A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMANA DE ARTE MODERNA 1922. Nós não sabíamos o que queríamos, mas sabíamos o que não queríamos. (Mário de Andrade)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMANA DE ARTE MODERNA 1922. Nós não sabíamos o que queríamos, mas sabíamos o que não queríamos. (Mário de Andrade)"— Transcrição da apresentação:

1 SEMANA DE ARTE MODERNA 1922

2 Nós não sabíamos o que queríamos, mas sabíamos o que não queríamos. (Mário de Andrade)

3 CONTEXTO HISTÓRICO FORTALECIMENTO DA POLÍTICA CAFÉ-COM-LEITE (A política do café-com-leite foi uma política de revezamento do poder nacional executada na República Velha pelos estados de São Paulo- mais poderoso economicamente, principalmente devido à produção de café - e Minas Gerais - maior pólo eleitoral do país da época e produtor de leite.) Surgimento da burguesia industrial, principalmente em São Paulo; Aumento do número de imigrantes europeus (notadamente os italianos); Descontentamento da burguesia industrial com a política federal voltada para a produção e a exportação do café;

4 SEMANA DE ARTE MODERNA 1922 Ocorreu em São Paulo no Teatro Municipal da cidade nos dias 13,15 e 17 de fevereiro de Foram apresentadas poesia, música e palestras sobre modernidade. Teve como motivação para sua realização, fatos essenciais chamados de ANTECEDENTES DA SEMANA.

5 ANTECEDENTES DA SEMANA 1912, Oswald de Andrade retorna da Europa, impregnado do Futurismo de Marinetti. 1913, Lasar Segall, pintor lituano, realiza a primeira exposição de pintura não acadêmica em nosso país, nas palavras de Mario de Andrade. 1914, a primeira exposição de pintura de Anita Malfati, que retorna da Europa trazendo influencias pós-impressionistas. 1915, organização na revista Orpheu, com manifestos e poemas do Modernismo português.

6 ANTECEDENTES DA SEMANA Publicação de Há uma gota de sangue em cada poema; livro de Mário de Andrade; A cinza das horas, de Manuel Bandeira e Carnaval. Influência direta dos movimentos de Vanguardas que – em um momento de necessidade de abandono dos antigos ideais estéticos do século XIX – chegavam ao país exemplares do futurismo e começavam a influenciar alguns escritores. A jovem pintora Anita Malfati trazia da Europa experiências das novas vanguardas e em 1917 realizou a primeira exposição modernista brasileira, com influencias do cubismo, expressionismo e futurismo. A exposição causa escândalo e é alvo de duras criticas de Monteiro Lobato, o que foi estopim para que a Semana de Arte Moderna acontecesse.

7 OBJETIVOS Colocar a cultura brasileira a par das correntes de vanguarda do pensamento europeu e pregar a tomada de consciência da realidade brasileira; Renovação da linguagem; Ruptura com o passado; Apresentar novas idéias e conceitos artísticos como: a nova poesia através da declamação; O movimento possuía duas vertentes: destruidora e criadora. Ocorreu em uma época cheia de turbulências políticas e sociais, econômicas e culturais; Foi alvo de críticas em parte ignorada e não foi bem entendida na época de sua realização.

8 PRINCIPAIS ARTISTAS Os principais nomes do nascente modernismo brasileiro foram Menotti de Picchia, Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Manuel Bandeira e Cassiano Ricardo, na literatura; Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, e Emiliano Di Cavalcanti, na pintura; Guiomar Novais e Heitor Villa-Lobos, na música; e Victor Brecheret, na escultura.


Carregar ppt "SEMANA DE ARTE MODERNA 1922. Nós não sabíamos o que queríamos, mas sabíamos o que não queríamos. (Mário de Andrade)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google