A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Lá vai o tal sonhador”. Assim exclamavam os irmãos de José; não em tom de admiração, mas em um gemer de amargura, num remoer de inveja. José desfilava.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Lá vai o tal sonhador”. Assim exclamavam os irmãos de José; não em tom de admiração, mas em um gemer de amargura, num remoer de inveja. José desfilava."— Transcrição da apresentação:

1

2 “Lá vai o tal sonhador”. Assim exclamavam os irmãos de José; não em tom de admiração, mas em um gemer de amargura, num remoer de inveja. José desfilava com uma bela túnica de mangas talares, carinhosamente confeccionada pelo seu pai, um modelito exclusivo, por ser o filho da sua velhice. Certo dia, em sonho, Deus mostra a José que o seu pai, sua mãe e seus irmãos haveriam de se curvar perante ele. Logo a inveja dos seus irmãos transformou-se em ódio. Planejaram como lhe tirar a vida, e decidiram lançá-lo numa cisterna sem água até que morresse. Depois disseram uns aos outros: “Vamos ver em que vai dar os tais sonhos”.

3 Humanamente falando, os planos e sonhos de José se encerravam naquela cisterna. No entanto, Deus era com José e levantou do meio dos invejosos, um homem como instrumento de libertação. Esse homem deu a idéia de vendê- lo a uma caravana de beduínos que passava rumo ao Egito. Ali Deus realiza os sonhos de José, que de escravo torna-se o homem mais importante de todo o Egito.

4 1. 1.Para sonhadores nunca faltarão a perseguição, a crítica, a malícia, a inveja, a desaprovação, o desencorajamento aconteceu dentro de casa, entre irmãos, os de perto. Quando alguém tem uma brilhante idéia, um maravilhoso projeto, não falta quem lhe diga: “Não vai dar certo; é fogo de palha; você não vai dar conta; entregue pra alguém mais capacitado; desista”.

5 Geralmente essas coisas ferem e trazem desânimo,pelo fato de vir de alguém que está junto de nós, que nos conhece ou que consideramos. Se fosse alguém distante não teria tanto efeito assim. Na verdade nunca faltarão cisternas (situações), nem aqueles que desejam nos ver nelas.

6 2.Cisternas podem fazer parte do plano de Deus. Quando os irmãos de José o lançaram na cisterna, Deus não estava viajando ou dormindo, impedindo de agir, ou tinha desaprendido.

7 Assim como mais tarde, já no Egito, José foi detido por mais de dois anos injustamente, Deus tinha um plano específico. Precisamos entender que se Deus não muda a circunstância, é porque quer nos mudar através da circunstância. Nunca faltarão cisternas para nos testar, nos lapidar e nos aperfeiçoar.

8 3. 3.Deus pode suscitar alguém ou uma situação para mudar a nossa sorte. Às vezes o livramento vem através de quem, quando e da forma que menos esperamos. Deus pode abrir porta onde não há porta. No caso de José, surgiu uma caravana, aparentemente ao acaso, “coincidentemente” como saída para uma situação insolúvel. Ali estava a caravana de Deus, o livramento.

9 Portanto, se você está momentaneamente numa cisterna, creia que Deus tem um plano, e que a sua caravana já está a caminho. Nunca desista dos sonhos. Autor: Pr. Itamar S. Bezerra Edição e Criação Gráfica: Janice M. dos Santos


Carregar ppt "“Lá vai o tal sonhador”. Assim exclamavam os irmãos de José; não em tom de admiração, mas em um gemer de amargura, num remoer de inveja. José desfilava."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google