A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Igreja Bíblica das Nações Academia de Sabedoria – 26/07/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Igreja Bíblica das Nações Academia de Sabedoria – 26/07/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Igreja Bíblica das Nações Academia de Sabedoria – 26/07/2013

2 Palavra grega kharis que significa bondade, favor, amor, dom, dom gratuito. 1 Pedro 4:10 Como explicar a vida relativamente ordenada que há no mundo, se ele jaz no pecado? Como explicar que o homem pecador ainda carrega algum conhecimento de Deus, entende a diferença entre o bem e o mal?

3 Agostinho – não usava especificamente a palavra graça, mas falava dela. Salientava total incapacidade do homem e sua absoluta dependência de Deus. Acreditava que na depravação total do homem e que mesmo as coisas boas que os homens faziam eram pecaminosas pois não eram para a glória de Deus. Pelágio – contrariava Agostinho. Dizia que as ações boas eram apenas da liberdade inata do homem. A natureza do homem não era má, era boa. Idade Média – segundo pensamento católico roamno predominante as pessoas poderiam desenvolver virtudes morais por seus próprios esforços.

4 Lutero – afirmava que o homem decaído era capaz de fazer alguma coisa boa e louvável, embora incapaz de fazer qualquer bem espiritual. Calvino – não concordava com Lutero. Concordou com Agostinho na questão da depravação total, porém discordou dele quando dizia que as coisas boas que os homens faziam eram pecaminosas. Nisto, desenvolveu o pensamento de graça comum e graça particular (ou especial).

5 Expressa a ideia de que esta graça de Deus se estende a todos os homens. Salmos 145:9 Se apresenta em três títulos: Graça comum universal: se estende a todas as criaturas (Mt 6:26-30) Graça Comum Geral: se estende a comunidade/ humanidade (Mt 5:45) Graça comum pactual: se estende aos que vivem na esfera da aliança, eleitos ou não (Gn 17:20)

6 Não execução do homem pecador: Is 48:9 Restrição do pecado: Gn 6:3 Preservação da verdade, moralidade e religião: Rm 2:15 Bênçãos naturais: Sl 145:15-16

7 Destina-se aos eleitos (Rm 11:5; Gl 1:15,16) Trata de uma ação de Deus, pelo Espírito, o qual opera irresistivelmente na mente e no coração do homem para que creia e receba a salvação em Cristo. – Paulo ouviu o chamado irresistível de Deus, não por sua vontade, mas de Deus tornou-se apóstolo. (1 Co 1:1) A graça especial (ou particular, ou salvadora, ou eficaz) evidencia a salvação (Ef 2:8), serviço (1 Pe 4:11), santificação (2 Pe 3:18).

8 GRAÇA COMUMGRAÇA ESPECIAL A TODOS OS HOMENSAOS ELEITOS NÃO SALVAPROVEM DO CHAMADO DE DEUS AO HOMEM PECADOR, SALVANDO E REGENERANDO É RESISTIVELÉ IRRESSISTIVEL. TORNA O CORAÇÃO DO HOMEM SENSÍVEL AO CHAMDO DE DEUS É COMUM E RACIONALAGE DE MANEIRA ESPIRITUAL E RECRIADORA, RENOVANDO A NATUREZA DO HOMEM

9 Não há duas espécies de graça em Deus, mas somente uma graça. Ela é a perfeição de Deus em virtude da qual ele mostra imerecido favor ao homem. Contudo, esta graça de Deus se manifesta em diferentes dons e operações. Todas as bênçãos são manifestações da graça de Deus ao homem em geral.

10 Romanos 2:4 2 Timóteo 1:9 Romanos 6:22,23 Devemos louvar e agradecer a Deus por sua maravilhosa graça. BIBLIOGRAFIA: Teologia Sistemática - BERKHOF


Carregar ppt "Igreja Bíblica das Nações Academia de Sabedoria – 26/07/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google