A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Autores do Modernismo. Autores e Obras Pré modernismo e 1ª fase modernista.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Autores do Modernismo. Autores e Obras Pré modernismo e 1ª fase modernista."— Transcrição da apresentação:

1 Autores do Modernismo

2 Autores e Obras Pré modernismo e 1ª fase modernista

3 Pré - Modernismo

4 Euclides da Cunha ( ) Misto de celta, de tapuia e grego. Militar, engenheiro, jornalista, acadêmico e escritor; Militar, engenheiro, jornalista, acadêmico e escritor; Entre 1898 e 1901 escreveu Os Sertões – repercussão nacional em 1902; Entre 1898 e 1901 escreveu Os Sertões – repercussão nacional em 1902; Prova que a arte e a ciência não se opõem; Prova que a arte e a ciência não se opõem; Os Sertões Analisa e procura entender o fanatismo religioso no sertão, através de uma visão determinista. A Terra, O Homem, A Luta (meio, raça, momento). 1ª denúncia vigorosa na cultura brasileira contra a miséria e abandono em que vive o sertanejo.

5 Obras Os Sertões Os Sertões Obra entre a literatura e a sociologia Contrastes e Confrontos, Coisas do Reino de Jambon, Feiras e Mafuás, Bagatelas: Contrastes e Confrontos, Coisas do Reino de Jambon, Feiras e Mafuás, Bagatelas: Estudos e observações de viagens à Amazônia.

6 Lima Barreto ( ) Jornalista e escritor; Jornalista e escritor; Visão crítica sobre o Regime Republicano; Visão crítica sobre o Regime Republicano; No colégio, fora reprovado várias vezes; No colégio, fora reprovado várias vezes; Faleceu jovem; Faleceu jovem; Rompeu com o nacionalismo ufanista; Rompeu com o nacionalismo ufanista; Obras de temática social; Obras de temática social; Criticado por seu estilo; Criticado por seu estilo; Transição: romance realista e naturalista mais tradições da cultura popular. Transição: romance realista e naturalista mais tradições da cultura popular.

7 Obras Romances Recordações do Escrivão Isaías Caminha Recordações do Escrivão Isaías Caminha Triste Fim de Policarpo Quaresma Triste Fim de Policarpo Quaresma Numa e Ninfa Numa e Ninfa Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá Clara dos Anjos Clara dos Anjos Sátira política e literária, artigos e crônicas Os Bruzundangas Os Bruzundangas Coisas do Reino de Jambon Coisas do Reino de Jambon Feiras e Mafuás Feiras e Mafuás Bagatelas BagatelasMemórias Diário Íntimo Diário Íntimo Cemitério dos Vivos Cemitério dos Vivos

8 Monteiro Lobato ( ) Formou-se em Direito; Formou-se em Direito; Fundou Cia. Editora Nacional e Cia. Petróleo do Brasil (1931); Fundou Cia. Editora Nacional e Cia. Petróleo do Brasil (1931); Preso por escrever à Getúlio Vargas; Preso por escrever à Getúlio Vargas; Destacam-se suas obras de cunho regionalista; Destacam-se suas obras de cunho regionalista; Atacou o Modernismo; Atacou o Modernismo; Característica da linguagem: oralidade. Característica da linguagem: oralidade.

9 Obras Contos regionalistas Urupês Urupês Ideias de Jeca Tatu Ideias de Jeca Tatu Cidades Mortas Cidades Mortas Negrinha NegrinhaRomances O Mundo da Lua O Mundo da Lua O Presidente Negro O Presidente Negro O Macaco que se Fez Homem O Macaco que se Fez Homem Correspondência e artigos A Barca de Gleyre A Barca de Gleyre O Escândalo do Petróleo O Escândalo do Petróleo Mr. Slang e o Brasil Mr. Slang e o Brasil Escreveu ainda dezessete livros de literatura infantil

10 Augusto dos Anjos ( ) Eu, filho do carbono e do amoníaco. Paraibano; Paraibano; Poeta inclassificável; Poeta inclassificável; Único livro: Eu (1912); Único livro: Eu (1912); Produzia poesias violentas; Produzia poesias violentas; Combinou inovações arrojadas com elementos parnasianos e simbolistas; Combinou inovações arrojadas com elementos parnasianos e simbolistas; Antecipações modernas; Antecipações modernas; Técnicas expressionistas. Técnicas expressionistas.

11 Graça Aranha ( ) Dotado de cultura européia; Dotado de cultura européia; Participou de movimentos vanguardistas; Participou de movimentos vanguardistas; Visão filosófica e artística; Visão filosófica e artística; Marco do início do pré-modernismo. Marco do início do pré-modernismo.

12 Obras Romances Canaã; Canaã; A Viagem Maravilhosa. A Viagem Maravilhosa. Abertura da Semana de Arte Moderna A Emoção Estética da Arte Moderna A Emoção Estética da Arte Moderna Conferência proferida na Academia Brasileira de Letras O Espírito Moderno O Espírito Moderno

13 Primeira Fase Modernista

14 Fernando Pessoa Nasceu em Lisboa; Nasceu em Lisboa; Cursou Letras; Cursou Letras; Partes de suas obras eram publicadas em revistas; Partes de suas obras eram publicadas em revistas; 1934: Mensagem ganha 2º lugar em prêmio; 1934: Mensagem ganha 2º lugar em prêmio; Com Mensagem fez épica moderna a partir de sugestões camonianas Com Mensagem fez épica moderna a partir de sugestões camonianas Poética experimental; Poética experimental; Várias máscaras; Várias máscaras; Possui heterônimos. Possui heterônimos.

15 Heterônimos Nascido em 1889; Nascido em 1889; Simples, foi criado no campo e nele viveu, alheio a sofisticação cultural dos que o tomam por mestre; Simples, foi criado no campo e nele viveu, alheio a sofisticação cultural dos que o tomam por mestre; Poesia menos elaborada; Poesia menos elaborada; Paganismo; Paganismo; Ensina que o mundo não é um enigma que temos que desvendar; Ensina que o mundo não é um enigma que temos que desvendar; Alberto Caeiro Cultor dos clássicos gregos e latinos; Cultor dos clássicos gregos e latinos; Influência de Alberto Caeiro; Influência de Alberto Caeiro; Temas clássicos da brevidade da vida; Temas clássicos da brevidade da vida; Métrica perfeita e sem rimas; Métrica perfeita e sem rimas; Ricardo Reis

16 Álvaro de Campos Nascido em 1890; Nascido em 1890; Se assemelha com Fernando Pessoa; Se assemelha com Fernando Pessoa; Fez Pessoa se manter em sua pele; Fez Pessoa se manter em sua pele; Prosa de forma poética; Prosa de forma poética;

17 AutoresObrasGêneros Fernando Pessoa ele-mesmo Mensagem, Poemas Dramáticos, O Marinheiro, Poesias de Fernando Pessoa, Quadros ao Gosto Popular, Poemas Ingleses, Poemas Franceses, Poemas Traduzidos. Poesia. Nacionalismo; poemas mais próximos da tradição literária portuguesa. Heterônimos Alberto Caeiro Poemas de Alberto Caeiro (O Guardador de Rebanhos) Poesia. Registro das sensações sem a mediação do pensamento. Ricardo Reis Odes de Ricardo Reis Odes horacianas. O racionalista pagão, a mentalidade clássica, o carpe diem. Álvaro de Campos Poesias Poesia. O eu moderno, radical, neurótico. O engenheiro amante da civilização e do progresso.

18 Mário de Andrade ( ) Professor de Historia da Música; Professor de Historia da Música; Um dos responsáveis pela Semana de Arte Moderna; Um dos responsáveis pela Semana de Arte Moderna; Soube conciliar vida de intensa criação literária com o estudo da música, das artes plásticas e do folclore brasileiro. Soube conciliar vida de intensa criação literária com o estudo da música, das artes plásticas e do folclore brasileiro. Poesias, contos, romance e ensaios. Poesias, contos, romance e ensaios.

19 Oswald de Andrade ( ) escritor,ensaísta e dramaturgo brasileiro escritor,ensaísta e dramaturgo brasileiro O mais radical modernista de 22; O mais radical modernista de 22; Criativa vontade de transgredir; Criativa vontade de transgredir; Personagem de perpétua revolta, guiado por uma infinita curiosidade: Personagem de perpétua revolta, guiado por uma infinita curiosidade: Encaixo tudo, somo, incorporo. Encaixo tudo, somo, incorporo.

20 Obras Poesia Influenciou muito a poesia brasileira posterior (como a de Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Mello Neto, o Concretismo e Manoel de Barros). Influenciou muito a poesia brasileira posterior (como a de Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Mello Neto, o Concretismo e Manoel de Barros).Romance Seus romances ainda não são devidamente conhecidos, porém "Memórias Sentimentais de João Miramar", por exemplo, foi escrito antes de 1922, antecipando toda a linguagem do modernismo brasileiro. Seus romances ainda não são devidamente conhecidos, porém "Memórias Sentimentais de João Miramar", por exemplo, foi escrito antes de 1922, antecipando toda a linguagem do modernismo brasileiro.Teatros O Homem e o Cavalo O Homem e o Cavalo A Morta A Morta O Rei da Vela O Rei da Vela

21 Manuel Bandeira ( ) 1917: publicou seu primeiro livro, A Cinza das Horas; 1917: publicou seu primeiro livro, A Cinza das Horas; Pertenceu à Academia Brasileira de Letras; Pertenceu à Academia Brasileira de Letras; Poesia caracteriza-se pela amplitude do âmbito; Poesia caracteriza-se pela amplitude do âmbito; Conservou e adaptou ao espírito moderno; Conservou e adaptou ao espírito moderno; Herança do lirismo português; Herança do lirismo português; Sua obra lembra a de Gonçalves Dias Sua obra lembra a de Gonçalves Dias Temas: a morte, a recordação da infância, o cotidiano simples, a melancolia, o erotismo. Temas: a morte, a recordação da infância, o cotidiano simples, a melancolia, o erotismo. Linguagem poética: musicalidade; Linguagem poética: musicalidade; Não obediente à padrões estabelecidos. Não obediente à padrões estabelecidos.

22 Segunda fase modernista

23 Graciliano Ramos ( ) Suas histórias têm grande significado sociológico. Mostram a situação crítica dos proletários rurais, sob o mando opressor dos senhores de engenho, num sertão sempre sobressaltado pela presença de cangaceiros e policiais. Suas histórias têm grande significado sociológico. Mostram a situação crítica dos proletários rurais, sob o mando opressor dos senhores de engenho, num sertão sempre sobressaltado pela presença de cangaceiros e policiais.

24 Obras Caetés (1933) (ganhador do prêmio Brasil de literatura); Caetés (1933) (ganhador do prêmio Brasil de literatura); Caetés São Bernardo (1934); São Bernardo (1934); São Bernardo São Bernardo Angústia (1936); Angústia (1936); Angústia Vidas Secas (1938); Vidas Secas (1938); Vidas Secas Vidas Secas A Terra dos Meninos Pelados (1939); A Terra dos Meninos Pelados (1939); A Terra dos Meninos Pelados A Terra dos Meninos Pelados Brandão Entre o Mar e o Amor (1942); Brandão Entre o Mar e o Amor (1942); Brandão Entre o Mar e o Amor Brandão Entre o Mar e o Amor Histórias de Alexandre (1944); Histórias de Alexandre (1944); Histórias de Alexandre Histórias de Alexandre Infância (1945); Infância (1945); Infância Histórias Incompletas (1946); Histórias Incompletas (1946); Histórias Incompletas Histórias Incompletas Insônia (1947); Insônia (1947); Insônia Memórias do Cárcere, póstuma (1953); Memórias do Cárcere, póstuma (1953); Memórias do Cárcere Memórias do Cárcere Viagem, póstuma (1954); Viagem, póstuma (1954); Viagem Linhas Tortas, póstuma (1962); Linhas Tortas, póstuma (1962); Linhas Tortas Linhas Tortas Viventes das Alagoas, póstuma (1962); Viventes das Alagoas, póstuma (1962); Viventes das Alagoas Viventes das Alagoas Alexandre e Outros Heróis, póstuma (1962); Alexandre e Outros Heróis, póstuma (1962); Alexandre e Outros Heróis Alexandre e Outros Heróis Cartas, póstuma (1980); Cartas, póstuma (1980); Cartas O Estribo de Prata, póstuma (1984); O Estribo de Prata, póstuma (1984); O Estribo de Prata O Estribo de Prata Cartas à Heloísa, póstuma (1992); Cartas à Heloísa, póstuma (1992); Cartas à Heloísa Cartas à Heloísa

25 Jorge Amado ( ) Foi um dos escritores brasileiros mais famosos e traduzidos de todos os tempos. Jorge amado foi considerado o autor mais apto da televisão brasileira, com alguns sucessos, como Tieta, Tereza Batista, Gabriela e Dona Flor e seus Dois Maridos. No ano de 1994, sua obra foi reconhecida como o Prêmio Camões, o Nobel da língua portuguesa. Os seus livros foram traduzidos em 49 idiomas, em 55 países. Existiam também alguns exemplares em fitas gravadas para cegos e em Braille. Foi um dos escritores brasileiros mais famosos e traduzidos de todos os tempos. Jorge amado foi considerado o autor mais apto da televisão brasileira, com alguns sucessos, como Tieta, Tereza Batista, Gabriela e Dona Flor e seus Dois Maridos. No ano de 1994, sua obra foi reconhecida como o Prêmio Camões, o Nobel da língua portuguesa. Os seus livros foram traduzidos em 49 idiomas, em 55 países. Existiam também alguns exemplares em fitas gravadas para cegos e em Braille.

26 Obras Romances: *O País do Carnaval, 1931 * Cacau, 1933 * Suor, 1934 *Jubiabá, 1935 * Mar Morto, 1936 * Capitães da Areia, 1936 * Terras do Sem Fim, 1943 * São Jorge dos Ilhéus, Seara Vermelha, entre outras. Novelas - A Morte e a Morte de Quincas Berro Dágua 1959 (publicada juntamente com Os Velhos Marinheiros ou A completa verdade sobre as discutidas aventuras do Comandante Vasco Moscoso de Aragão, capitão de longo curso, in Os velhos marinheiros, Os Velhos Marinheiros ou A completa verdade sobre as discutidas aventuras do comandante Vasco Moscoso de Aragão, capitão de longo curso, 1976 Literatura Infanto-Juvenil: - O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: uma história de amor, A Bola e o Goleiro, O Capeta Carybé, 1986 Romances: *O País do Carnaval, 1931 * Cacau, 1933 * Suor, 1934 *Jubiabá, 1935 * Mar Morto, 1936 * Capitães da Areia, 1936 * Terras do Sem Fim, 1943 * São Jorge dos Ilhéus, Seara Vermelha, entre outras. Novelas - A Morte e a Morte de Quincas Berro Dágua 1959 (publicada juntamente com Os Velhos Marinheiros ou A completa verdade sobre as discutidas aventuras do Comandante Vasco Moscoso de Aragão, capitão de longo curso, in Os velhos marinheiros, Os Velhos Marinheiros ou A completa verdade sobre as discutidas aventuras do comandante Vasco Moscoso de Aragão, capitão de longo curso, 1976 Literatura Infanto-Juvenil: - O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: uma história de amor, A Bola e o Goleiro, O Capeta Carybé, 1986

27 José Lins do Rego ( ) Estréia literária – Em 1932, publica seu primeiro romance: Menino de Engenho. O livro logo atinge enorme repercussão, abrindo caminho para uma série de obras de grande importância em nossa literatura. Estréia literária – Em 1932, publica seu primeiro romance: Menino de Engenho. O livro logo atinge enorme repercussão, abrindo caminho para uma série de obras de grande importância em nossa literatura. Suas histórias têm grande significado sociológico. Mostram a situação crítica dos proletários rurais, sob o mando opressor dos senhores de engenho, num sertão sempre sobressaltado pela presença de cangaceiros e policiais. Suas histórias têm grande significado sociológico. Mostram a situação crítica dos proletários rurais, sob o mando opressor dos senhores de engenho, num sertão sempre sobressaltado pela presença de cangaceiros e policiais. Obra mais admirada – Sua obra máxima é Fogo Morto, romance em que criou figuras imortais, como o seleiro José Amaro e o Capitão Vitorino Carneiro da Cunha, vulgo Papa-Rabo. Obra mais admirada – Sua obra máxima é Fogo Morto, romance em que criou figuras imortais, como o seleiro José Amaro e o Capitão Vitorino Carneiro da Cunha, vulgo Papa-Rabo.

28 Obras Menino de engenho (1932) Menino de engenho (1932) Menino de engenho1932 Menino de engenho1932 Doidinho (1933) Doidinho (1933) Doidinho1933 Doidinho1933 Bangüê (1934) Bangüê (1934) Bangüê1934 Bangüê1934 O Moleque Ricardo (1935) O Moleque Ricardo (1935) O Moleque Ricardo1935 O Moleque Ricardo1935 Usina (1936) Usina (1936) Usina1936 Usina1936 Pureza (1937) Pureza (1937) Pureza1937 Pureza1937 Pedra bonita (1938) Pedra bonita (1938) Pedra bonita1938 Pedra bonita1938 Riacho doce (1939) Riacho doce (1939) Riacho doce1939 Riacho doce1939 Água-mãe (1941) Água-mãe (1941) Água-mãe1941 Água-mãe1941 Fogo morto (1943) Fogo morto (1943) Fogo morto1943 Fogo morto1943 Eurídice (1947) Eurídice (1947) Eurídice1947 Eurídice1947 Cangaceiros (1953) Cangaceiros (1953) Cangaceiros1953 Cangaceiros1953 Histórias da velha Totonha (1936) Histórias da velha Totonha (1936) Histórias da velha Totonha1936 Histórias da velha Totonha1936 Meus Verdes Anos (memórias) (1956) Meus Verdes Anos (memórias) (1956) Meus Verdes Anos (memórias)1956 Meus Verdes Anos (memórias)1956

29 Erico Veríssimo - A temática dos seus romances é tipicamente brasileira, tendendo para o regionalismo. A tentativa de recriação genealógica e social da história do Rio Grande do Sul atinge seu ponto culminante na trilogia - A temática dos seus romances é tipicamente brasileira, tendendo para o regionalismo. A tentativa de recriação genealógica e social da história do Rio Grande do Sul atinge seu ponto culminante na trilogia O Tempo e O Vento: O Continente, O Retrato, e O Arquipélago. O Tempo e O Vento: O Continente, O Retrato, e O Arquipélago. - Em 1932, por sugestão de amigos, Erico Veríssimo reúne os seus contos no livro Fantoches. - Em 1932, por sugestão de amigos, Erico Veríssimo reúne os seus contos no livro Fantoches. -Seus romances foram traduzidos para várias línguas. Ao lado de Jorge Amado, é um dos autores mais traduzidos no mundo. -Seus romances foram traduzidos para várias línguas. Ao lado de Jorge Amado, é um dos autores mais traduzidos no mundo.

30 Obras Principais obras: 1. Caetés (romance, 1933) 2. São Bernardo (romance, 1934) 3. Angústia (romance, 1936) 4. Infância (memórias, 1945) 5. Insônia (contos, 1947) 6. Memórias do Cárcere (memórias, 1953) Principais obras: 1. Caetés (romance, 1933) 2. São Bernardo (romance, 1934) 3. Angústia (romance, 1936) 4. Infância (memórias, 1945) 5. Insônia (contos, 1947) 6. Memórias do Cárcere (memórias, 1953)

31 Carlos Drummond de Andrade ( ) Drummond, como os modernistas,segue a libertação proposta por Mário e Oswald de Andrade; com a instituição do verso livre, mostrando que este não depende de um metro fixo.Se dividirmos o modernismo numa corrente mais lírica e subjetiva e outra mais objetiva e concreta, Drummond faria parte da segunda, ao lado do próprio Oswald de Andrade.modernistasOswald de Andrade A poesia de Carlos Drummond a partir da dialética Eu x Mundo", desdobrando-se em três atitudes: A poesia de Carlos Drummond a partir da dialética Eu x Mundo", desdobrando-se em três atitudes: Eu maior que o mundo marcada pela poesia irônica Eu maior que o mundo marcada pela poesia irônica Eu menor que o mundo marcada pela poesia social Eu menor que o mundo marcada pela poesia social Eu igual ao mundo abrange a poesia metafísica Eu igual ao mundo abrange a poesia metafísica

32 Obras - Entre suas principais obras poéticas estão os livros Alguma Poesia (1930) Alguma Poesia (1930) Sentimento do Mundo (1940) Sentimento do Mundo (1940) A Rosa do Povo (1945), A Rosa do Povo (1945), Claro Enigma (1951) Claro Enigma (1951) Poemas (1959) Poemas (1959) Lição de Coisas (1962) Lição de Coisas (1962) Bom tempo (1968) Bom tempo (1968) Corpo (1984) Corpo (1984) Poesia Errante (1988), Poesia Errante (1988), Poesia e Prosa (1992) Poesia e Prosa (1992) Farewell (1996) Farewell (1996)

33 Cecília Meirelles ( ) - Organizou a primeira biblioteca infantil do país e publicou seu primeiro livro "Espectros" em A partir de 1922, passou a integrar a ala católica do movimento modernista. A partir da década de 30 começou a leciona literatura brasileira em diversas universidades. Em 1935, o suicídio do marido a forçou a ampliar suas atividades de professora e jornalista, para educar as filhas. Alcança a maturidade como poeta em 1938 com a publicação de "Viagem", premiado pela Academia Brasileira de Letras. - Organizou a primeira biblioteca infantil do país e publicou seu primeiro livro "Espectros" em A partir de 1922, passou a integrar a ala católica do movimento modernista. A partir da década de 30 começou a leciona literatura brasileira em diversas universidades. Em 1935, o suicídio do marido a forçou a ampliar suas atividades de professora e jornalista, para educar as filhas. Alcança a maturidade como poeta em 1938 com a publicação de "Viagem", premiado pela Academia Brasileira de Letras.

34 Obras Principais obras Principais obras Espectros (1919) Nunca Mais e Poemas dos Poemas (1923) Baladas para El-Rey (1925) A Viagem (1939) Vaga Música (1942) Mar Absoluto (1945) Espectros (1919) Nunca Mais e Poemas dos Poemas (1923) Baladas para El-Rey (1925) A Viagem (1939) Vaga Música (1942) Mar Absoluto (1945) Retrato Natural (1949) Amor em Leonoreta (1952) Doze Noturnos da Holanda (1952) O Aeronauta (1952) Romanceiro da Inconfidência (1953) Pequeno Oratório de Santa Clara (1955) Pistóia (1955) Canções (1956) Retrato Natural (1949) Amor em Leonoreta (1952) Doze Noturnos da Holanda (1952) O Aeronauta (1952) Romanceiro da Inconfidência (1953) Pequeno Oratório de Santa Clara (1955) Pistóia (1955) Canções (1956) Entre muitas outras.

35 Vinícius de Moraes ( ) Soube dosar o sucesso na poesia (tem vários sonetos antológicos), na música (Garota de Ipanema é a música brasileira mais executada no mundo) e na crônica. Soube dosar o sucesso na poesia (tem vários sonetos antológicos), na música (Garota de Ipanema é a música brasileira mais executada no mundo) e na crônica. Em 1958, é lançado o LP Canção do Amor Demais, que inclui a música Chega de Saudade, composta por ele e Tom Jobim, marco do movimento da Bossa Nova. Em 1958, é lançado o LP Canção do Amor Demais, que inclui a música Chega de Saudade, composta por ele e Tom Jobim, marco do movimento da Bossa Nova.

36 Obras Poemas famosos: 1. Soneto de Fidelidade 2. Soneto de Separação 3. Soneto do Amor Total 4. A Rosa de Hiroshima 5. Receita de Mulher - Obras principais: 1. Forma e Exegese (1935) 2. Ariana, a Mulher (1936) 3. Novos Poemas (1938) 4. Livro de Sonetos (1957) Poemas famosos: 1. Soneto de Fidelidade 2. Soneto de Separação 3. Soneto do Amor Total 4. A Rosa de Hiroshima 5. Receita de Mulher - Obras principais: 1. Forma e Exegese (1935) 2. Ariana, a Mulher (1936) 3. Novos Poemas (1938) 4. Livro de Sonetos (1957)

37 Terceira fase modernista

38 Contexto histórico A terceira fase modernista ocorreu no período que houve o fim da Era Vargas, o populismo, a ditadura e o contexto de guerra fria, fatos que fizeram grande influência para os autores modernistas. A terceira fase modernista ocorreu no período que houve o fim da Era Vargas, o populismo, a ditadura e o contexto de guerra fria, fatos que fizeram grande influência para os autores modernistas.

39 A terceira fase do modernismo está compreendida do ano 1945 até 1960, também conhecida por fase pós-modernista por alguns estudiosos, que afirmam que esta se desenvolve até a atualidade. A terceira fase do modernismo está compreendida do ano 1945 até 1960, também conhecida por fase pós-modernista por alguns estudiosos, que afirmam que esta se desenvolve até a atualidade. Há a continuação de tendências da 1ª e 2ª fase, e enfatizada na prosa. Há a continuação de tendências da 1ª e 2ª fase, e enfatizada na prosa.

40 Os principais autores da terceira fase modernista são: Os principais autores da terceira fase modernista são: Guimarães Rosa Guimarães Rosa Clarice Lispector Clarice Lispector João Cabral de Melo Neto João Cabral de Melo Neto

41 Guimarães Rosa Principais características: Principais características: Regionalismo; Regionalismo; Universalismo; Universalismo; Criação linguística Criação linguística Usa a relação do homem com o sertão como base para seus textos. Usa a relação do homem com o sertão como base para seus textos. Seus textos possuem muitos neologismos, que são palavras novas, como: desafogaréu, cigarrando e justinhamente Seus textos possuem muitos neologismos, que são palavras novas, como: desafogaréu, cigarrando e justinhamente

42 Suas obras são: Suas obras são: Sagarana (1946) Sagarana (1946) Corpo de Baile Corpo de Baile Grande Sertão: Veredas (1956) Grande Sertão: Veredas (1956) Primeiras Estórias (1962) Primeiras Estórias (1962) Tutaméia Tutaméia Terceiras Estórias (1967) Terceiras Estórias (1967) Estas Estórias (1969) Estas Estórias (1969) Ave, Palavra (1970) Ave, Palavra (1970)

43 Clarice Lispector Principais características: Principais características: Predominância de impressões, de sensações; Predominância de impressões, de sensações; Ruptura com a seqüência linear da narrativa; Ruptura com a seqüência linear da narrativa; As ações tem importância secundária; As ações tem importância secundária; Presença da epifania. Presença da epifania. Suas principais personagens são mulheres, mas não se limitam ao espaço do ambiente familiar: Clarice visa a atingir valores essenciais humanos e universais. Suas principais personagens são mulheres, mas não se limitam ao espaço do ambiente familiar: Clarice visa a atingir valores essenciais humanos e universais. Fusão de prosa e poesia, com emprego de figuras de linguagem: metáforas, antíteses (eu x não-eu, ser x não ser), paradoxos, símbolos e alegorias, aliterações e sinestesias; Fusão de prosa e poesia, com emprego de figuras de linguagem: metáforas, antíteses (eu x não-eu, ser x não ser), paradoxos, símbolos e alegorias, aliterações e sinestesias;

44 Obras Romances : Perto do Coração Selvagem (1944); O Lustre (1946); A Cidade Sitiada (1949); A Maçã no Escuro (1961); A Paixão segundo G. H. (1964); Uma Aprendizagem ou Livro dos Prazeres (1969); Água Viva (1973); A Hora da Estrela (1977). Romances : Perto do Coração Selvagem (1944); O Lustre (1946); A Cidade Sitiada (1949); A Maçã no Escuro (1961); A Paixão segundo G. H. (1964); Uma Aprendizagem ou Livro dos Prazeres (1969); Água Viva (1973); A Hora da Estrela (1977). Contos : Alguns Contos (1952); Laços de Família (1960); A Legião Estrangeira (1964); Felicidade Clandestina (1971), Imitação da Rosa (1973), A Via - Crucis do Corpo (1974); A Bela e a Fera (1979). Contos : Alguns Contos (1952); Laços de Família (1960); A Legião Estrangeira (1964); Felicidade Clandestina (1971), Imitação da Rosa (1973), A Via - Crucis do Corpo (1974); A Bela e a Fera (1979). Entrevista : De Corpo Inteiro Entrevista : De Corpo Inteiro Literatura infantil : Mistério do Coelhinho Pensante (1967); A Mulher que Matou os Peixes (1969); A Vida Íntima de Laura (1974), Quase de Verdade. Literatura infantil : Mistério do Coelhinho Pensante (1967); A Mulher que Matou os Peixes (1969); A Vida Íntima de Laura (1974), Quase de Verdade.

45 João Cabral de Melo Neto Principais características: Principais características: no início da carreira, tendência a objetividade; no início da carreira, tendência a objetividade; tendência à substantivação, à economia da linguagem, submetendo as palavras a um processo crescente de depuração, com uso de metáforas, personificações, alegorias e metonímias tendência à substantivação, à economia da linguagem, submetendo as palavras a um processo crescente de depuração, com uso de metáforas, personificações, alegorias e metonímias influenciado por uma concepção arquitetônica, procede à geometrização do poema influenciado por uma concepção arquitetônica, procede à geometrização do poema na década de 50, surge a preocupação política e principalmente a denúncia social do Nordeste e sua gente: os severinos retirantes, as tradições e o folclore regional, a herança medieval, a estrutura agrária canavieira, injusta e desigual. na década de 50, surge a preocupação política e principalmente a denúncia social do Nordeste e sua gente: os severinos retirantes, as tradições e o folclore regional, a herança medieval, a estrutura agrária canavieira, injusta e desigual.

46 Obras: Obras: Prosa : Considerações sobre a Poeta Dormindo (1941); Juan Miró (1950) Prosa : Considerações sobre a Poeta Dormindo (1941); Juan Miró (1950) Poesia : Pedra do Sono (1942) Poesia : Pedra do Sono (1942) Engenheiro (1945) Engenheiro (1945) Psicologia da Composição (1947) Psicologia da Composição (1947) O cão sem Plumas (1950) O cão sem Plumas (1950) Rio (1954) Rio (1954) Quaderna (1960) Quaderna (1960) Dois Parlamentos (1961) Dois Parlamentos (1961) A Educação pela Pedra (1966) A Educação pela Pedra (1966) Museu de Tudo (1975) Museu de Tudo (1975) Escola das Facas (1987) Escola das Facas (1987) Auto do Frade (1984) Auto do Frade (1984) Agrestes (1985) Agrestes (1985) Crime na Calle Relator (1987) Crime na Calle Relator (1987) Sevilha Andando ( ). Sevilha Andando ( ).

47 Arte Modernista

48 Arte Buscou romper com padrões antigos Buscou romper com padrões antigos Novas formas de expressão Novas formas de expressão Cores vivas, figuras deformadas, cubismo e cenas sem lógica Cores vivas, figuras deformadas, cubismo e cenas sem lógica Marco inicial: Semana da arte moderna Marco inicial: Semana da arte moderna Por muitos não entenderem acabavam criticando a arte. Por muitos não entenderem acabavam criticando a arte.

49 Cubismo Cubismo Futurismo Futurismo Expressionismo Expressionismo

50 Tarsila do Amaral Fez parte do grupo dos 5: Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Menotti del Pichia e Anita Malphatti. Fez parte do grupo dos 5: Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Menotti del Pichia e Anita Malphatti. Antropofagia Antropofagia Estética de cunho nacionalista Estética de cunho nacionalista Cubismo, cores alegres, temas sociais, cotidiano e paisagens do Brasil Cubismo, cores alegres, temas sociais, cotidiano e paisagens do Brasil

51 Obras

52 Di Cavalcanti Pintor, ilustrador e desenhista de jóias Pintor, ilustrador e desenhista de jóias A semana de arte moderna foi sua idéia A semana de arte moderna foi sua idéia Temas nacionais e populares como: favelas, operários, soldados, marinheiros, belos negros e festas populares Temas nacionais e populares como: favelas, operários, soldados, marinheiros, belos negros e festas populares Arte com abordagem sensual e tropical Arte com abordagem sensual e tropical

53 Principais Obras

54 Candido Portinari Temas sociais, favelas e retirantes Temas sociais, favelas e retirantes Pintou mais de 5 mil obras Pintou mais de 5 mil obras Temas do cotidiano Temas do cotidiano

55

56 Villa-Lobos No dia 17 de Fevereiro Villa-Lobos entrou no palco calçando um sapato e um chinelo. Foi vaiado. No dia 17 de Fevereiro Villa-Lobos entrou no palco calçando um sapato e um chinelo. Foi vaiado. O povo considerou uma atitude futurista e desrespeitosa, mas o mesmo estava com um pé com um calo O povo considerou uma atitude futurista e desrespeitosa, mas o mesmo estava com um pé com um calo

57 Lais Karina Lais Karina Jessica Vertuan Jessica Vertuan Leticia Okushigue Leticia Okushigue Fabio Mazzarella Fabio Mazzarella


Carregar ppt "Autores do Modernismo. Autores e Obras Pré modernismo e 1ª fase modernista."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google