A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Aluno José Cleidimário Araújo Leite Professora Iana Alexandra Alves Rufino UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Aluno José Cleidimário Araújo Leite Professora Iana Alexandra Alves Rufino UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE."— Transcrição da apresentação:

1 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Aluno José Cleidimário Araújo Leite Professora Iana Alexandra Alves Rufino UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL Campina Grande - Paraíba Junho Disciplina: Saneamento Ambiental

2 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Objetivo do seminário Apresentar as principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação a serem adotas pelos seus usuários.

3 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Introdução Áreas de recreação São áreas que têm como finalidade proporcionar lazer, entretenimento e diversão a crianças, jovens e adultos.

4 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Introdução Tipos de áreas de recreação Parques de recreação Balneários Complexos esportivos de escolas Praias Academias de ginástica, etc.

5 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Finalidade do saneamento em áreas de recreação Proporcionar condições sócio-ambientais com maior segurança, saúde e qualidade de vida aos usuários, bem como garantir a preservação do meio ambiente.

6 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Alguns problemas resultantes da falta de saneamento em áreas de recreação Água com qualidade inadequada para consumo ou higiene Tipos: águas sem tratamento químico, água salgada, água contaminada, etc. Ocorrência: Ginásios esportivos de escolas Balneários Parques aquáticos

7 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Alguns problemas resultantes da falta de saneamento em áreas de recreação Incidência de resíduos sólidos orgânicos e inertes Tipos: restos de comida, papel, plástico, etc. Ocorrência: Praias Praças Parques

8 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Alguns problemas resultantes da falta de saneamento em áreas de recreação Existência de resíduos líquidos Tipos: dejetos de animais, esgotos domésticos e industriais, etc. Ocorrência: Dejetos de animais: Parques, praias, praças, etc. Esgotos domésticos e industriais: principalmente em praias e arredores

9 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Alguns problemas resultantes da falta de saneamento em áreas de recreação Areias contaminadas Tipos: Dejetos de animais, microorganismos e bactérias patogênicas. Ocorrência: Praias Parques Áreas de recreação escolar

10 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Alguns problemas resultantes da falta de saneamento em áreas de recreação Áreas com gramados mal cuidados (fonte de contaminação) Tipos: Dejetos de animais, insetos, microorganismos e bactérias patogênicas, etc. Ocorrência: Parques Praças Balneários Áreas de recreação escolar

11 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação Parques de recreação Análise bacteriológica seguida de sanitização ou substituição da areia; Coleta seletiva dos resíduos sólidos, não orgânicos; Coleta e destino adequados dos resíduos orgânicos; Coleta e destino adequados dos dejetos de animais; Não permitir o contato de animas com a areia, se for o caso; Disponibilidade de banheiros, sanitários e lavatórios para higienização; Controle de insetos (quando possível).

12 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação Balneários Tratamento e acompanhamento da qualidade da água; Coleta seletiva dos resíduos sólidos, não orgânicos; Coleta e destino adequados dos resíduos orgânicos; Disponibilidade de banheiros, sanitários e lavatórios para higienização; Poda e controle de parasitas em gramados, se for o caso.

13 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação Complexos esportivos de escolas Oferta de água potável para consumo; Coleta seletiva dos resíduos sólidos; Limpeza de pisos e assentos nos ginásios; Poda e controle de parasitas em gramados; Disponibilidade de banheiros, sanitários e lavatórios para higienização.

14 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação Praias Verificação e controle de poluição da água; Coleta seletiva dos resíduos sólidos; Coleta e destino adequados dos resíduos orgânicos; Coleta e destino adequados de dejetos de animais; Análise bacteriológica da areia e redução de risco de contaminação; Informar sobre medidas de prevenção e locais impróprios para banho; Tratamento dos efluentes urbanos e industriais com destino ao mar.

15 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Principais medidas de saneamento ambiental em áreas de recreação Academias de ginástica Coleta seletiva dos resíduos sólidos; Coleta e destino adequados dos resíduos orgânicos; Disponibilidade de banheiros, sanitários e lavatórios para higienização; Higienizacão periódica e permanente de equipamentos e acessórios; Tratamento e acompanhamento da qualidade da água em piscinas, se houver.

16 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Conclusões As áreas de recreação em sua totalidade apresentam limitações e riscos à saúde e à qualidade de vida dos usuários, o que pode estar relacionado com a falta de políticas de incentivo por parte dos governantes e órgãos competentes, e também com as práticas inadequadas de alguns usuários. Neste sentido, para que o saneamento ambiental em áreas de recreação seja aplicado de forma eficiente, é necessário não apenas iniciativas políticas e institucionais, mas ainda a adoção de práticas de educação ambiental por parte das pessoas que usam ou frequentam as áreas de recreação.

17 Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Bibliografia consultada Rodrigues, M. M.; Araújo, A.; Machado, D.; Fonseca, F. A. R. da; Ribeiro Júnior, M. A. A Importância das Condições de Higiene em Áreas de Recreação Infantil. Centro Universitário Federal de Alfenas - CEUFE. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Belo Horizonte – 12 a 15 de setembro de FUNASA (Fundação Nacional de Saúde – Ministério da Saúde). Manual de Saneamento. Brasília, 2006, 409 p. Notas de aula da disciplina Saneamento Ambiental.

18 Obrigado a todos pela atenção


Carregar ppt "Saneamento Ambiental em Áreas de Recreação Aluno José Cleidimário Araújo Leite Professora Iana Alexandra Alves Rufino UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google