A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lilian Calò BIREME/OPS/OMS Qualidade e avaliação de revistas científicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lilian Calò BIREME/OPS/OMS Qualidade e avaliação de revistas científicas."— Transcrição da apresentação:

1 Lilian Calò BIREME/OPS/OMS Qualidade e avaliação de revistas científicas

2 Informação e conhecimento O conhecimento como capacidade de ação: A iniquidade de acesso a informação e conhecimento é um determinante social da saúde, que reforça os outros determinantes A gestão de informação e intercambio de conhecimento tem por objetivo diminuir continua e sistematicamente a brecha entre o que se sabe e o que se pratica.

3 Avaliação de revistas científicas Subscrições por bibliotecas universitárias Sociedades científicas, instituições academia e agencias de fomento Tradução de resultados de pesquisa em políticas públicas

4 Existem atualmente cerca de 30 mil revistas científicas no mundo em todas as áreas do conhecimento A qualidade da contribuição científica é estimada à partir do impacto na ciência a longo prazo. A avaliação das revistas é feita por meio de índices de impacto e através da indexação em bases de dados

5 Indicadores de impacto científico: Fator de Impacto, Scimago Journal Rank, Eigenfactor, Indice h, medidas de uso y download novas métricas Indexação em Bases de Dados: LILACS Scopus, SciELO, MEDLINE, Web of Science, Journal Citation Report.

6 Concebido em 1955 por Eugene Garfield, fundador do ISI Utiliza a base Web of Science (Thomson Reuters) com cerca de 11 mil revistas FI = Citações recebidas / numero de artigos É calculado em base a 2 ou 5 anos para efeito de comparação de áreas com distintos parâmetros de citação Críticas ao FI: É impreciso pois o que conta no numerador não é levado em conta no denominador; Existem artifícios para aumentar o FI de periódicos, como autcitacão, artigos de revisão, editoriais de impacto que serão muito citados e outros; Disponível em uma base de dados de acesso restrito Fator de Impacto

7 Por que é tão popular? Por ter sido o pioneiro, por ser simples de calcular e internacionalmente difundido

8 Criado em 2007 pelo pesquisador F. Moya y Anegón (CSIC, Madrid, Espanha) SCImago Journal Rank é uma medida de impacto científico das revistas acadêmicas que representa o número de citações recebidas por uma revista e a importância ou prestigio das revistas de onde tais citações provem; Utiliza a base de dados Scopus (18 mil revistas) e acumula citações em 3 anos. Autocitações são descontadas; Toma por base o algoritmo PageRank, utilizado pelo Google para ordenar as páginas mais visitadas em uma busca; É um indicador independente de tamanho e seus valores ordenam os periódicos pelo seu "prestigio médio por artigo" e pode ser utilizado para comparações de revistas nos processos de avaliação em ciências; Disponível em uma base de dados em acesso aberto, apesar da base Scopus depender de assinatura. SCImago Journal Rank

9 Desenvolvido na Universidade de Washington em 2007 Eigenfactor utiliza mesmo algoritmo PageRank do classificador de páginas do Google; O sistema de classificação de periódicos utilizando Eigenfactor leva em conta a diferença de prestigio entre os periódicos que citam; Eigenfactor também se ajusta para diferenças de padrões de citação entre disciplinas, permitindo comparar desempenhos entre elas utilizando o mesmo índice. Também com esta finalidade, Eigenfactor se baseia nas citações recebidas em um período de cinco anos. Unifica e contabiliza citações em revistas nos campos de ciências e ciências sociais; Elimina auto-citações. São descontadas cada referencia de um artigo em uma revista a outro artigo da mesma revista. Utiliza a base de dados Web of Science. O cálculo matemático foi idealizado de forma que a soma de Eigenfactor de todos os periódicos indexados no JCR seja igual a 100. O índice Eigenfactor se encontra disponível em acesso aberto e também no site de Web of Science desde Eigenfactor

10 O Article Influence de um determinado periódico é a medida do prestigio deste periódico por artigo. É calculado por meio da divisão do Eigenfactor pela fração de artigos publicados pelo periódico. Esta fração se normaliza, para que a soma total de artigos em todos os periódicos seja igual a 1; Assim, enquanto o Eigenfactor leva em conta toda a rede de citações recebidas nos últimos cinco anos por todos os artigos do periódico, Article Influence é uma medida do prestigio deste periódico tendo por base as citações por artigo; O valor médio do Article Influence é igual a Valores maiores que 1 indicam que cada artigo no periódico exerce una influencia acima da media e valores menores que 1 indicam que cada artigo do periódico em questão exerce influencia abaixo da media; O índice Article Influence encontra-se disponível em acesso aberto e também no site de Web of Science. Article Influence

11 Idealizado por J.E.Hirsch (2005) Proc. Natl. Acad. Sci. USA vol. 102 (46) ; É um índice para quantificar a produtividade científica de um pesquisador, departamento o instituição; Índice h é definido como o número de publicações com citações > h; Este índice normaliza as diferentes áreas de conhecimento; p. ex. Um autor com 20 publicações com 20 citações cada tem um índice h igual a 20. É possível calcular o índice h de una revista. Uma publicação tem índice h n se tiver n artigos com n citações cada. Indice h

12 " Estes resultados devem nos fazer repensar FI e SJR como o golden standard das medidas de impacto científico. Os resultados aqui apresentados indicam que as métricas baseadas em medidas de uso e não de citações - como tem sido mais comum - podem representar uma melhor medida de consenso".

13 Ley de Bradford En economía es conocido como Ley de Pareto o Ley Un número relativamente pequeño de revistas de cada especialidad publica la mayor parte de los resultados científicos significativos; 2000 revistas corresponden a 85% de los artículos publicados y 95% de los artículos citados Esta porción de revistas no es fija, una constante reevaluación e indexación de nuevas revistas es necesaria.

14 Bases de Datos Permitem organizar e catalogar as revistas; Realizar buscas por assunto, autor, periódico, palavras- chave; Sua função primordial é separar os periódicos baseado na qualidade dos artigos publicados; Critérios variam pouco entre as varias bases regionais e internacionais; Para que sejam mais representativas, as bases não devem indexar a totalidade dos periódicos, e sim os mais representativos.

15 Bases de Dados referenciais MEDLINE – PubMed da National Library of Medicine EMBASE – base em Ciencias da vida da Elsevier BIOSIS – base em Ciencias biológicas da Thomson Reuters LILACS – Literatura Latinoamericana e do Caribe em Ciencias da saúde Bases de dados com texto completo SciELO – Scientific Electronic Libary Online Redalyc – Red de Revistas científicas de Ibero América Bases de dados de citações Web of Science / JCR Scopus/SJR

16 Revistas em Bases de Dados em Ibero América

17 Revistas em Bases de Dados na Ibero América – Ciencias da Saúde

18 (*) International Committee of Medical Journal Editors – Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals (http://www.icmje.org/)http://www.icmje.org/

19 Conclusões A indexação de uma revista em uma base de dados regional ou internacional não obedece somente a critérios formais; A situação das revistas concorrentes na seleção presente ou precedente na mesma área de conhecimento é um fator determinante; Muitas vezes critérios comerciais, geográficos ou de fomento de uma área especifica influenciam a seleção de revistas por una base de dados; Em 2008 a Thomson Reuters selecionou 700 novas revistas no mundo de caráter regional para apoiar a disseminação do conhecimento regional. O processo de seleção durou cerca de 2 anos; Destas, 80 são de AL&C em varias áreas, inclusive ciências da saúde. Os critérios são os mesmos que para a admissão na WoS, mas sem dar tanta importância às citações. A indexação em base de dados é una indicação de qualidade de uma revista, mas não é o único critério para aferir esta qualidade.

20 Perguntas? Comentários?


Carregar ppt "Lilian Calò BIREME/OPS/OMS Qualidade e avaliação de revistas científicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google