A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964). A CONSTITUIÇÃO DE 1946 Manteve a legislação trabalhista; Eleições diretas para todos os cargos; Eleições para Presidente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964). A CONSTITUIÇÃO DE 1946 Manteve a legislação trabalhista; Eleições diretas para todos os cargos; Eleições para Presidente."— Transcrição da apresentação:

1 A REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

2 A CONSTITUIÇÃO DE 1946 Manteve a legislação trabalhista; Eleições diretas para todos os cargos; Eleições para Presidente e Vice seriam separadas; Voto obrigatório para maiores de 18 anos alfabetizados; Manutenção da estrutura sindical do Estado Novo.

3 O General Dutra (PSD – PTB) venceu as eleições derrotando o candidato da UDN – Eduardo Gomes. Orientação liberal na economia, facilitando a entrada de produtos importados – queima das divisas acumuladas na II Guerra. O GOVERNO DUTRA (1946 – 1951)

4 PLANO SALTE - estratégia de desenvolvimento econômico. Construção da Hidrelétrica de Paulo Afonso (BA) e da rodovia Rio – São Paulo. Criação da ESG (Escola Superior de Guerra) Guerra Fria – alinhamento do Brasil com os EUA: fechamento do PCB e rompimento das relações diplomáticas com a URSS.

5 O SEGUNDO GOVERNO VARGAS (1951 – 54) Getúlio Vargas voltou ao poder nos braços do povo

6 Dois caminhos para o desenvolvimento econômico do país: participação do Estado, de empresas nacionais e estímulo a entrada de capital estrangeiro. Conflitos com os EUA – a Lei de Remessa de Lucros Criação do IAPI (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários) e do BNDE (Banco nacional do desenvolvimento Econômico) GOVERNO VARGAS (1951 – 54)

7 GOVERNO VARGAS (1951 – 54) A campanha do Petróleo é nosso e a criação da PETROBRÁS (1953)

8 GOVERNO VARGAS (1951 – 54) A revogação do aumento de 100% do salário mínimo. Denuncias de corrupção e violenta oposição da UDN e seu líder, o jornalista e deputado Carlos Lacerda. O Atentado da Toneleros e o agravamento da crise.

9 O SUICÍDIO DE VARGAS (1954)

10 O GOVERNO JK (1956 – 1961) A vitória de Juscelino (PSD – PTB) sobre Juarez Távora (UDN) As articulações para impedir a posse de JK e o Contra-Golpe do Marechal Lott. Estabilidade política durante seu governo. Plano de Metas – 50 anos em 5 – Nacional – desenvolvimentismo: crescimento da economia, expansão da industrialização e atração de capital estrangeiro.

11 O GOVERNO JK (1956 – 1961) O GEIA (Grupo de Estudos da Indústria Automobilística) e implantação de montadoras no país

12 O GOVERNO JK (1956 – 1961) A construção da nova capital – Brasília (1960)

13 O GOVERNO JK (1956 – 1961) Anos Dourados...o Presidente Bossa Nova

14 O OUTRO LADO DO GOVERNO JK Expansão monetária para financiar o déficit público; Inflação de 30% ao ano; Desnacionalização da economia; Aumento da dívida externa.

15 O GOVERNO JÂNIO QUADROS (1961) Jânio venceu as eleições, apoiado pela UDN, com uma campanha de caráter populista derrotando o Marechal Teixeira Lott (PSD / PTB)

16 O GOVERNO JÂNIO QUADROS (1961) -P-Programa de combate a inflação bastante impopular – elevação de preços dos transportes e do pão. -P-Política externa independente – aproximação com os países socialistas – busca de novos mercados consumidores para os produtos brasileiros.

17 Jânio não tinha uma base de sustentação política no Congresso Nacional, tendo a oposição da UDN, PSD e PTB. A renúncia de Jânio e a sua tentativa de golpe fracassada.

18 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) Crise política: os militares, com apoio da UDN, não aceitavam a posse de Jango, que estava em visita oficial na China. Cadeia da Legalidade, comandada por Brizola, defendia o cumprimento da Constituição.

19 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) A solução parlamentarista como solução da crise: Jango assumiu sem poderes de fato para governar. Durante 2 anos tivemos 3 gabinetes. Plebiscito de 1963 e a volta do Presidencialismo: Jango efetivamente começa a governar.

20 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) Manutenção da política externa independente – reatou relações diplomáticas com a URSS, não apoiou a invasão sobre Cuba e criticou o governo cubano na crise dos Misseis. Plano Trienal – desenvolvimento econômico e combate a inflação. Ampliação da previdência social aos trabalhadores rurais, obrigatoriedade de empresas com mais de 100 empregados oferecer educação para os filhos de funcionários e 13º salário para os servidores públicos.

21 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) Medidas nacionalistas: revisão nas concessões de exploração mineral, impostos sobre óleos lubrificantes importados e monopólio da importação de petróleo para a PETROBRÁS. As propostas de Reformas de Base (reforma eleitoral, reforma universitária e reforma agrária)

22 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) As Ligas Camponesas e as pressões pela reforma agrária. O Presidente convoca o Comício da Central (13/03/1964) – busca de apoio popular para aprovas as reformas.

23 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) Reação dos setores conservadores – A Marcha da Família com Deus e pela Liberdade (março de 1964)

24 O GOVERNO JOÃO GOULART (1961 – 1964) A agitação chegou as Forças Armadas – movimentos grevistas e apoio de soldados e sargentos. O Movimento de 64 e a queda de João Goulart (01/04/1964)


Carregar ppt "A REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964). A CONSTITUIÇÃO DE 1946 Manteve a legislação trabalhista; Eleições diretas para todos os cargos; Eleições para Presidente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google