A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bolsista: Diego Stigger Marins (BIC/UFRGS) Orientadora: Cleci Regina Bevilacqua AS DIFICULDADES NA DELIMITAÇÃO DOS CONCEITOS DE TERMOS DA GESTÃO AMBIENTAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bolsista: Diego Stigger Marins (BIC/UFRGS) Orientadora: Cleci Regina Bevilacqua AS DIFICULDADES NA DELIMITAÇÃO DOS CONCEITOS DE TERMOS DA GESTÃO AMBIENTAL."— Transcrição da apresentação:

1 Bolsista: Diego Stigger Marins (BIC/UFRGS) Orientadora: Cleci Regina Bevilacqua AS DIFICULDADES NA DELIMITAÇÃO DOS CONCEITOS DE TERMOS DA GESTÃO AMBIENTAL EM PORTUGUÊS E DE SEUS EQUIVALENTES EM ESPANHOL

2 OBJETIVO DO TRABALHO Demonstrar as dificuldades na delimitação de termos relativos à gestão ambiental que pertencem ao vocabulário comum da língua portuguesa e de seus respectivos equivalentes em língua espanhola.

3 emissor especialista em determinada área estudantes (caso onde o texto será de menor nível de especialização) destinatário especialista estudantes da área leigos temática tratada objetivo do texto FATORES QUE INFLUEM NA CARACTERIZAÇÃO DE UM TEXTO EM LINGUAGEM ESPECIALIZADA

4 Textos de menor nível de especialização (-NE): sites de divulgação reportagens artigos Textos de maior nível de especialização (+NE): normas ISO leis

5 Tabela 1: GRUPOS DE TRAÇOS SEMÂNTICOS ORIGEM ANIMAL COMERCIAL COMUM DOMÉSTICO ESPECIAL FARMACÊUTICO HUMANO HOSPITALAR INDUSTRIAL MINERAL NATURAL QUÍMICO RADIATIVO/RADIOA TIVO SANITÁRIO PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS FEZES GASOSO INFECTANTE INORGÂNICO LÍQUIDO NÃO-RECICLÁVEL ORGÂNICO PASTOSO RECICLÁVEL RESÍDUO SECO SEMI-SÓLIDO SÓLIDO TÓXICO ÚMIDO MANEJO COLETA DISPOSIÇÃO TRANSPORTE TRATAMENTO

6 Tabela 2: MAPEAMENTO DOS TRAÇOS SEMÂNTICOS DO GRUPO MANEJO manejodejetoslixorejeitosresíduos -NE+N E -NE +NE -NE+N E -NE +NE coleta disposição transporte tratamento XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXX

7 Tabela 3: MAPEAMENTO DOS TRAÇOS SEMÂNTICOS DE RESÍDUOS: GRUPO ORIGEM -NE+NE X ANIMAL COMERCIAL COMUM DOMÉSTICO ESPECIAL FARMACÊUTICO HUMANO HOSPITALAR INDUSTRIAL MINERAL QUÍMICO RADIATIVO/RADIOATIVO SANITÁRIO

8 Tabela 4: MAPEAMENTO DOS TRAÇOS SEMÂNTICOS DE RESÍDUOS: GRUPO PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS FEZES GASOSO INFECTANTE INORGÂNICO LÍQUIDO NÃO-RECICLÁVEL ORGÂNICO PASTOSO RECICLÁVEL SECO SEMI-SÓLIDO SÓLIDO TÓXICO ÚMIDO -NE+NE XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

9 Tabela 5: MAPEAMENTO DOS TRAÇOS SEMÂNTICOS DE DEJETOS: GRUPO PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS FEZES GASOSO INFECTANTE INORGÂNICO LÍQUIDO NÃO-RECICLÁVEL ORGÂNICO PASTOSO RECICLÁVEL SECO SEMI-SÓLIDO SÓLIDO TÓXICO ÚMIDO LCLE XXXXX-X-XX-XX-XXXXX-X-XX-XX- X---X-X-X--XX-X---X-X-X--XX-

10 Tabela 6: MAPEAMENTO DOS TRAÇOS SEMÂNTICOS DE DEJETOS: GRUPO ORIGEM ANIMAL COMERCIAL COMUM DOMÉSTICO ESPECIAL FARMACÊUTICO HUMANO HOSPITALAR INDUSTRIAL MINERAL QUÍMICO RADIATIVO/RADIOATIVO SANITÁRIO -NE+NE X - X - X - X - X - X - X - X

11 CONCLUSÕES O estudo realizado, através do exame constrastivo entre os quatro termos – dejetos, lixo, rejeitos e resíduos – permitiu: delimitar de maneira eficiente o alcance de cada termo, revelando que, antes de uma relação de sinonímia, têm-se quatro termos distintos; demonstrar que resíduo opera como hiperônimo deste grupo de termos; identificar os termos dejetos, lixo e rejeitos como hipônimos de resíduo. Este estudo é primordial tanto para o trato da definição quanto para a busca de seus equivalentes em língua espanhola.

12 Bibliografia KRIEGER, M.G.; FINATTO, M.J. (2004) Introdução à Terminologia: Teoria e Prática. São Paulo: Contexto. KRIEGER, M.G.; MACIEL, A.M. (2004) Temas de Terminologia. Porto Alegre/São Paulo: Editora da Universidade - UFRGS/ Humanitas - FFLCH/USP


Carregar ppt "Bolsista: Diego Stigger Marins (BIC/UFRGS) Orientadora: Cleci Regina Bevilacqua AS DIFICULDADES NA DELIMITAÇÃO DOS CONCEITOS DE TERMOS DA GESTÃO AMBIENTAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google