A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Computação: do ábaco aos dias atuais Rodrigo Assad.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Computação: do ábaco aos dias atuais Rodrigo Assad."— Transcrição da apresentação:

1 Computação: do ábaco aos dias atuais Rodrigo Assad

2 Agenda Introdução O Inicio Grandes áreas O que vem por ai....

3 Introdução Atualmente a sociedade não vive mais sem a utilização de computadores e os seus sistemas de informação. Mas o que é um computador?

4 Introdução Para muitos um computador simboliza o futuro. No cinema e na televisão vemos maquinas grandes, complexas, cheias de luzes Geralmente o computador tem personalidade: frio, calculista, impessoal. O operador do computador é visto como gênio, misterioso uma pessoa diferente.

5 Introdução Mas o que é verdade

6 Introdução O cenário é bem teatral O computador não é resultado de um cientista maluco Ele surgiu da necessidade crescente de se fazer cálculos Os ancestrais do computador tem mais de 3000 anos

7 O Início Se levarmos em conta que o termo COMPUTAR, significa fazer cálculos, contar, efetuar operações aritméticas, COMPUTADOR seria então o mecanismo ou máquina que auxilia essa tarefa, com vantagens no tempo gasto e na precisão.

8 O Início Inicialmente o homem utilizou seus próprios dedos para essa tarefa, dando origem ao sistema DECIMAL e aos termos DIGITAL e DIGITO. Para auxílio deste método, eram usados gravetos, contas ou marcas na parede

9 O Início Tábuas de argila foram desenterradas por arqueólogos no Oriente Médio, próximo à Babilônia, contendo tabuadas de multiplicação e recíprocos, acredita-se que tenham sido escritas por volta de 1700 a.C. e usavam o sistema sexagesimal (base 60), dando origem às nossas atuais unidades de tempo

10 O Início TimeLine

11 Grandes áreas Engenharia de Software Arquitetura de Computadores Redes e Sistemas Distribuídos Teoria da Computação Inteligência Artificial

12 Grandes áreas Engenharia de software –Não mais aprendemos uma linguagem que atenda uma determinada necessidade –Atualmente temos plataformas de desenvolvimento –Uma briga enorme entre Java e.NET –Funcionam em quase qualquer dispositivo

13 Grandes áreas

14 Programação OO OO significa orientada a objetos Não vemos mais programas como rotinas mas sim como objetos O código fica mais fácil A manutenção fica mais fácil A reusabilidade fica mais fácil É o paradigma mais utilizado atualmente Java e VB são bons exemplos

15 Novos paradigmas Temos a programação orientada a agentes –Vemos o mundo como unidades que podem interoperar Programação orientada a aspectos –Os aspectos do mundo são quem nos interessam

16 Conceitos Como vemos programar é a arte de representar situações do mundo real dentro de um software Para isso o ferramental esta ai Agora so basta escolher seu compilador e começar???? Será so isso?

17 Linguagens C : Para programação baixo nível Assembler : Para programação baixo nível Java : sistemas servidores e embarcados.Net : sistemas servidores, sistemas em descktop e embarcados (especialmente C#) Delphi : sistemas em descktop Visual Basic : sistemas em descktop PHP: Web Natural e Cobol: Para Mainframes

18 Frameworks Inicialmente se escrevia código em uma linguagem e este código so funcionava em uma plataforma As linguagens foram portadas para as plataformas mas parte dos códigos precisavam ser rescritos Isso é custoso mas já é bom

19 Frameworks Os frameworks de desenvolvimento estão facilitando as escrita de apenas um código que possa funcionar em qualquer tipo de dispositivo –Supercomputadores, servidores, PC’s, palmtops, celulares, smart cards

20 Frameworks Atualmente existe uma briga no mercado –Java x.NET –Para celuares: Java x.NET x Brew x Symbian Cada uma tem seus pontos fortes e fracos mas sem dúvida serão as linguagens que terão mais espaço no mercado

21 Ferramentas Compiladores: usados para “compilar” o programa escrito em uma linguagem (Delphi, Visual C, Eclipse, JBuilder, WSAD, Visual Studio.NET,...) Gerencia de configuração: CVS, Clercase, Subversion,...

22 Ferramentas Modelagem: Rose, together, visio, Jude, Erwin,... Acompanhamento de projeto: Bugzilla, Project, Xplanner,... Testes : Ant, JMeter, Wast, Junit,...

23 Metodologias RUP XP

24 Processo ProSCes, baseado no RUP Define os entregáveis : modelos de dados, arquitetura de aplicação,... Em caso de uma falha no sistema entregue o processo auxilia a definir onde houve a falha e o que se deve fazer para que ela não ocorra mais

25 Cargos Testador de software Engenheiro de software Arquiteto de software Arquiteto de teste Gerente de configuração Engenheiro de testes Analista de sistemas Gerente de projetos

26 Componentes Atualmente se quebra o software em componentes que podem ser reutilizados Temos hoje componentes para a maioria das tarefas Existem empresas que apenas produzem e vendem componentes no mercado

27 Componentes Sistemas operacionais se utilizam muito deste conceito Facilitam a reutilização de código Facilitam o desenvolvimento de grandes sistemas Facilitam o desenvolvimento de softwares por empresas diferentes

28 Grandes áreas Arquitetura de computadores –Será que vem ai o computador quantico? –Novas tecnologias que permitam cada vez mais a miniatuarização e aumento da capacidade de processamento –Clusters –Processamento paralelo

29 Grandes áreas Redes e sistemas distribuídos –Segurança da Informação –Protocolos de rede –Wireless –Topologias –Sistemas redundantes –Alta disponibilidade –Tolerância a falhas

30 Grandes áreas Banco de Dados Computadores são adequados para armazenar e manipular dados rapidamente O SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) é o software responsável por estas funcionalidades Existes SGBD para cada tipo de aplicações: –Pequeno volume e pequenos sistemas: Access, FoxPro, Paradox, dBase IV, MySql, Postgres –Grande porte: Oracle, DB2, SQLServer, Ingres e Informix

31 O SGBD O SGBD é um programa que armazena os dados e permite que eles sejam acessados qualquer momento SGBD’s podem armazenar vários Gb dados Independente do tamanho dos arquivos de dados o acesso aos dados deve ser rápido Outra vantagem do SGBD é a existência de uma linguagem de manipulação para os dados (SQL)

32 O SGBD Assim como os sistemas operacionais o SGBD pode ser acesso pelo usuário como por outro programa O SGBD também possui um núcleo que tem a responsabilidade de manipular com os arquivos.

33 Fundamentos de Bancos de Dados Toda informação em um SGBD fica armazenado em uma tabela Cada linha recebe o nome de registro Cada coluna recebe o nome de campo, cada campo possui um tipo que é definido pelo pessoa que criou a tabela

34 Fundamentos de Bancos de Dados Mas um sistema não é composto apenas por uma tabela. Então como os dados passam a ter sentido? Atualmente a maneira mais usual é a de se relacionar os dados utilizando funcionalidades do SGBD. Tais bancos de dados são chamados de bancos de dados relacionais

35 Fundamentos de Bancos de Dados Além dos sistemas relacionais existem ainda modelos hierárquicos e orientados a objetos Podemos relacionar os dados em uma tabela de várias maneiras: –Um pra um –Um pra muitos –Muitos para muitos

36 Linguagem de manipulação de dados SQL –É a linguagem que esta no coração do SGBD –É semelhante a uma linguagem de programação –Foi desenvolvida pela IBM

37 Considerações finais Os bancos de dados podem ser distribuídos –Permitem a utilização de dados localizados em servidores geograficamente distantes –Devido as limitações das redes geralmente esta distribuição e feita em servidores localizados na rede local

38 Considerações finais A utilização de um servidor de banco de dados favorece o modelo cliente servidor Nele temos um servidor central de banco de dados sendo acessado por diversos programas localizados na estações de trabalho

39 Grandes áreas Inteligência Artificial –Agentes inteligentes –Jogos –Sistemas especialistas –Tomada de decisão

40 O que vem por ai... O mercado esta cada vez mais saturado Certificações são cada vez mais exigidas Comprovação de experiência Convergência, o que chamamos de NG TV Digital Sistemas estarão cada vez mais voltados a WEB Centralização do processamento Empresas de telefonia virando empresas de redes....


Carregar ppt "Computação: do ábaco aos dias atuais Rodrigo Assad."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google