indutivo DedutivoIndutivo Todo mamífero tem um coração (1ª premissa verdadeira) Ora, todos os cães são mamíferos (2ª premissa verdadeira) Logo, todos os cães têm um coração (conclusão verdadeira) O cobre conduz energia (1ª premissa – verdadeira) O zinco conduz energia (2ª premissa – verdadeira) Logo, todo metal conduz energia (conclusão provável) AULA 8

13 Método Indutivo O corvo 1 é negro. O corvo 2 é negro. O corvo 3 é negro. O corvo n é negro. ________________ (Todo) corvo é negro.

14 Cobre conduz energia. Zinco conduz energia. Cobalto conduz energia. Ora, cobre, zinco e cobalto são metais. ________________ Logo (todo) metal conduz energia.

15 A indução realiza-se em três etapas: 1 – Observação dos fenômenos 2 – Descoberta da relação entre eles 3 – Generalização da relação Exemplo: observo que Pedro, José, João etc. são mortais; verifico a relação entre ser homem e ser mortal; generalizo dizendo que todos os homens são mortais:

16 Pedro é mortal. José é mortal. João é mortal. Ora, Pedro, José e João são homens. ________________ Logo (todos) os homens são mortais. O homem Pedro é mortal. O homem José é mortal. O homem João é mortal. Ora, Pedro, José e João são homens mortais. ________________ Logo (todos) os homens são mortais.

17 Método Dedutivo

18 Modernamente, fala-se em dois outros métodos: o hipotético-dedutivo e o dialético. Esses métodos dizem respeito ao raciocínio utilizado. Outros métodos, diretamente relacionados com as etapas do trabalho, são conhecidos como de procedimentos, e subdividem-se em histórico, comparativo e estatístico. Assim enquanto o método histórico busca nos acontecimentos passados explicações, causas para a ocorrência de determinados fatos, o comparativo visa explicar semelhanças e dessemelhanças por meio de observações de duas épocas, ou dois fatos. Métodos de Procedimento

19 Já o método estatístico vale-se das probabilidades da teoria estatística para explicar a realidade. O estudo de caso, ou método monográfico, é outro método utilizado na pesquisa científica. Parte de acontecimentos particulares (empresas, instituições, grupos sociais) para obter generalizações. Finalmente, fala-se em método estruturalista que, partindo de observações concretas, chega a um nível abstrato da realidade e, depois, retorna à realidade para compreendê-la, ou seja, o método parte do concreto, chega ao abstrato (estrutura, ou fase em que obtém um modelo para a explicação da realidade) e retorna ao concreto.

20 NaturezaAbordagemObjetivosProcedimentos Pura Aplicada Quantitativa Qualitativa Exploratória Descritiva Explicativa Bibliográfica Documental Pesquisa de campo Histórica Comparada Estudo de caso AULA 8 Resumindo a pesquisa científica divide-se em:

21 Etapas da pesquisa De modo geral, são as seguintes, as etapas de uma pesquisa: a escolha de um assunto, a coleta de informações, o fichamento, a formulação de problemas, a elaboração e a execução do plano. Escolhido o assunto, passa-se a sua delimitação e explicação dos objetivos da pesquisa.

22 Ao selecionar um assunto, o estudioso leva em consideração seu gosto pessoal, de valor relevante, teórico ou prático, para o grupo a que pertence. O assunto deverá estar em acordo com a formação intelectual do pesquisador, que deverá verificar a existência de material de pesquisa (bibliografia) suficiente sobre o assunto. Questões como tempo de pesquisa e recursos financeiros não são irrelevantes.

23 A delimitação do assunto leva em consideração a extensão da pesquisa. Para que o assunto não seja excessivamente abrangente, recomenda-se determinar circunstâncias especificadoras (tempo e espaço), bem como a definição dos termos e conceitos. Deve-se informar o enfoque (sociológico, psicológico, filosófico, crítico- literário) que será dado à pesquisa logo à introdução dela.

24 O planejamento de uma pesquisa compreende a formulação de problemas. Estes podem ser descritivos ou explicativos: Quais são as propriedades do assunto? Quais são as características do assunto? Quais são as propriedades do assunto? Quais são as características do assunto? Problemas Descritivos Metodologicamente, como a questão será explanada? Por dedução ou indução? Como se procederá na análise dos fatos? Como se fará a demonstração? Problemas Explicativos

25 Formulados os problemas, passa- se à elaboração do plano. Também se pode administrar o tempo, realizando para isso um cronograma com certa flexibilidade. Passa-se então à etapa da coleta de informações, de pesquisa bibliográfica, de elaboração do primeiro rascunho, de revisão e redação final. Esquematicamente, pode-se dividir uma pesquisa em quatro fases:

26 Estabelecimento do Problema Escolha do assunto Formulação do problema Revisão bibliográfica sobre o problema a ser resolvido 1ª 2ª Organização da Pesquisa Descrição do objeto da pesquisa Formulação de hipóteses Descrição dos métodos empregados Construção dos instrumentos para a coleta de dados Definição da população da pesquisa (Corpus) Planificação da coleta de dados

27 3ª Execução da Pesquisa de Campo Estabelecimento de um plano de trabalho Coleta de dados Análise dos resultados 4ª Redação Redação preliminar Revisão gramatical e de conteúdo Redação final Bibliografia


Carregar ppt "MÉTODOS E TÉCNICAS DA PESQUISA CIENTÍFICA Unidade 2."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google